Jujuba Jóias
moda
tendências
viagens
beleza
decor
cultura
culinária
17 jan 2022
Você usa shampoo corretamente? Especialista lista 5 erros comuns!
A cabeleireira Janny Mota explica que o uso incorreto pode ocasionar problemas no couro cabeludo e queda dos fios.
A lavagem dos cabelos pode parecer uma tarefa simples, considerando que se trata de um hábito adquirido desde a infância e, muitas vezes, de maneira diária. Porém, o que muitos não imaginam a forma com que se faz o processo pode ser prejudicial à saúde dos cabelos.
A cabeleireira Janny Mota explica que alguns erros afetam o couro cabeludo e podem resultar na queda de cabelo e no aparecimento de caspa. Ela fez uma lista com cinco maneiras que podem estar afetando na estrutura e aparência dos fios. Confira!
1- A frequência das lavagens
Janny conta que tanto o excesso quanto a falta de lavagens pode ser um fator negativo:
“Espaçar demais as lavagens resulta em coceira e irritações no couro cabeludo. Por outro lado, se exceder na quantidade de lavagens, pode deixar o couro cabeludo seco e resultar na produção extra de oleosidade para compensar. Se seu couro cabeludo não é oleoso ou se tem cabelo cacheado ou crespo, lavar o cabelo cerca de duas vezes na semana é suficiente”.
2- Não molhar o cabelo o suficiente
Para que a limpeza seja efetiva, o shampoo só deve ser aplicado quando todo o cabelo estiver encharcado.
A água ajuda a soltar o óleo, sujeira e resíduos de produto da raiz do cabelo.
“Quando os fios não estão completamente molhados, o produto não espalha direito e, assim, a tendência é exagerar na quantidade de produto. Por isso, é fundamental retirar bem o shampoo antes de aplicar o condicionador para não diminuir sua eficácia. A água fria, na última lavada, ajuda a selar as cutículas e dar brilho aos fios”, detalha.
3- Usar o mesmo shampoo sempre
A ideia de que os fios se “acostumam” com o produto após algum tempo é um mito. É importante que haja a mudança do tipo de produto, de acordo com as variações do cabelo.
“No verão os fios demandam uma limpeza mais robusta. Já no inverno, quando o clima está mais seco, a necessidade de hidratação tende a ser maior. Fios que passaram por processos químicos, como alisamento ou tintura, pedem cuidados específicos para estarem saudáveis e brilhosos”.
4- Esfregar o shampoo com força
Mota explica o modo correto de como massagear o couro cabeludo.
“O processo deve ser feito delicadamente, pois ao esfregar a região com força pode resultar na quebra dos fios e até machucar o couro cabeludo. Para evitar arranhões e cortes no couro cabeludo, aplique o produto usando a ponta dos dedos e não as unhas”.
5- Aplicar shampoo nas pontas
Um erro comum que, na correria do dia a dia, pode passar despercebido, porém causa uma série de problemas é a aplicação do shampoo nas pontas do cabelo. Isso pode ressecar os fios e causar nós difíceis de desembaraçar, facilitando a quebra.
“O ideal é espalhar o produto da raiz, onde é produzida a oleosidade natural do couro cabeludo, até metade do comprimento. A água corrente naturalmente irá levar o shampoo às pontas durante a lavagem, o que é o suficiente. A lavagem deve ser iniciada pela frente da cabeça, na região da testa, e continuada para a parte de trás”, finaliza.
Fonte: Thiago Freitas ([email protected]) / cabeleireira Janny Mota
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

POSTS RELACIONADOS

14 jan 2022

O ano já começou e, junto às novas metas e hábitos, é essencial não se esquecer dos cuidados diários com a saúde – e a atenção com a alimentação é um dos fatores mais importantes.

A ingestão de frutas é um dos melhores caminhos para aumentar a proteção contra diversas doenças. Renata Guirau, nutricionista do Oba Hortifruti, explica que elas são ótimas fontes de componentes antioxidantes, “que irão ajudar a manter o sistema imunológico mais resistente e capaz de enfrentar os agressores, como o vírus da gripe. Alguns desses componentes são as vitaminas C, E, os carotenóides e o licopeno”, diz.

Outra função muito importante, é o auxílio para o bom funcionamento do intestino, principalmente por serem fontes de fibras e água. “Nosso intestino é peça chave para uma boa resposta do nosso sistema imunológico. Geralmente, pessoas com problemas intestinais tendem a ter mais problemas com a imunidade”, ressalta a nutricionista.

Apesar da laranja ser a primeira fruta que pensamos quando o assunto é a recuperação de gripes e resfriados, por exemplo, há também outras excelentes opções como ameixa, pera e pêssego. Todas elas possuem vitamina C e são ricas em fibras, que ajudam indiretamente no reforço da nossa imunidade. Além disso, a ameixa e o pêssego são boas fontes de carotenóides, antioxidantes importantes para a saúde imunológica.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre essas frutas poderosas, que tal incluí-las na sua rotina de um jeito fácil e delicioso? Confira a dica de receita da nutricionista Renata Guirau e não deixe de experimentar!

Suchá de laranja com gengibre

1 colher de sopa de gengibre picado

200mL de água

1 laranja sem casca e sem semente

Pedras de gelo (opcional)

Aqueça a água com os pedaços de gengibre até levantar fervura. Conte 5 minutos e desligue o fogo. Deixe esfriar e coe. Em seguida, bata no liquidificador ou mixer o chá de gengibre frio, a laranja e o gelo (opcional) e beba sem coar.

Se preferir, pode apenas misturar o chá com o suco da laranja espremida.

 

Fonte: Layane Fonseca ([email protected]) / Renata Guirau, nutricionista do Oba Hortifruti

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

POSTS RELACIONADOS

12 jan 2022

Para muitos, medir a altura e a largura da janela e levar essa numeração adiante é o suficiente para escolher a cortina perfeita. Não é. Percebendo a dificuldade de seus consumidores na hora de saber o tamanho ideal da cortina, a Bella Janela, considerada a maior empresa de cortinas da América Latina, elencou 5 principais dicas para descomplicar esse momento.

O ideal é que a largura da cortina seja duas vezes o tamanho do varão para assim, ter uma peça com franzimento e gomos definidos. Por exemplo: se a largura do varão for de 1,5 metros, o correto é adquirir uma cortina com 3 metros;

O varão também é fator importante! Para vedar a luz corretamente, ele deve passar 20 centímetros de cada lado da janela, ou seja, ser 40 centímetros mais largo do que ela;

É importante também se atentar a porcentagem de bloqueio de luz de cada modelo de cortina, verificando se está de acordo com sua necessidade para o ambiente. Todas as cortinas da Bella Janela possuem essa indicação na embalagem.

Ao comprar uma cortina pronta, não esqueça que a medida e o consumo são informações diferentes. A medida é o tamanho que a cortina terá após ser instalada e o consumo é o tamanho da cortina esticada, antes da instalação;

Caso o ambiente onde a cortina for instalada seja alto, coloque o varão entre o teto e a parte superior da janela, ou se preferir, você pode utilizar a cortina do chão ao teto, se o ambiente for mais baixo, procure instalar pelo menos 20 cm acima da janela, sempre centralizando o varão.

As cortinas longas são mais elegantes, porém, a decisão de encostarem ou não no chão é pessoal. Caso você opte por deixá-la encostar no chão, é bom se atentar para que ela não prejudique a circulação e não acumule sujeira. O ideal é que toquem levemente o piso.

“Levar em consideração essas 6 dicas, auxilia a escolher o tamanho e consequentemente o modelo correto de cortina para o ambiente, deixando o local mais elegante, aconchegante, alegre e funcional”, conclui Tatiana Hoffmann, Gerente de Produtos da Bella Janela.

 

Fonte: Amanda Mastrorosa de Souza Brito ([email protected]) / Tatiana Hoffmann, Gerente de Produtos da Bella Janela

Imagem: Bella Janela

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

POSTS RELACIONADOS

10 jan 2022

Com a chegada do período de férias, muitos já estão arrumando as malas para partir ao destino escolhido. Mas, antes do embarque, é importante ficar atento a certas regras de viagem: além dos cuidados essenciais por conta da pandemia, como o uso de máscaras, passaporte de vacina e seguro-viagem com cobertura para Covid-19, o transporte de medicamentos, em especial os de uso contínuo, também merecem atenção especial do viajante.

Para garantir a segurança e tranquilidade dos turistas, o Dr. José Sallovitz, gerente de atendimento médico da Allianz Travel, empresa de seguro-viagem que, no Brasil, atua como representante da Allianz Seguros, apresenta 5 dicas preciosas para se evitar “dores de cabeça” na hora de aproveitar a viagem de férias. Fique atento e boa viagem!

1: Medicamentos de uso contínuo

Sallovitz explica que passageiros que fazem uso de medicação contínua ou controlada podem viajar tranquilamente portando os mesmos, desde que tomem algumas medidas preventivas. Apesar de não ser obrigatório em viagens dentro do Brasil, é recomendado levar uma prescrição médica com o nome do viajante em destaque e onde constem os medicamentos utilizados cotidianamente e que estão sendo transportados.

Já se o destino for no exterior, pode haver diferentes normas sanitárias sendo recomendado que o passageiro leve consigo também uma versão da receita em inglês  e, se possível, a nota fiscal dos medicamentos. Aos usuários de benzodiazepínicos e hipnóticos recomenda-se inclusive, checar se o medicamento utilizado é permitido no país de destino.

2: Qual a quantidade devo levar?

Para calcular a quantidade ideal de medicamentos, leve em consideração o número de dias que você irá passar fora. Multiplique pelo número de comprimidos/gotas tomados  diariamente e você terá a quantidade exata. Entretanto, uma boa dica é levar uma quantidade extra, para uma semana a mais, por exemplo, caso a sua viagem de retorno tenha que ser adiada.

3: Comprando medicamentos no exterior

O Doutor alerta que a prescrição médica brasileira não tem validade no exterior. Sendo assim, o viajante teria que passar em consulta em um hospital ou clínica locais para solicitar uma receita do país em questão. Vale ressaltar que consultas clínicas não emergenciais, como essa, não estão cobertas pelo seguro-viagem. Por isso, previna-se e leve a quantidade correta dos seus medicamentos.

4: Transportando os medicamentos com segurança

Outra dúvida muito comum dos viajantes é em relação às regras para transportar os medicamentos. De acordo com Sallovitz, durante a viagem, é aconselhável transportar os remédios sempre na bagagem de mão e dentro dos blísteres, a embalagem original do medicamento. Assim, caso um imprevisto como extravio da mala aconteça, você terá os seus remédios consigo, o que no caso de medicamentos de uso contínuo é de extrema importância.

5: Atenção a medicamentos que não necessitam de receita

Por fim, o Dr. Sallovitz reforça que alguns medicamentos de uso irrestrito aqui no Brasil, como a Dipirona Sódica, por exemplo, são proibidos em certos países, como nos Estados Unidos. Outro ponto de atenção é o uso de anti-inflamatórios. Em muitos países do exterior a sua compra só é possível com uma prescrição médica local. Por isso, vale a pena conversar com seu médico e levar em sua bagagem esse e outras medicações básicas, mesmo que seja apenas por precaução.

 

Sobre a Allianz Travel

A Allianz Travel fornece produtos e serviços de seguros relacionados a viagens, incluindo cancelamento de viagem e assistência médica.

 

Fonte: Imprensa | Allianz Partners Brasil ([email protected])

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

POSTS RELACIONADOS

Sobre a Mariah

Oiii bloguetes, sejam bem vindas (os) !!

Este é o nosso espaço, onde divido com vocês as minhas idéias, viagens, novidades sobre beleza e claro, vídeos pra lá de engraçados com dicas de cabelo, maquiagem, receitas… Tudo o que nós gostamos de saber!

O blog existe desde Outubro de 2007 e, quando comecei nessa vida de blogueira, não imaginava no que ele poderia se transformar um dia! Graças à vocês, que estão comigo todos os dias, o blog tem muitos acessos e ficou conhecido no Brasil e exterior.

Não posso deixar de mencionar um fato que sempre me faz muito feliz (muito mais do que acessos, comentários, anúncios),que é conhecer cada uma de vocês!!! Nada melhor do que fazer novas amizades, e até quem sabe, novos negócios!

Essa é a nossa casa! E vamos continuar com o nosso papinho de amigas (os)?

Beijos com carinho,
Mariah

Fale com a Mariah

Olá, bem vindos!!

Endereço para contato do Blog da Mariah:
Rua General Glicério, 870 / Centro / Araçatuba-SP / CEP: 16010-080

ou no email: [email protected]

Obrigada!!

Receba nossa newsletter

e acompanhe a Mariah nas redes sociais!

Anuncie

Tem interesse em anunciar no Blog da Mariah?
Por favor, não hesite em entrar em contato conosco no email

[email protected]

Obrigada!