Jujuba Jóias
moda
tendências
viagens
beleza
decor
cultura
culinária
30 mar 2020

Diante das mudanças na rotina pelas quais o mundo está passando, é importante adequar comportamentos e atividades para manter a segurança e bem-estar de todos. A coordenadora de Educação Infantil do Colégio Marista Santa Maria, Ana Paula Detzel, ressalta que, especialmente no caso de crianças pequenas, é interessante que alguns horários, como o do sono e das refeições, sejam mantidos. Porém, isso não impede que sejam feitas programações diferentes, como escolher um dia para ver um filme até tarde, ou dormir na cama dos pais. “É bom manter uma rotina dentro do que for possível. A criança pequena precisa desse hábito para se organizar, quando ela não tem uma programação fixa acaba ficando sem os limites que ajudam na organização do dia a dia”, explica a coordenadora.

Ela orienta também que mesmo com a suspensão das aulas, é possível realizar atividades que trazem informação e aprendizado de uma forma divertida. “Realizar atividades com as crianças reforçam a convivência social e estimulam a aprendizagem prazerosa. Como os pequenos estão descobrindo o mundo, tudo vira fonte de conhecimento”, lembra.

Veja algumas ideias para aproveitar o tempo em casa sem deixar de aprender:

1. Cozinhar

Preparar receitas fáceis com a ajuda das crianças é uma boa oportunidade de integrá-las às atividades de casa. Os filhos podem participar desde a escolha do que fazer, passando pela seleção dos ingredientes, até pôr a mão na massa para fazer biscoitos, sanduíches, pizzas e o que mais a imaginação permitir.

2. Fazer piquenique

Ao invés de parques, use o jardim de casa ou do prédio em horários sem movimento. Montar uma cesta com frutas e coisas gostosas para aproveitar um pouco do tempo fora de casa ajuda a distrair e criar momentos que podem ficar na lembrança de todos. Se não for possível usar as áreas comuns fora de casa, vale explorar outros cômodos. Fazendo uma cabana com lençol, o lanche já ganha ares de aventura.

3. Plantar

Mesmo para quem mora em apartamento, é possível preparar uma hortinha na varanda, por exemplo. As crianças adoram mexer com a terra e ter uma plantinha para cuidar ensina sobre responsabilidade e cuidado.

4. Fazer bolinhas de sabão

Outra atividade ao ar livre que sempre faz sucesso são as bolinhas de sabão. Além das tradicionais, que já vem prontas, dá pra fazer a mistura em casa e confeccionar moldes com arame ou barbante para fazer bolhas gigantes. Se não for possível sair, vale brincar da janela mesmo.

5. Inventar um brinquedo

Reaproveitando materiais que todos têm em casa, como papéis, rolos de papel higiênico, retalhos de tecido e garrafas pet é possível criar os mais variados brinquedos. Uma boa chance de exercitar a criatividade e o talento manual para dar forma à imaginação.

6. Escrever um livro

Com algumas folhas de sulfite dobradas ao meio e grampeadas, é possível criar um pequeno livro em branco que pode ser colorido, desenhado e escrito pelo seu filho. Se a criança ainda não souber escrever, a família pode ajudar colocando no papel o texto da história.

7. Contar histórias

Crianças adoram ouvir histórias. Como parte da rotina, dá para incluir um momento do dia para a contação de histórias. Além da leitura de livros, a mãe e o pai podem narrar aventuras da sua própria infância, lembrando de fatos divertidos para compartilhar com os filhos.

8. Dar banho nos brinquedos

Que tal aproveitar o calor para brincar com água? Especialmente nesses dias, as crianças podem usar bacias para lavar os brinquedos. Além de ser uma atividade que elas gostam muito, ensina sobre responsabilidade com os seus objetos e pode ser uma oportunidade para reforçar atitudes que evitam o desperdício de água.

9. Acampar dentro de casa

Fazer cabaninhas de lençol, com almofadas no chão, é o ambiente perfeito para uma brincadeira que entretém as crianças por bastante tempo.

10. Visitar locais online

Conhecer museus no mundo inteiro se tornou possível com o avanço da tecnologia e da internet. Basta fazer uma pesquisa rápida para achar dezenas de locais que oferecem visitas virtuais e conhecer acervos sem gastar nada. 

Auxilio texto: Luiza Lafuente ([email protected]) / Ana Paula Detzel – coordenadora de Educação Infantil

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email
2 amaram

POSTS RELACIONADOS

23 mar 2020

Oii bloguetes!!! Nesse momento que estamos enfrentando, quero dividir com vocês essa sugestão de pauta que recebi e acho super bacana, para cuidarmos da nossa pele (que é uma barreira de proteção) e como lavar as mãos de forma correta, confiram:

Conheça quatro passos essenciais para manter a limpeza, hidratação, sustentação e proteção da pele. Saiba como lavar as mãos adequadamente, segundo a ANVISA

A orientação do momento para se proteger é sair de casa apenas quando necessário, sempre muito atento aos cuidados com a higiene pessoal. ”Especialistas da área de saúde afirmam que lavar as mãos da forma correta pode ser mais eficaz que fazer higienização apenas com o álcool gel. O álcool gel é apenas uma alternativa quando não é possível, de outra forma, higienizar as mãos com água e sabão”, lembra Cleyton Ogura, CEO da Belclinic Dermoativos.

Entretanto, uma das partes boas de ter mais tempo é a chance de aprimorar a rotina de autocuidados que incluem alimentação, exercícios físicos, cuidados com cabelos e pele, atividades que geram bem-estar como leitura, meditação, organização e música. Em matéria de autocuidados, a BelClinic Dermoativos tem uma rotina de quatro passos de cuidados diários que garantem a limpeza, sustentação, hidratação e proteção da pele. Confira:

Passo 1 – Limpeza

A limpeza é o primeiro e mais importante passo a ser realizado. Sabonetes líquidos com formulações especiais como própolis que é um antinflamatório natural e chá verde que acalma e equilibra o PH da pele e proporcionam uma limpeza profunda. O ideal é lavar o colo, pescoço e rosto para preparar bem a pele para receber o tratamento que promove a firmeza.

Passo 2 – Sustentação

A partir dos 25 anos de idade a produção de colágeno e ácido hialurônico começa a diminuir. Esse processo é responsável pelo aparecimento de rugas, marcas de expressão e flacidez. Para amenizar os sinais de envelhecimento da pele é ideal utilizar séruns com ingredientes como estimulantes e antioxidantes como colágeno, DMAE, ácido hialurônico, resveratrol, e vitamina C. Esses ingredientes estimulam a atividade celular como à produção de colágeno e elastina, suavizam rugas, marcas de expressão e reduzem manchas. Além disso, proporcionam firmeza e sustentação da pele.

Passo 3 – Hidratação

Água é vida. Uma pele bonita e saudável necessita de água. Princípios ativos biohidratantes como extratos de algas marinhas, vitaminas e resveratrol hidratam e protegem a pele das agressões de agentes externos. Esses elementos repõem de forma natural e gradativa as substâncias que estão em falta na pele, intensificando o brilho natural e provendo a proteção necessária contra os radicais livres.

Passo 4 – Proteção Solar

A proteção solar é fator indispensável para manter uma pele saudável e evitar rugas e manchas. Aliada a princípios ativos como colágeno e elastina, a proteção solar adequada impede que os raios UVA, UVB e luz azul penetrem na pele, provocando queimaduras, manchas e câncer ao mesmo tempo que a protegem.

Como higienizar as mãos do jeito correto?

A higienização das mãos é uma das principais formas de prevenir-se doenças. Isso se deve ao fato de que as mãos estão constantemente em contato com vírus e bactérias. Quando você toca, por exemplo, superfícies e até outras pessoas com as mãos e depois toca boca, olhos e nariz com as mãos contaminadas, pode-se adquirir doenças.

Muitas pessoas acreditam que o álcool em gel é tão bom quanto água e sabão higienizar as mãos. A resposta dos especialistas é bastante simples: tanto o uso de álcool em gel quanto o de água e sabão são importantes para a limpeza das mãos e prevenir a proliferação de vírus. Entretanto, o álcool em gel deve ser usado apenas quando não há como lavar as mãos de forma alguma. Caso contrário, o ideal é sempre lavar as mãos seguindo 11 passos simples como orienta a ANVISA órgão ligado ao Ministério da Saúde:

1. Abra a torneira e molhe as mãos, evitando encostar na pia.
2. Aplique na palma da mão quantidade suficiente de sabonete líquido (indicamos o Limpeza Própolis) para cobrir todas as superfícies das mãos (seguir a quantidade recomendada pelo fabricante).
3. Ensaboe as palmas das mãos, friccionando-as entre si.
4. Esfregue a palma da mão direita contra o dorso da mão esquerda (e vice-versa) entrelaçando os dedos.
5. Entrelace os dedos e friccione os espaços interdigitais.
6. Esfregue o dorso dos dedos de uma mão com a palma da mão oposta(e vice-versa), segurando os dedos, com movimentos de vai-e-vem.
7. Esfregue o polegar direito, com o auxílio da palma da mão esquerda (e vice-versa), utilizando movimento circular.
8. Friccione as polpas digitais e unhas da mão esquerda contra a palma da mão direita, fechada em concha (e vice-versa), fazendo movimento circular.
9. Esfregue o punho esquerdo, com o auxílio da palma da mão direita (e vice- versa), utilizando movimento circular.
10. Enxágüe as mãos, retirando os resíduos de sabonete. Evite contato direto das mãos ensaboadas com a torneira.
11. Seque as mãos com papel-toalha descartável, iniciando pelas mãos e seguindo pelos punhos.

Obs: A Belclinic tem produtos exclusivos de limpeza, firmeza, hidratação e proteção de pele. Mais informações www.belclinicbrasil.com.br

Auxilio texto: Nina Machado ([email protected])

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email
5 amaram

POSTS RELACIONADOS

03 fev 2020

A maioria das pessoas passa a maior parte do tempo em ambientes fechados. Seja em casa, na escola ou no trabalho. Por isso, a atenção com o espaço em que se encontram deve ser redobrada. É o que alerta o arquiteto Sebastião Lopes, fundador da Arqsol Arquitetura e Tecnologia. “Muita gente não sabe que a falta de ventilação adequada não só estressa mais as pessoas, comprometendo o desempenho e a concentração, como ainda pode levar a problemas de saúde”, afirma. “Um espaço com uma ventilação inadequada ou apenas com o uso de ar-condicionado pode se tornar um ambiente propício para a dispersão de vírus e bactérias”.  

Como o período é de calor em quase todo o país e o uso desse tipo de equipamento se torna mais frequente, vale o alerta. “É por isso que os médicos recomendam que as crianças não vão para a escola, por exemplo, quando ficam doentes. Eles sabem que elas ficarão em um espaço fechado, sem ventilação, facilitando o contágio dos colegas”, acrescenta o sócio da Arqsol.

Segundo Sebastião Lopes, a ventilação cruzada é uma excelente estratégia para manter o ambiente fresco, com a sensação térmica ideal. Para isso, é preciso que as aberturas – portas e janelas – estejam em zonas de pressão opostas, pois o ponto de entrada do ar fresco e o de saída do ar interno precisam estar em sintonia. “O benefício é para o bolso também, já que há uma redução de gasto com energia”, explica. 

Caso exista a necessidade de equipamentos capazes de refrigerar ou reduzir a temperatura do ambiente, a dica é optar pelo climatizador evaporativo, uma espécie de ventilador com um reservatório de água. Além de consumir até 90% menos de energia que o ar-condicionado, ele retém as impurezas e ajuda a elevar a umidade do ar, evitando ressecamento das vias respiratórias.  

Auxilio texto: Carolina Capozzi (Casa9 Agência de Comunicação)

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email
2 amaram

POSTS RELACIONADOS

20 jan 2020

A estação mais quente do ano merece atenção em relação à hidratação. Com as altas temperaturas, a ingestão de líquidos ameniza o calorão.

Mas será que o consumo de água que você ingere é o ideal para manter o organismo saudável?

É no verão que aumentam os casos de desidratação, o que pode resultar em problemas de saúde. A recomendação para evitar a desidratação, no caso de um adulto, é o consumo em média de 2 litros por dia, principalmente de água.

“Essa medida pode variar de acordo com alguns fatores, como idade, peso, clima e condições do ambiente, presença de alguma doença. O importante é nunca esperar ter a sensação de sede, pois esse já pode ser um sinal de desidratação”, explica a nutricionista e pesquisadora da Fundação Pró-Rim, Fabiana Baggio Nerbass, referência nacional em tratamento renal.

Como se manter hidratado?

A água continua sendo a melhor fonte de hidratação, mas também se pode variar as formas para se manter hidratado durante o verão. É aconselhado o consumo de água de coco, chás e sucos naturais gelados, preferencialmente sem adição de açúcar, além de frutas, verduras e legumes, que possuem água em sua composição.

Outra sugestão são as águas aromatizadas., acrescente na água gelada ervas de sua preferência (hortelã, alecrim, cidreira etc) e rodelas de frutas cítricas (limão, laranja e outras).

Frutas como melão e melancia têm quase 90% de água. As verduras e legumes também são ricos em água e sais minerais, sendo ótimas opções de refeições que combinam com esta estação.

Desidratação: sinal de perigo

A sede é o principal sintoma da desidratação, mas também pode ser percebida quando a boca fica seca, a pele ressecada, olhos aparentemente fundos, tontura e enjôo. “Há evidências que mostram que a sensação de sede é desencadeada tardiamente, quando o organismo já está levemente desidratado”, explica a nutricionista.

Quando ocorre a desidratação, a reposição no organismo pode ser feita com água, soro caseiro, água de coco, bebidas isotônicas, sopas, chás e sucos. Caso os sintomas não melhorem, procure atendimento médico.

“Não espere sentir sede! A dica é levar uma garrafa de água sempre com você, tanto no verão quanto nos dias frios”, alerta a nutricionista.

Observe a cor da sua urina, ela pode dar sinais da hidratação do seu corpo. “O ideal é que a sua urina fique bem clara ao longo do dia”, comenta a profissional.

Fonte de saúde

Além de ajudar na diminuição de sensação de fome, a água melhora a circulação sanguínea, a disposição, auxilia no funcionamento do intestino, contribui com a saúde dos cabelos e da pele, entre outros benefícios.

O cuidado com a qualidade da água ingerida também merece atenção, pois muitas vezes a ingestão de líquido contaminado pode resultar em doenças. Para evitar que isso ocorra, consuma somente água mineral, filtrada ou fervida, tanto para o preparo dos alimentos quanto para ingestão. A água deve ser incolor e não apresentar cheiro nem gosto.

Com esses cuidados você terá um verão bem hidratado.

Auxilio texto: Pautas Pró-Rim ([email protected])

Imagem: http://www.nutricard.com.br/como-manter-o-corpo-hidratado-no-verao/

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email
6 amaram

POSTS RELACIONADOS

Sobre a Mariah

Oiii bloguetes, sejam bem vindas (os) !!

Este é o nosso espaço, onde divido com vocês as minhas idéias, viagens, novidades sobre beleza e claro, vídeos pra lá de engraçados com dicas de cabelo, maquiagem, receitas… Tudo o que nós gostamos de saber!

O blog existe desde Outubro de 2007 e, quando comecei nessa vida de blogueira, não imaginava no que ele poderia se transformar um dia! Graças à vocês, que estão comigo todos os dias, o blog tem muitos acessos e ficou conhecido no Brasil e exterior.

Não posso deixar de mencionar um fato que sempre me faz muito feliz (muito mais do que acessos, comentários, anúncios),que é conhecer cada uma de vocês!!! Nada melhor do que fazer novas amizades, e até quem sabe, novos negócios!

Essa é a nossa casa! E vamos continuar com o nosso papinho de amigas (os)?

Beijos com carinho,
Mariah

Fale com a Mariah

Olá, bem vindos!!

Endereço para contato do Blog da Mariah:
Rua General Glicério, 870 / Centro / Araçatuba-SP / CEP: 16010-080

ou no email: [email protected]

Obrigada!!

Receba nossa newsletter

e acompanhe a Mariah nas redes sociais!

Anuncie

Tem interesse em anunciar no Blog da Mariah?
Por favor, não hesite em entrar em contato conosco no email

[email protected]

Obrigada!