Jujuba Joias
moda moda tendências tendencias viagens viagens beleza beleza decor decor cultura cultura culinária
Feed da Mariah Canal de Videos da Mariah VIEWS Visual 1 Visual 2 Visual 3

13 NOV
2013
Bebê
Di√°rio de uma m√£e: o meu parto!

Pensei muito antes de decidir falar sobre o dia que tive a Maria Antonia. Confesso que cheguei a desistir, já que o intuito destes posts nunca foi gerar polêmicas. MAS, como escrevo há mais de 6 anos para leitoras muito queridas e que gostam deste espaço, resolvi arriscar mais uma vez pensando nelas. Afinal de contas, vocês também dividiram suas experiências do dia do parto comigo durante toda a minha gravidez, quando eu estava morrendo de medo e pedindo conselhos, certo?

Sim, tive muito medo, ainda mais por ser uma experi√™ncia que eu desconhecia. N√£o sabia como seria, o que iria sentir, como iria aceitar este momento. Quando cheguei nos 9 meses de gesta√ß√£o, meu m√©dico me aconselhou a fazer o parto ces√°rea por quest√Ķes m√©dicas. O Dr. Paulino √© muito profissional, tranquilo, ¬†nada ansioso e sem d√ļvida alguma, faria um parto normal tranquilamente se esta fosse a escolha certa para mim. Ele fez tudo conforme a minha vontade, esperou at√© o momento certo para a M.A estar prontinha e na hora de sair da barriga da mam√£e. Mas enfim, hoje n√£o estou aqui para falar deste assunto t√£o pol√™mido que √© o "ces√°ria x normal", j√° que este √© um assunto extremamente pessoal, pois cada mulher quer - e tem o direito - de defender a sua causa e ter o parto que achar certo.

Mas vamos ao que interessa? O dia do parto! Este post é pra vocês, leitoras, que estão grávidas e já se decidiram fazer um parto cesárea, ok? Não estou tentando convencer ninguém ou alterar a sua escolha, até porque cada grávida sabe o que é melhor para ela. Mas acho justo contar alguns detalhes específicos da cesárea para as que estão com medo do procedimento, como a anestesia, pós operatório, etc...

Ps: a pessoa ta giga ou n√£o? kkkkk

21 de Agosto - fui dormir pensando: "a partir de qualquer momento, vou ser mam√£e!", vou viver um momento √ļnico na minha vida, inesquec√≠vel. Prepara cora√ß√£o! Antes de dormir, rezei muito para a Nossa Senhora do Bom Parto, junto com o Antonio e dentro do quartinho da M.A pois j√° queria sentir a presen√ßa dela na nossa casa. Juro que isso me deixou mais tranquila, pois deixei nas m√£os de Deus e Nossa Senhora. Sempre aconselho as minhas amigas a rezar neste momento de maior ansiedade e medo, pois nos ajudam a relaxar e acreditar que tudo vai sair conforme o esperado e aben√ßoado. Seja l√° qual for a sua religi√£o, tire um tempinho para voc√™ e s√≥ pense em coisas boas!

22 de Agosto - acordei feliz pois sabia que estava prestes a conhecer o amor da minha vida, mas tamb√©m muito ansiosa pois iria passar por uma cirurgia e nunca tinha passado por isso antes. Acordamos, eu e Antonio, l√° pelas 8 da manh√£. Fiz todo o meu ritual do dia a dia, conferi a mala da maternidade, peguei a minha santinha e meu livrinho de ora√ß√Ķes da Eleanor. Tomei um suco e comi uma bolacha √°gua e sal (recomenda√ß√Ķes m√©dicas). Para o look, pensei em algo bem especial, pois queria me arrumar e ficar linda para a chegada da minha princesa! Mas naquele momento n√£o tinha cabe√ßa para pensar em qual roupa usar, por isso j√° deixei tudo pronto no dia anterior.

Logo depois, umas 9:30 da manhã, passamos no consultório do meu obstetra para passar pomada anestésica Emla nos pontos onde iria tomar picadas ( ai ai ai, essa palavra arrepia né? kkkkk). Cada paciente tem uma preparação, tudo depende do seu médico, mas a Emla me ajudou demaissssss a não sentir dor alguma, nem mesmo a picada na mão para colocar o soro. Depois disso, fomos para a Unimed de Araçatuba (adorei tudo, os funcionários, o atendimento, a organização, o quarto, tudo nota 10) e dei entrada na internação. Este momento foi tenso, porém muito alegre pois a nossa família chegou em peso para o nascimento da M.A! Meus pais, minhas irmãs, os pais do Antonio e seus irmãos, toooodo mundo, até a Andreinha fotógrafa hehehe! Registramos todos os momentos, o quarto onde eu estava, a decoração, tudo! Conversamos, demos risadas, mas claro, minha cabeça estava a mil, só pensando na cesárea que estava para acontecer em poucos minutos e na minha filha que estava chegando!

Enfim, chegou a hora! Coloquei a roupinha verde do hospital e foram me buscar na maca. Este √©, na minha opini√£o, o segundo pior momento da ces√°rea, que eles te levam na maca, naquele corredor sem fim, te dando tempo para pensar no que est√° prestes a acontecer. O pior momento de todos para mim n√£o foi a anestesia, que eu tanto temia, e sim os minutos na salinha de espera para entrar no centro cir√ļrgico. Aquela salinha me matou de ansiedade e eu s√≥ conseguia chorar e rezar! Nesta hora a cabe√ßa est√° a mil, n√©? Mas gra√ßas a Deus o meu anestesista Dr. Fenelon, que √© um foooooofo e excelente profissional, foi conversar comigo e tentar me acalmar. Logo depois fomos para o centro cir√ļrgico, e por incr√≠vel que pare√ßa, l√° dentro fiquei bem mais tranquila pois vi pessoas que eu j√° conhecia e confiava como o meu gineco Dr. Paulino, o Dr. Rog√©rio, Dr. Fenelon, a pediatra da M.A Dra. Luciana Alves e a enfermeira super top Sueli, isto me tranquilizou demais! √Č incr√≠vel como esta confian√ßa na equipe m√©dica me deixou muito mais tranquila. Para mim, confiar nos profissionais e conhec√™-los muito bem me deixou mais relaxada. Cidade do interior √© √≥tima porque nos relacionamos com todo mundo desde sempre rs. O Dr Paulino conhe√ßo desde que virei mocinha haha, o Dr. Fenelon sempre fez academia no meu hor√°rio, o Dr. Rog√©rio (gineco que opera com o Paulino) mora no meu pr√©dio e com a Sueli sempre dei altas risadas nas in√ļmeras consultas que fui. Para a minha tranquilidade, todos ainda s√£o excelentes profissionais, ou seja, equipe super TOP!

Mas continuando... O meu maior medo era da anestesia. Durante o parto, o Dr. Fenelon foi um santo, pois conversou o tempo todo comigo e explicou passo a passo o que ele estava fazendo. Come√ßando pelo soro da m√£o, ele que fez quest√£o de colocar e n√£o doeu NADA! Sempre com muita cautela e paci√™ncia, fomos para a anestesia raque. Aplicou a primeira e eu n√£o senti nada. A segunda e tamb√©m nada. A terceira e nada ainda! Ent√£o ele falou "j√° passou"!!! Eu nem acreditei! Ps: foram 3 porque ele faz um mix de anestesias para uma amortecer a outra, sabe? At√© chegar na raque que teoricamente seria um pouco mais dolorida, mas n√£o foi! Ent√£o bloguetes, o que eu quero dizer pra quem vai passar por isso √© que N√ÉO D√ďI. Podem confiar em mim, eu era a pessoa mais medrosa deste mundo, odeio agulhas e nunca tinha tomado anestesia na vida. Claro que depende de cada profissional, mas pelo que li em depoimentos de muitas m√£es que passaram por isso, a maioria tamb√©m n√£o sente dor alguma!

A picada da anestesia não é nada perto da aflição que eu senti quando ela começou a fazer efeito. Aí sim é um momento chato, mas que também passa rápido. Dá um medo de parar de respirar, parece que vai anestesiar tudo! Mas mais uma vez, os médicos ficaram conversando comigo, me acalmando, com muuuuita paciência, esperando com muita calma cada passo da cirurgia. Este momento durou uns 5 minutos e logo passou. Não fiquei com aflição de não sentir as pernas, pois tinha certeza que era só por alguns minutos. Logo depois o Antonio entrou na sala e eu fiquei suuuper aliviada e feliz com ele ao meu lado. A presença do marido ou de alguém da família nos traz mais tranquilidade ainda! Ele foi demais de fofo, ficou conversando comigo e me acalmando o tempo todo! E olha que eu sempre achei que ele fosse dar trabalho porque sempre morreu de medo de hospital hahaha! Mas parece que eles (os maridos) ficam fortes nesta hora, né?

Passado uns 20 minutos o Dr. Paulino avisou que a Maria Antonia já estava chegando!!!! Ai que momento lindo, foi demais!!! Ela chorou, eu chorei, o Antonio chorou, foi muito emocionante! Na hora eu perguntei se ela era loirinha igual ao pai e o que eu sempre tive certeza e sonhado várias vezes, foi confirmado rs!!!! Graças a Deus ela nasceu muito saudável e tirou nota 10!

A cirurgia terminou, fui para o meu quarto e depois foi só alegria! A minha recuperação foi ótima, não posso reclamar, só senti uma dor super forte quando sai da cama um dia depois da cirurgia. Levei um dia para me acostumar a andar novamente com o corte da cesárea, este momento é muito difícil, não vou mentir, mas após isso, fiquei bem e já tive alta! Em casa foi muito tranquilo, dois dias após o parto já andava pra lá e pra cá, pegava a M.A, sentava, levantava, recebi visitas rssss...

Hoje eu tenho a minha filha que tanto amo! √Č um amor que cresce a cada dia, a cada descoberta. √Č um presente de Deus, o melhor presente de nossas vidas! Como √© bom ser m√£e!!!

Bom, consegui tirar l√° do fundo das minhas emo√ß√Ķes para contar pra voc√™s como foi o parto da M.A. Se eu tiver outro filho, n√£o posso dizer como ser√° o parto, pois n√£o sei, quero tomar a decis√£o beeem pertinho da hora, como fiz desta vez. Quem sabe tentarei um normal? S√≥ o tempo dir√° rs!!!

E como existem mulheres que tamb√©m sonham em ter um parto normal, pedi para uma amiga muito pr√≥xima contar como foi o seu! O Luca nasceu exatamente um m√™s antes que a Maria Antonia (meu futuro genrinho hahaha) e a Paty n√£o √© m√£e de primeira viagem, pois tamb√©m tem o Caio. Achei interessante mostrar as duas vers√Ķes, da ces√°rea e do normal, pois assim eu n√£o fico defendendo nem um ou outro. Sou uma pessoa neutra que teve uma filha de parto ces√°rea e est√° feliz assim. N√£o me sinto menos m√£e e minha filha √© linda, saud√°vel, alegre e esperta do mesmo jeito que seria nascendo de normal. A Paty j√° teve uma ces√°rea e no segundo optou pelo normal com analgesia. Olha s√≥ o depoimento dela:

Ninguém acreditou que eu ia fazer parto normal, ainda mais depois de eu ter tido o primeiro filho, o Caio, de cesárea…

Eu sempre quis ter meus filhos de parto normal, mas, na primeira gravidez, só consegui convencer o meu marido que ele é muito bom tanto para mãe quanto para o filho depois do sétimo mês de gravidez. Não estar decidida do que eu queria desde o começo, foi um dos motivos que não me levou "até o final" e com 40 semanas decidi que não aguentava mais o barrigão e marquei a cesárea para o dia seguinte...
Mas quando fiquei sabendo que estava grávida dp segundo, nada me tirava da cabeça que ia "parir" o meu Luca… Meu marido Gabriel e eu procuramos uma Doula, que nos esclareceu várias duvidas e combinei de ir em encontros semanais com outras grávidas pra falar sobre o parto normal. Fui num encontro e foi ótimo, fiquei ainda mais confiante que ia parir!!! Mas, como não sou uma pessoa muito comprometida, depois de um encontro eu não voltei mais…  Os meses foram passando e eu ainda estava confiante em fazer o parto normal, mas o medo ia aumentando a cada dia. O medo foi crescendo tanto que passei a conversar com meu marido a respeito, e também com algumas amigas que ja tinham "parido" o primeiro filho… Confesso que até pensei em desistir.
Por volta da 38¬ļ¬†semana eles me convenceram a voltar na Doula. Ela foi uma pe√ßa chave nesse parto, conversamos durante uma hora mais ou menos e descobri que meu maior medo n√£o estava na dor, e sim na possibilidade de n√£o conseguir provar pra todo mundo que eles estavam errados, ou seja, de acharem que eu fosse desistir (como foi do primeiro filho)!!!! Combinei com ela que levaria o Gabriel para uma "sess√£o". Conversei bastante com ele e fiz ele prometer pra mim, que por pior que fosse a dor, que por mais que eu insistisse em desistir e fazer a ces√°rea, ele n√£o deixaria¬Ö Ele iria me ajudar a conquistar esse sonho¬Ö
As contra√ß√Ķes come√ßaram num s√°bado, que at√© ent√£o eu nem sabia que eram contra√ß√Ķes (achava que eram dor de barriga, hihihi)¬Ö At√© fui num casamento, dancei um pouco e tudo mais!¬†No domingo por volta de 19h resolvi ligar pra minha m√©dica, e contei pra ela dos pequenos desconfortos que eu estava sentindo¬Ö Realmente eram bem pequenos, cheguei a pensar "Gente, se a dor das tais contrata√ß√Ķes for s√≥ isso eu tiro isso de letra".¬†A m√©dica me orientou a ir ao hospital pra ela fazer o toque e ver se realmente eu estava tendo contra√ß√Ķes e dilata√ß√£o. Para a minha surpresa, j√° estava com 2cm de dilata√ß√£o e em trabalho de parto! Ela me orientou que eu fosse pra casa, arrumasse minhas coisas, descansasse (eu cheguei at√© a cochilar) e por volta de 23hrs voltasse para o hospital para interna√ß√£o (eu nao tinha inten√ß√£o de fazer parto em casa, me sentia mais segura no hospital). √Äs 23h eu j√° estava com 4cm, mas as dores estavam aumentando¬ÖS√≥ que nada como o que eu ja havia ouvido falar, estavam muito tranquilas¬Ö O tempo foi passando e as dores foram aumentando cada vez mais, as contra√ß√Ķes ficaram cada vez mais pr√≥ximas, uma dor inexplic√°vel!¬†As 3 hrs da manh√£ eu desci para o centro cirurgico (a minha m√©dica faz os procedimentos dela assim, n√£o que eu tinha intens√£o de fazer cirurgia). Acho que neste momento fiquei fiquei um pouco tensa, porque continuei a sentir dores, e a dilata√ß√£o parou, nos 6cm.
Foi ai que o desespero come√ßou, as dores estavam fortes demais. A cada contra√ß√£o eu pedia pelo amor de Deus para o meu marido para fazermos a ces√°rea, e pedia para a m√©dica tambem. A Dra. me respondeu "Patricia, gostaria muito de te ajudar a conquistar o seu sonho¬Övamos esperar mais um pouco¬Ö".¬†Ent√£o eu implorei para a m√©dica aplicar a analgesia (aquela pequena anestesia que diminui as dores da contra√ß√£o), mas ela s√≥ podia me dar a bendita da anestesia quando eu completasse 7cm. Afffff como foi sofrido, quanta dor eu senti! Resolvemos ent√£o estourar a bolsa (a bolsa nem sempre estoura quando comecam as contra√ß√Ķes), porque ela disse que talvez ajudaria o nen√©m a descer e ajudaria na dilata√ß√£o. N√£o adiantou muita coisa e sofri mais um pouco at√© que cheguei nos 7 cm e a analgesia foi liberada! Que al√≠vio, n√£o sentia mais dor alguma! Depois da analgesia o parto foi um para√≠so, a doutora me falou a hora de empurrar, fiz muita for√ßa e enfim meu beb√™ nasceu lindo e saud√°vel no dia 22 de Julho √†s 5:00 da manh√£.
Eu nao sei explicar o que senti! Além da felicidade imensa de ter outro filho, eu estava me ACHANDO. Me achando a mulher maravilha, uma mulher poderosa, satisfeita e orgulhosa de mim mesma, afinal, eu consegui! Mas acima de tudo, eu senti um amor IMENSO pela pessoa que esteve ao meu lado o tempo inteiro, me apoiando e que não me deixou desistir: meu marido!!!
Ufa!!! Que depoimento lindo e emocionante da Patty, né bloguetes? Depois de lembrar todos os momentos de alegria que passei no meu parto cesárea e ler os momentos que a Paty passou com o dela, a conclusão é uma só: não existe regra, não existe certo e errado, pois não existe nada mais mágico do que gerar um filho! A maneira que ele nasce, se é um ou outro, é fichinha perto do que uma mãe ainda vai sentir de emoção, alegria, satisfação e amor durante a vida inteira do seu filho! O que mais vale no final disso tudo é ter nossos bebês saudáveis em nossos braços, não é? Desejo um parto maravilhoso à todas, abençoado e que seus bebês cheguem perfeitinhos e que tragam muitas alegrias para suas famílias :-)

125 COMENTARIOS SHARE
 
amaram 839 AMARAM

Deixe uma resposta

O seu endereco de email nao sera publicado.
Campos obrigatorios sao marcados com *

* Nome


* Email


Site


Comentario



Aline Oliveira em 14 de Agosto de 2016 - 22:33:04
Ol√°,
A minha fisioterapeuta Licia Santos Santana foi maravilhosa no parto do meu filho, eu sempre tive o desejo de ter um parto normal e como todas as mulheres tinha muito medo da dor do parto, mas graças a Deus a Doutora Licia me ajudou muito !
Estou grávida novamente e quero novamente ter a experiência do parto humanizado é normal !!!
sintia em 24 de Abril de 2016 - 16:41:43
Boa tarde

vi vc falando sobre a anestia q so pode dar cm 7cm.
Acho q ocorreu algum equivoco, pq eh no maximo ate os
7cm e n é q se pode somente no 7. Eu tomei cm 4
Lys em 21 de Julho de 2015 - 01:49:02
Nossa Mariah, parece que estava lendo sobre meu parto, foi igualzinho, com a diferença que quando me deram aquela roupinha verde eu me tranquei no banheiro pra colocar e quem disse que eu saía de lá rsrs eu chorava descontroladamente de medo da cirurgia, até que a enfermeira bateu na porta pra saber se estava tudo bem. Me atrasei tanto que nem esperei pra entrar na sala de cirurgia e lá chorava de novo sem parar. Agora estou grávida de novo e o medo é igual, estou com 30 semanas e já imagino todo aquele ritual novamente.
Marina dos Santos em 14 de Julho de 2015 - 07:48:28
Ola Mariah
Bom, Tenho muitas Experiências em casa. Minha Mãe teve 3 Filhas Meninas, e todas foram Cesariana. E eu também terei que passar por uma por indicação do meu Medico, pois estou com Diabete Gestacional. por este Fato, será que Doera , como não foi o seu caso? porque o meu Medo não é a Cirurgia , e nem o depois dela, como todo mundo costuma colocar , as dores que depois vem. mas sim a Anestesia também , como foi no seu caso. Me deixou muito tranquila, apesar que terei o meu Pequenino no Publico , mas creio que terei a mesma sorte divina.
Carla Marques em 10 de Julho de 2015 - 17:15:00
Ol√°, deixo aqui o relato do meu parto: http://www.macetesdemae.com/categoria/relato-de-parto

Um beijinho
simone em 24 de Maio de 2015 - 16:10:07
Boa tarde! Estou gravida pela quarta vez. E os outros 3 partos foram ces√°rias. Ser√° que preciso ter medo? Simone


Oiii Simone, td bem? Acredito que o melhor seja conversar com seu médico. Mas não precisa ter medo, pois é um momento lindo na vida de nós mulheres! Beijos
Julia em 29 de MarÁo de 2015 - 14:13:05
Mariah, obrigada pelos seus dois relatos! Sou mam√£e de primeira viagem, estou gr√°vida de apenas 7 semanas, mas j√° estou ansiosa pra ver meu beb√™ em meus bra√ßos! Ontem li uma hist√≥ria horr√≠vel de um parto normal mal feito pelo SUS aqui do Rio, e entrei em p√Ęnico! Costumo ser durona, rs, mas s√≥ de ler aquela hist√≥ria terr√≠vel comecei a chorar e solu√ßar sem parar. Meu marido tentou me acalmar e at√© orou comigo, mas fiquei com a maldita hist√≥ria na cabe√ßa. Hoje estava decidida de encontrar boas hist√≥rias de parto e adorei a sua! Estou, pela primeira vez na vida, considerando ter uma ces√°rea. Obrigada pelos relatos, eles conseguiram trazer a paz de volta para minha mente!
Daniele em 11 de Fevereiro de 2015 - 13:57:33
Com analgesia é muito fácil!


Daniele em 11 de Fevereiro de 2015 - 13:49:22
Com analgesia é muito fácil!


Flavia Carolina em 12 de Outubro de 2014 - 07:18:26
Gente se tem alguém aqui de Araçatuba que fez parto normal, por favor me indiquem um medico que seja realmente a favor. Por favor mandem no meu e-mail ou me adicionem no face.
Agradeço.
caroline em 17 de Agosto de 2014 - 14:43:55
Ola, vc sabe onde posso encontrar uma doula em aracatuba?


Oii Carol, td bem? Infelizmente n√£o sei. Bjos
Roberta Paes em 04 de Agosto de 2014 - 09:31:32
Bom dia Mariah..Bom eu estou c 39s e 4 dias,meu parto √© p o dia 7/08,mais at√© agora s√≥ sinto colicas e nada de dilata√ß√£o,minha m√©dica disse,q se at√© quinta feira n√£o nascer ela quer induzir o parto ou fazer cesarea.Minha vontade mesmo,seria parto normal,mais com seis esclarecimentos estou mais tranq√ľila qnto a cesarea q tdo mundo critica.Amei o depoimento,no caso os dois.Felicidades!!!!
em 04 de Maio de 2014 - 23:57:52
Oi Mariah,
Adorei a publicação. Estou pesquisando sobre o assunto para formar opinião, rs. Moro em Araçatuba, eu gostaria de saber se o Dr. Paulino que mencionou é o Dr. Paulino Pereira Junior.
Gostei do que relatou, e gostaria de conhecer este médico.

Obrigada, Bjs,

Lílian.


em 15 de Abril de 2014 - 09:24:49
Duas histórias lindas, me emocionei com as duas!
Foi maravilhoso você colocar o depoimento de dois partos diferentes, porque fica bem claro que o mais importante não é o tipo de parto, porque acredito que isso é o médico quem deve decidir qual o mais seguro, mas esse momento tão mágico que é a maternidade.
Ainda não tenho filhos, mas, casada há quatro anos, já estou naquele momento que só penso nisso! rs
Parabéns mamães lindas! Que Deus abençoe seus bebês e suas famílias.
Marcela em 25 de Fevereiro de 2014 - 19:52:41
Mariah, sou de Araçatuba e acompanho seu trabalho.
Gostaria de saber se a Patricia é de Araçatuba, pois eu procuro Doulas na cidade. Pretendo ter parto em casa!
Obrigada!
Ana Beatriz Lins em 02 de Dezembro de 2013 - 14:58:55
Ainda não tenho filhos,mas acredito que vou me sentir igual ao que vc descreveu!Temos medo do desconhecido,isso é fato!Chorei ao ler seu depoimento!Sou mega religiosa,assim como vc!Que Deus e Nossa Senhora abençoe vc e sua família!
Talita Gomide em 25 de Novembro de 2013 - 14:13:58
Boa tarde Mariah!!!!!! Moro em Ribeir√£o Preto, sou sua f√£! Amei esse post sobre parto! Estou gravida de 28 semanas e cada dia se aproxima mais do t√£o esperado nascimento! Sempre quis fazer parto normal, mas tenho muito medo Tb, pois foi muito dif√≠cil de engravidar (foram 5 tentativas de fertiliza√ß√£o in. Vitro), cheguei a pensar que n√£o realizaria meu sonho de ser m√£e, tive numa das tentativas gravidez ectopica, tendo que tirar meu filho(a) com 9 semanas de gesta√ß√£o, uma experi√™ncia muito dolorosa, mas enfim, Deus me mandou um presente que √© meu filho Jos√© Emmanuel que nascer√° em fevereiro! Amei o seu depoimento com todas as verdades da ces√°rea e o da sua amiga Tb me encorajou a tentar o parto normal! De qualquer forma ningu√©m √© mais ou menos m√£e pela forma que trazemos nossos filhos ao mundo e sim, pelo modo que apartir desse momento os conduzimos! Vc est√° de parab√©ns com Maria Ant√īnia ela √© linda! Ps.: se meu filho fosse mulher Tb seria Maria! Super beijo e fiquem com Deus!
Natalia La Gatto em 22 de Novembro de 2013 - 17:30:22
Ai Mariah, fiquei emocionada lendo esse post!
Realmente deve ser melhor sensação do mundo ter seu bebê nos braços depois de passar por tantos medos. Eu começo a tentar mês que vem!!
Parabéns pela filhota linda, que Deus abençoe vcs!
Bjao
Na
Ane em 21 de Novembro de 2013 - 13:28:26
Mariah,

lindo post, adorei.

Eu tive um menino a 2 anos e agora espero uma menina.
Nunca sonhei em ter parto normal e nem nada sobre isso.
Não acho que a via de parto defina quem é boa ou má mãe, mais mãe ou menos.

Quando eu engravidei comecei a ler várias coisas sobre o assunto e conversei muito com várias pessoas, entrei para um grupo de mães e comecei a simpatizar o parto normal. Mudei de obstetra porque ao contrário do que se pensa, optar pelo parto normal no Brasil é algo fora do comum e muito difícil. Acredite se quiser tem muito obstetra que trabalha em rede particular e só fez parto normal na época da residência, depois nunca mais e não conhecia ninguém que teve parto normal com o meu antigo.

A m√©dica que escolhi √© muito tranquila, sem radicalismos como eu e entendeu totalmente os meus pontos de vista. A √ļnica coisa que ela falou era que ela n√£o marcava ces√°rea antecipada sem motivo. Que quem escolhe o dia de nascer √© a pr√≥pria crian√ßa e que isso diminui as chances de um beb√™ ter problemas respirat√≥rios e outras coisas.

Com 37 semanas minha barriga come√ßou a endurecer um pouco. Ela falou que era normal e fui no consultorio. Chegando l√° ela falou, sim isso s√£o contra√ß√Ķes e ao fazer um exame viu que eu estava com 7cm de dilata√ß√£o!!! E eu sentindo apenas uma coliquinha! Fomos para a maternidade e fui para um quarto especial, onde eu poderia permanecer antes durante e depois do trabalho de parto. √Č espa√ßoso, tem banheira, mas n√£o tive vontade de ter meu bb na √°gua e nem usei. Ficamos eu ela, uma enfermeira e meu marido e ela falou que meu parto poderia ser natural se eu quisesse, pois se n√£o precisei de anestesia at√© aquele momento n√£o precisaria mais.

E assim, inacreditavelmente, foi!

Eu quis ficar um pouco deitada, descansando, bebi chá e comi biscoito de polvilho. Aí fiquei com calor e meu marido trouxe um picolé.

A c√≥lica aumentou um pouco e as posi√ß√Ķes ficaram meio desconfort√°veis at√© que senti um ploc e algo descendo. A bolsa havia estourado. Ela examinou de novo e falou: ele vem a√≠.
Buscou um apoio para os meus braços e fiquei ajoelhada na cama. Tive vontade de empurrar, fazer força. Meu bebê desceu devagar e ela falou que não precisava fazer muita força.

ele era perfeito e já veio para os meus braços.
Estávamos eu, meu marido, a medica, uma enfermeira e a pediatra chegou para vê-lo.

Durante o processo mediram a minha press√£o e os batimentos card√≠acos do bb muitas vezes, fora isso n√£o precisei de nenhum procedimento. N√£o fui picada, nem cortada, n√£o vi agulha e ao final tamb√©m n√£o precisei de um √ļnico ponto, pois n√£o houve corte e nem lacera√ß√£o.

Nem eu mesma acreditei.

Aqui em BH não tem berçário nas maternidades e não me separei do meu filho nem por 5 minutos. ele também não precisou de procedimentos tipo aspiração ou lavagem gástrica e apenas mamou, foi pesado e medido e ela fez alguns testes simples ali no quarto e ali ele ficou. algumas horas depois abriu um olho enorme, foi mágico!!!!

eu me emociono até hoje.

N√£o sei como ser√° da minha segundinha.
A médica falou que ser mãe é estar preparada para tudo.
Então é isso!!!

Que Deus ilumine nós, as mães!!!!

abraços!!!



Caroline em 20 de Novembro de 2013 - 13:32:21
Nosso, que lindo, Mariah! Fiquei ate emocionada!! Obrigada por ter escrito esses relatos para suas leitoras! Um dia vou ser mae tambem e morro de medo, é muito bom ler relatos tranquilizadores como o seu. Muita saude sempre para a M.A! Você merece ter essa filha tao linda! Beijos!
Renata Mattos em 19 de Novembro de 2013 - 09:53:59
Ol√° Mariah.
Sou de Ara√ßatuba, e tenho uma filha de 1 ano e 8 meses. Minha gravidez toda foi assistida pelo Dr. Paulino, e realmente ele √© √≥timo e passa uma tranquilidade enorme para n√≥s mam√£es de primeira viagem. Melhor escolha imposs√≠vel, ele tamb√©m preferiu fazer a ces√°ria, dei entrada no hospital no domingo, e logo na segunda a noite ja tive alta. Foi tudo maravilhoso, e √ļnico, adoro o seu blog!
Ju Arantes em 18 de Novembro de 2013 - 16:13:58
Mariah, vc emocionou muitas pessoas com seu relato. Tive meu bebê no dia 01 de agosto, sempre adorei seu blog e quando vc postou que estava grávida, fiquei super feliz, pois eu tb estava!!

J√° te defendi no instagram e vc respondeu meu recadinho, fiquei mtooo feliz!!

Com certeza o tipo de parto que a mulher escolhe e tem, n√£o determina que tipo de m√£e ela ser√°! Tb fiz ces√°rea, pois completei 40 semanas e nada do meu Bernardo resolver nascer...e tb ele j√° estava mto grande (3,775 kg).

Não existe amor maior no mundo, do que o amor que nós mães sentimos pelos nossos bebês, e isso não é medido, comprado ou comparado. Cada mãe sente e pronto!!

Parabéns pelo lindo post, pelo blog e por ser essa pessoa maravilhosa (que com certeza é uma mãe exemplar).

Beijos
Aline Almeida em 18 de Novembro de 2013 - 13:45:10
O meu foi normal também, mas sem anestesia! E foi maravilhoso, não me arrependo um segundo! E realmente, após esse dia me sinto a mulher maravilha, por não ter gritado ou feito escandalo.. ainda mais com tamanha dor! Segundo o obstetra, se todos meus partos fossem assim, eu poderia parir mais um seis e em casa hahahahah
Andressa em 18 de Novembro de 2013 - 01:08:04
Oi Mariah...

Passo por aqui quase tds os dias para conferir as dicas, mas acho q s√≥ comentei seu post sobre d√ļvidas do parto... Hj resolvi comentar de novo, pois me identifiquei muitooo com seu momento...tb tive q optar por uma cesariana por orienta√ß√£o m√©dica... tive um problema na passagem de nutrientes pela placenta a partir da semana 32... fiquei de repouso e passei a monitorar minha pequena td semana para tentar adiar ao m√°ximo o parto, para q ela n√£o precisasse vir ao mundo antes do tempo...
Tive muito apoio do meu marido, minha fam√≠lia e minha GO... e acreditei sempre q Deus traria minha princesa cheia de sa√ļde e no momento certo...
Deixei para o final da gestação, assim como vc, a decisão sobre o melhor parto... e nunca fui encanada quanto a isso!
Em nenhum momento me senti constrangida ou menos m√£e por tomar esta decis√£o... acho q o q vale √© a sa√ļde dos nossos pequenos em primeiro lugar!
Como sempre acreditei, minha filha nasceu assim q completei 37 semanas, por decisão médica, ultrapassando a barreira da prematuridade... chorou forte e alto... e , apesar de pequenininha, veio super saudável e muitooo esperta...

Vi q comentou q só agora a MA tem 4 kg e pouco... minha filhota tb só teve esse peso com 3 meses, mas sempre foi super saudável... até hj (8 meses) só teve um pequeno resfriado e é muito ativa... Não para um segundo! Kkkk... Superrrr papo de mãe essas coisas... kkkkk

Enfim... minha filha sempre esteve em primeiro lugar... e acho q esse deve ser o pensamento das futuras mamães... cada um tem uma história e tentar padronizar o parto ideal pode frustrar mta gente!

Um grande bjo... um cheiro na MA... e obrigada por compartilhar este momento t√£o especial conosco!
Rafaela Buchner Dornbusch em 17 de Novembro de 2013 - 18:27:06
Mariah seu relato foi incrivelmente maravilhoso! Acho que este √© um momento muito da m√£e e voc√™ escolheu aquele parto que fosse melhor para voc√™ e seu beb√™. Beijos e sa√ļde para a lindinha da Maria Antonia!
em 17 de Novembro de 2013 - 11:38:14
Ol√° Mariah. Comecei a acompanhar o blog recente e fiquei encantada com esse post. Um relato t√£o √ļnico, especial e que voc√™ compartilhou de maneira doce com todos. Parab√©ns! Que voc√™ tenha sempre muita alegria e sa√ļde. Serei mam√£e em breve, estou gravida do meu primeiro beb√™ com quase 5 meses completos.
Um beijo. Estarei te acompanhando!
Gesilene Aguiar em 16 de Novembro de 2013 - 01:17:28
Nossa que emocionante seu depoimento. Voltei cinco anos atrás quando meu Tito nasceu!!!De parto cesária e nem por isso me sinto ou somos menos ou mais mães que outras pessoas!!!Gente acho que ter filho de parto normal deve doer, com certeza, mas amamentar não é fácil nos primeiros 15 dias. Para mim, foi muito difícil, apesar de seguir tudo que minha médica havia falado!!!Não é verdade Mariah? Mas depois se torna prazeroso demais!!!!Mas o início é tenso, se não fosse meu marido me apoiando, não sei o que seria de mim....Parabéns Mariah! Sua MA é linda.....
mercia em 16 de Novembro de 2013 - 01:03:05
adoro seu blog olho tds os dias!! pq vc nao coloca as fotos de Maria antonia no blog..a vi no Instagran..ela é linda!! parabens!!
Victoria em 15 de Novembro de 2013 - 20:59:15
Oi Mah, seu relato foi incr√≠vel, me fez lembrar do dia do meu parto, o dia mais feliz da minha vida, quando vi o rostinho da minha princesa, com certeza √© o momento mais especial pelo qual n√≥ mam√£es passamos. Tamb√©m fiz a ces√°ria e foi muita tens√£o, pois nunca tinha passado nem perto de um centro cir√ļrgico, mas todo o medo e todo esfor√ßo valeu super a pena, n√£o tem nada melhor que gerar um filho e sentir o que √© o cora√ß√£o batendo fora do peito. Um beijo e muita sa√ļde e paz para a M.A!
Regi em 15 de Novembro de 2013 - 19:42:43
Muito lindo seu post! E √© verdade... toda essa ang√ļstia, ansiedade, mistura de medo com poder... √© tudo muito m√°gico! Quando soube que eu estava gr√°vida passou um filme em minha cabe√ßa. Que a partir daquele momento tinha um bebezinho dentro de mim... At√© que fiz uma ultrassonografia e descobri que n√£o era apenas um "serzinho" e sim dois! Mas infelizmente um dos beb√™s n√£o se desenvolveu bem, e o pr√≥prio organismo se encarregou, enfim... Posso dizer que naquele momento me senti t√£o impotente... meus olhos se enchem de l√°grimas s√≥ de lembrar... Mas ao mesmo tempo eu tinha que ser forte, pois tinha um outro cora√ß√£ozinho dentro de mim. Fiz repouso, recomenda√ß√Ķes m√©dicas, tomei vitaminas, tudo perfeitamente... E hoje tenho o meu mais precioso trof√©u... O meu sonho cor-de-rosa, a minha princesinha, a minha vida... A minha Maria Let√≠cia. Ela j√° est√° com 9 anos, mas pra mim ser√° sempre a minha pequena Lel√™ Lel√©ka... Uma amiguinha e tanto! Companheira, cumplice, carinhosa, meiga, linda... N√£o tenho adjetivos para descrev√™-la... Me transformei com a vinda dela... Me tornei uma leoa para defende-la custe o que custar... Fa√ßo tudo para que ela fique e esteja sempre bem... Tenho tanto amor pela minha boneca que chega a doer! Dou minha vida por ela... Inexplic√°vel tudo isso n√©! Mas n√£o √© n√£o... Todas essas coisas se resumem em uma s√≥ palavra... "M√£e".
Dani em 15 de Novembro de 2013 - 15:54:24
Oi, Mariah! N√£o sou m√£e ainda, mas sou uma jornalista que quer ser m√£e e gosta de ler sobre assuntos ligados √† gesta√ß√£o e √† maternidade. Primeiramente, achei seu depoimento muito sincero e genu√≠no, voc√™ falou do tema que mais representa a feminilidade, e isso mexe com os brios de todas n√≥s. Parab√©ns pela coragem. Como futura m√£e em 2014, rs, sou da escola que acredita que gestantes saud√°veis, em tese, podem sim parir naturalmente. No parto acontecem processos fisiol√≥gicos fundamentais para m√£e e filho, e lamento o fato de os m√©dicos terem perdido a capacidade de acreditar que as mulheres podem parir. Beb√™s "avisam" quando querem nascer, por isso existe o trabalho de parto. Se a ces√°rea for feita antes do TP, o beb√™ nascer√° antes da hora. N√£o quero que veja isso como cr√≠tica, apenas como informa√ß√£o que pode ser √ļtil no futuro, caso deseje dar irm√£os √† MA, ok? Continue fazendo o seu melhor, gosto do seu trabalho. Estava sentindo falta do "Como Usar". Um beijo, Dani.
francieli felix em 15 de Novembro de 2013 - 15:07:26
Lindo depoimento ja tinha visto as roupinhas o quartinho as dicas mas realmente essa foi a melhor . Amei sua historia perfeita p mim q vou ter minha menina no dia 22/11 e tb juntamente com meu dr foi optado por uma cesarea . Tomara q eu tenha a mesma sorte e seja tudo tranquilo .Q deus nos de força coragem e muita saude . Parabens pela MA. Bjs
Bruna Rafaelli em 15 de Novembro de 2013 - 14:46:35
Ola Mariah, estava esperando ansiosa seu post a respeito da sua cesária,acompanhei pelo instagram sua gravidez.Tenho 25 anos, estou gravida de um menino que vai se chamar Arthur,meu primeiro filho,vai ser minha primeira cirurgia, e tudo mais,nasce final de novembro, esta pertinho, e estou muitíssimo ansiosa e com muito medo!=/
Adorei seu relato, muito emocionante, espero que minha ces√°ria seja tranquila como a sua.
Sua filha esta linda!

beijos.
Mileide em 14 de Novembro de 2013 - 23:16:05
Mariah, que bom que o seu parto foi tranquilo e do jeito que voc√™ sonhou!! Tem que ser assim mesmo, independente de ser normal ou cesariana n√©! Tbm concordo que tem que ser uma escolha refletida pelo casale que respeite as vontades da gr√°vida! O meu foi normal, como eu queria. Se pudesse, s√≥ acrescentaria a banheira, porque a √°gua morna realmente ajuda a diminuir as dores do parto!! Eu fiquei muito contente com a minha experi√™ncia, me identifiquei com o relato da sua amiga, pois at√© o dia da minha bb nascer eu ainda estava com medo pq minha bb era relativamente grande e tinha receio de n√£o conseguir parir. Tbm frequentei um grupo de apoio a casais gr√°vidos, tirei minhas d√ļvidas com uma doula e s√≥ assim tive seguran√ßa para sustentar minha vontade!! Eis o meu relato de parto:

Fiz 39 semanas numa sexta-feira e n√£o sentia nada, nenhum sinal de que minha beb√™ estava para chegar, a n√£o ser pelos p√©s inchados que se instalaram dois dias antes e n√£o queriam mais desinchar. Fora isso, n√£o sentia nem a m√≠nima c√≥lica, o que me deixava ansiosa e apreensiva porque queria que meu parto fosse normal e a m√©dica j√° tinha avisado que esperaria somente at√© a quadrag√©sima semana para fazer o parto.Fui dormir meio desapontada. Foi ent√£o que na meia noite de s√°bado comecei a sentir as contra√ß√Ķes: pequenas dores nas costas bem suport√°veis. Parecia uma dor de barriga. Fui no banheiro e elas passaram um pouco. At√© pensei que n√£o estava em trabalho de parto. Me deitei e as dores voltaram. Elas vinham de meia em meia hora, eram pequenas e irradiavam das costas para o p√© da barriga. Bem suport√°veis, como pequenas c√≥licas. Assim, duvidando que eram realmente as contrata√ß√Ķes, eu consegui dormir entre uma dor e outra. √Äs 3:40 senti um chut√£o da minha beb√™ e um "ploc". Minha bolsa tinha estourado! S√≥ que o l√≠quido veio com sangue vivo, deixando a √°gua que escorria rosada. Corri para o hospital com receio por causa do sangue, mas fui examinada pelo m√©dico platonista e a beb√™ estava bem, com os batimentos card√≠acos √≥timos e eu estava com 4 cm de dilata√ß√£o.¬†As dores vinham de 10 em 10 min. Depois de 5 em 5, logo de 3 em 3 minutos, durando 1 minuto cada. Assim, para acelerar o trabalho de parto, eu fiquei caminhando pelo corredor do hospital, acompanhada pela minha m√£e e irm√£ e pelo marido querido. Quando vinham as contra√ß√Ķes eu parava de andar, me apoiava no meu marido e eles me faziam uma massagem bem forte na lombar, o que aliviava um pouco a dor. Desde o in√≠cio, a cada hora, os enfermeiros mediam minha press√£o e verificavam os batimentos da beb√™.¬†At√© os 7 cm de dilata√ß√£o (8h da manh√£) as dores eram totalmente suport√°veis e eu estava muito feliz porque sabia que em algumas horas minha filha estaria em meus bra√ßos! S√≥ a partir dos 8 cm √© que as dores ficaram mais fortes. Foi ent√£o que resolvi ir para o chuveiro bem quente, e deixava a √°gua cair sobre minha lombar. Isso me aliviou um pouco, mas quando as dores atingiam um pico eu cheguei a duvidar se iria conseguir. Eu achava que iria desmaiar de dor, nem cheguei a pensar em pedir anestesia, porque antes minha m√©dica j√° havia avisado que n√£o haveria anestesista presente no momento do parto e que se fosse realmente necess√°rio ele seria acionado e demoraria a chegar.¬†N√£o pedi cesariana porque estava decidida que faria normal, j√° que j√° tinha sentido todas aquelas dores por tanto tempo. Mas duvidei que me corpo aguentaria tamanha dor e nessas horas eu olhava para meu marido e perguntava: - Eu vou conseguir??? E ele sem hesitar respondia: -Cooom certeza! Voc√™ √© forte e j√° est√° quase acabando! Nossa beb√™ t√£o amada e esperada est√° chegando! Isso me ajudava a recuperar as for√ßas e a n√£o querer desistir.¬†Com as √ļltimas dores vinha uma vontade de fazer for√ßa. Tentei ficar de c√≥coras mas a dor aumentou. Tentei ficar de quatro em cima da cama, mas doeu mais. Nisso, minha m√©dica veio verificar a dilata√ß√£o mais uma vez e me pediu que deitasse de barriga para cima na cama. Pediu que eu segurasse minhas pernas flexionadas e as puxasse em dire√ß√£o √† minha cabe√ßa. Meu marido segurava minha cabe√ßa e a puxava em dire√ß√£o ao meu peito, tirando-a do travesseiro. Quando vinham as contra√ß√Ķes, minha irm√£ fazia a respira√ß√£o bem forte perto do meu ouvido, assim eu a escutava respirando e a imitava respirando tamb√©m.O pediatra que pegaria a beb√™ chegou e me pediu que fizesse uma for√ßa bem longa quando as contra√ß√Ķes viessem. Por√©m, nas primeiras tentativas eu parava de fazer a for√ßa quando a contra√ß√£o terminava. Foi ent√£o que ele falou para segurar a for√ßa mesmo que a contra√ß√£o fosse embora. Assim eu fiz, e ao mesmo tempo tendo que respirar. Fiz duas vezes a maior for√ßa da minha vida e minha filha nasceu √†s 10 horas, em ponto.Quando ela saiu s√≥ senti uma ard√™ncia, e a dor das contra√ß√Ķes parou na mesma hora. O que d√≥i s√£o as contra√ß√Ķes finais e ter q fazer a for√ßa junto com a contra√ß√£o.¬†Assim que nasceu, minha filha foi colocada em meu peito e a felicidade invadiu minha alma!!! Comecei a conversar com ela e a dizer o quanto ela foi esperada e ela parou de chorar na hora e ficou me olhando!!! Durante esse per√≠odo a m√©dica fez os pontos. N√£o injetaram ocitocina em mim, nem fizeram episiotomia. Mas tive v√°rios pontos em raz√£o da lacera√ß√£o. Meu marido ficou comigo at√© o fim, o que foi primordial porque no fim achei que n√£o conseguiria!¬†Sempre tive muito medo do parto, nunca quebrei uma unha, mas √© incr√≠vel como nascemos preparadas para parir. Faria tudo de novo! Foi uma experi√™ncia maravilhosa, que serviu para me mostrar o quanto n√≥s mulheres somos fortes!¬†
Juliana em 14 de Novembro de 2013 - 22:27:49
Tive 3 partos normais com anestesia e n√£o sofri do jeito que a Paty sofreu. Sempre sonhei com parto normal, desde o in√≠cio da primeira gesta√ß√£o. Durante o trabalho de parto, senti como se fosse uma dor de c√≥lica,que se intensificava a cada momento, mas nada insuport√°vel.Como recebi a peridural cont√≠nua, o cat√©ter foi instalado em meu corpo no in√≠cio do trabalho de parto, e o anestesista s√≥ ficava aguardando o momento certo para inserir o anest√©sico, quando as dores estivessem realmente lancinantes...enquanto isso n√£o acontecia, fiquei sentada, conversando com a equipe e com meu marido, rindo e me distraindo. A conversa agrad√°vel era interrompida por contra√ß√Ķes dolorosas, eu respirava fundo e segurava firme a m√£o do meu marido. A dor ficava um pouco amenizada pela sensa√ß√£o de que aquelas contra√ß√Ķes estavam trazendo meu beb√™ para meus bra√ßos, e tornava-se um momento de coragem.No momento em que as contra√ß√Ķes come√ßavam a se intensificar e a espa√ßar menos, solicitava ao anestesista que ele entrasse "em a√ß√£o", de forma que a "sa√≠da" do beb√™ n√£o foi dolorosa em nenhuma das vezes. Mas precisei fazer muita for√ßa pra empurrar meus beb√™s, e √© uma emo√ß√£o maravilhosa o empenho da equipe te encorajando, dizendo que est√° quase conseguindo, quando, enfim, voc√™ v√™ aquela cabecinha saindo de dentro de voc√™. √Č verdade, consegui ver a cabecinha deles saindo, pois as enfermeiras me posicionaram para isso na hora exata. Me considero realizada por ter participado ativamente do nascimento dos meus filhos, e repito quantas vezes for preciso: parto normal √© uma experi√™ncia fant√°stica, maravilhosa e emocionante demais. O que me entristece √© conhecer tantas m√£es que querem ter parto normal mas n√£o s√£o encorajadas pelos m√©dicos, que sempre usam desculpas para fugir do trabalho: circular de cord√£o, bolsa rota,etc. Sou enfermeira e posso afirmar que existem, sim, muitas indica√ß√Ķes para ces√°rea e algumas contraindica√ß√Ķes para o parto normal, mas n√£o como √© colocado hoje. Duas das minhas filhas apresentavam circular de cord√£o e na primeira gesta√ß√£o minha bolsa rompeu em casa, por isso o parto teve que ser induzido. Um conselho √†s mulheres, n√£o tenham medo das dores de parto, e procurem saber a respeito do parto com peridural cont√≠nua, que √© uma √≥tima op√ß√£o para as que n√£o querem sentir toda a dor intensamente, mas querem participar integralmente da vinda do beb√™.
Cristiane Loreto em 14 de Novembro de 2013 - 20:41:31
Mariah, que depoimento lindo. Parabens pela coragem. Deu pra perceber que vc pensou bastante em se expor dessa forma, e como sua bloguete, te agradeço imensamente por dividir experiência tão importante e particular como essa.

Estou com 31 semanas e adorei seu depoimento.

Sa√ļde e serenidade pra vc e sua linda familia. Mais uma vez, OBRIGADA!!
maira em 14 de Novembro de 2013 - 18:38:55
Ser m√£e √© emocionante n√© Ma? O meu parto tamb√©m foi bem tranquilo, a hora de entrar pra cirurgia tamb√©m foi super dif√≠cil pra mim, colocar aquela roupinha hahahaha morri de medo, tamb√©m nunca tinha feito cirurgia antes! A equipe m√©dica √© importante demais n√©? Minha anestesia foi complicada, n√£o queria pegar direito, chorei at√©, me senti t√£o aliviada de ter minha m√©dica comigo, me acalmou, conversou, tipo m√£e rsrsrsrs. Na hora que vi meu marido chegando me deu um alivio t√£√£√£√£√£√£o grande,a gente fica muito fr√°gil n√©? S√£o muitas emo√ß√Ķes num dia s√≥, vc est√° prestes a conhecer o amor da sua vida!!! √Č um encontro inesquec√≠vel!
Boa sorte pra vc nessa nova etapa, cada dia uma descoberta diferente, são muitos sentimentos misturados, difícil no começo, mas daqui pra frente é só alegria!!!! Te desejo tudo de melhor, apesar de não te conhecer pessoalmente é como se eu conhecesse hahahahaha. Felicidades Ma! bjo
em 14 de Novembro de 2013 - 18:16:31
Oi, Mariah! Queria entender quais foram as indica√ß√Ķes de seu m√©dico pra justificar uma ces√°ria em voc√™.
Beijinhos!
Raquel em 14 de Novembro de 2013 - 16:03:51
Pq vc n√£o tirou foto do parto???? As fotos da Andrea s√£o lindas!


Raquel, na UNIMED eles n√£o deixam entrar fotografo acredita? Eu queria mtoooo que ela tivesse entrado comigo :-(
Bjs!
patty cestari em 14 de Novembro de 2013 - 15:23:33
kkkkk ate imagino o antonio na sala de parto com vc: "relaxa nê, vai dar tudo certo!!"
chorei ate qdo li seu depoimento, ainda mais na hora que todo mundo chorou!!!!! foi lindo!!!
beijoooooo!!!

Joana em 14 de Novembro de 2013 - 14:30:25
Mariah, sou a Joana do comentário abaixo, que está tentando engravidar há seis meses. Só estou escrevendo de novo porque fiquei comovida com a sua atenção... Visito alguns blogs e nunca fiz nenhum comentário, mas resolvi fazer porque como estou com esse instinto maternal aflorado, este assunto tem mexido muito comigo. Fofa sua resposta, obrigada pelo carinho... Sou do RJ e já cruzei algumas vezes com a sua irmã nos restaurantes, mundinho de azeitona esse. Enfim, foi só pra elogiar sua resposta. Beijos pra sua princesa loirinha!


Nossa, sério??? Pena que ela está morando em SP agora rs! Que mundo pequeno!!!!
Uma das coisas que mais gosto é comentar os comentários, mas nem sempre tenho tempo. O importante é que leio todossss!
Bjs!
Raquel em 14 de Novembro de 2013 - 13:21:58
Parab√©ns, adorei o post... outra coisa que √© muito importante no parto ces√°rea √© a seguran√ßa, diminui muitooo as chancse da crian√ßa engolir √°gua do parto, zera qualquer possibilidade de quebra da clav√≠cula(muito comum em parto normal), entre outros benef√≠cios desconhecidos pela maioria das pessoas que n√£o vivem este momento! √Č claro que a recupera√ß√£o do parto normal √© melhor, mas nessa hora o que mais vale √© a seguran√ßa dos pimpolhos n√©?

Beij√£o
em 14 de Novembro de 2013 - 12:44:23
Oi Mariah.
Quando eu fiz a cesária, eu também estava com muito medo, principalmente da anestesia.
Na hora de dar a anestesia, a médica pediu para eu não me mexer, mas eu estava com tanto medo que me mexia sem querer. Ela tentou 3 vezes e viu que eu não ia conseguir ficar parada.
Para eu ficar mais tranquila, ela aplicou no soro um medicamento chamado "acalma mamãe". Dá um leve soninho e eu não senti nada. Dei uma apagadinha por alguns minutos. Eu não senti as minhas pernas amortecendo como você.
Mas foi tudo super tranquilo.
Pras mamães que têm medo, fica a dica desse medicamento.
Um beijo
Mariana em 14 de Novembro de 2013 - 12:28:00
Oi, Mariah!
Estava esperando esse post, pois sabia que teria bastante detalhes que em geral as pessoas n√£o falam!
Eu ainda n√£o estou gr√°vida, na verdade, vamos come√ßar a tentar agora em Dezembro, mas j√° sei que meu parto ser√° ces√°rea. Sempre soube que teria que ser assim, pois fiz uma cirurgia angiol√≥gica ainda muito nova (tinha problema nas safenas e precisei corrigir)e o esfor√ßo do PN pode gerar complica√ß√Ķes, como uma hemorragia interna, e Deus me livre, n√©? Ent√£o sem PN para mim!
Bom, essa introdu√ß√£o toda √© que eu gostaria que voc√™ me tirasse uma d√ļvida: depois que a MA nasceu e foi encaminhada pro ber√ß√°rio, seu marido foi junto ou ficou com vc aguardando o final da cirurgia?
Estou perguntando porque tenho muito medo de ficar sozinha (sem meu marido) no centro cir√ļrgico estando acordada/consciente.
Bjos!


Mariana, quando ela nasceu, o Antonio foi caminhando com ela at√© o ber√ßario, ou seja, fiquei sim sozinha (sem ele) no centro cir√ļrgico. Mas por isso que a sua equipe m√©dica tem que ser tudo a ver com vc, pq nessa hora vcs ficam conversando enquanto eles terminam o procedimento. N√£o se preocupe, essa parte √© a mais tranquila e vc vai estar t√£oooo emocionada e louca pra ver seu baby que vai passar num segundo! Eu at√© tirei foto com o iphone nessa hora com os medicos haha!
Bjs!
Paloma Bevers em 14 de Novembro de 2013 - 12:20:57
Lindos e emocionantes os depoimentos! Super legal vc dividir esse momento conosco! E achei justo e interessante vc ter colocado o depoimento do parto normal da sua amiga, muito muito bacana mesmo e delicado da sua parte. Afinal cada pessoa deve fazer o que acha melhor, n√©? As brasileiras s√£o muito sortudas de terem a opc√£o entre parto normal e cesarea. Todo mundo reclama da sa√ļde no Brasil e elogia o sistema de sa√ļde em pa√≠ses desenvolvidos, por√©m mal sabem que na Europa, onde moro, ainda √© comum o parto normal EM CASA com parteira e sem m√©dico. Pa√≠ses como Alemanha e Holanda ainda v√™em como natural o parto em casa, e meu parto foi obrigatoriamente normal, levou 3 dias com muito sofrimento, e n√£o era minha escolha a ces√°rea, apesar de eu ter implorado por ela. O depoimento da sua amiga √© correto, o parto normal faz com que a m√£e se sinta meio que super her√≥i e se ache por ter conseguido tal proeza, mas d√° tb certo trauminha de ter um segundo filho desse jeito. Ent√£o, a brasileira tem que saber que √© sortuda por estar nessa posic√£o privilegiada demais de poder optar pelo parto que achar melhor, e agradecer por isso. Em muitos locais do mundo ainda n√£o existe isso de optar. De resto, parab√©ns pela linda filha, pelo blog e por ser essa pessoa fofa que √©!
Carla em 14 de Novembro de 2013 - 11:37:28
ahh e eu nem sabia direito que existia isso agora de condenar quem faz ces√°rea!
maluquice!!!!!!
coisa de gente chata que n√£o tem o que fazer! essas pessoas metidas a naturebas kkkkkk
aqui em Salvador, todo mundo que eu conheco fez ces√°rea! super normal!!
e eu nem cogitava ter parto normal, de tanto que cesárea era comum para mim e confortável...mas de uns tempos pra cá estou gostando da ideia ! só quando chegar a hora para decidir !
Carla em 14 de Novembro de 2013 - 11:31:43
Só não chorei horrores porque estou no trabalho! kkkkk
acompanho todossss os seus posts desde sempre! mas acho que esse foi o meu favorito!
tenho só 22 anos e não vou casar tão cedo(apesar de já namorar há 4 anos)...mas sempre me interessei por esses assuntos! sou louca por casamento, bebês... amo os posts relacionados a M.A! meu maior sonho é viver tudo que você viveu, com meu namorado (na época será marido né rsrs) e meu futuro baby.
enfim, obrigada por esse post! me emocionei, matei minha curiosidade, tirei minhas d√ļvidas !
sua filhota é linda!! e eu amei "conhece-la"!
beijooo
Josiane em 14 de Novembro de 2013 - 10:37:53
Que post lindo Mariah.. amei..
Estou tentando engravidar e acompanhar seus posts sobre o assunto me ajuda muitoooo..
Beij√£o
Denise Torres em 14 de Novembro de 2013 - 08:48:24
Mariah, muito bom este post.

Os dois depoimentos s√£o lindos, emocionantes e muito sinceros.

Parabéns para as duas e felicidades para os filhos de vocês!

Denise

em 14 de Novembro de 2013 - 08:39:22
Poxa, Mariah. Não estou grávida e ainda não fui mamãe, mas quase chorei com seu post hehehehe. Obrigada por dividir conosco esse momento tão importante e especial de sua vida. Mas, claro, se não for incoveniente para você, fala para gente o que seu corpo mudou, essas coisas que toda mulher quer saber. Beijos.
Aline em 14 de Novembro de 2013 - 06:13:23
Tudo que eu precisava ler!!! amei :)
em 14 de Novembro de 2013 - 03:48:08
Ol√° Mariah, muito legal seu post! Estou gravidinha, por√©m muito chateada de ser obrigada a fazer ces√°rea (por quest√Ķes m√©dicas - n√£o encontro m√©dicos para fazer normal rsrs).
Essa coisa de parto é complicada, uma coisa que gostaria é que a grávida pudesse escolher o tipo de parto que ela se sentisse mais confortável: sendo ele cesárea, via vaginal no hospital, domicililar...pois acho que isso será a maior experiência que a mulher terá na vida, então passar por ela da forma que nos sentirmos mais seguras.
Penso que o problema não é a cesárea, mas é a mulher não poder escolher (na maioria das vezes), no meu caso, além de não ter tempo pra fazer normal, o médico falou que o neném está atravessado, o que não significa nada, estou apenas de 24 semanas, tem bebê que vira até no momento do trabalho de parto.
Então Mariah, é sempre bom ouvir experiências como a sua, ainda mais quem está gravidinha como eu.
Parabéns pela sua família!
Raissa em 13 de Novembro de 2013 - 23:29:37
Oi Mah, lindo o post. Hiper compreensivel seu receio em tocar nesse assunto.
Achei oótimo vc ter colocado outro ponto de vista e muito bacana sua amiga ter topado fazer esse relato tao intimo.
Eu como bloguete me senti honrada em poder receber esse post como um presente!!
Agora, me diz, foi combinado a MA nascer no mesmo dia da MV? Rs.
Beijossss!


Raissa, que bom que gostou! Realmente é uma coisa super íntima, mas adoro dividir com vcs estes momentos da minha vida!
Não, não foi combinado as duas nascerem no mesmo dia. Foi mtaaaa coincidência, era pra ser, sei lá. Eu só tinha essa data de opção pq meu anestesista ia viajar no próprio dia 22 a tarde e quando ele voltasse, já seria mto tarde pra MA nascer rs.
Bjs!!!
Fernanda Torres em 13 de Novembro de 2013 - 23:09:42
Lindo post!Emocionantes os dois depoimentos, concordo com voc√™ quando diz que n√£o existem regras neste momento, acho que existem mesmo s√£o escolhas, intui√ß√Ķes e muito amor pelos nossos filhotes!!! Muitos beijos pra vc e muita sa√ļde pra sua linda MA!
Karina em 13 de Novembro de 2013 - 22:50:05
Oi Mariah! Acho que j√° comentei uma vc aqui, mas n√£o costumo comentar com frequencia, no entanto, hj me vi impelida a faze-lo pois minha filha faz aniversario no mesmo dia da MA ( e da MV rsrsrsrs)
Vc tem toda raz√£o em pensar muito antes de falar sobre o seu parto, hj em dia a imposi√ß√£o para o parto normal √© t√£o grande que beira o absurdo. Se vc n√£o tem um parto normal, natural, de c√≥coras e ainda por coma na banheira da sua casa com todo mundo olhando, vc n√£o pariu direito! Isso √© um absurdo, concordo plenamente quando diz que cada m√£e sabe o que √© melhor para si. Eu tive parto normal ( no hospital, com anestesia e s√≥ o meu marido olhando minha cara de descabelada, rsrsrsr), eu costumo dizer que teria 10 filhos de parto normal pq pra mim foi muito f√°cil, mas eu sei que n√£o √© assim para todo mundo.... Eu n√£o sabia que tipo de parto teria at√© o dia que ela nasceu! Ou seja, se eu tivesse que fazer uma ces√°rea por for√ßas das circust√Ęncias, eu faria sem traumas!
Acho que nós, mães, já temos tanto com o que nos preocupar, e ainda ter que ficar esquentando a nossa cabeça com a opinião das outras pessoas no que tange as nossas escolhas, já é demais!
Cr√≠ricas sempre haver√£o, acredite! Eu tb fui criticada por ter tido parto normal hahahahaha √Č impressionante n√©!
Mas não esquenta com isso, vc é a melhor mãe que pode ser para a MA!
Ah! E parabéns pela filhota! Ela é linda! Cá entre nós, 22/08 é uma data muito auspiciosa rsrsrsrs
Bjus!


Karina, que bom saber que vc, mesmo tendo optado pelo parto normal, pense assim! Realmente tem gente mto exagerada quanto ao normal , n√£o sei pra que isso, se no final o que mais importa para a m√£e √© seu filho nascer com sa√ļde e perfeito, n√£o √©?
Essa data é mtooo especial mesmo rsss, só nasce TOPS hahahaha! Brincadeira!
Bjsss!
Ana Paula em 13 de Novembro de 2013 - 22:48:43
Oi Mariah, lindo seu depoimento, e da sua amiga Paty... eu passei por todos esses procedimentos que vc fez tbm.. a equipe que fez meu parto foi a mesma que fez o seu. Meu filho nasceu em 2004 e o Dr. Paulino e toda q equipe são maravilhosos. Quando fiquei grávida meu sonho era um parto normal, pois tinha um certo trauma porque na cesaria da minha irmã caçula, minha mãe sofreu demais. Tinha medo do pós operatório. Mas meu filho era muito grande, e Dr. Paulino e meu marido me convenceram a fazer a cesaria. José Pedro nasceu com 4.350kg e 52 cm... enorme. eu tbm não tive dor de parto, porque moro a 70km de Araçatuba e marquei minha cirurgia, fiquei com muito medo de não dar tempo pra chegar e "parir" no meio do caminho. Mas vou te falar minha maior aflição foi a sala de espera para entrar no centro cirugico... e eu estava sozinha... Tenso.. Mas correu tudo na perfeita ordem e com a benção de Deus. Enfim parabéns M.A. é linda como os pais, é uma Benção.. Bjs!!!


Ana Paula, que bebê enorme hehehe. Hoje com 3 meses que a M.A atingiu os 4 kg e pouquinho, imagina, é como se ela tivesse nascido deste tamanho rs. Estou achando ela tão grandona agora!!!!!! Mas que bom que deu tudo certo, e que vc optou por ter um parto tranquilo e sem traumas né? Dr. Paulino é demais mesmo!
Bjs!!!
Aline Ribeiro em 13 de Novembro de 2013 - 22:43:45
Oi, Mariah Linda!! Sempre entro no seu blog e nunca comentei, mas, diante do seu relato n√£o tive como n√£o me manifestar. Estou gr√°vida do meu primeiro filho, √© um menino e est√° previsto para nascer at√© 01 de mar√ßo de 2014. Confesso para voc√™ que minha maior afli√ß√£o √© a hora do parto!! Na verdade sempre pensei, falei em ter normal, antes mesmo de engravidar, pois tenho pavor de corte, sangue e afins, mas, conforme o tempo vai passando, fico cada vez mais em d√ļvida. J√° falei com minha m√©dica sobre minha vontade de ter o parto normal, por√©m, est√° nas m√£os dela e de Deus pois acho que o melhor a ser feito √© em primeiro lugar pensar no bem estar e na sa√ļde do beb√™ e da m√£e assim como voc√™ fez. Sua filha √© linda e saud√°vel e √© isso que importa!! Beijos e Parab√©ns!!
Julia em 13 de Novembro de 2013 - 22:42:55
Muito emocionante seu post e as fotos também. Nem sou mãe e já chorei lendo isso.
Obrigada por compartilhar seus melhores momentos com nós...
Beijos no coração!

em 13 de Novembro de 2013 - 22:41:38
Nossa Mariah, até eu que não estou grávida e também nunca tive filhos consegui sentir as dores do parto, rss.
Adorei esse post muito esclarecedor, já decidi que o parto do meu futuro filho ou filha vai ser cesárea kkk. Só a descrição das dores do parto normal me deixaram aflita.

Bjs e muitas bênçãos para a sua família.

Maria Fernanda em 13 de Novembro de 2013 - 22:29:23
Nossa adorei o post !!!! Tive meu bebe a 18 dias ... N√£o sou de escrever coment√°rios mas sobre esses post achei v√°lido deixar minha experi√™ncia tamb√©m , o tipo de parto jubas foi uns d√ļvida para mim, por incr√≠vel que ot√°ria SEMPRE quis ter cessaria !!! Foi a primeira coisa que falei pra minha hedica quando descobri que estava gr√°vida ... A √ļnica (e melhor conselho) condi√ß√£o da minha medica era que far√≠amos sim a cessaria mas na hora que ele quisesse nascer; quando estivesse pronto !!!
Confiava (confio) 100% na minha medica e sabia acera a melhor coisa a ser feita, teria a minha t√£o sonhada cessaria mas de uma forma natural, quando meu filho estivesse pronto para nascer...

Minha gravidez foi super tranquila, mas com 29 sem dele resolveu "abaixar" , tonei rem√©dio para segurar ele mais um pouco afinal 29 semanas era mega prematuro , mas gra√ßas a Deus, ora√ß√£o e compet√™ncia e sabedoria da minha medica ele nasceu lindo √≥timo e saud√°vel com 38sem e meia, fui pro hospital fazer contagem de contra√ß√£o (exame chamado cardiotocos ) pq Tava sentindo uma pequena c√≥lica (afinal j√° sentia contra√ß√Ķes desde das 29 sem), estava entrando em TP e 2cm de dilata√ß√£o ! De l√° n√£o sa mais, nao gr√°vida hahah , minha cirurgia foi feita2 hras depois, exatamente como eu a medica queriamos, na hora dele....

N√£o senti NADA da anestesia, p√īs parto maravilhoso .... Incomoda um pouco no dia seguinte como vc descreveu mas nada como as pessoas pintam !!!! CESSARIA N√ÉO DOI

Mãe de cessaria SIM é com muito orgulho, realizada , com meu filho nos braços forte e saudável e muito feliz !!!!
Cada mãe sabe o que é melhor pra ela e seu bebe, o melhor é como a Pati falou é realizar o SEU SONHO
Beijos parabéns pelo blog e a M A é lindaaaaaaaa

Daniela em 13 de Novembro de 2013 - 22:26:57
Parab√©ns pelo post!!! Lindos os depoimentos. Acabei me emocionando! Estou gravida de 4 meses, mas ainda n√£o sei o sexo do beb√™. Se for menina tb se chamar√° Maria Ant√īnia! !!!! nao me decidi pelo tipo de parto e com certeza seus depoimentos estao me ajudando muito. Bjo e parab√©ns! !!!!
bianca em 13 de Novembro de 2013 - 21:43:37
oi Mariah eu nunca tive filho mas quando eu tiver vou fazer cesariana pois tenho muito medo da dor kkk confesso eu fico pensando como que eu iria conseguir, por parto normal.Minha mãe me disse que dói bastante mas passa rápido mas mesmo assim ainda tenho medo da dor!!kkk
Muito lindo o seu momento e obrigada pela seu relato ajuda muito,seu blog é maravilhoso.
bjs
ROBERTA em 13 de Novembro de 2013 - 21:18:43
NÃO PODERIA SER MAIS LINDO ESSE POST! PARABENS!!!!
Joana em 13 de Novembro de 2013 - 21:09:29
Oi mariah, tudo bem? Achei lindo seu texto... Estou aqui chorando que nem doida! Bom, queria que voc√™ dissesse como foi decidir que era a hora de ser m√£e e como foi a fase das tentativas... Ningu√©m fala muito sobre isso e parece que as pessoas pensam que querem ser m√£e e como m√°gica, ficam gr√°vidas! Sou casada h√° seis anos e tentando engravidar tem seis meses. Tenho certeza que vai dar tudo certo e que logo meu filhote vai chegar, mas passam v√°rias coisas na nossa cabe√ßa: ser√° que engravido logo ou tem alguma coisa errada? Como ser√° minha rotina depois? Como ser√° minha vida de mulher com o meu marido? Enfim, √© isso! Se puder e quiser, divida isso... Voc√™ tentou muito tempo? Beijos e toda sa√ļde do mundo pra sua filhota!


Joana, vou pensar em como posso falar sobre as tentativas num post ok?! Na verdade, quando decidimos ter um filho, tentamos dois meses e a M.A veio rs. S√©rio, foi mto r√°pido. Por isso, nem tenho mto o que falar para quem est√° tentando a mais tempo. Mas √≥bvio que as d√ļvidas vem em nossas cabe√ßas n√©, acho que toda mulher tem viu, mesmo antes de come√ßar as tentativas, pois a gente nunca sabe o que pode acontecer n√£o √©? Mas 6 meses √© pouco tempo, n√£o fique ansiosa, tenho certeza que em breve seu baby vai chegar!!!!
Bjs!!!
em 13 de Novembro de 2013 - 21:02:52
Que lindo relato.. n√£o vejo a hr de ser m√£e tb! Mariah, pq vc escolheu que a M.A nascesse no mesmo dia da M.V? Beijos!


Foi uma coincidência por causa do meu anestesista rs!!!
Bjs!!!
Giovana em 13 de Novembro de 2013 - 20:57:18
Mariah adorei seu post...
menina tenho uma coisa pra te contar... eu sempre vinha aqui no seu blog e acompanhava tudo da sua gravidez e fiquei super emocionada quando vi a MA...
até um dia comentando um dos post's eu disse que vendo sua gravidez me dava até vontade de ser mãe... que esse sentimento estava aflorando em mim, e estava mesmo...
Foi quando na época eu tive dores muito fortes e um sangramento fora de época, mas eu estava solteira e não tinha a mínima chance de ser gravidez, aí fui ao médico pq sabia que algo estava errado...
Fui em um médico que minha mãe indicou em uma clínica que ela ia sempre, e não no médico que estava acostumada a anos...
resultado, ele diagnosticou uma ferida no colo do √ļtero e disse que eu teria que cauterizar, eu fiquei horrorizada pq eu nem sabia do que se tratava... busquei saber e mesmo apavorada marquei a tal cauteriza√ß√£o...
e foi o momento que mais senti dor na vida, mesmo com anestesia loca, foi horrível...
aí quando retornei lá uns dias depois pra ele ver como estava ele disse que ainda não estava bem cicatrizado e que talvez precisasse fazer novamente, mas como eu estava traumatizada resolvi procurar meu médico antigo, que eu confiava mais e que é muito bem conceituado e quem eu deveria ter procurado desde o começo...
foi aí que tomei o maior choque da minha vida, ele disse que a cauterização doeu tanto e que eu não conseguia me recuperar devido um quadro de endometriose...
Imagina minha cabeça a mil nessa hora, afinal endometriose causa infertilidade... chorei por dentro nesse dia..
ele me disse que poderia dificultar uma gravidez, mas que n√£o me impediria se eu tratasse, e estou tratando e rezando para que se um dia eu resolva ser m√£e, que seja t√£o m√°gico como foi pra vc...
eu nunca quis sabe... nem nunca fui apaixonada por criança como todas minhas amigas, mas depois da MA e de ver vc curtir cada momento minha forma de pensar pensou...
Então nunca vou esquecer que vc faz parte da minha mudança de pensamento, ver sua emoção sempre me deixa muito bem...
desejo tudo de melhor pra vc e pra sua família linda...
Um grande beijo!
Gi


Nossa Gi, que depoimento emocionante! Em primeiro lugar quero agradecer imensamente o carinho e fico mto feliz em saber que eu estou te incentivando a procurar o melhor caminho para vc ser m√£e um dia. Espero que este dia chegue e que vc seja mto feliz viu! N√£o desista desse sonho, este problema acontece com muitas mulheres. Tenho amigas que tiveram endometriose e conseguiram engravidar.
Bjs e fique com Deus!
em 13 de Novembro de 2013 - 20:56:47
Oi Mariah,

Parabéns pela M.A., ela é linda demais! Uma bonequinha!

Fiquei emocionada ao ler seu depoimento, eu também estou passando por esta fase - medo do parto - no inicio queria parto normal, queria conseguir parir a minha filha. Chegou na 28 semana e eu comecei a pensar melhor sobre o parto, se aguentaria a dor... Conversei com a minha terapeuta e meu ginecologista, e eles disseram que cada mulher pode escolher a melhor forma de parir seu filho, mas que no final tudo pode mudar, que eu poderia escolher normal e no final poderia ser feita cesárea.
Foi então que decidi como você Mariah, a ter a minha filha parto cesárea.
Será melhor para nos duas, e não é porque não vou parir de modo natural que sou menos mal que alguém que teve normal, acho que isso é o que acontece muitas vezes.

Estou de 33 semanas, ansiosa para marcar a data do meu anjinho nascer.

Continue com esse seu jeitinho, todo especial. Adoro seu blog.

Um super beijo
Marcela em 13 de Novembro de 2013 - 20:51:58
Mariah, parabéns! Estou grávida de 7 meses e fiquei muito emocionada com seu post. Muito obrigada por compartilhar sua experiência de cesárea, e, também, de dar a oportunidade de conhecermos uma história de parto normal. Te desejo muito sucesso. Beijos!
Carina em 13 de Novembro de 2013 - 20:48:43
Muito bom o post! Tenho muita vontade de fazer normal. Não sei se vou desistir quando chegar a dor, mas com certeza, vou esperar o máximo possível! Emocionantes os depoimentos!
Karina em 13 de Novembro de 2013 - 20:48:16
Oi Mariah, ja tinha comentando antes, mas volto a comentar, desde o inicio do ano seu blog tomou um rumo muito bacana e tem sido legal acompanhar vc e sua familia.

Eu ando meio cansada das "ditadoras de regras" de internet. Acho que as mulheres tem sido MUITO duras com outras mulheres. Que absurdo julgar o amor de alguem por uma cesarea ou um parto normal, dizer que alguem foi mais ou menos mae pq tomou anestesia. Escolhas tao pessoais. Claro que cesareas nao devem ser feitas descontroladamente, porem eh uma escolha da mae sim, como nao ?!

Nao so isso, mas vejo a mulherada sendo muito, muito carrasca de outras mulheres... Pq fulana tem celulite, pq ciclana nao sorri nas fotos, pq beltrana nao emagreceu apos o parto... gente... quer dizer, ou vc eh perfeita, bonita, magra, rica, boa mae, boa esposa... ou vc nao tem valor... desculpa ai pessoal, mas minha intencao nao eh ser mulher maravilha...Achei absurda a repercursao da historia do banho na M.A. ! Olha eu sempre fui super boa com criancas, tive mil primos e to super acostumada a dar banho, mas poxa pra uma mamae de primeira viagem eh um medo super NORMAL !!! Minha mae comentou comigo que os primeiros banho nao foi ela quem deu, e se vc tem condicoes de ter uma pessoa com EXPERIENCIA te ajudando... uma baba bacana... PORQUE NAO ?!

Acho que esses posts sao bons pra dismistificar um pouco a ideia de que a grama do vizinho eh sempre mais verde ne... todo mundo tem problemas, aflicoes, alegrias, tristezas, mal humor, TPM... todo mundo eh normal...

Enfim, acho que seu depoimento eh pertinente !

Keep up the good work !
Have a good one !


Karina, concordo 100% com vc! As pessoas estão mto cruéis hoje em dia, tudo tem que ser perfeito e do jeito que a sociedade quer. Mas na real não funciona assim MESMO! Quando eu falei que ainda não tinha dado banho na minha filha, abri meu coração e falei dos meus medos. Mas imagina, como assim nunca deu um banho na filha? Muitas me atacaram com pedras, de certo algumas nem mãe eram ainda. Mas enfim, temos que ser fortes e nos proteger, pois cada mulher tem os seus medos não é? Não existe fórmula e devemos fazer o que nos faz feliz. O assunto do tipo de parto é como a amamentação. A mulher que não amamenta o seu filho é uma bruxa né, mas coitadas, muitas querem e não conseguem amamentar. Enfim, o importante é ser feliz, principalmente na maternidade!!!! Bjssss!
Bruna BB em 13 de Novembro de 2013 - 20:44:11
Ol√°
quando tiver a oportunidade assista https://www.facebook.com/orenascimentodoparto?fref=ts

Valeu muuuuiitoo a pena!
em 13 de Novembro de 2013 - 20:42:00
Que legal Mariah vc dividir esse
Momento unico conosco!! Tb fiz uma cesarea no primeiro filho.. Pois minha barriga estava grande e a ultra para ver o peso e tam do bebe estava marcada p dia 12 e o apressadinho chegou no dia 8... Minha medica axou q ele seria grande e q sofreria mto no parto normal!! Frizando q no hosp. falaram q a minha medica e campe√£ em PN!!
Afinal, sofri um pouco no pos parto, senti dores por dias!! Agora estou esperando o segundo bebe.. Nao decidi ainda o q vou fz... Pq a cesarea doi dps e o PN na hr!! Vou esperar... Hj em dia eh td tao confiavel q se decidir qdo a bolsa romper novamente vai dar td certo!!
em 13 de Novembro de 2013 - 20:34:30
Ler os dois relatos só me deixou mais segura ainda pra fazer cesária. Já vou morrer de ansiedade com data marcada, imagina esperar assim? Não consigo, sou planejada demais pra esperar o bebê querer nascer e ficar horas em trabalho de parto. Mas adorei e achei os relatos incríveis e super ótimos para mamães de primeira viagem como eu que estão planejando o nascimento dos seus bebês. =)
Beijos e parabéns pelo post!
Betina em 13 de Novembro de 2013 - 20:25:32
Adorei o post!!! Conseguiram transmitir toda emoção de ser mãe! Nao sou ainda, mas acredito que cada mae defini como sera o parto e isso nao diminui em nada a beleza do momento. Parabéns pela MA... Ela é linda!!!!!
Juliana em 13 de Novembro de 2013 - 20:25:10
Mahh!!

Você é muito generosa! Obrigada por dividir esse momento tao especial com suas bloguetes!

Parabens pela filha linnnda!

Beijos
Aline em 13 de Novembro de 2013 - 20:15:30
Oi Mariah, nossa quando li seu post, parecia eu contando o meu parto, tive meu filho a 19 dias, e todos os detalhes da sua história foi exatamente parecida com a minha! Nunca comentei por aqui, mas entro todos os dias no seu blog e admiro o seu trabalho! Passei minha gestação super tranquila, mas um dia antes do parto ( foi cesárea tbm! Pois estava tomando remédio para segurar desde o sexto mês) fiquei ansiosa, mas minha família e do meu marido também foi para o hospital, estávamos em festa rs!!! Chorei um monte no pre operatório e quando vi o meu Obstetra foi um alívio!!! A anestesia também não doeu, estava com tanto medo dela, mas não senti nada! Graças a Deus! A equipe ficou conversando comigo e meu marido entrou na sala, chorei mais um pouco rs, mas o momento que não existe explicação é quando ouvimos o chorinho do nosso filho, parece que nos conectamos ainda mais, para mim eu passei a entender que não era um sonho o que eu estava vivendo, era real e meu filho era meu, todo meu, pra cuidar, pra amar... Ai passaria horas aqui contando! Mas quero parabenizar vc, por dividir com suas leitoras esse momento que é tão nosso e que só dividimos com quem confiamos! Felicidades pra sua família, que o Senhor derrame bênçãos sem medidas sobre a vida de vcs! E que vcs tenham sabedoria ao educar a M.A. Beijos
Aline em 13 de Novembro de 2013 - 20:14:48
Oi Mariah, nossa quando li seu post, parecia eu contando o meu parto, tive meu filho a 19 dias, e todos os detalhes da sua história foi exatamente parecida com a minha! Nunca comentei por aqui, mas entro todos os dias no seu blog e admiro o seu trabalho! Passei minha gestação super tranquila, mas um dia antes do parto ( foi cesárea tbm! Pois estava tomando remédio para segurar desde o sexto mês) fiquei ansiosa, mas minha família e do meu marido também foi para o hospital, estávamos em festa rs!!! Chorei um monte no pre operatório e quando vi o meu Obstetra foi um alívio!!! A anestesia também não doeu, estava com tanto medo dela, mas não senti nada! Graças a Deus! A equipe ficou conversando comigo e meu marido entrou na sala, chorei mais um pouco rs, mas o momento que não existe explicação é quando ouvimos o chorinho do nosso filho, parece que nos conectamos ainda mais, para mim eu passei a entender que não era um sonho o que eu estava vivendo, era real e meu filho era meu, todo meu, pra cuidar, pra amar... Ai passaria horas aqui contando! Mas quero parabenizar vc, por dividir com suas leitoras esse momento que é tão nosso e que só dividimos com quem confiamos! Felicidades pra sua família, que o Senhor derrame bênçãos sem medidas sobre a vida de vcs! E que vcs tenham sabedoria ao educar a M.A. Beijos
Juliana em 13 de Novembro de 2013 - 20:13:12
Achei lindo a historia do Parto, uma pena nao ter sido normal pois eh o natural pra mamae e pro bebe.
Luciana em 13 de Novembro de 2013 - 20:00:14
Olha, eu acho que essa história de parto isso , parto aquilo é muito pessoal mesmo. Eu acho lindo o parto normal, vejo vídeos incríveis, mas não teria a coragem de faze-lo. Optei pela cesária pelo "conforto". A emoção de ter um filho não vai mudar por ser esse ou aquele parto. Cada um deve escolher aquilo que for melhor, que se sentir bem. ADOREI o depoimento. Sincero e bacana!
em 13 de Novembro de 2013 - 18:38:44
Que post maravilhoso! Amei os dois depoimentos. E Mariah, concordo quando falas que não importa a maneira de o bebê nascer... O momento é tão mágico que isso fica em segundo plano. Amo o blog e fico feliz que compartilhes conosco esses momentos!
Nat em 13 de Novembro de 2013 - 17:49:35
Nossa Mah, que emocionante!!! Obrigada por dividir esse momento com a gente.... Estou grávida de 7 meses e já sei que não vou poder fazer normal (problemas de placenta baixa).. seu depoimento me ajudou a ficar mais tranquila em relação a cesárea... A M.A é muito linda, parabéns!!!
Sonhando com minha Bella (o nome é só Bella mesmo rs)
:***
Sablyna Colino em 13 de Novembro de 2013 - 17:21:50
Não sei se foram os meus quatro meses de gestação, mas que eu chorei litros lendo os dois depoimentos, ah sim, eu chorei!rs

Desde pequena escuto minha mãe falar com orgulho dos dois partos normais e meio dela. Explico.. na terceira filha ela precisou ir para mesa de cirurgia pois a minha irmã corria risco de vida. Embora eu seja 'a medrosa' em relação a dor tem uma força dentro de mim que desde sempre grita dentro de mim para que eu fazer parto normal e com direito de sentir todas as dores possíveis e impossíveis para trazer o meu bebê ao mundo. Mas também não descarto a possibilidade de no auge da dor, fazer como nossa amiga Paty, pedir uma anestesia para dar aquela alivida..rs Mas uma coisa é certa, quero entrar em trabalho de parto!

Parabéns meninas pela justa e belíssima exposição em compartilhar este maravilhoso momento conosco!

Sablyna Colino

Bianca em 13 de Novembro de 2013 - 17:20:40
Adorei o post!

Meu filho nasceu 3 dias depois da MA!eu tb nao tinha uma preferencia do parto, mas queria que ele nascesse no "seu momento" , que ele escolhecesse o dia e horario, nao queria agendar uma cesarea. Entrei em TP e senti as contracoes muuto fortes, mas so cheguei em 4cm de dilatacao e o bebe estava "alto", poderia demorar horas e horas e eu achei que nao suportaria esperar e pedi num momento de dor que fosse geita a cesarea!hj pensando eu gostaria de ter esperado mais e ter tentado o PN,mas nao sou uma pessoa frustrada por ter feito cesarea!
Flavia em 13 de Novembro de 2013 - 17:16:15
Adorei os relatos e concordo, cada pessoa tem sua hist√≥ria, seus desejos, seus medos. Conhe√ßo gente que morre de medo da ces√°rea, e outras morrem de medo do parto natural. O importante √© ler bastante, conversar com o m√©dico e ver o que √© melhor tanto para a sa√ļde f√≠sica como para a mental.
Danielle em 13 de Novembro de 2013 - 16:57:44
Que fofo Mariah!! Me lembre do dia que tive minhas filhas!! Como é lindo né?? Tive 2 cesáreas maravilhosas graças a deus!!! O seu genro nasceu n meu dia 22 de julho!!!
Mariah, posso perguntar??? Pq escolheu o mesmo dia da MV?? J√° pensou se far√° festa junto , separado??? Outra curiosidade quantos quilos e qual tamanho que a MA nasceu???
Bjs!!!
Amo esses posts


Nossa, isso é uma coisa a ser pensada rs. Na verdade, já estava na hora da M.A nascer, mas o que me fez escolher aquele dia foi que o meu anestesista ia viajar naquele dia, ou seja, se fosse dia 23 ele não poderia fazer. E como para mim, a anestesia me preocupava demais, tive que marcar para o mesmo dia da M.V, pois não ia aceitar de jeito nenhum outro anestesista!!!!
Mas se Deus quiser nunca vai dar problema rssss, quando a MV fizer 21, a MA vai fazer 18 e elas v√£o comemorar em Paris hahaha!
Bjs!!!!
Priscila em 13 de Novembro de 2013 - 16:52:45
Que lindo Mariah! Estou sempre pelo blog porém nunca comentei por aqui, mas diante disto! Quanto amor meu Deus! Me emocionei. Lindo depoimento.Um grande beijo em você e na sua pequena.
andressa aguiar em 13 de Novembro de 2013 - 16:46:45
T√ī gravidinha de 4 meses e uma semana, e seus posts tem me ajudado muito, e esse principalmente! Te acompanho sempre ,bjos!
Laura em 13 de Novembro de 2013 - 16:41:26
Porque vc n√£o disponibiliza os coment√°rios???
Eu concordo com sua amiga, depois do parto normal, vc se sente a mulher mais poderosa do mundo! √Č demais! A dor n√£o √© nada.
Danielle em 13 de Novembro de 2013 - 16:36:00
Mariah,
nunca escrevi aqui, mas ja te acompanho uns bons 3 anos... Sofri muito com a decisao de ter cesariana pq moro na Alemanha e aqui n√£o √© comum. Vc descreveu muito bem essa loucura de "parto perfeito". Nao existe o certo, parab√©ns pela coragem ! Sua filha eh linda e eu acho a cara da vivi. Nao liga para essas pessoas extremistas que nao entendem que o mais importante n√£o √© fazer o que se diz ser certo e sim fazer o que te faz feliz! Obrigada do fundo do cora√ß√£o por compartilhar desse momento t√£o √≠ntimo e importante para voc√™ e o Ant√īnio! Que Deus e nossa senhora. Estejam SEMPRE com vcs. Beijos Dani Coelho
Francielle Coelho em 13 de Novembro de 2013 - 16:29:00
Oi Mariah,

Que poste lindo... Eu não estou gravida, e por enquanto tbm não pretendo ficar... e uma plano para o futuro... depois de noivar e casar!!! mais acho muito interessante todos esses post sobre gravidez, filhos... tudo em relação a isso!

Parabéns pela família que estais construindo, e pela escolha de tudo com tanto amor e carinho, não deve ser sido facil, pq tbm morro de medo de dores, agulhas e anestesia quando chegar meu dia de ter um filho, vou ficar mega ansiosaa...

Beijos e tudo de bom
Vanessa em 13 de Novembro de 2013 - 15:47:55
Nossa, que bom que deu tudo certo na hora do parto seu e da sua amiga. Eu passei a ter um pouco de medo de hospitais (e de engravidar) depois de ter lido as reportagens que saíram esse ano sobre violência obstétrica, como essa aqui http://www.cartacapital.com.br/saude/uma-em-cada-quatro-mulheres-sofre-violencia-no-parto/

Sobre a quest√£o de fazer ou n√£o ces√°rea, acho que atualmente muitos m√©dicos acabam assustando as futuras m√£es de modo a n√£o terem o parto normal, at√© porque √© muito mais pr√°tico (e lucrativo) agendar o nascimento do que ficar horas acompanhando algu√©m em trabalho de parto, mas ainda assim acho que isso √© algo que cada m√£e deve decidir, afinal √© ela que est√° passando por todo o processo do nascimento e s√≥ ela pode avaliar qual a melhor forma de parir (em situa√ß√Ķes que n√£o existe nenhum risco, claro)
Victoria Delamana em 13 de Novembro de 2013 - 15:46:25
Que emocionante! Não sou mãe, mas só de ler dá até vontade, rs!
Mariah, não comento sempre por aqui, mas adoro você e a sua filha é uma princesa! O que é aquela foto dela bocejando? Linda demais!

Parabéns pela maternidade, pelo blog e pela sua sinceridade e consideração com as suas leitoras.

Gente invejosa e cr√≠tica sempre vai ter.. em todo lugar! Abstrai, que o bom da vida, as pessoas que te querem bem, respeitam voc√™ e as suas decis√Ķes.

N√Ęo tenho d√ļvida que a princesinha vai ser mimada de taanto amor e carinho!

Desejo tudo de melhor, de coração!

Parabéns pela família, lindíssima!
mary em 13 de Novembro de 2013 - 15:40:54
seria bom que os médicos informassem as suas pacientes os riscos de um parto cesareo pra o bebe,isso eles nunca falam né?muito bom o post.
em 13 de Novembro de 2013 - 15:11:19
Ol√°, fiquei muito contente que vc deu seu depoimento. T√ī apavorada...e ainda estou de 5 meses. Mais vou deixar na m√£o de Deus n√©!
Obrigada
Até
Jessica Lopes em 13 de Novembro de 2013 - 13:53:45
Mariah, quantos depoimentos emocionantes! Fiquei arrepiada! E eu nem sou m√£e ainda!! Com certeza a felicidade de te um filho n√£o vai mudar independente da maneira que vier ao mundo!

Beijos
Marina em 13 de Novembro de 2013 - 13:28:34
Mahhh que lindo seu depoimento,e que coragem hein? pois é um assunto mto íntimo e polêmico né?A sua M.A é linda,uma boneca rss que Deus a abençoe sempre,mais do que ela já é. Só um toque,está escrito ''intensão'' no post do parto normal,arruma pra intenção e não terá problema com aquele povo chato que não faz nada o dia todo....mas é isso,parabéns pelo post,pela M.A que é linda e por vc,nem parece que teve filha há tão pouco tempo! (-:
Bruna Franklim em 13 de Novembro de 2013 - 13:22:39
Muitoooo lindo os depoimentos, confesso que me emocionei ^^ hehe
Marcela em 13 de Novembro de 2013 - 13:14:34
Mah, que depoimento lindo!! Tanto o seu, como o da Paty! Por incrível que parece, ontem eu entrei aqui no blog, e falei: " A Mariah ainda não postou sobre o parto dela, acho que ela nem não vai postar mais." Que transmissão de pensamento eim? rs Mas fiquei muito feliz, que mesmo com toda a polemica que gera sobre esse assunto, você ainda assim, quis compartilhar esse momento com suas leitoras!!
Concordo com voc√™, independente do tipo de parto que voc√™ tiver, o importante √© a vida que voc√™ esta gerando!! O seu parto parece ter sido muito emocionante mesmo. √Č uma delicia acompanhar tudo isso, e por falar na MA, como ela est√° lindaaaa, parece uma boneca! Ela √© a cara do pai viu, mas os olhinhos s√£o seus, n√£o tem como negar!! Continue postando fotos dela, eu amo
Dany Menezes em 13 de Novembro de 2013 - 12:59:18
Super post!!! Quanto mais leio a respeito fico mais decidida a ter parto normal, emocionante o relato da Paty!!
Parabéns á vocês duas pela benção de ser mãe!!
Tainah em 13 de Novembro de 2013 - 12:57:05
Eba!!! Que legal Mariah, eu estava ansiosa por este post!!
Concordo com você, acho que cada pessoa tem o direito de decidir qual parto terá, mesmo porque cada um sabe de si né!
Achei muito sensível da sua parte publicar também o depoimento da sua amiga, você é uma fofa!
Como eu sou baixinha (1,59m) eu tenho medo de ter um parto normal.. Sei que não tem nada a ver, mas tenho medo que o bebê "tranque" sabe?! Hahahahaha
Tenho pavor de o médico ter que usar aqueles instrumento para puxar o bebê, e também como eu tive uma gravidez turbaria (a minha chegou a romper, tive hemorragia interna, e tive que fazer uma cirurgia tipo a cesárea, mas o médico recuperou a trompa, e ainda tenho as duas) eu provavelmente vou fazer uma cesariana quando tiver meu filhote, mas eu não pretendo marcar, vou deixar a bolsa romper..
Obrigada por dividir sua experiência!!
Beijos,
Tainah.
Andreia em 13 de Novembro de 2013 - 12:49:42
Mariah, te acompanho há anos e fiquei tão tão tão emocionada com o seu depoimento, com tanta sinceridade, tanto carinho que só tenho a agradecer pela sua cumplicidade com as leitoras. Fiquei imensamente feliz.
em 13 de Novembro de 2013 - 12:44:49
Ai Mariah!! Chorei!!! rsrsrs
Que emocionante! Obrigada a você e a sua amiga por dividir conosco como foi esse momento tão mágico! Ainda não tenho filhos, tenho só 21 anos e só pretendo ter daqui a uns 8, mas fiz questão de ler esse post lindo! Que Deus abençoe você e a sua família!
andreia em 13 de Novembro de 2013 - 12:42:01
amei... só uma duvida: já li em uma matéria que no parto cesárea é colocada sonda na bexiga. colocaram em você?


Sim, é um procedimento da cesárea. Eles colocam a sonda quando vc ainda está anestesiada durante a cesárea e tiram um dia depois, quando vc já consegue sair da cama. Mas vc não sente absolutamente nada, nem na hora de tirar. Pelo menos comigo foi assim.
Alexsandra Martins em 13 de Novembro de 2013 - 12:30:01
Poxa Mariah! O melhor post de qualquer blog que eu já li! Incrível! Senti a emoção dos dois depoimentos. Eu não sou casada ainda, portanto vai demorar alguns anos pra pensar em um bebê, mas ler esses depoimentos faz meu dia ficar melhor, em saber que existem sentimentos maravilhosos a serem descobertos ainda e que estes dinheiro nenhum compra.
Parab√©ns por tudo. Deus aben√ß√Ķe a tua fam√≠lia querida.
Bjao
Marcela em 13 de Novembro de 2013 - 12:14:30
Só uma palavra para este post: E-M-O-C-I-O-N-A-N-T-E!
PARAB√ČNS! Que o nosso bom Deus continue aben√ßoando essa fam√≠lia linda!
BjOoO
Fernanda Chaves Dias em 13 de Novembro de 2013 - 12:01:35
Oi Mariah,

Adorei seu relato. Confesso que eu fui uma das que mais te pediu isso pelo instagram! rsrs...Qdo vc disse q nao falaria pois poderia gerar polemica fiquei pensando: "aaaah naooo"...
Mas olha, amei tudo que voc√™ contou pois as suas d√ļvidas sao as minhas: se sentiria dor nas anestesias, se ficaria apreensiva com a solid√£o que d√° a sala de cirurgia, essas coisas...Uma coisa que vc n√£o mencionou mas que eu ou√ßo muito √© que quando est√£o "tirando" o beb√™, sentimos um inc√īmodo, uma press√£o na barriga, √© isso mesmo? D√≥i??? Como √© isso???

bjs
Nanda


Nanda, que bom que gostou! A press√£o que vc sente mexendo na sua barriga n√£o √© t√£o not√°vel assim. Na verdade, depende da quantidade de anestesia que seu anestesista vai aplicar. O meu √© t√£oooo bom kkkk que ele deu uma quantidade menor, para eu n√£o ter que ficar mto tempo na recupera√ß√£o depois. Ele deu a quantidade perfeita para eu n√£o sentir dor alguma e poder ir para o quarto 15 minutos depois da ces√°rea. Como era uma anestesia, digamos assim, mais light, eu pude sentir que estavam mexendo em mim, mas nada que fosse inc√īmodo. Mtas mulheres reclamam disso, mas para mim foi super tranquilo! O pior que achei foi na hora que terminou de aplicar a anestesia que foi amortecendo o corpo, como eu disse no post.
Bjs!
Bettie - Pin up That Girl em 13 de Novembro de 2013 - 11:55:19
Ol√° Mariah,

√Č bastante emocionante o momento do parto, e o que muita gente diz √© que ap√≥s o nascimento as m√£es nem lembram da dor das contra√ß√Ķes.

Gostei muito do seu post, pois esse √© um momento √ļnico na vida de uma mulher.

Para as mamães de plantão eu gostaria de deixar uma dica: a Caneta That Girl funciona como uma pré-lavagem, amenizando a situação desagradável de uma manha inesperada.

A caneta possui um conceito portátil para que o produto esteja sempre à mão.

Um grande beijo para você,
Bettie - Pin up That Girl
http://www.thatgirl.com.br
Nathally em 13 de Novembro de 2013 - 11:52:26
Ameiiii o relato Mariah =D bjuus
Mayressa em 13 de Novembro de 2013 - 11:50:05
Bom dia mariah,
Eu simplesmente adorei esse post. Apesar de AINDA não ser mãe sempre tive vontade de saber o que uma mulher se sente antes de fazer o parte. Achei muito legal pois vc não nos poupou de nenhum detalhe, tanto que na hora em que vc citou o nascimento da M.A e que todos choraram, me deu vontade de chorar também rsrsrs imaginando como é especial esse momento para uma mulher, para uma familia. Parabens, que Deus abençoe sua familia sempre. Bjs
em 13 de Novembro de 2013 - 11:41:26
Mariah, adorei sua história e de sua amiga,e tudo o que você falou sobre agulhas é o meu maior pavor, mas realmente deve ser um momento mágico. Acompanhei toda a sua gravidez e me encorajei a fazer um tratamento para engravidar. Sei que ainda não deu certo mais que Deus vai me dá uma pessoinha que vai mudar minha vida em todos os sentidos e que eu não vou ter como descrever o amor que sentirei.


Nádia, estou torcendo por vc!!! Espere que a sua hora com seu bebê tb vai chegar !
Bjs!!!
em 13 de Novembro de 2013 - 11:28:50
N√Ęo sei, mas ler esse post s√≥ me fez ter certeza de que quando eu descobrir uma gravidez, vou contar 40 semanas e marcar a ces√°rea! Dane-se que n√£o √© o melhor meio, dane-se que faz bem, dane-se, fa√ßo tudo pra n√£o sentir dor! S√©rio, enquanto eu lia o relato da Patty eu me encolhia e quase sentia dor junto!!!! Fico muito feliz de saber que existem mulheres nesse mundo dispostas a passar por um parto normal, porque realmente √© o meio certo de "parir", j√° que Deus fez nosso corpo preparado para isso, mas ao mesmo tempo fico imensamente feliz pelo m√©dico que inventou a ces√°rea!!!
Camila em 13 de Novembro de 2013 - 11:15:32
Chorando litros....Muito lindo e super emocionante o depoimento de vcs! E olha, que ainda n√£o sou m√£e e casei tem menos de um ano. Mas sou super manteiga e fiquei aqui imaginando cada minuto que vcs passaram. PARAB√ČNS MAM√ÉES! Filho √© uma ben√ß√£o de Deus!E sinto o amor transbordar no relato de voc√™s.
Deus abençãe a família de ambas!

(Mah, descobri seu blog a pouco tempo, mas já vierei "bloguete" assídua viu, rsrsrrs!Sucesso linda!)

Bj√£o!


Oba!!!! Adoro bloguetes novas no pedaço e empolgadas para deixar comentários! Seja super bem vinda!!!!
Bjsss
em 13 de Novembro de 2013 - 11:15:10
Oi Mah, fiquei muito emocionada em ler esse post de hoje,choreiiii.... não estou gravida e nem tenho filho, mas todos os posts que vc fez de sua gravidez eu li e amei. Você além de linda e muito carismática, e lendo seus textos parece que vc esta aqui, conversando comigo, kkkk (sou sua fã, falo de vc sempre para minhas amigas) Obrigada por vc sempre dividir seus momentos mágicos com todas nos. Mil bjos e felicidades sempre para vc e toda sua família.
Mil bjos. Sarah Le√£o
Dani S. em 13 de Novembro de 2013 - 10:54:23
Mariah,
Achei muito legal você ter dividido conosco esse momento tão especial e pessoal.
Desejo muitas felicidades para você e sua família!
Beijos,
Dani S.
Bruna em 13 de Novembro de 2013 - 10:48:00
Adorei o post. Nao sou mae, mas o q vc disse esta correto, temos direito de escolha e cada uma com a sua. Ate eu ja fiquei tranquila lendo pra qdo eu tiver o meu baby... hehehehe
bjos
Adlla Priscilla em 13 de Novembro de 2013 - 10:44:54
NOSSA ME EMOCIONEI COM O DEPOIMENTOS DE VCS,LEMBREI DE CADA DETALHE DO DIA QUE EM MEU PEDRO GABRIEL NASCEU,FOI PARECIDISSIMO COM O PARTO DA PATY,NORMAL,SOFRI NA HORA DAS CONTRAÇOES,MAIS ASSIM QUE ELE NASCEU NÃO SENTI MAS NADA,ANDAVA NORMAL,SENTAVA COM AS PERNAS CRUZADAS,E VOLTEI MEU CORPO COM POUQUISSIMO TEMPO.
Adlla Priscilla em 13 de Novembro de 2013 - 10:43:58
NOSSA ME EMOCIONEI COM O DEPOIMENTOS DE VCS,LEMBREI DE CADA DETALHE DO DIA QUE EM MEU PEDRO GABRIEL NASCEU,FOI PARECIDISSIMO COM O PARTO DA PATY,NORMAL,SOFRI NA HORA DAS CONTRAÇOES,MAIS ASSIM QUE ELE NASCEU NÃO SENTI MAS NADA,ANDAVA NORMAL,SENTAVA COM AS PERNAS CRUZADAS,E VOLTEI MEU CORPO COM POUQUISSIMO TEMPO.
Jackeline em 13 de Novembro de 2013 - 10:35:13
Oi Mariah!
Não sou mãe ainda, mas pretendo engravidar no próximo ano. Me emocionei ao ler este post, muito especial. Obrigada à você e a sua amiga por compartilharem essa experiência, este momento tão íntimo com milhares de leitoras. Para mim você sempre foi fonte de inspiração e depois desse post acho que estou até mais decidida a engravidar (também sou medrosa rsrsrss)
Abraço,
Jacki


Jacki, obrigada!!!
Engravida logo, é uma delícia ter um filho, fruto de um amor!
Bjs!
Carol em 13 de Novembro de 2013 - 10:16:02
Parabéns pelo post Mariah...
eu sou super contra o parto cesarea, mas esta é minha opinião e ngm tem nada a ver com isso, mto menos com a sua escolha...
eu acho q fui uma sortuda, pq no meu primeiro parto normal não senti essa dor toda, só uma "cólica menstrual". Espero que agora em dezembro qdo eu tiver meu segundo parto normal seja assim tb... foi perfeito!!
um bjo!
Carol
Izabela em 13 de Novembro de 2013 - 10:04:46
Que lindo Mariah! Estou emocionada. Você está certíssima, cada mãe e seu médico sabe o que é melhor. O importante é a segurança da mãe e do bebê. Estou planejando minha primeira gravidez e tudo o que vocês relataram senti como se estivesse acontecendo comigo. Que mágico! Fiquem com Deus.
em 13 de Novembro de 2013 - 09:24:06
Adorei o post!!!!Fiquei curiosa para saber se quando vc tirou os pontos doeu!?!Essa é a pior parte da cirurgia...E colocaram aquela sonda de xixi em vc???Somente esses aspectos que me deixam com muito medo de fazer cesárea...Bjos


Não precisei tirar pontos, pois meu médico faz tipo ponto de plástica que é colado sabe?
Colocaram a sonda sim, mas eles colocam quando vc está anestesiada, e pra tirar não dói nada.
Bjs
Sharon Dalessi em 13 de Novembro de 2013 - 09:13:10
Lindas histórias de momentos especiais!!! Adorei!!
Viv em 13 de Novembro de 2013 - 06:35:30
Que depoimentos lindos, e certamente, esse e o momento em que a mulher deve se sentir mais abençoada por Deus!!! Minha opinião - cada pessoa tem o direito de escolher o tipo de parto que gostaria de ter, na medida em que nao ponha em risco a vida da mae e do bebe, essa deve ser uma escolha CONSCIENTE da mae e do pai da criança, e nao do medico.

So acho muito triste que existam medicos no Brasil que tenham se "acomodado" com a "praticidade" de um parto cesarea e certas vezes "empurram/vendam" as comodidades desse tipo de parto para suas pacientes (o fato de o Brasil ser o pais que mais faz cesarias no mundo qndo a Organizacao Mundial de Saude estabelece que apenas 15% dos partos deveria ser operatório, significa algo...por ex.: a minha gineco no Brasil e maravilhosa, adoro ela, mas ela tem essa visao de que parto cesarea "eh tudo", a mulher aparece na hora marcada, nao fica tao ansiosa, e que se quiser normal ela so faz numa outra cidade (no interior onde tem menos recurso...WTF?!?!? Eu ri na hora que ouvi isso pois nao acreditei). O meu sonho e ter parto normal, com uma epidural para aliviar a dor, entao infelizmente nao terei com ela no Brasil...eu moro nos Estados Unidos, e provavelmente vai ser por aqui mesmo que vou ter meus filhos, e do jeitinho que eu quero.

Com relacao a dor durante o parto e no pos operatorio, seja no normal qnto na cesaria...acho que esse e um assunto muito relativo, pq cada pessoa tem uma tolerancia a dor e cada pessoa tem uma historia de parto diferente...a conclusao, e o mais importante disso tudo...voce mesma disso...e o momento unico, de ver seu bebezinho, naqueles primeiros segundos e segura-lo nos bracos e ter aquele amor sem limites, simplificado ali...em algo tao puro e tao fr√°gil! De arrepiar e arrebatar qualquer cora√ß√£o......obrigada por dividir sua historia com as leitoras Mariah...a sua bebezinha eh muito linda e fofaaaa...sa√ļde e sucesso pra voc√™s sempre!!!


Cynthia Domingos em 13 de Novembro de 2013 - 02:51:58
Que lindo Mariah!!!! Esse seu depoimento so me deixou com mais vontade de ser mae! Meu sonho! Me emocionei onww. rsrs
Obg por compartilhar conosco esse momento tao sublime da sua vida! Aproveitando o comentario, queria muito que vc gravasse um video ou outro post mostrando outros bons perfumes, recentemente vc indicou o Cartier e eu comprei. Gostei mt! Beijos ;*
Cpu em 13 de Novembro de 2013 - 02:36:17
The experience you told can only a mother get. Whatever you write you can not explain your feelings of that moment, though you described the whole thing pretty good.
Jujuba Joias
Recco
Vida Bela
Paula Torres
Amaro
Eva-Nyc
MARIAH TV:
MY INSTAGRAMS
FACEBOOK
TWITTER
AMIGOS DA MARIAH
VIAGEM
LOOK DO DIA
DIY
BELEZA
CASAMENTO
BABY
MODA
ETC
ANUNCIE
SOBRE A MARIAH
RECEBA NOSSA NEWSLETTER
FALE COM MARIAH
FACEBOOK
TWITTER
INSTAGRAM
MARIAH TV
CATEGORIAS AMIGOS DA MARIAH