Jujuba Joias
moda moda tendências tendencias viagens viagens beleza beleza decor decor cultura cultura culinária
Feed da Mariah Canal de Videos da Mariah VIEWS Visual 1 Visual 2 Visual 3

07 OUT
2013
Bebê
Diário de uma mãe: sair ou não sair?

O Instagram serve para muitas coisas boas, principalmente para analisar qual assunto seria legal de comentar no blog. Ontem postei algumas fotos de um segundo casamento que fui após o nascimento da Maria Antonia, e deu o que falar!

Sair ou não sair de casa pós baby? Deixar seu filho pequeno com a babá? Como fazer para amamentar? Dor na consciência ao sair de casa?

Bom, bloguetes, claro que este é um assunto delicado, pois CADA mãe reage e pensa de uma forma. Então vou contar como EU, Mariah, estou agindo neste período delicado da M.A

Eu sempre escutei este conselho da minha mãe: "Mãe presente não é só aquela mãe que troca fraldas, dá banho, coloca pra arrotar e se cobra o dia todo! Mãe presente também é aquela mãe que não troca tantas fraldas, mas brinca com o seu filho, ensina, o faz sorrir, dá risadas, canta, conta histórias..." Claro que isto talvez não vale para todas, pois muitas mães preferem ou não tem a ajuda de uma babá de confiança. Mas, independente de ter ou não, eu acredito muito neste pensamento da minha mãe. Ela nunca foi uma mãe 24 horas presente em casa e nem por isso eu a amo menos. Ou melhor, eu sempre recebi carinho e educação e não tenho nenhum trauma de criança rs...

Cada mãe pensa e quer educar o seu filho do SEU jeito, é importante lembrar que esta é a minha opinião, tá bloguetes? Eu tenho ajuda de uma babá 24 horas e de muuuita confiança, por isso talvez que eu esteja tão tranquila em deixar a minha filha em casa. Mas algumas pessoas que viram as minhas fotos em festas de casamento, acham que eu fico o dia inteiro fora de casa... Não, não, não. Faz quase dois meses que estou "morando" na minha casa de verdade (aliás, desde o sétimo mês de gravidez). Digo morando porque eu era turista né? hahaha Sempre viajei muito! Desde que a M.A nasceu, eu fico praticamente o dia INTEIRO em casa, trabalhando no blog e como dona de casa, e lógico, sendo mãe. Adoro acompanhar o que a babá faz, dou mamá sempre que ela (MARIA ANTONIA) pede (LIVRE DEMANDA, SABE?), fico olhando trocar as fraldas (já me arrisquei algumas vezes e foi muito fácil), dou o remédio dela nas horas certas... Só não dei banho ainda hahaha, tenho medo, mas vou aprender logo logo! AMO cantar e contar histórias pra ela e fazê-la dormir no meu colo.

MAS, além de gostar de ficar em casa mais do que nunca, eu também tenho os meus compromissos, saio de casa quando preciso! Sempre dou uma passadinha no meu escritório, faço minhas reuniões com a Silvia, vou ao salão, faço fotos para o blog, enfim... A vida continua gente!!!! Amo festas de casamento, e não é porque tive bebê que vou deixar de ir. Sou muito tranquila, ainda bem, e deixo a minha filha em casa sem neuras!

Ahhhh, para dar mamá, eu tirei o meu leite e deixei na geladeira. Ela tomou na mamadeira (uma mamadeira da Chicco com bico para recém nascidos) e aceitou super bem. Eu tinha medo dela não voltar pro peito, mas fiz alguns testes e deu certo, ela mama no peito igual sempre! Claro que só dou na mamadeira quando realmente precisa, que foi o caso destas duas festas que tive.

Enfim, estou levando numa boa e acho que mãe feliz é filho feliz, marido feliz e casa feliz hahaha! É impressionante, quando eu estou ansiosa ou nervosa com alguma coisa, a Maria Antonia sente na hora (ela é super sensível) e fica irritadinha... Por isso meninas, quem puder e quem quiser, façam coisas legais pra vocês também! Tire um tempinho para você, faça algo relaxante, carinhoso, ou que há muito tempo não fazia. Vale muito a pena e nossos filhos agradecem!!!!!

É isso! Semana que vem vou contar DETALHES do meu parto, tá? Não esqueci deste assunto não!!!! E também vou convencer o Antonio pra fazer o diário do papai! Aguardem!

UPDATE: Meninas, olha que texto LINDO que a Alê Garattoni escreveu no seu blog Tô Grávida! Concordo 100% com as palavras dela, vale a pena ler!

 

UPDATE 2: Nossa, quantos comentários queridos!!!! Vocês são demais, bloguetes! Realmente, tenho muitas leitoras fofas e que só desejam o nosso bem (meu e da M.A) e por isso, nada vai fazer com que eu mude o meu jeito de ser, pois faço isso por vocês, viu? Independente de post bafafá ou não, quero agradecer as palavras de carinho! Desejo tudo de melhor na vida de vocês! Bjo bjo!

Foto: Olivian Moioli (@olivianmoiolifotografia)

351 COMENTARIOS SHARE
 
amaram 1208 AMARAM

Deixe uma resposta

O seu endereco de email nao sera publicado.
Campos obrigatorios sao marcados com *

* Nome


* Email


Site


Comentario



inés lazzari em 31 de Maio de 2017 - 18:30:59
Acho muito legal quando consigo me adaptar meus horários profissionais com o crescimento dos meus filhos me sinto realizada com autoestima elevada e consciência de dever comprido.

Bjos a todas
Edilene em 30 de Novembro de 2015 - 07:53:10
Já gostei do blog, porquê temos algo muito em comum e muito precioso. O nome de nossa filha! Maria Antônia. È lindo! È gostoso de falar. Encho a boca para chama-la. Adoro!
Bjs
maynara em 24 de Agosto de 2015 - 11:05:48
não de tanta importância pro outros e siga sua vida em frente porque tudo
passa uma hora só vai resta os momentos bons de uma vida cansativa depois é só curti sua vida com sua filha e família.EU TENHO 24 ANOS E SOU
CASADA DESTE DOS 18 ANOS EU NAMORAVA COM ELE DESTE OS MEUS 13 ANOS ELE É MÉDICO EU ADMINISTRADORA E TEMOS 20 BEBES MENINOS SÓ 2 FOI GERADO EM MIM OS OUTROS FOI POR FERTILIZAÇÃO ERAM PARA SER 12 SÓ QUE ALGUNS OVOS MULTIPLICOU É NASCERAM 20 SÃO 10 BABAS 2 EMPREGADA ENTÃO NÃO TENHO TRABALHOS COM ELES E TRABALHO NORMAL E NÃO IMPORTO COM AS CRITICAS DOS OUTROS QUE ATÉ MIM CHAMAM DE DOIDA POR TER 20 FILHOS .
.
thais em 13 de Janeiro de 2015 - 19:39:07
Mariah...Só tenha á certeza de que, quem critíca é inveeeja. Sua filha vai te considerar pelas demonstrações de afeto, os conselhos, á amizade, á confidência que vocês tiverem, o apoio que você der á ela nas suas escolhas futuras, isso ela levará para sempre de você. Se mama na mamadeira, se á baba deu alguns banhos, se você saia NADA disso tem valor, essas mães estão incomodadas com o conforto que elas não tem,apenas. Continue assim, parabéns.

thais em 13 de Janeiro de 2015 - 14:54:17
Mariah...Só tenha á certeza de que, quem critíca é inveeeja. Sua filha vai te considerar pelas demonstrações de afeto, os conselhos, á amizade, á confidência que vocês tiverem, o apoio que você der á ela nas suas escolhas futuras, isso ela levará para sempre de você. Se mama na mamadeira, se á baba deu alguns banhos, se você saia NADA disso tem valor, essas mães estão incomodadas com o conforto que elas não tem,apenas. Continue assim, parabéns.

Maria em 29 de Agosto de 2014 - 10:06:55
Todos me elogiam como mãe que sou, pois desde que me separei em setembro de 2013 minha vida é meu filho trabalho e estudo.

conheci um cara bem mais velho do que eu, a princípio achei interessante mas numa conversa entre amigos ele disse algo que fez com que o desprezasse perguntarem se ele achava meu filho parecido comigo e ele respondeu que estou mais para baba. Simplesmente não perguntei o porque e o ignorei. isso é coisa que se diga a uma mãe?
Divinas Maravilhas em 20 de Agosto de 2014 - 11:01:17
Gostei muito do seu blog porque acho que ajuda a todas as mamães iniciantes. Parabéns!
Bruna Marugan em 07 de Agosto de 2014 - 15:32:23
Que bacana seu post amiga. Gosto muito do seu blog e venho acompanhando faz um tempo! Hoje decidi comentar, pois o assunto é bem pertinente a uma fase que estou passando também. Tem vezes que eu realmente não posso escolher e preciso estar fora de casa :(( E claro, fico ultra preocupada e neurótica. Uma amiga minha comprou uma baba eletronica, mas não sei, será que vale a pena investir esse dinheiro?? Talvez eu esteja ficando um pouco doida rsrs, mas sei lá, até fiquei interessada!

PArabéns pelo seu blog e post!!
Wanessa em 23 de Julho de 2014 - 10:10:55
Olá Mariah!
Eu sinceramente amei seu blog. Minha bebê têm 2 meses,mas eu não saio sem levá-la,principalmente por ficar com aquele peso na consciência. Eu concordo com você às vezes precisamos de um tempo para nós e isso não quer dizer que somos péssimas mães...Meu marido tem me cobrado bastante pra voltarmos a fazer nossos programinhas,mas me sinto tão insegura porque ela só mama no peito e não quero dar outro tipo de leite pra ela...Gostaria de saber como faço quando deixar o leite armazenado,como aquecer pra poder dar a ela!Bjs


Wanessa, td bem? Eu retirava o leite com uma bombinha e armazenava na geladeira. Na hora de dar, esquentava e verificava a temperatura. Ok? A Maria Antonia sempre aceitou isso bem. Bjosss
Rosana Nascimento em 28 de Fevereiro de 2014 - 18:56:42
Mariah ,Esse é um assunto que muito me interessa.Tenho 25 anos e tenho um filho de 1 ano e 6 meses ,sempre amei sair com meus amigos baladas ,cinemas etc ... mais isso tudo ficou pra trás quando tive meu filho ,não tenho com quem deixar ele para eu dar uma respirada e isso me deixa super estressada.Meu pai é um machista acha q mulher q tem filho tem que ficar em casa e nao sair nunca mais e diante desse pensamento dele eu nao posso contar com a minha mãe pra ficar com meu filho pra eu sair.Pra vc ter uma idéia no ano novo falei pra minha mae ficar com o meu bebe durante (30 minutos) pra eu ir na casa de uma amiga foi exatamente 30 minutos mesmo eu contei no relógio,quando eu retornei nossa foi horrível,pois meu pai gritou comigo no meio de todos meus familiares falando que eu tenho q ter responsabilidade.então minha rotina é ficar só dentro de casa cuidando do meu filho ,me sinto uma pessoa q não pode cuidar de si mesma porque não tenho o apoio de ninguem.
Lima em 15 de Janeiro de 2014 - 17:53:57
Maria!
vi esse link divulgado em outra página como algo polêmico
Bem... pretendo ter filhos mas apenas quando eu tiver condições pra isso.
Continue desfrutando do prazer de ser mãe contando com ajuda de pessoas da sua confiança
Acho o melhor pra criança quando a mãe está feliz e tranquila
falando de maneira doce e aproveitando cada minutinho de PRAZER com o seu filho.
Diferente de VARIAS mães que assisto sempre falando com rispidez e impaciência, SEMPRE ocupadas e esgotadas demais, cuidando de TUDO.
Sempre ali mas magoando diariamente a criança muitas vezes sem querer por se sentirem esgotadas
mesmo que TODAS digam que o mais importante de ser mãe é ficar 24hrs cuidando do filho, enquanto você fica 6hrs de pura delicadeza e felicidade.
PARABÉNS pela sua pequena
Rayssa Tomaz em 05 de Dezembro de 2013 - 17:08:15
Mariah,

Sempre entro aqui para dar uma olhadinha mas nunca escrevi nada. Mudei de ideia apos este post!!! Tenho uma nenem de 6 meses, sou jornalista e sempre tive uma rotina mega agitada. Trabalho no governo e, viagens e compromissos sempre fizeram parte do meu cotidiano.
Poxa, parabéns!!! A maternidade é uma bençao, principalmente porque, em teoria, nos devemos passar a ser mais "humanas". Seu post reflete isso; tolerancia com as diferenças e segurança para ser feliz!!! É tao dificil a chegada dos bebes e ha tantas cobranças, quando na verdade devia haver mais amor e carinho!
Seja muito feliz! Feliz como mae e como mulher!!! Sou como você; minha filha e a melhor coisa da minha vida e nao me impede de ser um individuo livre e completo!!


Beijos!
Sara em 30 de Novembro de 2013 - 00:30:50
Acho lamentável mulheres cobrando de uma outra mulher o cuidado e atenção para seus filhos, como se esses dois pontos fossem exclusivos à mãe da criança. Essa culpabilização da mulher que se afasta em alguma medida de um ideal feminino, em que a maternidade, a entrega total ao outro e a submissão são essenciais, é resquício de um conservadorismo, herança de uma organização familiar burguesa lá do séc XVIII que colocava a mulher como rainha do lar e o pai como o provedor. Há também um pai aí, certo?
As lutas feministas trouxeram inúmeras conquistas. Estamos mais próximas, por exemplo, do direito de se escolher ou não a maternidade, algo inconcebível há alguns anos. Ou então do fato da mulher mãe se cuidar, sair de casa sem se sentir culpada, como é o seu caso. Isso é importante! Que bom que você tem essa liberdade! Que bom que você vive isso sem culpa, tranquila! Mas gostaria de apontar aqui, não me referindo a você específicamente, e sim respondendo um pouco as críticas que lhe foram dirigidas como se esse fosse um problema seu, que seu post (e todo o reboliço decorrente dele) apenas evidencia um dos problemas indicados pelo setor do movimento feminista composto por mulheres negras. Essa aparente emancipação feminina é parcial e localizada: tem classe, tem cor. Isto é, todas essas conquistas não vieram a partir de uma real revisão dos direitos da mulher e dos lugares de desigualdade de gênero homemXmulher, mas a partir da exploração de outras mulheres: as pobres e principalmente negras. Mas, repito aqui, não estamos falando da "Mariah e sua M.A". Estamos falando, infelizmente, de uma realidade social. Que bom que você pode escolher o que quer e não quer fazer, que bom que pode sair para se divertir. Pena que isso só seja possível porque uma outra mulher está lá para te substituir. Pode não ser o caso de sua babá, mas muitas outras na mesma condição que ela têm filhos. E quando essas mulheres saem para cuidar dos filhos daqueles que podem pagar por isso, quem cuida dos filhos dela? Cada mulher reage e age de um jeito à maternidade? Sim... Mas ao mesmo tempo não. Algumas mulheres tem um leque maior de opções para dar suporte à sua experiência.
Enfim, só gostaria de aproveitar o pontencial do seu post para discutir um problema social real, que só explicita o país marcado por desigualdades e privilégios em que vivemos.
Espero que não tome isso de forma pessoal. Estou mais querendo dialogar e discutir essas questões todas que perpassam esse post.
Desejo uma maternidade feliz e abençoada!
Alexandra Machado em 05 de Novembro de 2013 - 22:51:18
Concordo totalmente com a Laís e tbem me decepcionei um pouco. Tenho babá permanente, mas sempre cuidei e quis fazer parte de todos os momentos deles. É assim q vcs inicia uma conexão com seus filhos, isso aproxima vcs e cria vínculo.
Paty em 30 de Outubro de 2013 - 23:31:02
Sabe... qdo li fiquei meio de boca aberta, julgando pelas primeiras impressoes q me passaram na cabeça...

mas pensando bem... a maioria das mulheres conta com alguem nos primeiros dias/meses. no seu caso, é a babá, mas muuuuuuitas (todas q conheço) contaram com a ajuda da mãe... ou de uma irmã... então o efeitos dos primeiros banhos é o mesmo...

acho q por vc ser 'ryca' fica parecendo uma coisa: nossa q fresca, a babá faz tudo...

mas até as 'nao ricas' contam com uma ajudinha no começo... sempre foi assim... e se puder ter algum pra trocar uma ou outra fralda q ótimo!! rs

eu entrei nos comentarios sem intenção de escrever nada, pq estava te julgando e iria te ofender... mas aí pensei, pensei, e enxerguei q não é nada demais o q vc contou... vc amamenta, dá carinho, está começando a dar banhinho (de vez em qdo é bom... tbem não é legal a nenê se apegar mais à babá do q a mae, como as vezes acontece...) mas vc parece super presente em outros momentos... então obrigada por me abrir a cabeça :)

td de bom e muita saude e bençãos pra vc e pra MA
Beatriz Leme em 25 de Outubro de 2013 - 14:59:29
Mariah, você esta de parabéns em agir e pensar dessa forma, concordo e faria o mesmo. Deus abençoe as duas lindas
Paloma Bevers Sessa em 24 de Outubro de 2013 - 07:05:45
A Mariah já deve estar de saco cheio do bafafa deste post, mas só notei a polêmica sobre ele agora, e como tive as duas experiências, tanto a de "olhar a babá trocar fralda" quanto a de mal ter tempo para beber um copo d`agua, achei válido comentar.

Tive babá em casa o dia todo por um tempo depois do nascimento da minha filha, foi uma grande ajuda, especialmente pois a mãe tb precisa se recuperar no pós-parto, e literalmente chorei quando me despedi da babá, mas acho que retira demais a privacidade em casa. Acho que se a Mariah tivesse publicado que tinha a ajuda da mãe 24h por dia não causaria tanta polêmica..rs..e isso realmente foi causado pelas diferencas sociais. Vou falar sobre esse momento de bebê, quanto a crianca e babá a situacão é outra. Fico mais preocupada com a mãe tendo babá nessa fase, e acho que para o bebê o importante é o abraco, a amamentacão, o contar para a neném que a Mariah se referiu, e não a troca de fralda. Pode para algumas parecer arrogante mas quando vc tem uma especialista em casa, se sente tolida, envergonhada, com receio de fazer algo errado, não sei exatamente o que ocorre, acho que é mais ou menos assim: por saber que alguém faz melhor, por que querer uma pior troca de fralda ou banho para a sua filha? Mas tem um ponto ruim, que é para a mãe! Vou falar que apesar de amar a ajuda, me sentia impotente e mesmo mal por saber que alguém entendia melhor do que eu o que a minha filha queria, e isso não é muito engracado, eu vou dizer. Então obviamente todo mundo precisa de ajuda e viver depois de ter tido filho, mas como as fases passam rapidinho, acho super válido passar por dificuldades ao menos em fim-de-semana sem a babá, isso para poder entender o bebê melhor sem se sentir tolida.

Agora não tenho babá, e isso tem pontos bons e ruins, como tudo. É péssimo ter pouco tempo para mim e para o casamento, mas tb é um sentimento maravilhoso ver que a minha filha de 1 ano as vezes chora com todo mundo, e, sem querer nada de especial, senta no meu colo e, puft, mágica, acabam-se os problemas! Acho que eu me sentiria mal se isso estivesse hoje ocorrendo com a babá e não comigo, já que eu me sentia mal por ela entender melhor o choro do que eu.

Para bebê, sem problemas. Essa criacão com apego não tem muitas comprovacões, conheco gente adotada que não teve muito carinho na infância e que é super melhor resolvida e melhor como pessoa do que gente paparicada por mãe, avô, papagaio 24h. Acredito que a maior parte dos psicólogos tb seja contra isso de bebê dormir com pai e mãe..

Talvez seja uma preocupacão a toa e a Mariah seja melhor resolvida do que eu nesse sentido já que tb pode ser algo cultural pois eu tive mãe 24h e ela vem de mãe que teve babá mas para fico mais preocupada com a mãe do que com a filha, por experiência própria.

Acho super ultra fofo que tenha compartilhado conosco esse momento tão lindo e essa foto tão maravilhosa de mãe e filha!!
Kalinca em 23 de Outubro de 2013 - 13:55:28
O meu comentário também não foi publicado! :(

Que pena, queria acrescentar algo de bom pra você!
em 21 de Outubro de 2013 - 12:09:24
MARIA, ACHO QUE VC ESTA MAIS DO QUE CERTA. CADA UM TEM SEU JEITO DE AGIR. NÃO DE IMPORTÂNCIA PARA CERTO COMENTÁRIOS. AS PESSOAS FALAM MUITO E ESQUECEM DE CUIDAR DA PRÓPRIA VIDA. ESTOU GRAVIDA DE 7 MESES E SEI QUE NÃO VOU PODER PARAR A MINHA VIDA PQ TEREI UM BB. TEMOS NECESSIDADE DE TRABALHAR SER RECONHECIDA.
em 18 de Outubro de 2013 - 02:15:11
Gostei do seu blog.
Adriane em 17 de Outubro de 2013 - 16:06:44
Mariah

Sempre acompanho seu blog, mas não tenho o costume de comentar. Meus filhos já estão crescidos, um tem 14 e o outro 8, fui uma mãe super presente e sem muito suporte, mas porquê não tive a sorte de ter uma pessoa tão de confiança qto vc. Tive mta ajuda da minha mãe e minha sogra, mas uma pessoa 24h é td de bom e vc deve usar e abusar disso. Com certeza seu marido te encontra ao final do dia muito mais relaxada e disposta para ele também, o que é super importante e a maioria das mulheres se esquecem neste período.
Vc está de parabéns! Que Deus preserve a sua família linda e estruturada!!!!

Bjs
Simone em 17 de Outubro de 2013 - 09:44:09
Mariah, parabéns pela sinceridade. Não sou mãe, ainda, mas acho lindo cada post, cada foto... cada experiência e concordo com sua postura. Espero conseguir ser assim também!! Parabéns que Deus abençoe sua família lindaaaaaaaaaa e M.A, que Nossa Senhora proteja vocês!
Espero que algumas pessoas aprendam a respeitar a individualidade, graças a Deus o mundo é repleto de seres humanos diferentes com opiniões diferentes, mas o respeito é sempre bem-vindo!!! Bjos
Isabel Pereira em 17 de Outubro de 2013 - 04:47:18
Eu amo seu blog por isso, sinto que vc é super verdadeira em todos os posts . Eu pessoalmente tenho adorado que vc esteja compartilhando seus momentos com sua filha e detalhes , acho muito legal!! Nao ligue pros comentários negativos, as pessoas tendem a achar que só a opinião delas é a certa e nao procuram ver que as pessoas tem diferentes vidas , oportunidades e opinioes!!!! Você está certíssima , sendo uma ótima mãe e tendo tempo pra vc tbm!! Continue postando!!! Beijinhos
Lara em 17 de Outubro de 2013 - 03:06:57
Oi Mariah, acompanho seu blog e instagram faz um tempão, mas não sou de me manisfestar. Mas depois dos comentários que eu li no seu instagram não consegui ficar quieta. Achei simplesmente ridículo um monte de gente se sentindo no direito de ficarem decepcionadas com você, como se você devesse algo a elas, principalmente em relação a como você cria a SUA filha.
To achando tudo muito lindo desde que você ficou grávida, você ficou com um brilho muito diferente, ta linda mesmo. É incrível ver como você, seu marido e sua família estão felizes com chegada da sua baby linda. Deus abençoe vocês, que você a crie da maneira que achar melhor e com certeza ela será brilhante como você. Parabéns! E espero que todos aqueles comentários intrometidos e mal educados não tenham te afetado de forma alguma.
Aline Almeida em 16 de Outubro de 2013 - 22:15:10
Tive a minha filha, Sophia, um mês após a M.A , e ainda não sai, e esse é um assunto delicado por aqui já que minha sogra só foi deixar um filho sozinho com alguem aos sete anos. Portanto esperarei, mais um mês ou dois, até para me sentir confortável mesmo. E quanto ao banho fique tranquila, é a melhor parte do meu dia, e eu tambm achei que era uma missão impossível, mas não, é ótimo! É só perder o medo, e tentar depois da segunda vez você já vai estra segura!
Tania em 16 de Outubro de 2013 - 10:13:32
É um absurdo as pessoas se meterem na sua vida em relação a isso.
Você não pode mais sair de casa?
Existe uma mania na internet que as pessoas se metem em qualquer coisa, falam sem ter o minimo conhecimento de como realmente você age com isso.

É ridiculo, hipocrita e vergonhoso isso.
Uma coisa é as pessoas dicordarem do seu look, da sua roupa e até de uma dica que você deu, pois esse é seu trabalho e deve sim estar aberta a criticas - desde que educadas e construtivas. Agora quanto a seu jeito de criar sua filha, me poupe!

Tenho pena dessas pessoas!
em 16 de Outubro de 2013 - 01:36:53
Nossa mariah, meio que me decepcionei com algumas colocações suas. Acompanhei sua gravidez,-que quase conhecidos com a minha, mas eu estav um mês na frente- e sempre achei que você seria aquela mãe super protetora e corujissima. Concordo que a mãe precisa ter um tempo pra ela, pra se sentir gente mesmo, sair um pouco, respirar e refrescar a mente ė muito importante num momento tão transformador como esse, mas as necessidades da minha filha estão e sempre estarão à frente das minhas. Você cuidou do enchoval com tanto amor, fez um quarto com tanto carinho mas na hora de trocar as fraldas deixa por conta da baba?! Será que a M.A. preferia um quarto de princesa ou uma mãe de vida real?! Acho que de nada adianta um trocador de luxo sem uma mãe trocando uma fralda. Dar banho e suprir as necessidades dos nossos filhos é algo que estar acima de qualquer coisa e o toque de uma baba ou até mesmo de uma avó nunca transmitirá tanta segurança quanto o toque da mãe! Pensa nisso!
rosane em 15 de Outubro de 2013 - 16:16:15
duzentos e poucos comentários,e só elogios foram aprovados?para não ser injusta,dois mais ou menos falando a verdade,não dá para entender.Pergunte para as pessoas que tem filhos,e não aquelas que nos comentários dizem,sonhar um dia ser mãe se ser mãe é olhar a babá cuidar do bb.Elogios são bons,mais criticas nos faz crescer.Parece que tu não consegue conviver muito bem com criticas pois só aprova elogios.
Larissa em 15 de Outubro de 2013 - 14:42:56
OI Mariah, fiquei ensaiando para comentar este post, mas lá vai:
Está certíssima em não se anular só porque virou mãe. Certíssima em se cuidar e não se esquecer de ter vida social, conjugal, pessoal. Que sorte a sua de poder ter ajuda e uma estrutura de apoio, isso quebra um galhão...Mas como mãe de um bebê de quase 4 meses me sinto a vontade para te sugerir que dê uma folga a babá de vez em quando e ficar só em família um dia ou outro. Dá trabalho, cansa mas cria uma cumplicidade e uma sensação muito boa de dar conta, sabe? Claro que dar banho no começo dá um pouco de medo, claro que vc não precisa trocar TODAS as fraldas, mas uma vez ou outra vc dar conta sozinha de tudo dá uma sensação maravilhosa, parece que reforça que essa criaturinha linda é SUA, que foi vc que fez, e que mesmo que possa ter ajuda, não precisa (pelo menos não sempre).
Nos primeiros dias do meu filhote, minha mãe ficou em casa, no dia que ela foi embora deu um friozinho na barriga, mas meu marido até brincou: enfim sós, agora somos nós 3! Isso abriu espaço até para ele participar mais e fortaleceu mesmo essa ligação dos 3. Muito boa essa sensação.
Experimente, vale a pena! Aposto que depois da primeira vez de independência, vc vai querer repetir sempre e se perguntar porque não fez antes, já que ninguém é mais capaz de cuidar dos nossos filhos do que nós mesmas! Pemita-se!
beijos pra vc e sua MA fofíssima
Marina Cesar em 14 de Outubro de 2013 - 18:43:45
Mah primeiramente vc está de parabéns pela sua linda familia!Nao só a sua com as suas irmas mais tbm a que vc formou com o Antonio!E infelizmente essa felicidade traz inveja né?Mas vc é forte e Nossa Senhor Aparecida protege todos vcs,essas 3 Marias lindas.. tenho certeza disso!
Tenho uma dica pra te dar..nao sei se vc vai ler,ou tentar,mas se sim me conte depois!Experimente tomar banho vc com a MA...coloque ela no seu colo mesmo e vao pra debaixo do chuveiro!
Vi uma vez que na tv pais de trigemeos que se revezavam nisso..um tomava banho com a criança ai a mae secava o outro enquanto o pai ja estava no chuveiro com o outro!Minha irma testou( que é mae da linda da minha sobrinha que ja tem 4 aninhos) e deu super certo!
Vc vai ficar super perto da sua filha..ela sentindo seu cheiro tenho certeza que nao vai chorar e vc vai ficar ainda mais proxima dela e de quebra falar pras linguarudas que ja deu banho na MA!rs
Beijos e que Deus te abençoe sempre
em 14 de Outubro de 2013 - 16:41:40
Mariah, fica tranquila mesmo, nem liga para os comentários criticas. Eu mesma voltei a trabalhar quando minha filha estava com 40 dias, é loucura?! Pra mim foi super saudável pois ficar em casa era uma tortura, ela veio trabalhar comigo no escritorio, fiz parto normal,dou mama exclusivo no seio, sempre quando ela pede e me viro muito bem. Ela adora vir, nunca chora, estamos felizes. Mas mesmo assim fui muito criticada e quer saber, adorei, me sinto exemplo de mae, mulher e profissional, guerreira como poucas. Vc é guerreira! Bjos
Livia em 14 de Outubro de 2013 - 09:27:10
Mariah, vai fundo no banho, filha!!!
É que nem andar de bicicleta, se não começar, não aprende!!!
É instintivo, você não vai machucar sua bebezinha!
Vai na fé!
Pretendo engravidar no próximo ano, e sou dentista, autônoma, não poderei ficar muito tempo afastada ou os pacientes vão embora. Imagino que eu só vá ter 1 mês pra ficar fora de casa. Comprei um consultório a 500 m de casa já visando isso, poder voltar, amamentar e voltar pro consultório.



KKKKK É desse jeito! Logo após esse post eu fui "fundo no banho" e to amando!
Esperei ela ter 1 mês pois sempre morri de medo de pega-la tão pequenininha e não vejo problema nisso, mas agora já peguei o gosto! Bjs
jessika em 14 de Outubro de 2013 - 00:12:24
Oi Mariah. Nunk comentei em um blog antes, msm acompanhando o seu sempre que posso. Mas esse post me doeu o coração! As pessoas mts vezes são cruéis com as mães, e tem a mente pequena o suficiente p/ não entender que cada um tem uma vida diferente da outra. É claro que todas as mães gostariam muito de dedicar 24H do dia para seus filhos, mas muitas vezes isso não é possível pela diferença de trabalho de cada uma, entre outras coisas. Estou terminando minha faculdade de medicina e algo que aprendi e observei na prática é que é NECESSÁRIO, para a saúde física e mental da maioria das mães, que tenham um tempo só p/ elas, que voltem ao trabalho e a vida normal. Não se deixe influenciar por pessoas que no fundo tem inveja de não poder contar com alguma ajuda, ou mesmo as que não querem p/ sí e criticam os outros por fazerem diferente (acredite, psiquiatricamente mts vezes isso é doença)! Te desejo mt boa sorte, que a sua felicidade cresça cada dia mais, e que o mau olhado não ofusque nunca o seu sorriso. bjs
PS: Sua filha é muito linda... parabéns!
TATA em 13 de Outubro de 2013 - 23:25:56
Mariah "do céu", você é uma Santa, só pode! Como é que aguenta esse bando de gente palpitando, dando lição de moral, etc? Você é um fofa, uma mãe maravilhosa e tenho certeza que sua filha não vai te amar nem um pinguinho menos porque você tem uma babá. Quer saber, muito pelo contrário!A M.A. vai ganhar uma "outra mãe". Tive babá, meus irmãos também e hoje 28 anos depois ela faz parte da minha vida e é amada como se minha mãe fosse. E antes que as fofoqueiras de plantão perguntem, NÃO, minha mãe não foi nem um pingo ausente, eu não chamava minha babá de mãe e etc. Só aprendi a amar uma pessoa que tanto cuidou de mim com carinho, e hoje meu maior sonho é que ela possa e queira cuidar dos meu filho, quando eu tiver um também!
Jaqueline em 11 de Outubro de 2013 - 23:57:30
Mariah, eu SUPER concordo em ter babá 24 horas! mas pelamor como assim vc nunca deu banho na sua filha ainda? quem foi a 1a pessoa que deu banho na sua princesa? sua babá!!? eu trabalho muito e vou precisar de uma babá comigo o tempo todo, mas também vou querer participar MUITO de cada momento da minha filha. sei lá. é estranho... ou vc acha normal!?
isso independe de classe social. Apesar desse post maluco, gosto do seu trabalho, te respeito como profissional, tu escreve muito bem.



Vc tem filhos? Pelo comentário entendi que não! Quando tiver, vai ver que cada mãe reage de uma forma. Eu morria de medo de dar banho por ela ser mto pequena, pois eu não tinha a menor experiência sendo mãe de primeira viagem. Não tenho a mínima vergonha de falar isso, cada ser humano é de um jeito, não existe uma fórmula certa.
Mas já dei vários banhos e adorei! É só esse primeiro momento mesmo q foi mais difícil pra mim. Quando vc for mãe, espero que consiga no primeiro dia!
Bjs!!
Patricia Borges em 11 de Outubro de 2013 - 23:30:06
Desculpa. Eu n ia escrever nada.
Mais ai veio a inspiração kkkk. Não precisa postar. Eu n to te criticando. Mais deu vontade de expressar meu ponto de vista para você.

Vc é rica, esta acostumada a uma vida dinâmica.
Claro que n vai mudar. Não tem como.

Criar uma criança existe uma gama de complexidade.

Eu lembro que vc posto a foto de sua sobrinha. Deve ter um exemplo bem de perto do que é uma criança.

Existe duas vidas. A primeira casada sem filhos. E outra realidade bem diferente, casada com filhos.
Crianças parecem que são ligadas a uma pilha interminável. Elas são fofas nos primeiro 5 minutos.
Depois ficam testando sua paciência. repetindo ações e e palavras.
Mais os meus filhos... rs eu sempre imagino eles perfeitinhos, sem chateações.

Todos tem uma forma de criar os filhos. Não existe regra. E os filhos acabam se moldando aos pais.
O mais importante é amor. Tudo fica bem.

Desculpe vcs serão muito happy. Mais sabe o que me veio a cabeça.
Essa novela o clone. Maisa era uma mãe rica e distante.

Claro n deve ser, e n sera o seu caso. Mais ve o vídeo. Historinhas bobas de mentirinha tudo serve como experiencia.
Mel na adolescência, se revolta, não quer se vestir bem como a mãe deseja, a mãe tenta mostrar a decoração da casa pra a festa e ela ignora.

Mel sempre teve de tudo, fazia o estilo garota tímida. Nunca foi feliz com amigos e escola.
Sempre foi criada pela baba.
Na adolescência se revolta e passa a querer chamar a atenção.

http://www.youtube.com/watch?v=MJ5v_YSgtvs


Eu sou uma pessoa simples. Penso em ter filhos quando realmente puder dar o melhor.
Nunca teria filhos pra matricular em escolas publicas como estudei.

Eu gosto do programa super nani. Coisas que eu acho interessante é ela estimular o toc entre mãe e filho.
É normal agarrar um bebe. Mais com o tempo as coisas podem ficar mais distantes.

Pra mim ter filhos sempre foi um grande projeto.
Pegar uma tarde e ir ao cinema somente eu e minha filha.
Ver as lições de casa e sempre que possível, eu mesmo ensinar.
Estar atenta e ver se estão se relacionando bem com amiguinhos. Sendo felizes na escola.
Pq muitas crianças não são felizes no ambiente escolar.
Ler a noite antes de dormir. Estimular a leitura.
Terem amigos pra brincar. Muito importante.
Não ficar horas em frente a uma tv.
Tocar instrumentos, fazer exercícios, mais não ficarem com muitas atividades sobrecarregados.
Não criar crianças frescas. Mimadas.

Minha mãe trabalhava, tive a sorte de ficar com uma tia. Gente muito boa.
Me obrigava a comer. - Toma mais uma colher. Pra fechar com chave de ouro.
No meio da noite eu sempre acordava e ia dormir entre ela e meu tio.

Nunca imaginei meus filhos com baba. Acho que ninguém poderia fazer melhor do que eu.
Mais quero ter vida profissional, então talvez seja necessário.
em 11 de Outubro de 2013 - 12:23:46
Nossa que polêmico...eu sempre leio, respondo quando acho que devo responde.
Gente eu concordo com um comentário que li acho que é da Milena, onde ela diz de realidades diferentes, é obvio que uma pessoa menos favorecida (eu kkk) não tenho condições de babá 24hs, mas que tem vai usar mesmo e como a Mariah disse ela não troca fraldas, ela não dá banho, mas dá carinho tem momentos a sos isso é importante. Eu discordo daquelas que tem filho e deixam com a babá ou mãe/sogra e saem pra baladas tds fim de semana, viajam por 1 mês e deixam o bb ai é sacanagem com a criança que não pediu para ter pais desnaturados. Mais uma festinha, e saidas normais que são as vezes até necessário é mto bom, porque a criança aprende que tem q convinver longe dos pais tbm.
O importante é se sentir amados.
Carol em 11 de Outubro de 2013 - 04:04:16
Bom dia, principalmente para as mães que estão de pé!
Cara fiquei muito assustada com a mulherada, que coisa feia, só pq idealizam um tipo de mãe, um tipo de maternidade, gastam seu bom tempo em blog, pra falar mal da maternidade da autora.
Eu não sou de seguir o blog, mas o acho incrível!
Tenho 27 anos, casada a 9, tenho 3 filhos, um de 6 anos e gêmeos de 1 ano e ninguém para nos ajudar.
Mas como temos amigos incríveis, nunca deixei de sair e nem muito menos de ser mãe.
Amamento meus gêmeos até hoje livremente, cuido da minha casa, todo final de semana recebo amigos em casa, vou aos shows do meu marido.
E minhas crianças são incríveis! Sou feliz, somos todos.
Acredito muito na felicidade da Mariah e sua segurança em ser mãe de MA.
Mariah, vi seu desespero sem se justificar, faça isso não mulé.

em 11 de Outubro de 2013 - 00:23:40
Te admirei muito agora... Não acho certo nem ter babá nem não ter, pois isso é muito relativo (depende do $$, da relação com a babá, da profissão, etc). Acho certo ter ATITUDE, ser a gente mesmo. Assumir o qeu estamos sentindo e seguir o nosso coração.
Parabéns pelo jeito que está encarando a maternidade, Mariah. Juro que me deu vontade de te conhecer pessoalmente.
Só acho as festas todas para a M.A. "too much"... mas isso também é de cada um!

Beijos!
E como já te disse no insta, se prepara pra quando começar a dar papinha. As OrganoChatas/MaternoChatas de plantão estão loooooucas pra palpitar na alimentação da Maria Antonia!

Raquel em 10 de Outubro de 2013 - 23:59:11
Parabéns pela filhinha linda! Faça o seu melhor, o que achar certo e não se explique. Tenho uma boneca de quatro anos e fiquei tão surtada com tantos julgamentos, palpites e minha própria insegurança, que fui pra terapia! Sabe o que ele me disse, entre muitas outras coisas, sua filha vai sentir que é amada, que você é uma mãe afetuosa. O resto: baba, trabalhar, sair... Nada disso é tão importante. Beijo e boa sorte com a melhor coisa da vida, com a maior felicidade que a gente pode ter - filhos!
Hellen em 10 de Outubro de 2013 - 19:52:14
Esse é para a tal Keila...

Já ouviu falar em qualidade???? Pois então... Ficar grudada no filho e bem perceber o que está acontecendo não é receita! Não sei se você é assim, mas se você acha que o fato de deixar a bebê para ir a um casamento é prejudicial, você é quem está equivocada!

Aliás quem é você para dizer que ela está equivocada! Você não sabe nada da vida da pessoa e julga! Péssima sua conduta!!! Posso te julgar também e com base na sua declaração dizer que seu filho deve estar sendo criado super dependente! Afinal a mãe não tira o olho da criança! Cuidado hein... Criança assim demora a andar, a falar...

Ruim né? Ouvir alguém que não te conhece te julgando achando que é PHD em educação infantil é péssimo!!! Quer ser ativista??? Vai prestar serviço a quem precisa e sai do blog de moda!!! Afffffff!
Cecilia em 10 de Outubro de 2013 - 16:59:27
Oi Mariah! Sou leitora antiga e nunca comento, mas lendo tantos comentários maldosos resolvi escrever.
Tenho 21 anos e meus pais sempre trabalharam fora, na minha casa sempre teve babá 24hrs por muuito tempo e nem por isso amo meus pais menos! Eles precisavam trabalhar e de alguém para ficar comigo. Sempre quando chegavam em casa após o trabalho, finais de semana, feriado e férias era só felicidade! Cada um tem seu jeito de viver e devemos respeitar isso.
Ah, só pra contar, a babá que cuidou de mim e minha irmã acabou se tornando a secretária aqui de casa (depois que crescemos minha mãe dispensou a secretária e ficou só ela) e ficou conosco por 20 anos, saiu porque casou e se mudou, e eu a amo a respeito muito, a tenho como uma segunda mãe para mim!
Um beijo pra você e pra linda da M.A!!
Carol em 10 de Outubro de 2013 - 15:55:05
Mariah, acompanho seu blog há muito tempo mas acabo não comentando por causa da correria. Mas esse post não pude deixar de comentar.
Acho que você está certíssima. Também sou mãe, de 2 meninos (um de 4 anos e um de 6 meses)e te entendo perfeitamente. Eu já deixei de curtir muita coisa com meu marido e amigos, me anulei pelos meus filhos. Não que eu me arrependa, acho que é sempre válido. Mas muitas vezes poderia ter conciliado as tarefas e me divertido. Enfim, continue assim sem peso na consciência, pois nos tornamos mãe, mas continuamos com a necessidade de sermos mulheres! Beijão
Luciana em 10 de Outubro de 2013 - 14:20:15
Mariah,

Apesar de nunca ter comentado, vejo seu blog quase todos os dias. Vc está certíssima! O importante é o amor e carinho que você tem por sua pequena e como você a trata. Se você tem uma pessoa de confiança, pq não sair de vez em quando? Concordo com você, mãe feliz = filho feliz. Minha filha já tem três anos, mas quando ela nasceu eu não tive ajuda e ficava com ela o dia inteiro sozinha em casa. Resultado: fiquei estressadíssima, deprimida e cansada. Tenho certeza que se eu tivesse tido a oportunidade, segurança e o apoio que você tem, para poder ir ao salão, dá uma saidinha as vezes ou até descansar, esse período teria sido muito mais feliz e tranquilo. Não ligue para quem está lhe criticando, cada um é cada um e sabe o que passa. Quando nos tornamos mães é cheio de gente querendo lhe dizer como criar seus filhos e não respeitam. Quem sabe o melhor para sua filha é você! Bjs!! Sua filha é linda!!! Parabéns!
Julica em 10 de Outubro de 2013 - 13:29:57
Querida Mariah estou mt impressionada com os comentários que suas leitoras fizeram! Como as pessoas estao confusas, quanta inversão de valores meu Deus!! Acampamento e churrasco com baby de 11 dias? Mães felizes:????quanta bobagem e egoísmo!! Vá curtir sua filhinha e ambas ficarão felizes ❤❤❤
Vil Muniz em 10 de Outubro de 2013 - 12:17:43
Só tenho uma coisa para lhe perguntar...vc está feliz?seu coração lhe diz que é assim que deve fazer???então querida, bola pra frente, crie sua filhinha como acha certo e acabou...felicidades pra vcs!!Adoro seu blog!!
beijocas no coração!!
Zuleica Iovanovich em 10 de Outubro de 2013 - 12:02:51
Acompanho seu blog desde o começo, pois sempre te achei linda e com ótimo gosto.
Mas confesso que fiquei chocada com o que acabei de ler! Você acompanha a babá? nunca trocou uma fralda ou deu um banho na sua filha?
Olha, tenho um filho de 6 meses e poderia sim ter uma babá, mas não quis! apesar de me chamarem de louca, quero que meu filho tenha comigo esse vínculo de cuidado, não com uma estranha!
Eu trabalho e no momento estou conseguindo trabalhar em casa e também tenho muitas coisas para fazer, concordo que hoje as mulheres possuem uma vida ativa, mas nunca, em hipótese nenhuma abriria mão desses pequenos cuidados com meu filhote
Ana Martha em 10 de Outubro de 2013 - 10:39:07
Mariah querida. Quando li já achei que iria chover críticas. Mas não ligue. Minha Lala nasceu dia 19 de agosto, bem pertinho da sua e vou te falar... quem faz tudo aqui é meu marido! Só dou o mamá, assim como vc! Não me acho menos mãe... tenho mais tranquilidade e mais leite, pois descanso bastante!
Não pare de relatar suas experiências. Vc me ajudou muito, já estou providenciando a bomba elétrica que vc indicou.
beijos em vcs!
Camila Pontes em 10 de Outubro de 2013 - 08:44:44
Mariah, eu adoro seu blog e algumas vezes comento por aqui!
Eu acho que a palavra 'mãe' abrange muitos tipos!
Não to aqui para julgar, mas fiquei assustada quando você escreveu que ainda não deu banho na sua filha...
Eu dou uns 4/5 banhos no meu (que pesa 11Kg) todos os dias!
Eu tentei imaginar meu dia com meu filho como é o seu com a sua filha e percebi como ser mãe pode ser fácil! (Será que eu sofro em vão?! Kkkkk)...
Porque cuidar do neném sem ajuda de ninguém (meu marido trabalha fora, minha família e a família do meu marido moram em PE e eu moro no RJ) é desgastante!
Tudo que eu faço, meu filho ta junto! Se vou a praia, ele vai! Mercado, ele vai! Shopping, ele vai! Viagem, ele vai! E no começo fiquei 3 meses quase sem sair de casa porque tinha medo de frequentar lugar fechado e ele acabar ficando dodói!
Minha realidade de mãe é muito diferente da sua! Quem ta certa? Só o tempo vai dizer...
A maternidade não tem regras! Tudo é válido! Porém, o feeling que vc vai ter com sua filha talvez seja diferente do que eu tenho com o meu!

Espero que sua jornada seja muito abençoada independente de suas escolhas!

Super beijo e sucesso!!!
Mayara Medeiros em 10 de Outubro de 2013 - 01:41:25
Olha,eu achei até engraçado as suas palavras,mas amamentar em livre demanda significa amamentar direto do seio e não na mamadeira,e vc dia "adoro acompanhar o que a babá faz" e "fico olhando trocar as fraldas" ficou meio estranho,como assim vc fica olhando?Ser mãe significa fazer tuuuudo,não precisa deixar de fazer as suas coisas,só precisa se dedicar 100% ao seu baby,e dar um jeito de se dedicar aos seus outros compromissos,a amamentação é essencial direto do peito até os seis meses,e eu tenho ctz que vc ama sua filha,mas isso de babá 24 h é um poco exagerado,a quem sua filha vai considerar depois?é um bom momento a se pensar sobre isso...
JULICA em 09 de Outubro de 2013 - 22:35:48
Lindona, nao acredito que vc esta tirando o leite do seu peito e pondo na mamadeira... espero que seja so pra sair mesmo, ja parou pra pensar como e pratico dar de mamar? nao ter que ferver mamadeira ou preocupar se alguem fez isso direito? Nao expor sua pequena aos riscos da mamadeira é uma preocupação a menos nao acha? Vc acaba perdendo o melhor dos mundos quando nao da o banho na baby, nessas horas que o vinculo fica mais estreito e vc esta pagando ( caro com certea) para uma estranha fazer a melhor parte? Mariah nossas maes viveram isto na decada de 70/80 nao tinham informação que temos hoje. Gracas a Deus contei com minha sogra para dar banho nos 15 primeiros dias depois fomos so eu e meu marido por quase dois anos. Sempre tive empregada e baba mas nao pra fazer o melhor...Nos primeiros meses ela so cuidava da limpeza e organizaçao de roupinhas quarto e banheiro do BB. Enquanto isso eu estava curtindo tuuudo inclusive trocando fraudas e dando banho. Vcs nao precisam de uma estranha pra fazer isso...So se vc estiver na rua e a baby sujinha. Se vc amamenta sua filha ela nao precisa de baba 24horas, so eletronica, pois vc tem que acordar anyway...nao faz sentido...Nao me diga que ela esta dormindo no quarto da babynha??!! Invadindo sua privacidade, vcs estao perdendo o melhor da festa!! A intimidade de vcs, jamais terao estes momentos de volta Pricesa. Fiquei 1 mes e meio na casa da minha mae depois disto fui pra minha casa e tratei de construir minha rotina curtindo o MEU bbe. No segundo filho nem fiquei na casa da minha mae ja fui pra minha direto com baba e empregada que ficavam fazendo o servico pesado ( limpesa, comida etc) Claro que quando tinha festas ou queria sair deixava com elas mas os meninos dormem muito nesta epoca e quando eu chegava em casa eles estavam acordando ou tinham acordado ha pouco. Ai sim elas iam pras dependencias e nos tres ficavamos la no paraiso sem intrusos curtindo nosso menino Jesus... Pense bem, a baby nunca vai te cansar mais do que a baba, tenho certeza que a baba te cansa bem mais pois e um outro elemento que vc acaba tendo que cuidar lidar e encaixar na sua vida. Salve sua energia para cuidar da Baby e nao pra desgastar com baba. Veja o exemplo da Kate MIdleton e Gisele, elas tem realmente tuuuudo porque elas sabem o que importa porque elas tem uns aos outros em seus lares e os ajudantes sao pra dar o suporte material e fisico, jamais o emocional...Vc e nova e linda e inteligente infelizmente esta perdendo o melhor dos mundos...Nenhuma baba pode te acrescentar nada, absolutamente nada que nao seja um serviço bracal, ainda mais hoje em dia com todas as informacoes em suas mãos a partir do teclado de seu computador. Acho que ficara bem mais feliz sem esta mala(digo baba), vcs ( sua filha e vc) nao precisam dela, acredite nisto. Se a coisa apertar chame sua mae ou sua sogra ai sim vc ficara feliz e a bb tb! As avos daqui de casa tem mais vida social que eu e meu marido mas mesmo assim elas ajudam quando a gente precisa!Boa sorte e desate este no feito por nossa cultura e endossado por nossas maes, na melhor das intencoes claro,elas que viveram os anos 80 ( depois pesquise porque sao chamados anos perdidos - valores invertidos o tempo todo, nunca se fez tanta bobagem quanto naquela epoca quando td mundo dava valor pra mt futilidade gostavam de gastar com bobagem e perdiam a nocao de valores)somos o produto daquela epoca mas temos a maior das armas que nos da autonomia total INFORMAÇAO. Tive a mega sorte de mae ter ficado em Londres 4 anos antes do meu Baby nascer, com minha irma que teve seu cacula la. O sistema de saude de la e top e eles mandan uma enferemeira na sua casa no primeiro mes todos os dias pra te passar todas as dicas do que realmente importa a fim de que vc crie autonomia. Entao minha mae me passou tuudo e deletou o que ela tinha feito conosco(* abafa...tadinha nos tambem ficamos mega bem mas ...quantas coisas erradas, nem amamentou...)As babas daqui desta geracao, ensinam um monte de coisas erradas pra gente ficar dependendo delas. Nos primeiros dias acho mt importante a ajuda ate vc se recuperar mas depois de um mes e quando a mamada estiver fluindo vc se sentira cada vez mais segura e feliz, vai ocupando seu lugar aos poucos e depois vera que so vai precisar delas pra parte que sua filha nao esta incluida. Claro que vc tem que ter tempo pra se cuidar e ficar linda e feliz, claro mas nao tenha esta obrigacao pois vc ficara mt mais relaxada se fizer massagem na sua filha XANTALA - ja ouviu falar? Compre o livro eu aprendi com o livro sozinha nunca tinha visto ninguem faer, fui lendo o livro e aprendendo com o meu cacula, eu me sentia tao bem quanto ele ao final, era incrivel uma das melhores dicas. bJKS
juliana em 09 de Outubro de 2013 - 21:13:58
Post bafafá mesmo rs
Minha primeira reação foi ficar chocada, mas depois de ler o post desse site que vc indicou concordei que cada um é cada um mesmo. Eu não gosto de ser julgada por escolhas que faço que acredito serem o melhor para minha filha (infelizmente nunca estamos livres das críticas) então não farei isso com vc
Quanto ao banho acho q deveria se aventurar rs é só com prática mesmo,treina com a babá junto, vai que um dia ela não pode vc da conta sozinha dai
Bjss

em 09 de Outubro de 2013 - 19:28:54
Mariah, amei seu post, concordo com tudo! Estou grávida de 20 semanas e também não pretendo encostar a mão no meu bebê. Claro q vou supervisionar babá e coisa e tal, mas mão na massa (ou no cocô hahahah) mesmo, nem pensar. E para as invejosas que falaram mal de vc, genteee babá tá ai pra isso, a gente paga pra elas darem darem banho, cuidarem, educarem, darem amor. Tem pessoas que confundem o papel da mãe, sabe, e ficam julgando. Eu naum vou ser menos mãe porque não faço questão de cuidar ou de amamentar (aliás, discordo de vc soh nessa parte. Amamentar cai o peito e eu to fora. Prefiro marido feliz a filho alimentado). O importante eh que meu filho vai ser lindo e eu vou poder ppstar um monte de foto no instagram. Bjo, Mah, sou sua fã e da MAzinha.
Kali em 09 de Outubro de 2013 - 18:00:27
Oi Mariah... Antes de tudo quero te falar que sou leitora do seu blog a algum tempo... Não quero falar se você está certa ou errada. Mas se eu concordo e discordo.
Sou mamãe de um lindo príncipe de 5 anos (se foi meu bebezinho, já é um mocinho).
Então, eu concordo e discordo. Concordo que você deve TER SIM uma vida fora a de mãe e “dona de casa”. Concordo que deva sair sim, e principalmente, sair com o marido. Que deva voltar a sua vida social o mais rápido possível. Isso é muito importante, pois depois que nasce um filho, ele fica no meio do casal, e é importante ter momentos de lazer somente com o companheiro. Por outro lado discordo de algumas coisas (baseado em EXPERIÊNCIA própria, pois como já disse sou mamãe e sei bem como é todo esse processo). Discordo quando é a babá que precisa te avisar quando dar de mama. Discordo quando diz que arriscou algumas vezes trocar as fraldas, e que quem faz isso constantemente é a babá, e discordo também quando diz que não dá banho na sua princesinha. Você trocar ou não as fraldas da sua filha não te torna menos ou mais mãe, mas é um momento muito bom, para te aproximar dela, criar ainda mais laços, beijar a barriguinha, fazer um carinho no bumbunzinho lizinho, limpinho, passar a mão no corpo peladinho. É muito bom... E dar banho então Mariah, nossa, é uma sensação única, e que vai passar tão rápido (nossa MUITO rápido), o banho é a hora do bebê relaxar, e quando é a mamãe que faz isso, acalma ainda mais. É como dar de mama. No início é complicado, mas depois da terceira vez se pega o jeito.
Só queria te dizer pra aproveitar cada minutinho que tu tens livre com ela, pois eles crescem muito rápido, logo deixam de ser bebês, e eu tenho certeza que você sentirá falta.
Quero te dizer que o modo que você esta conduzindo essa etapa de ser mãe, é um choque para a maioria. Pois quase ninguém tem o auxílio de uma babá 24 horas, que faz tudo. Não foi um choque pra mim pois a minha sogra é uma babá assim, cuida de gêmeos sozinha, o dia e a noite toda, e quem criou eles desde recém nascidos foi ela. A mãe deles, não sabe nem como preparar a sopinha, nunca trocou uma fralda, banho então nem se fala. Nunca acordou a noite quando os bebês estavam com cólicas, com febre, chorando. Sempre foi minha sogra que fez tudo, inclusive é ela que os leva para a escola. Hoje eles já tem 3 anos.
Ahhh, já ia esquecendo. Meu marido participou parelho comigo, trocou fraldas (e muitas), deu banho (e muitos), cuidou dele sozinho muitos dias que precisei trabalhar, fez sopinha, amassou banana com aveia, fez mamá depois que ele parou de mamar no peito, levou passear sozinho. É super meu parceiro até hoje com o nosso filho. Afinal, é uma produção nossa!
Mas queria te falar também, que um filho é uma benção. Curta muito sua princesa, que por sinal é linda, perfeita, pois logo, logo ela já será uma linda mocinha.
Parabéns pelo blog.
Um grande abraço.
Kalinca.

Lilu em 09 de Outubro de 2013 - 16:43:02
Mto estranho Mariah! ver os outros trocar as fraldas da sua filha? ta na hora de mãe, dona de casa de verdade, e não fazer de conta q é perante todo mundo! vá trocar as fraldas da M.A, dar banho (não é dificil, pegou o jeito, é tranquilo), mas nao deixe q outras pessoas façam o q é SEU TRABALHO!
Nivia Dias em 09 de Outubro de 2013 - 16:25:45
Ma,

Adoro seu blog, já me sinto intima te chamando de Ma rsrsrs
Acho que você deve excluir esses e-mails invejosos, gente que se acha dona da verdade, até mesmo psicólogo...
Você está vivendo um momento único, não merece nem precisa ser criticada. Não entendo como mães podem fazer isso com outras.

Estou adorando seu blog depois da maternidade... Está com uma cara tão diferente...mãe feliz, chique, que sai com o marido, que vive.

Não é porque somos mães que devemos ser escravas dos filhos.
Adoraria ter uma babá 24h, pena que é muito difícil encontrar uma de confiança. NUNCA deixe a sua ir embora rsrsrs

Também morria de medo de dá banho, pensava que o bebe iria cair kkk
Depois do primeiro mês consegui. Mas ela só tomava banho com o bumbum para cima kkk. Mas com o tempo aprendi a banhar de outras formas. Mas confesso que era mais medo que dificuldade. Se você não se sente segura no momento, RELAXA! Seu bebe vai crescer e ficará mais fácil.

Já estou louca para ver o batizado, a festinha de 1 ano, o primeiro dia de aula, a primeira viagem... rsrsrs

Beijos e continua postando sua experiência maternal.

Gabriela Sgav em 09 de Outubro de 2013 - 16:05:31
Oi Mariah,
Sou sua leitora a anos acompanhei o crescimento do blog, a magnolia, a mag on line, suas viagens, sua gravidez.... Agora acompanho vc, suas irmãs lindas, sobrinhas e MA pelo insta!!
Quando vi o número de comentários desse post fiquei muito curiosa para ler sobre a repercussão.... Sou mãe também, fui mãe muito jovem e sempre contei com ajuda de funcionárias e familiares, para cuidar do meu filho e seguir com minha vida e meus compromissos pessoais... Meu filho cresceu, tem 9 anos e é uma pessoinha d+, sem traumas, sem grandes problemas e muito feliz!!! Seria tão bom se o ser humano soubesse respeitar a indivudualidade de cada um, as diferenças de escolhas, as diferenças de personalidades... O mundo com certeza seria um lugar muito melhor!!!

Enfim, obrigada po dividir tantos momentos bons comigo!!


Rosangela em 09 de Outubro de 2013 - 15:33:02
Olá Mariah, adoroooo seu blog e confesso que comecei a gostar ainda mais depois que vc teve a ma! Ficou mais maduro, mais mulher. Acho que não é porque se tornou mãe que deve viver enfurnada em casa com o bebe no colo 24 hors por dia, convenhamos, não é isso que fará de vc uma mãe melhor neh? Agora confesso que um comentário seu me assustou um pouco:"fico olhando trocar as fraldas (já me arrisquei algumas vezes e foi muito fácil)??? Você não troca as fraldas da sua filha? Não consigo imaginar uma mãe que não faça isso. rsrs cuidado para sua filha não ser mais apegada e afeiçoada por sua babá do que por sua mãe (conheço váriosss casos assim) esse tipo de contato e cuidado natural de uma mãe com seu filho é prinmordial!
está linda como sempre. adoro seu blog

bjs
Ana em 09 de Outubro de 2013 - 15:05:40
Mariah,
Fiquei muito na dúvida se escreveria, mas não resisti. É muito engraçado como as pessoas são cheias de verdades e teorias. A Educacão é uma coisa tão complexa que dificilmente vamos ter uma única maneira certa de se fazer as coisas. Quando nos tornamos mães viramos alvo de críticas, mesmo de mães que já passaram pelo processo. Eu não posso julgar, pois meu telhado é de VIDRO!!
Gostaria de apenas comentar uma coisa a respeito de ter uma babá para te auxiliar o tempo todo como vc disse. Deixando bem claro, que todas nós precisamos de ajuda, mas às vezes é importante termos um tempo sozinha com nosso filhote para ciar uma segurança maior. Acho que é importante saber que a gente dá conta.
Beijinho e boa sorte nesta jornada da maternidade.
Camila em 09 de Outubro de 2013 - 14:59:09
Sua filha tem 1 mês e você nunca deu banho? Estava até curtindo o post até que lí isso..
Eu tenho uma filha de 1 ano e 4 meses e nunca deixei de ter a minha vida depois do nascimento dela (quando ela tinha 15 dias fui comer pizza com o meu marido, porque simplesmente precisava ver gente!!), mas sempre fiz questão de "colocar a mão na massa", trocar fralda, arrotar, dar banho... também tenho babá 24 horas mas faço questão de não ser coadjuvante nos momentos em que estou em casa (sou advogada e trabalho em período integral).
Estes momentos de troca,olhar,cheiro,carinho, não voltam, Mariah. Não podemos delegar tudo não..
em 09 de Outubro de 2013 - 14:57:25
Mariah, sempre estou aqui e comento teus posts, e quando vi este, sabia que ia dar polêmica. Não tenho filhos e estou beeeem longe de ter, então, na real.. só queria dizer que talvez você não precise se expor tanto... Sabe, li a maioria dos comentários, e acredito que a maioria das tuas leitoras não estão no mesmo nível sociocultural que você. Ter uma babá 24 horas não é realidade pra ninguém no nosso Brasil. No máximo vão ter uma doméstica que cuide tanto da casa como do bebê (isso, numa família classe média, média alta). Mas ok, é a tua realidade... Só que soa mal, sabe?? Não sei se você me entendeu, mas quis dizer isso. Beijo.


Gabrielle em 09 de Outubro de 2013 - 14:19:58
Oi Má Amo ler suas dicas ver seus looks!!!
Concordo completamente com vc mãe tem que estar bem e feliz para passar isso para o seu bebe, e cada uma tem o seu ritmo de vida..Sua bebe é linda demais!!!!


em 09 de Outubro de 2013 - 14:02:35
Mariah, estou grávida agora o por isso comecei a pesquisar e me informar sobre maternidade, estilos de vida e educação, assuntos que sempre me interessaram mas agora de forma mais direta.
Li um livro super interessante e uma das coisas que o livro cita é a importância do bebê ter um tempo dele que não seja grudado na mãe, isso é o que ensina o bebê a se desenvolver. Acredito muito nisso.
Acredito que o relacionamento central para que um filho seja feliz, é o relacionamento pai-mãe. E é ele que você cultiva quando sai de casa e se arruma para estar com seu marido.
Cada mãe tem um estilo de criação que se adapta melhor ao próprio estilo de vida. Você encontrou o seu, vá em frente. Tenho certeza que sua filha será uma criança muito bem resolvida!
Beijo


Karoline em 09 de Outubro de 2013 - 13:30:39
Oi Mariah, sempre acompanho seu blog e acho vc sensacional. Acho o máximo vc ter optado por não se esconder dentro de casa depois da gravidez e isso com certeza vai ajudar a Maria Antonia a se tornar mais madura e independente. Eu tenho uma princesa de 7 anos e só queria te dizer pra não perder alguns momentos com sua bebê, eles nunca voltarão e vc não faz idéia de como fazem falta. Beijos e muita saúde pra sua princesa.
Natasha Roffe em 09 de Outubro de 2013 - 13:27:10
Nossa, quanta gente chata criticando vc, Mariah! Sou pediatra e lhe digo: mães felizes, bem resolvidas e bem amadas (como VC!!) têm filhos igualmente felizes! Aquelas que te criticam estão com inveja de vc e da sua felicidade!
Louise em 09 de Outubro de 2013 - 11:49:07
Isso aí Mariah concordo plenamente contigo acho que nao tens que ficar em casa e deixar de fazer as coisas que tu gosta!! Como tu mesma disse, a vida continua!! É um absurdo ter gente wue acha que tens ficar enfurnada em casa todo o dia e nao poder sair!! Curte muito a tua filha mas nao deuxa de fazer as cousas que tens vontade!!
Adriane em 09 de Outubro de 2013 - 11:45:54
A sua mae e sabia e tem o maior de todos os amores por voce. E dela que vem os conselhos que vc deve seguir. By the way, lindissima a foto da apresentacao do post. Impossivel nao se encantar diante dessa imagem, parabens.
Carolina em 09 de Outubro de 2013 - 10:31:39
Bom dia Mariah,

Eu também tenho uma babá de super confiança POR 24 HS desde que o meu pequeno nasceu. Hoje o meu filho está com 2 aninhos e posso te dizer que foi a melhor opção que pude fazer. Pois no inicio, a minha baba que é enfermeira, pode me ensinar a cada dia como fazer para cuidar do meu filhote.
Hoje tudo flui com tranquilidade.... sem neuras. Pois, as vezes saio e levo o Matheus... outras vezes saio somente com meu esposo e ele fica em casa com minha baba. E assim... a vida segue. Pois, no dia a dia, sou mãe, esposa, trabalho... enfim vivo feliz!!!!!
AHHH!!!! Também fui muito criticada por ter babá, mas deixa eu te falar uma coisa.... EU AMO MUITO O FILHO E TENHO CERTEZA QUE ELE TAMBÉM ME AMA, PORTANTO NÃO TEM ESSA HISTORIA QUE ELE GOSTA MAIS DA BABA DO QUE DE MIM.... ISSO NAO EXISTE!!

Seja feliz!!!!
BJIM

bethania vieira em 09 de Outubro de 2013 - 10:22:40
Mariah,bom dia,

Tenho uma filha de 2 meses,minha vida!E te entendo perfeitamente!Tenho babá apenas durante o dia,todos os dias da semana, e mesmo com ela em casa cuido pessoalmente das trocas de fralda e do banho(eu juro que dp do medo passar é a melhor coisa do mundo),além de amamentar tb em livre demanda,mas não é disto que quero falar,vc é MÃE,e não existe mãe de filho esperado e planejado que não ama incondicionalmente sua cria!Claro que nem tudo que fazemos as pessoas concordam,mas vc faz exatamente o que acredita ser o melhor para sua filha,e isto é o que importa!Eu não deixaria me abater por tanta gente que acha que mãe deve andar de pijama e cara lavada(e feia,obviamente)durante toda licença maternidade.Eu retomei minha vida social quando minha princesa tinha 30 dias,voltei a malhar,sair com marido,enfim,sempre pensando nela,muitas vezes insegura,mas acho saudável a gente ter vida própria!

Se cuida!

Paulina Marques em 09 de Outubro de 2013 - 10:19:24
Nunca comento,mesmo entrando no seu blog quase todo dia...
Mas a questão é a seguinte??? Vc é mãe,mas tb é mulher...e o mundo não para enquanto o bb tá desse tamanhico...tem seus compromissos,pessoas q dependem de vc e do seu trabalho,afinal se vc n trabalhar quem vai pagar as suas contas?? E t digo,minha mãe largou tudo por causa do nascimento da minha irmã e do meu,agora ela voltou a trabalhar,e vejo como ela tá feliz,realizada...o q m deixa mt orgulhosa dela...
Continue trabalhando,fazendo as suas coisas...q vc será uma ótima mãe e um grande exemplo pra ela...
bjo bjo bjo
Camila em 09 de Outubro de 2013 - 10:09:16
Oi Mariah adoro seu blog, normalmente não comento mas hoje resolvi dar minha opinião. Ainda não sou mãe mas sou psicopedagoga e tenho sobrinhos! Bom, super apoio você sair, se cuidar, ser mulher e não só mãe! Acho bem triste as mulheres que acabam se anulando e esquecendo do mundo ao seu redor e principalmente do marido para se dedicaram 100% aos filhos. Acho que ser mãe é agregar mais amor e não excluir seu amor próprio! Por outro lado acho que apesar de você ter uma babá que te ajude, acho importante sim trocar fraldas, dar banho e passar por todo esse processo único enfrentando os medos e as dúvidas. Acho que é importante tanto para você quanto para a M.A. é um vinculo essencial nesse momento. Parabéns por ter dado a cara a tapa e principalmente por responder cada comentário com carinho e paciência.
Monique em 09 de Outubro de 2013 - 09:45:28
Acho que vc está certíssima Mariah!! Mãe tem que estar presente, cuidar, dar carinho, mas nem por isso tem que abrir mão das suas atividades e coisas que gosta de fazer porque virou mãe! Acho que o filho deve se adaptar a vida dos pais, e não o contrário! Falo isso como mãe e como médica! O fato de vc poder ter babá 24h ajuda muito, vc não deixará de ser a mãe por ter a babá ao seu lado! Te apoio 100%! Aliás, como vc faz com a babá 24h? São 2 e elas intercalam? Com essas novas leis trabalhistas as coisas ficaram um pouco mais complicadas ne!! Ah, e parabéns pela linda filha!!!
Bjos
Luciana em 09 de Outubro de 2013 - 09:41:46
Oi Mariah!tudo bem?

Olha, sigo teu blog há anos, nunca comentei e agora tô vendo toda essa polêmica por aqui. Acabo de ser mãe, minha filha (Stela) está completando essa semana 4 meses. Não vou entrar na polêmica, até porque não concordo com algumas coisas que vejo por aqui, mesmo gostando muito de você rsrs. E, principalmente porque acho que devemos RESPEITAR as escolhas e o modo de viver de cada um. O que realmente quero te dizer é que, infelizmente toda essa polêmica está acontecendo porque você, se expõe muito, se explica muito e mostra muitos detalhes da sua vida, isso, inevitávelmente acaba dando espaço para que as pessoas opinem, ora bem, ora mal. Gosto muito de você, me transmites coisas boas, mesmo sem te conhecer e por incrível que pareça, mesmo sem compartir muito seu modo de vida, mas gosto, e é de graça rsrs. Espero que você seja super feliz (da tua maneira) com tua filha e família, te desejo o melhor e te deixo um conselho (se é que vale!)rs, não dê tantas explicações! um beijooooo
Luciana
Talita Carli em 09 de Outubro de 2013 - 01:23:33
Oi Mariah
Sempre que tenho um tempo leio as matérias no seu blog e adoro as dicas.Eu fiquei encantada com sua baby e achei super legal a relação que você está formando com ela, não tenho filhos ainda, mas me interesso pelo universo dos baby's. Acho super saudável você sair de casa, ir em festas, ter filho é uma benção, e deixar em casa com uma pessoa que você confia as vezes, não vai fazer mal algum pra ela. Minha mãe também não ficava 24 horas em casa e nem por isso a amo menos. Concordo que se vocês estiverem felizes ela também estará, os filhos sempre sentem tudo. Parabéns pela linda família!! Que Deus te abençoe. Beijos.
Suca em 09 de Outubro de 2013 - 00:26:56
Mariah querida, eu respeito o modo e opções dos outros. Mas um conselho com carinho, aprenda a dar banho e trocar as fraldas da sua pequena. Passa tão rápido, aproveite, ela te olhando, te curtindo nesses momentos... É mágico! Aproveite, não delegue. Felicidades!
Alessandra Moreira em 09 de Outubro de 2013 - 00:09:43
Olá Mariah! Já comentei algumas vezes por aqui e no insta tb.
Gosto muuuitoo do seu blog, mas acho que deve ter cuidado com as coisas que fala, pois de uma forma ou de outra é uma 'formadora' de opinião.Fico muito triste quando vejo mães que acham que estar com os filhos é perder o tempo e não aproveitar a vida.. Mas enfim...
Deus abençoe você e MA.
Encontre seu caminho.
Bjos


Fran em 08 de Outubro de 2013 - 22:56:04
Puxa Mariah! Escrevi um texto com tanto carinho ontem, e não foi publicado 😔


Fran!!! Estou aprovando agora! Tem mais de 200!!! Por isso que ainda não foi publicado, viu?
É mtoooo difícil eu deletar um, mesmo sendo críticas.
Bjs!!!
Keila em 08 de Outubro de 2013 - 22:49:14
Não costumo comentar mesmo pq não acompanho nenhum blog de moda e afins. Vi esse link num grupo do face de maternidade ativa / apego e fiquei primeiramente chocada. Até critiquei lá e continuo achando algumas coisas muito erradas. Tb tenho babá mas acho que vc está equivocada em ter 24 horas. Os momentos que precisamos cuidar SOZINHAS dos bbs são muito importantes. O fato de sair sem o bb tão novinho tb é prejudicial. Estou falando isso com base em estudos. Procure no google criação com apego e vai entender. Acho que vc está de bom coração e ama sua filha, mas realmente está equivocada com algumas coisas. Dá tempo de resgastar essa maternidade linda sua! Empoderamento! Procure no google tb! Só descobri tudo isso depois de ser mãe e mudei em muitas coisas minha conduta! Vale a pena se informar disso! Mudou minha realidade como mãe! Bjos e tudo de bom! Saúde!
Simone G. em 08 de Outubro de 2013 - 22:42:06
Obrigada por me responder, Ma!
Acompanho, TODOS OS DIAS, seu blog e instagram. É uma delícia fazer parte, de alguma maneira, desse momento que vc está passando! Quando meus filhos nasceram, eu não tinha condições de ter uma babá. Eles tiveram muita cólica, refluxo. Morava longe de meus pais (outro estado) e sofri muito. Ma, vc está super certa, e está sendo um doce de mãe. Cuide bem de vc, para vc estar bem e cuidar tbém, da nossa bonequinha. Não te perturbes por comentários maldosos, tenha pena dessas pessoas e reze por elas. Elas precisam muito!
Adoro vc, Ma! meiga, fofa e totalmente do bem!Por isso, fico p da vida quando leio alguns comentários maldosos no instagram. Pra que, né?!
Ah, não precisa postar esse comentário...rsrs...eu pensei que vc não tivesse gostado do meu comentário anterior. Não gosto de ver vc sofrer (quando a gente gosta de alguém a gente sofre junto).
É isso. Fiquem com Deus!
Bjinhos
Fernanda Cantieri em 08 de Outubro de 2013 - 22:22:02
Concordo contigo e algumas leitoras:

MÃE FELIZ = FILHOS FELIZES MÃE ESTRESSADA = FAMÍLIA CAÓTICA

Beijos. Sua filha é lindinha!

Luciane em 08 de Outubro de 2013 - 19:35:39
Adorei o post! E gostaria de saber como vc fez a escolha de sua baba, conta suas dicas! Vou adorar! Bjsss
Simone G. em 08 de Outubro de 2013 - 19:12:45
Ma, porque vc não postou os comentários feitos entre seis e nove horas,do dia 7, inclusive o meu? :(
Não deixe de falar para nós, que adoramos seu blog, suas experiências como mãe, tá? Bloqueia as recalcadas, que ficam incomodadas com sua felicidade!
Bjinhos


Oii Simone!!! Ainda estou aprovando os comentários! Com certeza o seu tb será aprovado, pois é uma fofa rs!!!
Vou continuar postando sim, mas agora, pensando duas vezes antes de contar alguma coisa da minha intimidade! Não vou parar de falar deste momento lindo que estou vivendo, pois sei que tenho muuuuuitas (a maioria) leitoras queridas como vc!
Bjs!!!
glaciane em 08 de Outubro de 2013 - 18:38:32
Vou falar como mãe também, meu filho está com 11 dias de vida, fiz cesárea e nem por isso vou ficar entocada dentro de casa 40 dias, já levei o meu baby em churrasco, na casa de amigas, e este fim de semana vou com ele no acampamento com uma turma, logicamente que não vou dormir com ele lá, mas onde eu vou e se for apropriado para ele vou levar.
Não acho errado vc sair, alias acho que deve!! Nós somos mães acima de tudo, mas somos mulheres, esposas, profissionais e tudo o que antes fazíamos!
Vivemos em um tempo diferente da nossas avós, a maternidade não precisa ser uma cela para nós! Amo ser mãe e acima de tudo quero o melhor para meu Arthur! Dou de mamar, não tenho babá, mas até o momento não dei banho nele também, graças a Deus tenho minha mãe para me auxiliar e é muito importante isto!!
Quem critica suas atitudes não merecem um pingo de preocupação sua!
Adoro seu blog e acompanho sempre!
Gla
Ju em 08 de Outubro de 2013 - 17:08:47
Desculpe....mas mãe é quem cria, quem pega no colo, quem troca a fralda, quem dá banho, quem participa de verdade!!!! não apenas "acompanha a babá". O filho necessita sentir o cheirinho da mãe, estar perto...sempre.


Ju, pq o email e nome falso? Achou que eu não iria aprovar o seu comentário? Pode colocar o seu nome ok?
Bom, não sei se adianta falar, MAS... Não fico só olhando a babá, fico grudada na minha filha o dia todo e principalmente, sentindo o seu cheiro, o melhor cheiro do mundo!
Trocar fralda não quer dizer ser MÃE. O carinho, o momento que ficamos nós duas, a conversa, o cheiro, isso sim é ser mãe!
Camilla em 08 de Outubro de 2013 - 17:06:19
Mariah, na minha opinião, você está super certa! Não tenho filhos ainda, mas, como desejo um dia ter, não quero que um sonho lindo como o de ser mãe se torne para mim, sinônimo de auto anulação. Então super concordo com sua posição de ver a maternidade como forma de "agregar" felicidade à sua vida e não de se limitar. A vida é sua, e você tem todo direito do mundo de conduzi-la da forma que achar melhor! Estou amando seus posts sobre gravidez/maternidade! beijos!
em 08 de Outubro de 2013 - 16:48:14
Mariah...comentei poucas vezes aqui, mas sou sua leitora assídua...e sabe de uma coisa, o que não traz nada de bom pra nossa vida, tem que ser podado e jogado no lixo. Faça isso com essas pessoas que te julgam sem te conhecer (pq com certeza elas são perfeitas). Hipócritas, no fundo, no fundo só queriam ser você!
SAIA sim, TRABALHE sim, PAGUE quantas babás vc achar necessário pra te ajudar com a sua pequena e por fim DELETE esse bando de comentários lixos.
Bjos, fiquem com Deus, curta e ame muito sua MA...e não nos deixe por causa de hipocrisias!
Livia em 08 de Outubro de 2013 - 16:39:00
Mariah!!
Não vou nem comentar se concordo ou não com o que você faz, pq vc nem precisa da opinião de outras pessoas!
Só resolvi escrever que acho muito que você está certa fazendo oq tem vontade, e que te admiro por isso! Não tem vergonha nem medo de falar, nem do que vão pensar... E acima de tudo concordo: mãe feliz é filho feliz!
Não adianda de nadaaa fazer oq "os outros esperam de vc", se não é isso que te faz feliz.
Parabéns por sua filhota LINDA, e quero muito ver o diário do papai tb!
Saúde e sucesso pra vc!
Leticia em 08 de Outubro de 2013 - 16:38:07
Mariah, não liga não!!!
Você está mais é certa! Tem que ser mãe, mas nem por isso deixar de ser mulher, de trabalhar, de sair!!
Parabéns pela filhota!!! Linda demais!!
Beijão!
em 08 de Outubro de 2013 - 16:31:43
Olá Mariah... Nunca tinha comentado por aqui, mas estou sempre passando pra dar uma olhadinha!
Não aguento essas mães chatas! É impressionante como algumas mulheres depois que têm filho esquece do mundo e da vida! A maioria das minhas amigas têm filhos e ficam egoístas e rancorosas! As mães parecem que disputam por quem sofre mais, como se isso fosse fazer delas mães mais dignas e presentes.
Concordo plenamente com vc e espero ser uma mãe assim no futuro: que agrega o filho a rotina diária e a todo o resto da vida! Isso sim é uma mulher forte, mulher q sabe dar conta de filho, trabalho e marido, e não se culpa com toda a ajuda que puder ter...
Continue seu ótimo trabalho e sua ótima rotina de mãe! Imagino que filho seja pra isso tb, para agregar valor e amor para o nosso dia a dia!
Tudo de bom pra vcs!!!
Thais A. em 08 de Outubro de 2013 - 16:28:32
Você é uma linda, Mariah. Sempre admirei seu trabalho, sua humildade. E admiro mais ainda agora! Me encantei com você grávida e não deixo de me encantar com você, mamãe da M.A. Respeito e concordo com sua opinião. Tô contigo "mãe feliz é filho feliz, marido feliz e casa feliz" Parabéns e muito mais sucesso, amor e paz pra você e sua família!
Juliana de Sousa em 08 de Outubro de 2013 - 16:27:22
Mah,

Amo seu blog, acompanho todos os dias e já faz tempo rsrs. Saiba que voce é inspiração pra muitas mulheres. Sou casada faz 5 anos mas ainda tenho receio de ter filhos, mas como acompanhei tudo da sua gravidez pelo blog to até começando a me empolgar com a idéia de ser mãe, pois voce nos mostra que não é bicho de sete cabeças e que posso dar conta também. Parabéns pela família linda que voce tem e pelo seu trabalho. Não ligue para comentarios de pessoas que são infelizes com suas próprias vidas! Amamos ver voce linda e em forma em tão pouco tempo, é uma luz no fim do tunel para nós rsrs. bjs
FLAVIA PAIVA em 08 de Outubro de 2013 - 16:23:25
Mah...apesar de acessar o blog todos os dias nunca comento,mais nesse post preciso comentar..Essas pessoas que estão te criticando adorariam estar no teu lugar,poder ter uma babá,sair para festas,ter um trabalho que ama por isso não se abale com essas críticas,estou casada a cinco anos e ainda não tenho filhos por vários motivos,não ter ninguém que me ajude,por medo de não dar conta de estar longe da minha mãe enfim inseguranças que toda boa mãe que ame seu filho deveria ter.Tenho absoluta certeza que vc é uma excelente MÃE e criamos os filhos para o mundo e dessa maneira vc está fazendo a Maria Antonia crescer como uma mulher independente e pronta para enfrentar o mundo.

Bjus com carinho


Flavia Paiva
Sarah em 08 de Outubro de 2013 - 16:14:42
:D lindo
Bruna em 08 de Outubro de 2013 - 16:13:29
É triste que as pessoas por viverem em realidade diferentes da sua, não te respeitem.
Você não precisa deixar de ser quem é por isso, seja feliz!:)
Sua família é linda e a alegria transborda em você
Adriana Lopes em 08 de Outubro de 2013 - 16:10:03
Mah leve uma coisa pra você.
Quem te conhece não precisa de explicações. Quem não te conhece toda explicação será ineficiente.
Sei que respeita suas leitoras, mas não se estresse com isso.
beijo
em 08 de Outubro de 2013 - 16:08:11
As pessoas esquecem que por trás de um blog existe um ser humano e por trás de uma mãe de um recém nascido existe um monte de hormônios e um coração. Liga não, viu? Cada um faz o que pode, o que quer, o que acha certo. Tenho certeza que quem importa sabe que você é super dedicada,a MA principalmente.

beijo grande e força na peruca.
Mariana Vilela em 08 de Outubro de 2013 - 15:27:43
Minha mãe sempre diz "Cada um na sua e a amizade continua." Cada um criando seus filhos da forma com que acha melhor, quando julgamos esquecemos de que existem mil pessoas que pensam diferente, e que o mundo é grande demais pra que a nossa opinião seja a certa! beijos Má! :)
Deise Ribeiro em 08 de Outubro de 2013 - 15:06:03
Oi Mariah,

Realmente é mto polêmico, o que as pessoas precisam aprender é a respeitar a opinião dos outros e não criticar. Cada um leva a vida de acordo com suas condições, crenças e valores.
Acho que vc está certa em ter um tempo só pra vc, para suas coisas e etc. Vc sempre foi uma mulher ativa, não poderia ser diferente, e mesmo não estando presente em sua vida, sei que vc cuida da MA da melhor maneira.
Para vc não ficar chateada talvez o melhor seria se preservar mais, nós leitoras que te respeitamos sentiremos falta, mas entenderemos.

Fique tranquila, não se afete com pessoas que não podem respeitar o outro.

bjks
Patricia Canela em 08 de Outubro de 2013 - 15:03:23
Mariah, não fique se explicando não... Quem te acompanha e gosta, te entende e apóia ou no mínimo respeita. O resto não sei nem oq está fazendo nas suas redes sociais, não é? Beijo grande em vc e na MA.
Karla em 08 de Outubro de 2013 - 14:56:48
Dá medo mesmo dar banho... mas, quer uma dica, enfrente o medo! É uma delícia! Uma das melhores horas do dia do bebe! Eles relaxam e se entregam... Não perca essa oportunidade!
Maria em 08 de Outubro de 2013 - 14:55:41
Linda Mariah... de novo, fazendo mais do que precisa! Acho muito bacana você dividir o seu cotidiano com agente, e COM CERTEZA VOCÊ NÃO TEM QUE EXPLICAR NADA A NINGUEM NEM DAR SATISFAÇÃO DE NADA!! ALGUEM AI PAGA AS SUAS CONTAS OU VIVE POR VOCÊ? NÃO NÃO NÃO!Viva a sua vida da forma que vc achar melhor e PONTO!NINGUEM É NINGUEM PARA JULGAR!
Quando meu baby nasceu, me voltei unica e exclusivamente pra ele, resultado... depressão pós parto fortissima! a uns 2 meses voltei a trabalhar meio periodo, voltei a fazer a unha e voltei a malhar... ja sou outra mãe, outra esposa e outra mulher, ou melhor, voltei a ser MULHER de novo, e assim, minha felicidade, de fato, refletiu na minha casa e minha familia ;)
E é dividindo experiencias que vamos alem...beijo
Sylviane Cavalcante em 08 de Outubro de 2013 - 14:54:06
Olá Mariah. Ja gostava do seu blog antes da baby e agora gosto muito mais, especialmente pelo modo como vc vem lidando com a maternidade. Sem neuras, sem hipocrisia e do SEU jeito. Ser mãe é isso aí, agir conforme os nossos instintos. Tive bebe há quase um ano e, após uma gravidez de risco e muitos meses de molho, tive que voltar rapidinho pra trabalhar, com dois meses do meu pimpolho que nasceu prematura de 34 semanas. Também não tive leite e não pude amamentá-lo. Quer saber??? Fui julgada, muitos falaram.. mas não me senti menos mãe ou menos mulher por isso não. Tenho babá sim que me ajuda muito porque depois do trabalho tb tenho que ser esposa e dona de casa e vivemos felizes e começando a nossa família. Então querida, toda felicidade do mundo pra vc e pra sua MA!!! Pessoas pra julgar os outros sempre vão existir, mas a única certeza que devemos ter é que fizemos o melhor que podia ser feito. Fique com Deus!!
Fernanda em 08 de Outubro de 2013 - 14:53:51
eu lembro de vc no Colégio das irmãs...hahaha sempre linda!!

Não ligue p/ opiniões alheias!Parabéns pela sua familia!! Bjos
Aluani em 08 de Outubro de 2013 - 14:52:53
Mariah, não para de postar detalhes da sua vida não!!!rsrsrs
Eu gosto muito, e pra mim, é o que diferencia de alguns outros blogs, a sua honestidade.
Bjsss mil e continue o que está fazendo, pois está dando certo!!!
Daniela Pesci em 08 de Outubro de 2013 - 14:51:24
Mariah,

Estou com uma bebê de 1 ano e te entendo perfeitamente!
As pessoas estão te julgando exatamente por você ser sincera e se expor.
Você está certíssima em cuidar de todas partes que compõem sua vida.
Filho é ótimo, exige dedicação, mas além de mãe vc é mulher, vc é uma trabalhadora, enfim, vc é vc! Não tem como vc "ser o seu filho".
Se vc dá banho, troca fralda o problema é seu. O povo acha que Claúdia Leite e companhia fazem como? As mulheres têm filhos e no dia seguinte estão em cima de trio elétrico fazendo show e o povo achando lindo. O que tem por de trás dos bastidores? Uma babá!
E isso é o fim do mundo?
Que nada... o fim do mundo é uma pessoa se sentir no direito de apontar o dedo na cara da outra só pq sua experiência de vida foi diferente da dela. Como se "ser diferente" fosse melhor ou pior. É apenas diferente, ponto!
Eu admiro é muito vc ainda postar no blog, tirar fotos toda lindona e talz... Eu não tinha ânimo pra nada! kkkkkkk
Fico vendo seu blog e pensando: "Na próxima gravidez tenho de ficar assim!"
Nem liga pra esse povo pequeno!
Continue postando a pequena, suas experiências e conselhos.
Devo admitir que amei a "pequena-grande" mudança no foco do blog.
Varia o assunto e nos coloca mais próximo do nosso cotidiano.
Ultimamente tenho achado os blogs de moda tão "mesmice"...
Um grande beijo e muita paciência (com a pequena e com as leitoras).
Daniela Pesci


Scheila em 08 de Outubro de 2013 - 14:48:57
Ola Mariah!!!
Acompanho o seu blog a muito tempo embora eu não costume deixar comentários.
Salvei muitos de seus looks de gestante na minha pastinha de inspiração.
Hoje estou grávida de dois meses e meio do meu 1º filhou ou filha (ainda não sei) e adorei tudo que você escreveu sobre tirar um tempo pra si e sair com marido e continuar viendo.
Eu penso como você pretendo contunuar trabalhando e saindo as vezes apenas com meu marido (mesmo depois que meu bebê nascer).
Não deixamos de ser boas mães porque tiramos um tempo para curtir os amigos, marido e relaxarmos.
Enfim está de parabéns com o post.
Concordo pelnamente.

Beijos !!!!!
Scheila
Ana Coelho em 08 de Outubro de 2013 - 14:48:26
Boa tarde Mariah,
A mais ou menos 1 ano leio o teu blog e adoro as tuas matérias. Estou grávida de 7 meses e ler os posts tem me ajudado muito. Obrigada pelas experiências que tens compartilhado pois tenho certeza que está ajudando muitas mamãe e futuras mamães como eu.
Concordo com a opinião de que devemos respeitar as escolhas e opções que cada um faz. Dar banho ou não, trocar fralda ou não... tanto faz! O importante é a qualidade da relação que vens desenvolvendo com a tua filha. É isso que importa!
Tenho enorme carinho pelo teu blog e espero que continues com os Diários de Mamãe.
*Te peço que não seja publicado esta mensagem.
Beijos, Ana
Aliny Nunes Terra em 08 de Outubro de 2013 - 14:38:50
Oi, Mariah! Desde muito tempo sou sua leitora e, amei saber que você é verdadeira e não faz gênero. A respeito de grudar no bebê, como muitas pessoas pregam, tenho a dizer que concordo contigo: Mãe feliz. Filho feliz! Uma das coisas mais preciosas que aprendi com minha mãe que, sempre trabalhou duro e nos deixava com pessoas de confiança, é ser independente e corajosa!

E quer saber? Tem muita mulher que gruda nos filhos forever e não assume a responsabilidade da sua própria felicidade! Resultado: o filho cresce e se sente culpado de viver sua própria vida! Para mim isso não é amor! Pelo menos, não amor saudável.

Cuidar e educar são coisas bem diferentes de dependência emocional! Parabéns!!!

Aliny
Vanessa em 08 de Outubro de 2013 - 14:38:12
Vc sabe o q é melhor pra vc e sua família! Não se importância aos q os outros falam! Vc é sensacional! Acompanho seu blog e vc é brilhante! Tb sou mãe de RN João Augusto e é uma delicia mas nos Tb precisamos nos cuidar como mulher é como esposa! Não se culpe, pq as recalcadas queriam ser como vc! Bj e parabéns 💋👶🍼👶
Babi Almeida em 08 de Outubro de 2013 - 14:36:07
Tá muito certa, Mah! Ainda não sou mãe, mas pretendo ser um dia e penso muito desse jeito. Cresci MUITO tranquila, mesmo com minha mãe trabalhando e tendo vida social.. Sempre fiquei com babás de confiança e sempre tive muito carinho. Acho que acabamos temos ainda mais carinho quando ficamos só com a mãe. Vejo algumas mães que vivem por conta da criança e, quando algum período de separação é necessário, ambas sofrem muito. Você tem que ser feliz, e sua filha também depende muito da sua felicidade pessoal. Se tolher das coisas que gosta não ajuda em nada e apenas culmina em uma futura insatisfação pessoal.
Adoro saber essas coisas da sua vida, acho uma gracinha você compartilhar, mas, infelizmente, temo que a ignorância de algumas pessoas acabe com esse prazer. Talvez, de fato, seja melhor você não se expor tanto. Se está te prejudicando, não o faça. Imagino que deva ser realmente muito chato.
O carinho daqueles que te respeitam estará sempre aqui!
Beijo grande pra você, MA e toda a família. Felicidades sempre!
Cristina em 08 de Outubro de 2013 - 14:35:27
Mariah,

Não fique chateada com comentários sem noção.

Eu também não perdi o casamento dos meus amigos.
Quando meu filho era bebezinho eu saí quando quis muito e quando precisei. Não me arrependi.

Também demorei a dar banho nele sozinha e a acostumar com a rotina de ficar "por conta" de um bebê.

Eu tinha ajudante de dia e minha mãe vinha sempre ficar comigo. A noite eramos apenas eu e meu marido e para mim isso foi super importante e para ele mais ainda. Eu tinha pavor de ter uma criança que machuca e quer ir para o colo da babá, chora e chama a babá, estas coisas.

As primeiras vezes que fiquei com meu bebe sozinha deu um frio na barriga, mas depois vi que foi ótimo, muito bom mesmo. Eu adorava ser a primeira pessoa que ele via quando acordava, isso era tudo de bom! E a primeira vez que saí sozinha, só eu e ele, mais ninguém, eu me lembro até hoje!

Penso que cada jovem mamãe encontra sua maneira de criar um vínculo forte com seu bebê. Você também vai encontrar a sua.

Siga o seu coração.

abraços,

Cristina

alassandra mendes dos santos em 08 de Outubro de 2013 - 14:29:28
mariah,acostuma a m.a a ficar em casa com baba mesmo sabe pq?eu tive um bebe que agora ja esta com 2 aninhos e toda vez que tenho que sair ele da o maior show por isso vc fez super certo.
em 08 de Outubro de 2013 - 14:28:05
Mariah,
Eu te acompanho desde antes do seu casamento e sei quem você é. As pessoas que te criticam não te conhecem, não te acompanham ou só fazem isso pra você se sentir mal. Você está super certa, respeitando o seu tempo, seu aprendizado e se colocando em primeiro lugar. Uma mãe feliz e bem resolvida realmente é o que faz diferença nos filhos. Parabéns por ser tão cabeça aberta, honesta e boa mãe.
Camila Ramos em 08 de Outubro de 2013 - 14:19:16
As pessoas falam besteiras por simplesmente adorarem falar mal da vida dos outros. O fato de ter medo de dar banho na sua filha é perfeitamente compreensível. Algumas mães são mais corajosas e encaram de primeira, outra têm um pouco mais de receio, medo de machucar essa criaturinha tão delicada. E isso é normal gente, cada ser humano é de um jeito. Parabéns pela linda filha Mariah, gosto muito do seu blog.
Mari Coelho em 08 de Outubro de 2013 - 14:15:32
Mariah,
acho que cada uma de nós temos o nosso jeito mãe de ser. Todo mundo adora inventar regras, criticar. Não acho que você esteja errada, tenho só 22 anos e estou LOOOONGE de ser mãe. Pra essas pessoas que se acham no direito de julgar os outros, sugiro uma leitura: http://thinkolga.com/2013/08/27/nao-sou-a-mae-perfeita-nem-quero-ser/

Que sociedade mais chatinha e hipócrita essa, viu?

Boa sorte nessa nova fase!!
em 08 de Outubro de 2013 - 14:13:10
Se importe com quem importa: Seu marido, sua filha, suas irmãs, seus pais, seus sogros! Qualquer pessoa além deles é mera platéia. Não há senso comum neste setor, e eu penso como você. Não tive babá porque financeiramente era inviável para mim, mas tenho certeza que tudo teria sido mais fácil com um babá em casa.

Minha mãe é médica, sempre trabalhou muito e não passou uma quantidade de tempo substancial comigo na infância, mas o tempo que conseguiu passar, era um tempo de QUALIDADE. Ela sempre monitorou a mim e meu irmão, escolhia nosso lanche da tarde, determinava horário de tarefas, lia histórias bacanas a noite, conversava sobre as coisas da vida, e sempre esteve presente nos momentos mais importantes.

Eu crio meus filhos assim, como você! E até agora tem dado tudo certo e eles são amáveis e muito amados!

Bjo bjo bjo
www.malacomrodinha.com
Marcela em 08 de Outubro de 2013 - 14:05:13
Mah, acho super errado essas pessoas que são hipócritas e não sabem respeitar a opinião dos outros, acompanho você no instagram e percebi as mensagens maldosas que vc estava recebendo. E fiquei triste, duvido que essas pessoas realmente acompanha você, e seu blog, todas nós sabemos o quanto você é dedicada e amorosa com a M.A, e você não trocar TODAS as fraldas dela que vai fazer você menos mãe não, super ao contrário, aposto que existem mães que fazem tudo isso e não dão carinho, atenção ao seus babys. Mas enfim né, cada um cria seu filho do jeito que acha melhor, imagino como deve ser chato você dividir coisas super importantes da sua vida e receber criticas como essas, mas saiba que nós, EU, estaremos aqui sempre, acima de tudo RESPEITANDO suas opiniões! Ah, não deixe de compartilhar os momentos da M.A não tá?? E procure não ligar para o que essas pessoas falam.
Adoro você Mah ;*
Marina em 08 de Outubro de 2013 - 14:03:23
Oi Ma , nunca comentei tbm ..mas acho que o assunto merece !
As pessoas esquecem que não é pq vc tem um bebezinho que o mundo ao seu redor vai parar ,eu infelizmente não tive uma babá , mas tive a minha mãe que me ajudou muito ... tive filho muito nova e fiquei de repouso a gravidez toda(20 anos) e sentia necessidade de sair assim que o meu filho nasceu . Cuidei muito dele , mas sempre que podia sair com o meu marido , ia sem neuras já que ele sempre ficou com o melhor colo do mundo depois do meu claro rs ... Viajamos muito,aproveitamos e meu filho não me ama menos e não sou menos mãe por causa disso ... por outro lado , tenho amigas mães 24 hrs por dia que são extremamente frustradas,cansadas e com filhos super dependentes que ainda dormem agarrados com a mãe! CADA UM SABE O SEU LIMITE E A CRIAÇÃO QUE QUER DAR PARA O SEU FILHO,NÃO ENTRA EM NEURAS DE GENTE QUE NEM FILHO TEM , POIS A GENTE PAGA A LÍNGUA kkkkk toda ajuda é válida o importante é nos dedicarmos 100% qdo estamos com eles e só ... vai me dizer que as mães que precisam trabalhar em dois turnos e não ficam tanto com seus filhos não ama eles o suficiente ? Para né ? relax Mah !!!!
THAMILES em 08 de Outubro de 2013 - 13:54:01
Mariah, querida, se joga amor!! pode ter certeza que pelo menos 97% das "bloguetes" estão amando que você compartilhe suas experiências desta sua nova fase. Ja tem um ano que venho acompanhando o blog e não sei porque nunca comentei, mas agora eu tive que dar a minha opinião poxa vida. Não sou mãe aiiinda, mas você e principalmente as que estão te questionando não sabe o quanto isso faz diferença, pois estou aprendendo muito e muitas utras com certeza.Me identificando muito devido a alguns receios(ex: parto),duvida sobre alguns produtinhos e cuidados; mas enfim, Amadinhaa.. não deixe de compartilhar conosco, pois estamos adorando e estamos felizes com você!!

Beijo grande e tudo de melhor pra vc e a MA!

PS: quem tiver achando ruim que não leia.

:)
Manu em 08 de Outubro de 2013 - 13:53:52
Estás certíssima, Mariah! Gravidez não é doença, filho menos ainda!
A vida continua sim após o nascimento do baby, e com certeza, ainda mais feliz!!
Irei me casar em fev/14, e eu e meu noivo já pensamos muito nos futuros filhos! Infelizmente minha profissão não permitirá que eu fique afastada aqueles meses todos de uma licença maternidade digna, isso pq. sou advogada, meus clientes precisarão de mim, meus prazos processuais continuarão a correr e infelizmente as audiências não poderão ser realizadas na minha sala de jantar!
Ou seja: certamente após o nascimento do baby, tentarei priorizar ao máximo o meu tempo com ele, mas existe vida após a maternidade! E para dar aos meus futuros filhos uma boa qualidade de vida, proporcionar à eles uma boa educação, lazer, segurança....simmmmm irei ficar fora de casa, trabalharei por diversas horas ao longo da semana! E simmmmm, tb. terei eventos sociais dos quais eu vou querer participar sempre que possível!
Quem faz isso como vc., e como eu pretendo fazer futuramente, faz um planejamento diário da vida dentro e fora de casa, cuidando do filho e do trabalho, do marido e também de si!
PARABÉNS PRA TI!
Estás mostrando a muita mulher que é possível ser mãe, profissional, esposa e mulher!
Segue a tua vida, ao lado da tua linda família!
E vá a todos os casamentos que puder!
Eu amo, é a melhor festaaaa!
Bjos, Manu!
Carol Samara em 08 de Outubro de 2013 - 13:50:16
É incrivel a maturidade com que você fala sobre esse assunto, realmente não parece ser mãe de primeira viagem, sua educação foi ótima, vejo isso pela maneira que trata esse novo momento em sua vida, a quantidade de mulheres que se anulam como mulhres, Esposas, profissionais depois terem um bebê é assustadora, que sociedade é essa, com quem aprenderam isso? Isso sim é feio! Você tocar sua vida agora ainda mais feliz e realizada isso sim é Bonito!

Beijos querida!!
em 08 de Outubro de 2013 - 13:34:19
Oi Mariah,
Não sou de comentar muito em posts mas achei que esse seu último post merecia comentários.
Primeiro queria dizer que tenho adorado essa sua nova fase grávida e mãe. Como tenho pensado em ter filho ultimamente, adorei porque foi uma introdução ao universo materno. Tive uma visão super positiva da maternidade com seus posts porque você continua uma pessoa super ativa, que se cuida, tem tempo pra você e pro seu marido, o que era pra mim um dos grandes tabus da maternidade. Sempre tive medo de perder tempo pra fazer o que gostava depois que o bebê nascesse. Por isso acho super positivo os posts.
Não se preocupe com os comentários negativos porque as pessoas criticam tudo. Se você falasse que não tem babá, faz tudo sozinha e não põe o pé pra fora de casa ia ter gente dizendo que era um absurdo, que você perdeu a vaidade, etc, etc.
Obrigada por compartilhar todos esses detalhes deste universo com seus leitores.
Beijos
Giovana Bonin em 08 de Outubro de 2013 - 13:25:31
Mariah,

também concordo com você. Se a mãe está feliz, o filho com certeza estará também. Conheço algumas mães que ficam 24 horas com seus filhos e vivem stressadas e acabam atormentando tanto a criança...

Saiba abstrair os maus comentários, pois eles sempre existiram...até mesmo de pessoas próximas a você.
Seja sempre feliz com seu marido e sua filha e a vida fluirá bem naturalmente.
Grande beijo!
Carol em 08 de Outubro de 2013 - 13:17:14
Oi, nunca comentei no blog e nem sei por onde começar, eu acho que esse povo que exagere demais, não pensa antes de falar, e na verdade se você tem uma pessoa que pode está te dando todo o apoio que você precisa não tem que ficar se preocupando, e é super normal ter medo de dar banho essas coisas, ainda mais que eles são todos "molinhos", e como vocês mesmo disse: Mãe feliz, bebê feliz! Não é uma fralda e um banho que vai te fazer menos mãe! Beijos e não ligue para o que esse povo ignorante fala e continue postando pois estou adorando.
Daiana Teixeira em 08 de Outubro de 2013 - 13:10:41
boa tarde Mariah e MA!

eu sempre fui uma mãe..digamos... neorórica! hehehe
não tive babá, e aminha mãe me ajudou nos 15 primieros dias com o meu Gregório que agora esta com 1 ano e 7 meses, voltei a trabalhar qd ele tinha 5 meses e fiz malabarismos tirando leite aqui no meu trabalho, colocando na geladeira, levando para casa na bolsa térmica, e ele mamou esclusivamente meu leite até os 7 meses, mais eu continuei tirando no serviço até quando ele completou 1 ano.
não me arrependo, mais eu poderia ter me cobrado menos, imagina...sofri de mastite, com febre e td q vc possa imaginar, me sentia culpada se eu não consegui tirar a quantidade de leite q ele precisava...chorava, escutava comentários maldosos...olha nãoi foi fácil.
sem contar q nesse tempo todo eu fui só mãe...deixei de ser mulher, esposa, filha, irmã... não fazia mais nada, nada, nada por mim!
me sentia e ainda me sinto culpada por não estar todo o tempo com ele.
e lhe digo, vale a pena pensar assim?
NÃO! eu sofro muito e estou tentando resgatar a mulher e a esposa dentro de mim.
deixar o meu filho com alguém ainda é complicado pq não concordo com muitos pensamentos da minha sogra, e isso é o q mais me encomoda.
sempre acompanhei o seu blog, e garanto q se esse assunto estivesse sido abordado antes me ajudaria muito a mudar a minha visão dessa nova realidade que foi para mim.

agradeço e peço q continue a falar sobre a sua experiência.
Malu em 08 de Outubro de 2013 - 13:07:05
Olá, Mariah!
Diz um velho ditado que não criamos filho para serem sempre nosso e sim para o mundo. Sua filha ( lindissíma!), não será melhor ou pior se vc estiver 24 horas ao lado dela. Infelizmente, nosso povo é muito ignorante e repleto de ideias preconcebidas.
Estamos em um mundo moderno, onde a vida segue o seu ritmo e não existe só o filho, existe o casamento, a casa, o trabalho, o convívio, enfim, o viver!
Vc não me conhece mas mesmo assim foi impossível nãodeixar uma mensagem. Força e Deus te abençoe!
A propósito, casei com 38 anos, estou com 45, não tive filhos e vivo muito bem, obrigada, com o meu marido. Ele é a minha família!
Bjs!
Priscila em 08 de Outubro de 2013 - 13:00:14
Acompanho seu blog faz um tempo, mas nunca comentei...
Não vejo nada de errado em deixar seu bb com alguém pra sair, como vc mesmo disse a vida continua neh
Para ser boa mãe a gte não precisa se acabar e criar uma criança totalmente dependente da mãe, pelo contrário
Estou no final da minha gestação gemelar, e tbm tenho a mesma postura q vc
Quem me dera ter uma baba 24 hrs tbm...kkkkk
Não ligue para a opinião de "mães neuróticas " no final quem sofre são elas
Bjs
em 08 de Outubro de 2013 - 12:58:35
Oi Mariah!!! Não liga para a opinião dou outros. O importante é estar feliz e curtir esses momentos com sua filhota. Eu trabalho desde os 3 meses que meu flho nasceu,( ele já tem 13) e sem muito bem como é ser cobrada, mas, é a vida da mulher de hoje em dia.
Não é porque é mãe que não pode mais viver! Mil bjks
e muita saúde.
Thynara em 08 de Outubro de 2013 - 12:53:11
Nossa Mariah! Apoio vc 100%%% Mãe feliz, filho, marido, casa feliz... É extremamente necessario a pessoa tirar um tempo para si! Estou gravida de 7 semanas, pratico atividade fisica desde sempre, meu medico liberou pouca carga com acompanhamento e é extamente isso que eu estou fazendo! Mas mesmo assim estou enfrentando julgamentos... É horrivel as pessoas ficarem te julgando sem saber! Sem conhecer a realidade!! Faça as coisas da melhor maneira que vc julgar melhor! E NUNCA SE CULPE... NUNCA!!
Raquel Castanho em 08 de Outubro de 2013 - 12:51:24
Olá Mariah!!!

Sei que é difícil ouvir tantas críticas embasadas na inveja e hipocrisia e não mudar de atitude, mas se vc conseguir, não deixe de publicar sobre sua vida, esse cotidiano que torna o blog mais pessoal e me cativa.

Não dei banho no meu filho porque tinha medo (esperava meu marido chegar de 02 empregos para dar o banho), meu filho ficou em colégio período integral até os 12 anos, fazendo todas as atividades lá (natação, judô, circo, culinária, banho etc.) pois trabalho em período integral e não quis deixá-lo com babá e sempre fui criticada mas não deixei minhas convicções de lado, meus cursos, meu cinema e jantares com marido,pois acredito que mãe feliz é uma mãe melhor.

Bjs
Amanda em 08 de Outubro de 2013 - 12:46:09
Eu tenho uma filha de 10 meses, trabalho e não posso deixar de trabalhar, mas se eu tivesse a condição que vc tem, nossa,Mariah, eu juro que largava tudo pra me dedicar a minha bebê! Você vai ver como tudo passa num piscar de olhos! Não deixe o melhor de tudo pra outra pessoa, aproveite tudo o máximo, pq vai passar e vc nem vai perceber...
Maria Cristina em 08 de Outubro de 2013 - 12:45:22
Mariah, a minoria que te segue que é recalcada, poste sim, adoramos vc e saber das suas experiências!!!! A maioria que te segue, te curte!!! Tem muita gente sem criatividade, ser mãe não mata a mulher, a profissional, a amiga, a filha, ser mãe agrega valor a isso tudo... então seja esposa, seja profissional e seja mãe.... e viva a vida!!!! Bjs, Cris
Laila em 08 de Outubro de 2013 - 12:38:13
Olá Mariah, sempre dou uma passadinha no seu blog mais nunca cheguei a comentar... Espero que este recadinho lhe de traga só coisas boas.
Tenho 25 anos, sempre tive uma vida extremamente confortável com meus pais, ambos trabalham muito e sempre tivemos muitas auxiliares em casa, alguns chamam de babas e empregadas... enfim, queria lhe dizer que hoje aos 25 anos percebo que a presença da mãe (a minha uma profissional da área da saúde)e do pai(um executivo) vai muito alem de trocar as fraudas e fazer o almoço.
É o seu pai do outro lado do mundo lhe mandar um e-mail para saber da sua prova de geografia, ou sua mãe dando uma palestra em outro estado querer saber se você escovou os dentes... É você estar num intercambio na Austrália e seus pais com 12 hrs de fuso a menos esperarem para falar com você saber do seu dia...
Provavelmente quando tiver meus filhos seguirei o mesmo formato de cotidiano, e isso só me dá orgulho.
Minha mãe sempre diz amor de mais nunca é demais amor de menos sempre é de menos.

Faça seu melhor trabalho em ser mãe, pois tenho certeza que sua filhota com a minha idade irá saber reconhecer ;)

Beijos carinhosos

em 08 de Outubro de 2013 - 12:24:52
Fiquei maravilhada até fiz um comentário no post quando vc tão delicadamente nos apresentou sua linda MA, honestamente não achei que vc fosse fazer isso, estou adorando os pist pessoais que vc coloca aqui, admiro sua atitude e delicadeza com suas bloguetes que gostam de saber como vc está nessa nova fase. Respeito a decisão de se preservar porque não acho justo pessoas que só te conhecem pela internet te julgarem dessa forma. Não tenho instagram, mas li os comentários e fiquei indignada com a falta de respeito
Enfim não consigo entenderxporque as mulheres são tão crueis umas com as outras! Senti isso na pele, tive dois parto normal, mas não consegui amamentar nenhum dos dois filhos, vc não imagina os absurdos que eu ouvi! Fiquei tão mal que até tive depressão. Teve uma pessoa que chegou a dizer que eu não queria estragar meus seios! Quando li seu post sobre amamentação enchi os olhos d'agua porque sei que é um momento maravilhoso, que infelizmente não pude viver. Porém vivi e vivo outros, e não sou menos mãe por isso! As pessoas julgam sem conhecimento, uma mulher é menos dona de casa porque tem empregada, menos mae porque tem baba.... O importante é o que vc e seu marido sabem, o resto é resto! Não cuidei do umbigo de nenhum dos meus filhos, minha vozinha fez por mim, porque tinha medo. Banho demorei para dar, meu marido deu antes de mim. Sei que vc não precisa da aprovação de ninguém, mas na minha opinião está certíssima em conduzir as coisas assim. Vc está linda com cara de feliz e realizada, sua filha é uma boneca. Seja feliz e siga os conselhos de quem realmente te conhece.
Do mais desejo muitas felicidades para sua família. Dá um cheirinho na MA por mim? Daqui de santos.
Beijos.
Eliane Costa Silva em 08 de Outubro de 2013 - 12:15:19
Mariah!
Tão lindo teu compromisso com as tuas leitoras, seu trabalho, sua família!
Parabéns pela força, por sua coragem! Sua filha é abençoada e você uma mãe linda!
Amo o seu blog e adoro tudo o que você posta!!!!
Eu sou da região de Araçatuba mas moro em São Paulo capital já tem dois anos, ler você me remete a casa dos meus pais, minha cidade e me faz tão bem!!!!
Parabéns e parabéns principalmente pela maternidade!
Um beijo
Aryadni em 08 de Outubro de 2013 - 12:12:45
A maioria das pessoas desconhece a sua realidade. A maioria nunca teve babá 24 horas por dia, era a mãe quem trocava as fraldas, dava banho... A minha mãe por exemplo, fazia isso por mim, não importa se era porque queria ou porque não tinha ninguém que fizesse por ela, mas ela foi minha referência, e eu quis trocar as fraldas e dar banho em minha filha (até porque ela chorava muito menos quando era eu quem dava banho, faça o teste). O que importa é que VOCÊ tenha consciência da mãe que você é pra sua filha, e coloque a cabeça no travesseiro com a consciência tranquila por ter feito seu melhor. Os comentários maldosos são o ônus por expor a vida, fazer o quê... Aí é colocar na balança e pesar se vale a pena ou não ouvir/ler essas coisas que chegam a cortar o coração, pois você sabe que ama sua filha incondicionalmente, e faladores sempre falarão. Fiquem com Deus e Nossa Senhora.
Camila em 08 de Outubro de 2013 - 12:09:24
Mariah,

Para mim, você está sendo excelente mãe. Infelizmente, como você se expõe aqui no blog, as pessoas acabam julgando, para o bem ou para o mal, o que você faz......portanto, ossos do ofício.

Te acho linda, sua família linda como um todo e acho que você está mandando muito bem como mãe!

As pessoas são hipócritas e adora massacrar os outros.....nem liga para isso!

Seja muito feliz!
Mylena em 08 de Outubro de 2013 - 12:05:20
Nossa faz tanto tempo que frequento o blog e MUITO raramente comento, mas hoje achei q tinha algo a falar... Sabe aquele lance de que tudo tem dois lados? então, vc com certeza tem leitoras de todas as classes sociais e pelo que se nota vc vem de família com excelente situação financeira e isso se retrata nos seus costumes como por exemplo "ajuda de uma babá 24 horas", "acompanhando o que a babá faz", "dando mamá sempre que ela pede", "olhando trocar as fraldas", se arriscando a trocar algumas vezes". Na vida das suas leitoras de classe social mais baixa #eu isso nem se imagina, as mães já recebem uma licença maternidade de 4 meses p ficar em casa c o baby e normalmente contam c a ajuda da mãe, ou sogra nesse período. Só ao fim da licença é que vai se pensar em como "terceirizar" esses cuidados. Minha mãe me educou e criou trabalhando como babá, cansei de ouvir relatos dela de crianças que são criadas pelas babás, sabe? Não digo que esse é o seu caso, nem teria propriedade para falar isso, mas o post soou mal entre pessoas com realidade diferente da sua. Talvez não para as pessoas do seu nível social que estão acostumadas, mas para quem vem de uma outra realidade isso é imaginável, visto como falta de cuidado, entende? Sinceramente não sei se vc está errada, ou certa, mas tenho certeza que o "choque" é resultado das diferenças. Ainda não tenho filhos, mas trabalho e estudo para que qnd tiver possa dar o melhor a eles, com certeza não vou querer alguém na minha casa 24 horas de jeito nenhum, me incomodaria um absurdo, eu me sentiria sem liberdade (não tenho empregada em casa, não sou acostumada com pessoas que não da família em casa todos os dias). Quanto ao marido e as festas, concordo absolutamente com vc. Tem q cuidar mesmo do seu boy magia, "pai e mãe felizes, filho feliz", muito sábio da sua parte. Beijos que Deus te abençoe e aproveite bem seu pacotinho, mesmo as fraldas sujas e noites sem dormir. Beijos
em 08 de Outubro de 2013 - 12:04:09
Mariah, Adorei a sua maneira de pensar e acho super correto.
A M.A. precisa vc, mas o trabalho tbm, o esposo tbm, e admiro vc por saber se dividir por tudo isso.
Um exemplo pra mim, quando tiver meu baby quero ser como você. hehehe.
PARABÉNS.

E não ligue para as criticas. rs rs

Adoro seu blog ....

Bjins
Mylena em 08 de Outubro de 2013 - 12:02:33
Nossa faz tanto tempo que frequento o blog e MUITO raramente comento, mas hoje achei q tinha algo a falar... Sabe aquele lance de que tudo tem dois lados? então, vc com certeza tem leitoras de todas as classes sociais e pelo que se nota vc vem de família com excelente situação financeira e isso se retrata nos seus costumes como por exemplo "ajuda de uma babá 24 horas", "acompanhando o que a babá faz", "dando mamá sempre que ela pede", "olhando trocar as fraldas", se arriscando a trocar algumas vezes". Na vida das suas leitoras de classe social mais baixa #eu isso nem se imagina, as mães já recebem uma licença maternidade de 4 meses p ficar em casa c o baby e normalmente contam c a ajuda da mãe, ou sogra nesse período. Só ao fim da licença é que vai se pensar em como "terceirizar" esses cuidados. Minha mãe me educou e criou trabalhando como babá, cansei de ouvir relatos dela de crianças que são criadas pelas babás, sabe? Não digo que esse é o seu caso, nem teria propriedade para falar isso, mas o post soou mal entre pessoas com realidade diferente da sua. Talvez não para as pessoas do seu nível social que estão acostumadas, mas para quem vem de uma outra realidade isso é imaginável, visto como falta de cuidado, entende? Sinceramente não sei se vc está errada, ou certa, mas tenho certeza que o "choque" é resultado das diferenças. Ainda não tenho filhos, mas trabalho e estudo para que qnd tiver possa dar o melhor a eles, com certeza não vou querer alguém na minha casa 24 horas de jeito nenhum, me incomodaria um absurdo, eu me sentiria sem liberdade (não tenho empregada em casa, não sou acostumada com pessoas que não da família em casa todos os dias). Quanto ao marido e as festas, concordo absolutamente com vc. Tem q cuidar mesmo do seu boy magia, "pai e mãe felizes, filho feliz", muito sábio da sua parte. Beijos que Deus te abençoe e aproveite bem seu pacotinho, mesmo as fraldas sujas e noites sem dormir. Beijos
em 08 de Outubro de 2013 - 11:59:39
Ola blogueira! rs
Eu super acho que você tem razão. Tenho dois filho 1 de 6 outro de 2 e 8 meses, que são a razão do meu viver, e que quando eram bebes eu não podia ir nem ao banheiro, e eu também não aguentei e contratei uma baba de muita confiança e que ta comigo até hoje.
eu amo os meus filhos e sinto muito que sou retribuída e somos muito feliz!

você estar fazendo a coisa certa!!!
fica a dica!
ah a MA é muito linda...

Gisele em 08 de Outubro de 2013 - 11:58:34
Fica tranquila, você está sendo incrível. Quem fala qqr coisa a seu respeito, são pessoas de mal com a vida, que gostam de atacar os outros! Rezo por vc e agora pela M.A todos os dias! Adoro mto vc!
Arianne Freitas em 08 de Outubro de 2013 - 11:47:42
Certinha Mariah!!! Nós mães temos que ter um tempo pra gente siiim!! e Mamãe feliz, Filho feliz, família feliz :)
viviane em 08 de Outubro de 2013 - 11:44:34
liiinda e verdadeira!
Você inspira as mulheres modernas e demonstra que é possível se virar nos 30 e ser tudo o que nós, mulheres, queremos e podemos ser!
Parabéns!
Não deixe se levar pelas críticas maldosas, pode até ser inveja da sua disposição e atitude madura e inteliente, porque você é uma mulher completa, ou então a falta de entendimento da mensag que você realmente quis passar.
:)

beijuuuuuuu
Milene em 08 de Outubro de 2013 - 11:41:19
Ah, Mariah! Nem pense em deprimir por conta de tanta babaquice.
Olha, na verdade, as pessoas te julgam porque a sua realidade é muito distante da realidade da maioria.
Eu mesma, não vou poder contar com a estrutura que vc tem, embora achesse ótimo se pudesse.
Tente entender que as pessoas, Mariah, criam na cabeça um modelo de família ou comportamento de acordo com o que esla vivenciam e acham que aquela é a única forma aceitável. Falta-lhes empatia, falta o gesto de se colocar no lugar do outro.
E para te tranquilizar, minha mãe, daquelas à moda antiga, se privou de muita coisa por nós e hoje admite que foi desnecessário.
Ah! E ela também tinha medo de dar banho no primeiro e segundo mês. Minha tia vinha todo dia ajudá-la, já que também nao tinha uma babá à disposição.
Fique em paz, fique serena!
Siga com o blog do jeito que está, porque gente negativa precisa ser anulada e não atendida.
Um graaaaande beijo, cheio de carinho!
Patricia R S Nucci em 08 de Outubro de 2013 - 11:41:01
Melhor qualidade de tempo com sua filha do que quantidade! Minha mãe sempre trabalhou muito, eu também trabalho, mas quando fico com minha filhota o tempo é sempre muito especial!
Alissa S em 08 de Outubro de 2013 - 11:40:45
Mariah, sempre vejo seu blog mas nunca comentei.. Talvez você deva mesmo falar menos da vida pessoal,pois você deve ficar nervosa e chateada com a criticas (absurdas por sinal)e isso acaba afetando a MA. Mas mtas de nós sentiremos falta disso, desse "contato" mais pessoal :(
Ahh.. e sobre ter medo de dar banho, é super normal não se preocupe, logo o seu medo passa. E tenha certeza q não dar banho ou não trocar fralda não te fazem menos mãe do q outra mães. O importante é o amor incodicional q sentimos pelos nossos filhos..
Bjus
Dany Araujo em 08 de Outubro de 2013 - 11:34:54
Eu acho que no fundo, no fundo, no fundo, toda mãe gostaria de ter uma babá 24 horas! rs
Gente, é maravilhoso ter filhos! Eu mesma estou grávida do meu primeiro bebê e curtindo demaiss esse momento.

Eu não poderei ter babá, mas se pudesse, teria! Seria hipocrisia dizer que não.

Estou louca pra ter o meu bebê nos braços, trocar as fraldas, dar banho e brincar, brincar, cantar, cantar, contar histórias, cheirar, apertar!!!!!!!
Mas ter alguém pra te ajudar e te dar a opção de não trocar as fraldas algumas vezes, não dar banho outras, seria legal!

A gente ficaria bem mais descansada pra curtir o bebê!!!!
É claro que acho exagero dar mamada quando a babá pede, não conhecer os horários de seu bebê... Mas cada um é cada um.
Tá errado julgar e falar que a Mariah é menos mãe. É claro que ela ama seu bebê e quer passar muito tempo ao lado da Maria Antônia.
Mas ela é rica! Pode ter babá 24 horas! Pode vestir Lanvin 40 dias após o casamento. rs Deixa ela! A Maria Antônia não será menos feliz por isso!

Eu não sou daquelas que atribui tudo a recalque e inveja, não. Sou bem realista! Mas, nesse caso, quem é mãe 24 horas por dia entende ela sim! Todas as mães PRECISAM de uma folguinha de vez em quando. Cada um na sua medida!

Lea Yasnaya em 08 de Outubro de 2013 - 11:26:27
Felizes são aqueles que sabem interpretar texto.

E mais ainda quem olha pra sua própria vida e para de julgar a dos outros sem conhecer.

Só Jesus salva.

Xero grande. #weouthere




Camila em 08 de Outubro de 2013 - 11:19:31
Ahh Mariah cada uma sabe a mãe que é. E olha uma babá ajuda demais principalmente mães novas - se eu tivesse a ajuda de uma com certeza não teria tido depressão durante depois que minha filha nasceu. Além do que ninguém aguenta ficar em casa cuidado de filho 24hr por dia - é cansativo, enjoa e estressa como qualquer trabalho que se tenha. Vc está certissíma - tire seu tempo como MULHER - todas as mães merecem :)
Só achei estranho vc ainda não ter dado banho nela. É uma delícia, não tenha medo, ela não é tão frágil quanto parece ;) e hoje em dia tem nas lojas uma rede de sustentação para colocar na banheira - vc pode até deixar ela deitadinha na rede um pouquinho na água- sob sua supervisão claro. Um beijo e felicidades pra família.
Kelly em 08 de Outubro de 2013 - 11:11:46
Eu fico pensando, será que essas mães que te julgam aceitariam alguma crítica sobre a criação dos seus filhos? Ou será que são perfeitas? Fico feliz por partilhar seus momentos em família, mas triste porque muitas fazem questão de criticar(achando que estão aconselhando). Eu tenho o mesmo pensamento, se tenho a oportunidade de curtir meu marido, saio sim, tenho babá que confio e uma mãe que me ajuda muito. Isso faz muito bem para o casamento. E se estamos bem, felizes, vamos ter mais paciência para cuidar dos nossos pequenos, pois mães estressadas é o que mais vemos por aí. Bjs
Raquel em 08 de Outubro de 2013 - 11:06:33
Vc esta certíssima em sair e tb ter uma babá p te ajudar.
Priscila U. em 08 de Outubro de 2013 - 11:05:36
Isso aí Mariah ... manda esse povo ir se #$%@%, engraçado, né ... te julga, diz um monte de asneira e volta e meia está por aqui te dando ibope ... sorte sua, querida ... enquanto sua conta bancária bomba, esse povo por aí se explode no recalque ... bjsssssssssss.
Noemi Borrer em 08 de Outubro de 2013 - 11:00:20
Olá Mariah, me identifico com a sua forma de agir, acho que você está certa cada um sabe o que é melhor para si, e nem sempre o que é o melhor e o certo para uma pessoa não é para outra, e ninguém tem dúvidas que você é uma mãezona,críticas "todos fazem á tudo"!!!!
Também vou ser mãe, pela primeira vez...
Angelita Sass em 08 de Outubro de 2013 - 10:53:27
Mariah, te sigo no instagram e no blog desde que você nos contou que estava grávida. Tenho uma filha de três anos, a Mariana, que nasceu de cesárea (apesar de eu ter tentado MUITO o parto normal) e vai para a escolinha desde os seis meses, pois não pude parar de trabalhar para ficar com ela. E odeio, odeio muito essas pessoas "mais mães" do que eu, que dão palpite em tudo e criticam tudo que faço pela minha filha. A única coisa que sei mais do que qualquer um no mundo é do que minha filha precisa , posso passar duas horas do dia com ela, mas são duas horas de muito amor e dedicação, muito melhor do que abandonar minha vida para cuidar dela e ser frustrada com isso. Em três anos aprendi que sempre vai ter quem fale bem e mal, mas sinceramente sei que sou a melhor mãe que minha filha poderia ter, e você é a melhor mãe que a Maria Antônia poderia ter, e ninguém tem nada a ver com a maneira que você se organiza melhor com os cuidados com ela e com você. E quem me dera ter uma babá 24h!!
Beijos e parabéns pela família construída pelo AMOR!
Renata em 08 de Outubro de 2013 - 10:43:39
Oi, Mariah! Não deixe de comentar sobre os detalhes da sua vida com a gente! Suas bloguetes de verdade gostam muito de você e do jeito alegre, leve e gracioso como você vive! Não se deixe abater por causa de comentários de pessoas invejosas e, como você bem disse, hipócritas! Seu blog é maravilhoso, é leitura obrigatória todos os dias aqui em casa. Tenho acompanhado os seus relatos como mamãe e tenho aprendido muita coisa, coisas que nem imaginava. Sou casada há anos e ainda não tenho filhos, por isso os seus posts tem sido muito bons para eu saber o que é ser mãe de primeira viagem. E você é uma mamãe super descolada, prática, detalhista e muito linda. Beijoss
MARIA CLAUDIA MARTINS ALVES FERNANDES em 08 de Outubro de 2013 - 10:41:51
BOM DIA MARIAH,


VOCÊ ESTA CERTÍSSIMA QUANTO AOS CUIDADOS COM SUA FILHA NÃO VEJO PROBLEMA VOCÊ IR A FESTA DE CASAMENTO DESDE DE PEQUENO ACOSTUMEI O ANTONIO QUE E XARA DO SEU MARIDO ASSIM NUNCA DEIXEI DE DAR ATENÇÃO MAS TAMBÉM DEVEMOS LEMBRAR QUE TEMOS MARIDO E CASA. SUA CONDUTA ESTA CORRETA QUEM DIZ SÃO PESSOAS INVEJOSAS, BJS ADORO SEU BLOG
Yara em 08 de Outubro de 2013 - 10:30:54
Quando vi a critica a respieto do post em um site tbm fiquei chocada cm o que li, até pq o site colocava apenas um trecho. Pensei: Que absurdo, essa garota é louca??!! Mas agora lendo o post completo, concordo plenamente com você. Minha mãe trabalhou a vida toooooda, sempre fiquei com babás, e a amo muito. Afinal, graças ao trabalho dela que tenho o que tenho. E já tenho amigas que a mãe nunca trabalhou ou largou a filha 1 segundo e não tem a ligação que tenho com a minha. A mulher tem que cuidar do filho sim, mas nunca esquecer sua profissão, compromissos e principalmente marido. Você está mais do que certa. De que adianta ficar 24 horas em cima do filho e não dar amor, carinho, atenção, respeito. Parabéns, tenho certeza que a Maria Atônia vai se orgulhar de você no futuro, assim como me orgulho da minha mãe.
Giovana em 08 de Outubro de 2013 - 10:25:27

Levanta a mão aí quem adoooora trocar fraldas o dia inteiro, se sentir insegura dando banho num bebezinho, acordar a noite toda, não ter tempo para mais nada e fazer tudo isso sozinha.

Mariah, que maravilha ter alguém para ajudar, não é? Não se sinta menos mãe nem por um único segundo pois seu elo com sua filha é muuuito, muuuito, muuuito mais que isso. Você tem que dar conta da sua filha, da sua casa, do seu marido, do seu trabalho e de você!! Ajuda de alguém de confiança é mais que bem vinda.

Parabéns por tudo, por sua postura aqui e por sua princesa.

Giovana




Claudia em 08 de Outubro de 2013 - 10:20:46
Mariah,

Parabéns pela sua dedicação a sua filha, marido, trabalho e casa.
Isso sim é uma mulher de verdade, trabalhadora, guerreira, mãe, esposa mulher apaixonante.
Não existe nada mais admirável que uma mulher que sabe ser mãe e independente, sabe ser mulher e consegue cuidar de tudo.As opiniões contrarias com certeza devem ser de mulheres não realizadas em todos os aspectos da vida, devem ser mulheres amargas que não encontraram a felicidade e usam os filhos de muleta e de desculpas.

Continue sim sendo essa mulher completa e linda que é, digna de admiração!!!

Sou super sua fã!!!!Parabéns pela sua linda vida!!!

bjs

Cláudia
em 08 de Outubro de 2013 - 10:17:22
Sempre leio o blog, mas nunca comentei. Porém, diante de tanta gente hipócrita, não consegui me calar. Relaxe e siga o seu feeling de mãe. A vida é sua e a filha também! Faça como achar melhor e lhe convier. Saco esse povo! beijo grande linda
em 08 de Outubro de 2013 - 10:16:15
Oi Mariah... adoro teu blog e sempre leio... eu tenho dois meninos... e no meu primeiro filho tinha pavor de dar banho... minha mãe me ajudou mt nos primeiros dias... e depois de uns 15 dias eu me arrisquei e foi delicioso... não te culpes e não dê bola pra gente que quer dar lição de moral... cada mãe é uma mãe e tem uma visão da maternidade...
Eu acho que o mais importante é o amor que damos, transmitimos pros nossos filhos, o tempo que dedicamos a eles... e a qualidade do tempo... me culpo por ter pouco tempo com eles, mas preciso trabalhar... viver... então o tempo que tenho com eles é deles...
E concordo que nós mães temos que ter nossa vida, sair, namorar nossos maridos, nos arrumar... assim, estando de bem com a gente, nossa relação com os filhos só tende a melhorar...

Bjokas mil
Carolina em 08 de Outubro de 2013 - 10:05:23
Mariah, bom dia!! Olha, não nos conhecemos, mas leio o seu blog todos os dias.
Ainda não tenho filhos, mas acredito que seja o momento mais impactante na vida de uma mulher. Para o bem e para o "não-tão-bem". Muitas dúvidas, tudo muito novo, um caos às vezes...
Mas geralmente as mulheres superam esse comecinho na boa. Pelo menos é o que tenho visto com amigas, primas, irmã...
E com você não é diferente. Tem o seu trabalho, seu marido, sua casa, suas amigas E a sua filha. Ela faz parte do contexto da sua vida, não é um fato isolado.
Então, ela interage com o seu ritmo de vida.
Se você troca ou não a fralda, você realmente acha que é isso que vai afetar o carinho de mãe e filha?
De que adianta uma mãe que limpa todo o bebezinho, mas ignora suas necessidades afetivas quando maiorzinho? Que fuma perto da criança? Que bebe e dá bafão na frente do pequeno?
Cada um sabe onde o seu calo aperta. Se você se sente segura em deixar sua filha com a babá, é a SUA relação com ela, é a SUA vida.
Não se apegue a comentários depreciativos de gente que você nem conhece.
O ser humano pode ser muito cruel, e com a internet essa crueldade chega cada vez mais perto.
Talvez preservar a sua intimidade um pouco mais seja um caminho. Afinal, você não deve satisfação a nenhuma de nós, leitoras, quanto aos seus métodos de educar a sua bebê.
Gostamos dos looks, das dicas de viagem, das fotos... Mas a sua vida íntima é sua e faça dela o que você achar melhor.
Fique com Deus e seja Feliz!
Bjs
Carol
Neuza Fialho em 08 de Outubro de 2013 - 10:03:35
Mariah, estou entrando na minha 37º semana de gravidez ! Estou morrendo de medo de TUDO: do parto , de não conseguir amamentar, de não conseguir dar banho e etc. Infelizmente , já não tenho a minha mãe e a minha sogra não dá banho em bebê! E SIM , se pudesse , gostaria de ter uma babá que cuidasse do meu príncipe Eduardo! Qual o problema? Por que é normal receber ajuda de mãe , sogra , irmã e não de uma pessoa especializada? Sinceramente não sei responder! Quero ser uma ótima mãe , e sei que para alcançar esta posição também tenho que me sentir realizada como MULHER , ESPOSA E AMIGA !!!! E sim quero cuidar do meu filho , MAS quero também cuidar de MIM ... Boa sorte para você e a M.A e estou tão ansiosa para conhecer o rostinho do meu filho !! Bjos
Joyce dias em 08 de Outubro de 2013 - 10:01:41
Mariah, te apoio 100%!!! Minha baby tem 8 dias e com certeza se eu tivese ajuda de uma baba de confiança faria a mesma coisa que vc, morro de vontade de ficar um tempinho a sos com meu marido mas nao é possivel... Mt coisa pra fazer, bjs e nao ligue para coemtarios maldosos.
Polliana em 08 de Outubro de 2013 - 09:56:57
Oi Mariah, te admiro muito pela sua personalidade. Apesar de muitas opiniões divergentes, você segue firme e forte compartilhando seus momentos especiais com suas leitoras. Acho que estas deveriam ser gratas por isso, pois esta troca de ideias é que muitas vezes nos ajuda a encontrar um caminho. Hoje ser mãe é um grande desafio, conciliar os cuidados com o bebê e a rotina profissional/social não deve ser nada fácil. São medos e alegrias, emoções à flor da pele. Parabéns pela coragem em enfrentar tantos palpites, muitas vezes negativos. Siga em frente com seus ensinamentos, aquelas que gostam mesmo de você sempre estarão lhe apoiando e estarão aprendendo muito tb. beijos
em 08 de Outubro de 2013 - 09:53:52
Mariah , nao de ouvido a essas pessoas ! vc faz um trabalho magnifico e é uma otima mae concerteza ! te admiro mtoo
bjos
Renata Noronha em 08 de Outubro de 2013 - 09:45:43
Eu só tenho uma coisa a dizer, quem te critica por ir a festas é porque NÃO TEM FESTA PRA IR, mas gostaria muito de ter uma vida social e fica em casa sofrendo com a felicidade alheia. Eu hein, povo doido.
Tb tem outra questão, quer dizer então que mulher que tem filho tem que virar dona de casa e não pode sair de casa pra trabalhar? Pq como uma mulher que trabalha, e principalmente, que é dona do próprio negócio, tem condição de ficar enfurnada em casa cuidando do filho 24 horas? As contas não tiram licença maternidade, quem paga as contas??
Mariah, eu amo ver seus posts maternais, mas estou disposta a me sacrificar e ficar sem eles para que vc mantenha a sua privacidade e pare de falar sobre a MA e sua vida de mãe, pois confesso que morro de medo por vc!
Beijo e continue linda, quando eu tiver filho quero ser que nem vc, super mãe, super esposa, super profissional, super linda, super feliz! Beijo!
[email protected] em 08 de Outubro de 2013 - 09:41:08
Mariah, com certeza você é uma otima mãe e não precisa provar nada pra ninguem! Ninguém consegue agradar todo mundo, ninguém sabe da nossa intimidade além das pessoas que moram conosco, então, não se importe com a opinião de pessoas que não te acrescentam nada e não tem nada a ver com a sua vida! Ignore! Melhor jeito de viver bem...
Não tem problema nenhum sair de casa, não é porque temos filho que a vida pára! Isso é idéia de gente que não tem filhos, porque quando tiver, verá que a vida é a mesma. Eu tenho uma filha, saio sim, vou aos meus compromissos e saio pra me divertir... as pessoas criticam? Paciência! Ninguém paga nossas contas para viver falando das nossas vidas, não é mesmo?! Fique tranquila e simplesmente tenha piedade dessas pessoas, que não sabem o que falam e não devem ter tido nenhum filho ainda e quando tiver, vai queimar a língua!
Boa sorte, jajá tudo fica mais fácil
Beijos!
Milena em 08 de Outubro de 2013 - 09:40:16
Mariah, admiro sua coragem em se expor desta maneira. ë muito difícil ser julgada o tempo todo, pois infelizmente as pessoas, na maioria, n respeitam umas as outras e preferem sentar em cima dos próprios defeitos e apontar o dos outros.
Estou grávida de sete meses e se tivesse condições financeiras com certeza contrataria uma babá tb para me ajudar, acredito ser o sonho de consumo da maioria das mamães, mas n são todas q assumem isso.
Acho que, como disse, ser uma boa mãe vai muito além de trocar fraldas, pois o q adianta fazer todos as "atividades braçais" se na casa existe brigas, mau humor, desrespeito? O importante é proporcionar um clima de amor, harmonia e respeito para nossos pequenos se desenvolverem.
Isso mesmo, seja sempre vc e n fique escutando a opinião de todos.... muitas amigas q já são mães me falam isso "escute sua intuição e coração", se n fica louca c tantos paupites!
Grande beijo
Adria em 08 de Outubro de 2013 - 09:34:46
Apenas para constar, voce certamente ja percebeu que as pessoas lhe curtem muito mais do que criticam. As grosserias sao independentes da sua atitude, quer voce viva de determinada maneira, quer nao. Siga em frente e siga feliz que torco muuuuuuuito por voce.
Juliana em 08 de Outubro de 2013 - 09:33:17
Concordo com você Mariah!!!Está certíssima!!!!!
Sempre dou uma espiadinha aqui no seu blog e acho você o máximo e sempre muito correta.
Essa mania que as pessoas tem de julgar é brega demais.
Vamos cada um cuidar da sua vidinha que tudo fica melhor.
Beijos querida!
Rosana Tobias em 08 de Outubro de 2013 - 09:23:54
Cara Mariah,
Concordo com tudo que voce escreveu acima, não é porque somos mães que temos que esquecer de todo o resto: que tambem somos mulheres, profissionais, esposas, namoradas,etc.
Tenho tres filhos que já são adultos, sempre trabalhei, curti meus momentos, e eles nunca reclamaram, são todos felizes e saudaveis.
O problema é que as pessoas adoram julgar, e agora com tantas redes sociais, podem escrever todo tipo de bobagens porque estão escondidas atras de uma tela.
Curta sua princesa mas curta sua vida tambem!
Sou sua fã!
Simone em 08 de Outubro de 2013 - 09:23:37
A vida e a familia e sua e seu direito criar - la como queira ! Não vejo nada de errado em sair de casa , festas enfim .
Eu tenho 3 filhas e sou stay Home mom e não e um trabalho fácil . Sempre meu marido e eu sairmos quase todos sábados ! E muito importante termos tempos para nós mesmas . E afinal quando são bebês passam quase todo tempo
Dormindo e nunca vai lembrar que vc foi a um casamento e ela ficou com a baba (kkkkkkk)
Não deixe de fazer seus posts e registrar seus momentos e please fotos do batizado !
E parabéns pelo nascimento da sua filhinha !
Victoria Delamana em 08 de Outubro de 2013 - 09:19:39
Primeiro, que foto mais linda :)
Segundo, Mariah, quem te acompanha desde sempre e te "conhece" pelo blog, sabe um pouco da sua vida, do seu jeito de ser e etc.. E tenho certeza que não duvida do seu amor pela MA, ou questiona se você é menos mãe por sair de casa.
Não tem nada a vê isso, você ainda tem uma vida pra ser vivida, tem amigos, tem família, tem marido.. Ledo engano quem pensa que você deveria se trancar em casa.
Alem do mais, você tem pessoas dee confiança pra cuidar da MA enquanto você vai a um evento, por exemplo. Use isso ao seu favor mesmo, saia, se divirta! Ate porque pra criança ser feliz ela tem que estar num
Ambiente com pessoas felizes e alegres, e isso não acontece se isolando do mundo e se privando da vida.

Não de ouvidos para quem fala besteiras.

Não tenho duvida de que é uma ótima mãe, e quando eu tiver meu filho também vou sair, e continuar vivendo.

Parabéns pela princesa, um tesourinho!

NAIERE em 08 de Outubro de 2013 - 09:17:07
Isso ai Mariah! Amor, Carrinho e dedicação não significa escravidão! Parabéns Vc é uma linda Mamãe. Ser mãe não existe um manual cada uma faz do jeito que acha mais conveniente pra seu dia a dia! Beijo minha flor!
Raiama em 08 de Outubro de 2013 - 09:16:15
Olá Mariah! não quero te julgar em nenhum momento, pois como tu mesma disse, cada um tem a visão de criar seu filho do jeitinho que quiser! E concordo com você quando disse que é para evitar dividir detalhes tão particulares teus aqui no blog, pois de certa forma, para mim, o que você falou acima me tirou um pouquinho o brilho que sentia por ti. No momento que você disse que não deu banho na sua filha ainda e por medo?! Poxa Mariah, tu segurou ela durante nove meses, ela escutou constantemente tua voz, sentiu teu calor, a pessoa que ela se sente mais segura é você! E você tem medo de dar banho nela? Pense nisso! E te digo uma coisa, não há mulher que não saiba cuidar de seu filho direito (quando há amor). Minha mãe sempre me diz " se tu quiseres mandar alguém fazer algo por ti, saiba fazer antes". Bjãoo, não se sinta ofendida!
Vanessa Verg em 08 de Outubro de 2013 - 09:09:36
Mariah, naum se preocupe, pois suas bloguetes gostam de vc .... Do jeito que vc é ... Bjos
Mariana em 08 de Outubro de 2013 - 09:08:55
Mariah, você está certíssima. Cada mãe é do seu jeito. Pena as pessoas não respeitarem a singularidade de cada família.
Cuide sua filhota do jeito que VOCE achar que deve. Cada um sabe as vantagens e dificuldades pessoais que tem.
Eu gosto do blog, principalmente da forma fofa como você o comanda!
Beijo
Luana em 08 de Outubro de 2013 - 08:56:58
MAriah também sou mae e sei exatamente o q vc está passando. Quando minha filha era pequenininha eu nao saia de casa, fiquei 8 meses grudada nela, só saia pra trabalhar. Mas chegou uma hora que eu tinha q sair, até pq a vida nao para e eu ainda sou muito nova pra cuidar somente da minha gostosinha. Hoje ela já tem 2 anos e eu saio com as amigas mas fico preocupada direto, nao importa se ela está com a babá ou minha mãe. Quem mais me pertuba por sair é minha mae... Mas eh como vc disse q é mãe, mulher e trabalha tb eu sou tbm. E não eh pq sou mãe q vou deixar de fazer o q gosto.Por isso nao se incomode tanto com o q os outros falam, se vc está de consciencia tranquila, com certeza a MA não vai se importar tanto, pq ela sabe q a mae dela a AMA, logico q daki uns 2 anos talvez até menos ela comece: mamae nao vai nao, fica cmg mamãe. E mesmo assim vc vai sair de casa com o coração nas maos, olhos cheios d'agua, mas infelizmente vc precisa ir...
Ana Streithorst em 08 de Outubro de 2013 - 08:49:46
Oi Mariah!!!
Que fofa que esta a M.A!!!Boneca linda!
Voce esta certíssima!
Li em um livro, dos milhares que estou lendo sobre bebes(estou tentando engravidar, ai já viu ne...le tudo) que o bebe se adapta a vida do casal e o casal se adapta ao bebe, há uma troca, e achei mega interessante esse conceito.
A vida se modifica mas não pode parar!
Ahhh e vou querer uma baba 24hrs tbm!!!Ta bom 8 hras por dia já vou ficar satisfeita!!hahahaha

Beijos

Jacki em 08 de Outubro de 2013 - 08:46:22
Oi Mariah!!!

Já comentei algumas vezes no seu blog e no seu instagram também. Digo e repito que ler o que você escreve no blog, sempre faz com que meus dias sejam melhores e mais animados. Eu chego a me distrair por alguns minutos, ou fico até horas pensando no que você escreveu... E isso é super bacana, pois faz com que o meu dia "rotineiro" seja mais leve. Você serve de inspiração para muitas mulheres.

Obrigada por ser a Mariah :)

Grande abraço,
Jacki
Janaina em 08 de Outubro de 2013 - 08:45:43
Mariah, realmente, há pessoas que não conseguem não criticar as outras. Acho q você não está errada, muito pelo contrário, se você conseguiu alguém de confiança para cuidar da sua pequena, por quê precisa esquecer que tem vida própria, né?!?!

Aproveite seus momentos com a pequenininha, porque eles são únicos, mas aproveite seus momentos solos, seus momentos com seu marido, seu trabalho, porque esses também são únicos.

Bjão e continue, sim, nos mostrando mais coisas, acho que a quantidade das pessoas que gostam é muito maior do que as que criticam!

=D
Jaqueline Chiquetto Rodrigues em 08 de Outubro de 2013 - 08:45:29
Oi Mah! Apesar de já acompanhar seu blog há alguns anos, é a primeira vez que comento aqui, pq realmente me senti indignada com esse povinho (é a única palavra que posso usar aqui, sem me igualar...). Te entendo perfeitamente, tenho uma pequena com 3a7m agora e estou esperando o segundinho com 16 semanas. Também vim dar o primeiro banho sozinha na Laurinha qd ela tava com 50 dias - rsrsrs, sim, eu contei os dias até me sentir segura o suficiente pra fazer sozinha. Como vc disse, nunca fui menos mãe por isso, tenho ajuda de babá até hoje, além da minha mãe e sogra, e modéstia parte minha filha me adora e é uma felicidade perceber que quando chego do trabalho no final do dia ela tá super feliz e bem cuidada e ansiosa pra ficar comigo!!!! Não de ouvidos a besteiras e siga sempre seu coração pq isso é o que realmente importa e é isso que nos faz boas mães!!!! Bjos.
Camilla Comar em 08 de Outubro de 2013 - 08:44:50
Hola Mariah! sempre venho aqui.... mas também nunca comento...
E comentando seu update... infelizmente o povo sempre vai criticar... Se vc estivesse em casa lavando fralda de pano(!!), iam criticar. Se tem a graça de ter alguem de confinça para poder dividir os trabalhos, também vao criticar! O melhor é ignorar... vc esta feliz... a MA também fica feliz, seu marido fica feliz... e acabou-se!
A pena é que estava taaooo divertido acompanhar essas coisas!!
beijoca e siga firme
Fernanda em 08 de Outubro de 2013 - 08:41:32
Olá Mariah...adoro seu blog!!! Não sou mãe ainda mas vou ser tia e adoro acompanhar sua rotina com a MA. Acompanho seu blog e seu instagram e acho super fofo você dividir momentos tão lindos com suas leitoras. Infelizmente existe gente que não sei pra que seguir você ou quem quer que seja, quando é só pra criticar.
Isso é falta de amor próprio e pelo próximo...recalque mesmo.
Você está super certa em seguir com sua vida e seus afazeres, não é porque a mulher se torna mãe que ela tem que deixar de ser filha, mulher, esposa, amiga, irmã, etc.
Mariah você tá lindona e só tem minha admiração por se posicionar diante de críticas (desnecessárias).
Parabéns pela sua postura como mãe e profissional!!!
Lydia em 08 de Outubro de 2013 - 08:34:49
Oi Mariah... vejo seu blog todos os dias, mas nunca comentei!
Vim comentar hoje justamente pq fui mãe de primeira viagem esse ano, e me identifico com vc e sua história.

Admiro sua coragem em postar detalhes tão especiais e polemicos da vida, num blog que é lido por tantas pessoas, então concordo quando vc disse que as vezes é melhor preservar certos detalhes.

Penso que o que realmente importa é a QUALIDADE do tempo que vc passa com ela, não a QUANTIDADE... NÃO ACHA?

Depois de oito meses em casa curtindo meu filhão, voltei a trabalhar e deixo meu filho com minha mãe que cuida melhor do que ninguém.
Nesses oito meses, sai sim, me cuidei, curti meu marido, e também fui a festas sem meu filho, e posso dizer valeu a pena.

Aquela frase, "mãe feliz, filho feliz, marido feliz e casa feliz", vc definiu.

Seja feliz!
Ana Paula em 08 de Outubro de 2013 - 08:32:19
Incrivél como as pessoas são hipócritas. Vou te falar que não tive babá (moro numa cidade sem estrutura e minha insegurança), não tive mãe e nem sogra pra me ajudar (Moram longe). Chegou uma época que eu achei que não suportaria tanta carga. Então quem tem todo suporte mãe, sogra, babás, usam e usufruam, pois só quem passa dificuldades é que sabe. e outra tem seu marido quer atenção. O meu casamento passou por uma dificuldade tremenda. Mas coitado ele foi muito companheiro e compreensivo. Mas agora meu filho ja esta com 8 p/ 9 anos e ainda da trabalho. Por isso tendo todos recursos para VIVER, VIVA, e ficando em casa feito neurótica cuidando de casa, marido e bebes, ninguem será FELIZ. Bjs!!! Saúde à toda FAMÍLIA.
OBS: NÃO POSTE SUA VIDA PESSOAL.
Marri em 08 de Outubro de 2013 - 08:09:41
Mariah, vc esta certíssima! Bebes dão trabalho e é muito bom poder contar com alguém de confiança! Mãe feliz = bebe feliz! Mãe estressada = CAOS .
não se explique tanto, viva sua vida e deixe as invejosas pra lá....
Bjs!
Anonimo em 08 de Outubro de 2013 - 07:39:04
Oi Mariah!

Nossa, eu sabia que nao demorar muito para vc se chatear com os comentarios nesses posts tao pessoais que vc tem feito aqui. Estava amando ver a sua sinceridade e carinho com as leitoras e sabia que algumas pessoas iam acabar criticando e o pior, criticando de maneira nao construtiva! Quanta hiprocrisia!

Vc tem sido tao sincera... As pessoas deviam te respeitar e eu sinto muito pelos comentarios maldosos que vc recebeu.

Eu ainda nao tenho filhos e ja sofro com as opinioes alheias quando conto alguns planos que tenho. Eu nao moro no Brasil e quando meu filho nascer, penso em ficar em casa cuidando dele. Nos nao temos ninguem da nossa familia aqui e nao quero meu filho com baba ou na escolinha o dia todo e financeiramente falando, posso me dar ao luxo de largar o meu trabalho. Nao vou ficar em casa a toa, vou fazer trabalho voluntario na minha area duas vezes por semana, vou a academia, vou deixar meu filho com uma baba para sair com meu marido e etc. Mas as pessoas acham um absurdo que em pleno seculo XXI eu decida ficar em casa, sem trabalhar e dependendo do meu marido. Sinceramente, eu nao vejo as coisas assim... eu gerencio muito mais as nossas financas do que o meu marido e continuara assim!

Enfim, eu e vc temos uma visao diferente do que queremos para nos e honestamente, te entendo e te respeito! Vc quer trabalhar? Trabalhe! Eu nao quero trabalhar? Nao vou trabalhar! Cada um tem que fazer aquilo que lhe traz felicidade e todos nos deveriamos nos respoeitar mais, aceitar que a vida nao eh igual para todo mundo. So prq faco algo que nao parece bom para vc, nao significa que nao eh bom! Eu tenho certeza que vc tem cuidado muito bem da sua familia!!!!

Parabens pela familia linda! Que Deus continue abencoando vcs!!!!

Um grande abraco!
Mariane Medeiros em 08 de Outubro de 2013 - 07:38:48
Mariah vc está mais que certa,minha irmã teve a filha dela a Marcela e ela nasceu prematura pesando 2 Kg,ela também tinha medo de dar banho nela e eu que sempre adorei dar banho em crianças era que dava bainho nela,hoje a Marcela já está com 1 ano e meio minha irmã da bainho nela já e a Marcela ama demais a mãe que tem e a Dina aqui também,sou tia e madrinha.As pessoas hoje em dia vivem com no mundo hipócrita que ser mãe é ficar dia e noite ao lado do bb,insônia,não se cuida,mas não é bem assim,vivi cada momento ao lado da minha irmã na gravidez dela e ela se cuidou sim e cuidou muito bem da Marcela apesar de ser mão de primeira viagem,não sou mãe ainda mas aprende bastante com a gravidez da minha irmã e com as suas dicas Mariah.Te desejo toda felicidade desse mundo.Deus ilumine sua família linda....Bjus
Sabrina Crivellaro em 08 de Outubro de 2013 - 06:21:27
Mariah, já comentei aqui outras vezes, mas não sei se vc viu!
Tb tenho um bb pequeno, de 3 meses, e te digo, participe mais desses momentos tão íntimos de um bebê! Fraldas só aprendemos trocar praticando....em 2 dias vc estará craque....banho tb, só pegamos segurança praticando.....é muito bom poder ter uma babá para ajudar, pq bebês requerem atenção e tempo, mas não deixe que sua babá presencie e participe mais de momentos tão importantes e significativos do que vc! O tempo passa tão rápido, e depois vc vai se arrepender de não ter cheirado tanto coco, e até levar uns cocozinhos na roupa....o vínculo tem que ser criado em todos os momentos! Vc pode fazer td isso e ainda ter muito tempo p/ se dedicar ao seu marido, a sua casa, ao seu trabalho e a você! Eu e meu marido moramos SOZINHOS em Portugal, e me viro com tudo! Consigo sair para fazer massagem, as unhas, ir ao shopping.....e ainda tenho muito tempo para namorar, trabalhar e cuidar da casa. Tudo é uma questão de organização e rotina! Na próxima vez que tiver uma festa, um conselho: leve sua bebê junto......só vai fazer bem para ela se socializar e acostumar com o mundo, com os barulhos......meu bb fez um voo internacional de 11h com apenas 27 dias de vida, e está aqui forte, super saudável e acostumado com tudo! Não crie ela numa bolha, é pior para a criança! Quanto menos frescurinhas tivermos, melhor para a criança se ambientar com tudo! Aproveite todos os momentos com a MA junto, agora vcs não são mais 2...são 3!
Viv em 08 de Outubro de 2013 - 05:47:57
Voce falou tuuuudo...essa e somente a sua opiniao, as pessoas tem que parar de apontar o dedo e comecar a refletir sobre suas proprias vidas ao inves de ficar julgando as escolhas dos outros! E nitido que voce tem o maior amor do mundo por sua filha e pelo seu marido...e acho lindo que voce, mesmo tao recentemente ter se tornado mae, nao "abandonou" seus deveres de mulher e ainda tira um tempinho pra ficar com o seu esposo, tempo que nao seja necessariamente voltado para o bebe (como atividades em familia)...Acho ate que as pessoas deveriam aplaudir a sua atitude, afinal, muitos casamentos comecam a se deteriorar assim...o papel de mae toma conta e o marido/vida social que o casal tinha antes, fica completamente de lado!!

Com relacao a voce trocar fralda, dar banho ou nao...as pessoas sao mto hipocritas mesmo...tenho certeza, que se tivessem a condicao financeira, e tivessem trabalhando como voce esta (ainda mantendo seus posts no Blog e tudo mais) e ajuda da familia por perto...fariam a mesma coisa!! Ou nao, por que tbm tem mae que e "control freak" e quer fazer tudo, mesmo tendo ajuda...enfim...o importante e que da para perceber o qnto voce e loucamente apaixonada e daria a propria vida pela sua pequenina...se tivesse que trocar fralda faria, se tivesse que dar banho daria e isso e minimo pelas milhares de coisas que voce provavelmente faria para ver sua filha saudavel e feliz!!!


Para os críticos de plantao...e muito feio vir aqui julgar uma mamae de primeira viagem...nunca comentei aqui, mas achei que deveria nao para defender a Mariah...mas como Psicologa e Conselheira de Servico Social...cada um tem uma maneira de educar seus filhos e de seguir suas vidas apos a chegada de um bebe...a realidade e, que toda crianca precisa crescer cercada de amor, carinho, uma dose de disciplina e algumas outras coisitchas + que cabe a cada pai e mae repassar aos seus filhos de acordo com seus valores pessoais...a MA parece estar sendo bem cuidada, bem amada, bem linda e bem saudavel....a Mariah esta apenas dividindo suas experiências iniciais como mae com suas leitoras, e deveria continuar pois pode ajudar muitas outras mulheres a talvez mudarem essa percepção de que pq virou mae agora tem que ficar "escrava" do filho/filha!

Por fim...o maior presente que os pais podem dar aos seus filhos alem de uma boa educação, e criar um ambiente/lar saudável durante o crescimento da criança...e isso inclui aprender que papai e mamãe tem que tirar um tempinho pra "namorar", para trabalhar, alem de tirar o tempinho para lamber e brincar com sua prole!!! Sem mais...foi bem como voce disse: pais felizes, filhos felizes!!
Juh Barile em 08 de Outubro de 2013 - 05:23:12
Oi é a segunda vez que escrevo comentario aqui, sempre vejo seu blog... amo todas as dicas e ainda mais essas de como ser mae, como cuidar de seu bebe, enfim, eu se pudesse tambem teria baba, pois tenho uma vida corrida estou no oitavo mes de gestaçao e sigo trabalhando, nao e facil e quando nascer vejo o quanto minha princesa vai precisar de mim e sou mae de primeira viajem e ainda moro fora do Brasil, longe da familia e amigos, uma baba ajuda muito pois ela orienta esta pendente de cada detalhe e deixabdo a mae informada de tudo, eu tenho 26 anos e tenho medo tambem pois nunca cuidei de criança na minha vida, mas sei que vai tudo certo, minha mae estara comigo 90 dias mais logo estarei eu e neu esposo e nossa filhota
Eu sei que vai dar tudo certo, mas se eu pudesse tambem teria a ajuda de uma baba, mas Deus sabe de todas as coisas...
Penso que você Ma deve pensar nas leitoras que te ama e segue seu blog por amor e ve a dedicaçao que você tem, sei que nao e facil ter criticas mais sabemos que voce e uma super mae... por que independente de ajuda de baba e da familia, os filhos sempre querem estar com os pais e ainda mas com a mae, e vemos em cada post que vc tem desfrutado e cuidado da M.A... nao deixe de escrever pense em nos leitoras bloguetes.. que ama vc... beijo da Espanha...
Fran em 08 de Outubro de 2013 - 04:35:09
Acho que nao adianta explicar... mas obrigada por compartilhar, futuras mamaes como eu agradecem a ajuda e as dicas pra organizar os afazeres e conseguir fazer tudo ao mesmo tempo... Mas deve ser muito bom dar banho no bebe! Aproveita q vc tem a baba ai pra ela te ensinar e te ajudar... deve ser bom demais! bjs querida.
Carolina em 08 de Outubro de 2013 - 02:33:37
Ai que povo chato que fica prestando atencao na vida dos outros. Ta certissima, Mariah! A mulherada tem que parar com essa neura-mulher-mae-faz-de-tudo-para-parecer-mais-mulher. Ai, super-mega-cansada de gente assim. To amando as dicas e nem sou mae ainda! Beijos!
Dayane em 08 de Outubro de 2013 - 01:41:07
Também nunca comentei no blog nem no Instagram, porém depois de tanta polêmica não me aguentei... rs
Estou grávida de 4 meses e desde a primeira consulta com meu obstetra ele já me avisou: vai ter um monte de gente para dar palpite e milhares de receitas para sua gravidez e depois que vc tiver seu bebê, mas simplesmente não escute e faça o que acha que deve ser feito!
Eu a admiro muito como mãe, esposa e profissional que é, sua vida não vai parar porque vc teve uma filha e acho que esta certíssima em cuidar da sua vida profissional e especialmente do seu marido, muitas mães esquecem disso após o nascimento de seus filhos e já sabemos o final da história. Eu sinceramente quero ter meu filho e meu marido ao meu lado então acho que devo cuidar dos 2!
Enfim,pessoas para criticar vai ter até sua filha ter uns 50 anos, continue do jeito que seu coração manda e sempre pedindo a Deus para lhe dar muita sabedoria, esse é o segredo... ;-)
Sabrina Fontes em 08 de Outubro de 2013 - 01:10:35
Sou leitora há anos, sigo no instagram, twitter, facebook e também não costumo comentar nos seus posts, mas nesse não resisti! Sou totalmente de acordo com você, Mariah! Gente, qual o problema de sair (casamento ou qualquer outro evento, não importa!) e deixar o recém nascido sob cuidados da babá? Não sou mãe ainda, mas penso da mesma forma e minha mãe também era assim. Estava lendo dia desses e você até falou que não quer acostumar a M.A. a dormir na sua cama... isso me lembrou demais a minha mãe, pois quando eu era criança também foi assim e será também com meus filhos. Pensar ou agir assim não nos fará ou faz menos mãe. Nos agradar também contribui para ser uma boa mãe, esposa, filha, mulher. Continue a nos contar os detalhes dessa delícia de ser mãe (namoro há 8 anos e meio, queremos casar e sou louca para ser mãe) e quanto a essas ignorâncias das redes sociais e aqui no blog, simplesmente releve... Isso não te acrescentará nada de bom. Beijos!
Mariana em 08 de Outubro de 2013 - 00:58:39
Mariah, não interessa o que o povo fala, o que eu falo ou qualquer outra coisa. Se vc acha que assim sua filha está bem evc está feliz a opinião alheia é um mero detalhe. Se puder apenas dá uma dica é: aproveite a babá p sair, curtir o marido, trabalhar e tente dentro do que você acredita (e n do q os outros determinam) ser a melhor mãe possível. Acho incrivel vc deixar tudo p se dedicar integralmente ao bebê agora queria ver se vc como blogueira deixasse de alimentar o blog 6 meses p se dedicar a MA se o povo n iria julgar. Seja feliz c a sua família e c as opções que vc escolheu p ela. Beijo
Regina Oliveira Bosi em 08 de Outubro de 2013 - 00:56:38
Vc não tem que se explicar e dar sayisfação do que faz, o que tem...
Sabemos de sua qualidades como mãe e eu super amo suas diquinhas e relatos do seu dia a dia!!!
Parabéns pelo blog, pela MA e por ser tao delicada e carinhosa com sua leitoras!!!

Grande beijo Rê
em 08 de Outubro de 2013 - 00:45:34
Olá!Acompanhei sua gravidez achei um Maximo que vc fez em dividir tudo com tanta dedicação vc estava grávida era seu momento..e vc muito linda e gentil mostrou tudo de uma forma linda e delicada adoro ler seus post sobre estes assunto sobre decoração...tudo é bom d+ sou mãe de dois meninos um de 3 anos e um de 6 meses... É super difícil ser varias coisas ao mesmo tempo mãe.. esposa e conciliar tudo isso as vezes parece impossível. muito bom que vc tem uma pessoa para te ajudar tem muitas mães que fazem tudo e não fazem coisa mais importante dar AMOR!! Isso vc faz muito bem!!! Não ligue para que os outros falem, vc é linda sua família mais ainda e continue dividindo tudo conosco, por favor, vida de mãe não é fácil vc ainda vai ouvir muita coisa não se estresse, pois vc está amamentando... Agora são 00h36min e eu estou escrevendo tudo isto, pois meus pequenos estão dormindo e é a hora que tenho para ver as coisas linda que vc faz! Não nos abandone plis!!


em 08 de Outubro de 2013 - 00:40:49
Uma coisa eh ter baba 24h, a outra eh terceirizam sua filha! Falo isso pois tive enfermeira e até hj baba 24h, e ela serve para cuidar do quarto/roupa do bebe e dele quando eu não estou em casa. Se pesquisar, verá q estas exagerando na dose de "mãe feliz, família feliz". Pois sei q eh mais fácil justificar e permanecer na zona de conforto, não eh fácil o primeiro ano de um bebe, realmente cansamos mesmo e temos q ter momentos nossos. Mas dai pra falar "já né arrisquei em trocar algumas vezes..." Eh Mt! Por favor n leve a mal e sim como algo para vc analisar. Sua filha se sente segura com vc, n queira transferir o afeto dela para outra pessoa.
karine em 08 de Outubro de 2013 - 00:39:12
Mariah,acompanho seu blog a uns dois anos e nuca comentei aqui. Mas hoje me sentir no direito. Não deixe que criticas negativas lhe afetem. Você tem uma família maravilhosa, e tenho certeza que es uma mãe dedicada, carinhosa e preocupada com o bem estar de sua filha,isso já faz de você uma mãe maravilhosa. Adoro ver post relacionados a sua família, pois vemos o quanto se amam e o quanto são felizes e isso muitas pessoas não entendem. Por isso espero que continues assim, porque você é uma pessoa admirável, e a MA tem muita sorte. Um abraço para você e sua família
em 08 de Outubro de 2013 - 00:35:32
Esse comentário vai em partes para vc Mariah e muito mais para as leitoras do blog. Pessoal, a coisa é simples, a filha é dela, foi ela quem teve e ela quem é a responsavel pela criação da MA então ela vai fazer isso do jeito que ELA achar melhor. E se as leitoras não estão satisfeitas com isso, é só não ler o blog, vcs vem aqui para saber a opinião da Mariah, então aceitem isso. AS PESSOAS SÃO DIFERENTES UMAS DAS OUTRAS, GRAÇAS A DEUS!
Karine em 08 de Outubro de 2013 - 00:24:58
Mariah, acompanho o seu blog a uns 2 anos e nunca comentei aqui,mas hoje me senti na obrigação. Não deixe certos comentários lhe atingir. Você tem uma família linda e maravilhosa, e tenho certeza que es uma ótima mãe dedicada e carinhosa, e que a MA tem muita sorte. E eu adoro ver as coisas que você posta com relação a sua família, pois são todos maravilhosos. Continue sempre assim, lhe admiro muito. Um grande abraço para você e sua família.
Carol em 08 de Outubro de 2013 - 00:18:34
http://www.mamiferas.blogspot.com.br/2009/10/terceirizacao-da-maternidade.html?m=1

Mariah, vale a pena a leitura desse texto. Lendo os comentários do seu instagram, fui procurar o termo "terceirizaçao da maternidade" e aí, encontrei esse texto bem bacana, muito bem escrito. Nem foi o primeiro que li pelo nome do blog, mamíferas, pq achei que fosse de alguma feminista psico super revoltada kkkkkkk mas estava enganada. Vale a reflexão, sem preconceitos, apenas ler e depois refletir um pouco para vermos se estamos realmente seguros e se está valendo a pena.
Muitas vezes nos deparamos com um milhão de informações de parentes, irmãs, amigas, todas com a msm condição social (nao só econômica, mas também cultural) e acabamos nos fechando para td o resto, por preconceito ou medo ou orgulho ou insegurança ou status ou tudo junto msm.
Leia e reflita se eh a sua situação. Se for e vc estiver segura do que quer, tudo bem, eh bom estarmos cientes do que fazemos. Se nao, eh pq alguma coisinha pode ser mudada. Muitas vezes pessoas de fora do nosso ciclo conseguem enxergar melhor do que nos msms, da msm forma que eu ou vc podemos fazer o msm sobre outro tipo de criação e acharmos um grande absurdo. Beijos e fiquem com Deus.
Carina em 08 de Outubro de 2013 - 00:13:59
Nunca comentei aqui Mariah, porém acredito, sinceramente, que...

MÃE FELIZ = FILHO FELIZ!

Parabéns!
Aline Nery em 07 de Outubro de 2013 - 23:52:51
Tá super certa, Mariah! As pessoas esquecem que antes de ser mãe, você é mulher.
Beeijos

Jessica em 07 de Outubro de 2013 - 23:40:04
deixa esse recalque pra la! Tem MUITO mais gente que admira vc do que gente que critica. Tudo inveja de quem queria ter oportunidade de alguem que ajudasse, quanto mais ajuda melhor! Ameeei a foto! Deus abençoe vcs sempre! Amo o blog e o insta!!
Lu em 07 de Outubro de 2013 - 23:36:30
Mariah, eu acho que cada um tem que fazer o que se sente melhor nessa vida. Se você e seu marido e sua filhinha estão felizes, é o que importa! O que adianta fazer tudo sozinha e ficar infeliz e deixar todo mundo em volta infeliz também? ´Não sei se você vai querer falar mais desse assunto por aqui, mas queria saber como funciona com a babá, se é uma só, como funcionam folgas e como você achou alguém de confiança. Estou pensando em ter bebê e a minha ideia é ter alguém que me ajudes, sim, pois não há nada de errado nisso! Tudo de bom pra MA e pra sua família. Beijão
Silvia em 07 de Outubro de 2013 - 23:28:04
Realmente quando pegam as blogueiras pra Judas, a coisa complica, Mariah hihi! A internet é realmente cheeeia de trolls. A grande maioria dessas pessoas JAMAIS teria coragem de falar essas "opiniões" pessoalmente pra alguém. Valem-se da segurança da internet pra dar suas "opiniões" dispensáveis e desagradáveis e ainda soltam umas agressõezinhas pra completar, né? Isso é um fenômeno recente e completamente chato! Daí super entendo tua decisão de reduzir as informações da tua vida pessoal.

Minha mãe trabalhava muito e ainda acumulava as funções de dona de casa, mas mesmo assim fui criada com muito amor e dedicação. Muitos a criticavam por encher a mim e meu irmão de regras (dormir às 21h, brincar com amiguinhos apenas sextas e sábados, fazer lição de casa não é estudo suficiente, comer exatamente o que estivesse na mesa, gostasse eu ou não hahahaha, enfim). Eu sofri um pouquinho com isso na época, mas hoje tenho plena certeza de que minha infância foi fantástica e que todas as regras foram decisivas para eu ter me tornado quem sou hoje. O que importa é que tu tenhas a firmeza de sustentar tuas decisões como mãe, pois amas a tua filha mais que tudo na vida! Tudo que fazes é por amor à ela, e não deve ser umas opiniões babacas que devem te abalar. Cada uma cria seus filhos da maneira que acha melhor (umas nem se importam muito com isso). Por isso o mundo tá cheio de gente diferente, e umas não saem tão boas no produto final hahaha! Quem aqui te desrespeitar, pode ter certeza que foi um produto mal sucedido de uma criação que não conseguiu ensinar o que é respeito ao próximo e empatia. Se tu trocas fraldas ou não, se dás banho ou não nela, ah... isso não é da conta de ninguém. Acredito que muito vamos perder se deixares de compartilhar tua vida. Mas acredito que, para te chateares menos, possas reduzir o "diário M.A." (hihi!) ao essencial.

Finalizando, não tenho como deixar passar que ficaste muito mais bonita depois da Maria Antônia!!! Impressionante como a mulher ganha outros ares, hein? =)

Beijos enormes! E muita paciência com os trolls! hahahaha
em 07 de Outubro de 2013 - 23:26:34
Infelizmente tem gente assim no mundo... E infelizmente (será?) a gente fica "público" (e tem quem não seja? seja em pequenas ou grandes proporções acho q todos somos)Enfim...admiro vc(assim como mtas outras pessoas tbm admiram, a maneira como leva o blog, e a vida)
E já acompanhei relatos assim tbm em outros blogs q gosto, por causa "dessas pessoas maldosas", de como esses relatos machucam, pq "essas pessoas" não conseguem entender/perceber o "sentimento" atrás de imagens e palavras. Espero que vc continue a postar como sempre foi, não levando em consideração o que machuca ("essas pessoas"), mas sabendo que existem mtas outras pessoas que vibram com suas vitórias e que mesmo sem conhecê-la fora do virtual tem um grande carinho/respeito por vc,sua família e seu excelente trabalho. Mas... claro, é só minha opinião e desejo, a decisão será sua e eu mesmo que virtualmente estarei para apoiá-la como leitora do blog qualquer que seja a decisão.
De uma leitora q diariamente passa por aqui rsrsrsrs
Ivone Barros em 07 de Outubro de 2013 - 23:23:16
Oi mariah......o seu trabalho é se expor demais, infelizmente as pessoas tem muita maldade e inveja de pessoas como você......bem-vinda a vida real!!!!
Tenho 39 anos e não me acostumei com essas pessoas tb, estou até mudando de emprego por causa desta exposição á maldade,,,,,,,na verdade não nos expomos para pessoas, mas sim para pessoas maldosas, invejosas, que não sabem lidar com seus demônios e defeitos. todos nós temos um pouco disso tudo...mas o que nos difere é o que fazemos com esses sentimentos, essas emoções. gostaria de, por ter mais idade, dizer que poderia ser diferente mas infelizmente não! As coisas só pioram e vc deve mesmo se expor menos. Sua beleza, felicidade, família.....incomodam demais os infelizes, deixe que eles amargurem, mas bem longe de vc e da sua linda família,
Deus que nos proteja destas "pessoas". Beijo e fica com Deus.


Thiciane Guanabara em 07 de Outubro de 2013 - 23:20:11
Mariah
Já que vc abriu o assunto à discussão e, somente por isso, vou me manifestar: apenas par concordar que cada um é livre par viver do seu jeito. Cada pessoa deve buscar o seu modo de ser feliz e fazer quem está ao seu lado feliz também. Eu acho realmente incrível, como certas pessoas e, iisso acontece, inclusive, com amigos e parentes, acreditam poder dizer o que pensam ser o certo ou errado para a vida ALHEIA. Ninguém, ninguém, deve opinar sobre o modo de viver de outro ser humano. É por esse tipo de comportamento, que ainda permanece em nossa sociedade o preconceito e a intolerância.
Obs. Só para constar: minha mãe, por opção, era presente 24h, não confiava em babás.... Eu sou mãe (minha filha tem três anos). A minha mãe, hoje em dia, fala a mesma coisa que a sua.
Um beijo toda felicidade do mundo para vc e sua família.
Fernanda em 07 de Outubro de 2013 - 23:17:27
Mariah, mãe não é só trocar fraldas, mãe é ninar, é brincar e saber o que está acontecendo com seu filho, mesmo que tenha 500 babás, 500 tias na escolinha.. se você tem condições de ter uma babá, ótimo... isso não te torna menos mãe que outras!!!
Gostaria que continuasse a escrever tudo no blog, como sempre escreveu... é muito bom aprender alguma coisinha legal. eu adoro.

Beijos e parabéns pela Mariazinha.. ela é linda e perfeitinha!! Muita felicidade pra essa família linda!!

Cris em 07 de Outubro de 2013 - 23:12:24
Oi, nunca escrevi aqui, mas acho que hoje devo colocar minha opinião. Profissionalmente trabalho com terapia e o conselho que já te deram é realmente muito válido, sua família é linda, não exponha tanto, todo mundo tem opinião sobre os outros e compartilhar da felicidade alheia ainda é tarefa difícil, portanto, reserve-se e proteja sua linda filha. Bjs
Carolina em 07 de Outubro de 2013 - 22:54:46
Oi Mariah! primeiro queria te parabenizar por essa filha linda que você tem!! imagino que ser mãe de primeira viagem não é facil,né? nao tenho filhos, mas sonho em ser mãe e acredito que cada mae sabe o que e melhor pro filho, e se voce escolheu ser dessa forma, com certeza vc esta fazendo o melhor por ela
como você é uma pessoa púbica, claro que criticas vão surgir, principalmente pq cada um pensa de um jeito, mas eu particularmente adorei a forma leve que voce leva a vida, sem muitas neuras ecomo voce disse tenho certeza que a M.A sente essa paz vindo de você! enfim nao sou muito boa com as palavras, mas espero que voce curta muito sua pequena e desconsidere os comentarios maldosos pq de gente falsa e invejosa o inferno ta cheio! rsrs
beijooos lindona :*

Silmara volpato oliveira em 07 de Outubro de 2013 - 22:51:19
Parabéns pela filhota linda !!
E vc é muitíssimo educada,sempre respondendo com leveza à essas pessoas tão chatas !!
Sua serenidade e auto-confiança são estimulantes. Gde beijo e mta saúde para a MA !!!!
Sulamita Coradini em 07 de Outubro de 2013 - 22:47:24
Olá Mariah! Entro no seu blog todos os dias e te admiro muito. Não fique magoada com esses comentários maliciosos de pessoas vazias, pois dá pra ver de longe que você é uma mãe muito companheira! E pra falar a verdade, eu ainda não sou mãe, mas tenho certeza que quando chegar a minha vez tbm ficarei com medo de dar banho e pedirei socorro pra alguém rrsrsr. Fica com Deus lindona, felicidades :)
Giovanna em 07 de Outubro de 2013 - 22:39:32
Sim Mariah, deixe pra lá... O vínculo de Mãe e Filha é inquestionável, e vc é uma Mãe segura, bem resolvida. Vá mesmo viver sua vida e curtir seus momentos com seu Marido, se cuide mesmo. Pq a coisa mais chata do mundo é Mãe "MonoAssunto". Só sabe falar dos filhos, nada mais existe na terra. Tornam-se obcecadas em serem Mães perfeitas e se enganam. Tornam-se chatas... Sufocam os filhos e depois os cobram "pelo tempo que não fizeram nada além de cuidar deles". São Mães que se tornam dependentes dos filhos, não o contrário...
Mas tb concordo com sua seguidora do Insta: tv vc deva se resguandar um pouco mais, não dividir tanto da sua intimidade. Assim, te poupará a chateação dos comentários de pessoas com cabeça pequena (e com invejinha de você, pq isso é inveja de quem gostaria de fazer o mesmo, e não pode...). Beijos....
Geisy em 07 de Outubro de 2013 - 22:33:47
Oláá, Mariah!

Adooooro voc e sua família. Imagino que agora voc vai diminuir os posts sobre a maternidade e experiências com a M.A. (Sua filha é liiiinda, uma bonequinha!) por causa daqueles comentários chatos. Mas por favor, não diminui taaanto, vai? Pois, da msm forma que tem aqueles que criticam (hipócritas invejosos que queriam tá no seu lugar, tenho certeza que se voc postasse dizendo que passa 24h cuidando da M.A. e que não tem tempo pra fazer mais nada, eles seriam os primeiros a criticarem... Affzz! Povo sem noção e educação!) voc tbm tem os seus verdadeiros leitores e seguidores, aqueles que como eu amam suas dicas e acompanham como se fossemos da família rsrs seu crescimento e experiências profissionais e pessoais, que servem sim para nos ajudar, sabendo que cada um tem a sua maneira de passar por cada experiência! Afinal, cada um com sua realidade!

Ps.: Minha mãe nunca criou seus 3 filhos pra ficar o tempo todo debaixo da saia dela rsrs E nem por isso amamos ela menos. Amamos ela incondicionalmente, pois o amor que é o essencial nunca nos faltou! E graças a Deus somos uma família amada e unida!

Voc está certíssima: "mãe feliz é filho feliz, marido feliz e casa feliz"! Parabéns pela linda família! Pra mim, voc é um grande exemplo de mulher, mãe e esposa que busca crescer a cada dia!

Que Deus continue te abençoando e dando sabedoria para continuar assim, preservando sua linda família com esse verdadeiro amor e união! Vocs merecem!!

Desculpa pelo erros e cometário enooorme rsrsrs
Bjs pra voc e um cheirinho gostoso na M.A.

Geisy


Regina em 07 de Outubro de 2013 - 22:32:53
Não liga para esses comentários bobos não!! Aposto que quem escreveu tem eh dor de cotovelo de vc! Quem não gostaria de ter uma filha linda como a sua, ter a sua beleza e inteligência e ainda uma família que te ama! Curta sua filha, seu marido e sua vida! Vc pode! Bjs!!,

JULIANA CARVALHO em 07 de Outubro de 2013 - 22:30:46
Mariah adoro o seu Blog, não sou de comentar mas, nunca vi tanto desrespeito...
Você sempre Educada, Fina, se preocupa em ser delicada com todos...Meu Deus o que está acontecendo com as Pessoas, e não é só no seu Blog...Já vi coisas terríveis em outros Blogs.
Se não gostou, se não agradou para que perder o seu tempo para criticar, ofender, magoar...
"Gentileza Gera Gentileza"
Ainda não tenho filhos, depois de vários exames descobri que o próximo passo será fazer uma FIV...
Fica em Paz Mariah, concordo com você, a MA chegou na sua Linda Família para acrescentar, e só Você e o seu Marido sabem o que é melhor para Ela e para Vocês...
Quando tiver um Filho também quero fazer como você, ter uma vida Normal...Mulher, Que Trabalha, Cuida da Casa e Marido e Mãe Amorosa e Cuidadosa...
Concordo quando você diz que vai se reservar mais...Não merece ler tantos absurdos.
Um Grande Abraço.
Ana em 07 de Outubro de 2013 - 22:28:39
Oi, sempre acompanho seu blog e acho muito legal, mas até hoje nunca fiz questão de comentar, mas hoje é diferente.
Bem, sou médica, tenho um garoto de 5 anos e outra a caminho.
Ou seja, trabalho, cuido da minha casa e do meu filho. Vejo no consultorio todo dia pessoas como nós e outras que só cuidam dos filhos e da casa. Sabe quem tem mais problemas com depressão e ansiedade? Claro, quem fica so em casa, pois se anula como pessoa. E isso não é bom pra mãe e muito menos pra criança.
Parabéns pra você que está lidando muito bem nesse período de mamãe de 1a viagem, que é muito difícil.
A polêmica deveria ser se vc tivesse levado sua pequena aos eventos, pois aí sim eu tb acharia um absurdo.
E sorte sua ter empregada e baba, isso não a torna menos mãe.
Parabens mais uma vez.

em 07 de Outubro de 2013 - 22:25:08
Olá, não vejo qual o problema de se ter uma babá, se se pode ter ou se se precisa ter...quando nasce o bebê ficamos tão cansadas que toda ajuda é bem vinda...e sair de casa um pouco é ótimo!!! O que os médicos recomendam é que o bebê entre em nossa rotina e não vice versa...Isso não tem nada a ver se se ama mais ou menos, e em minha opinião sempre se ama o filho mais que tudo na vida!!!!
mel em 07 de Outubro de 2013 - 22:22:07
Nao se desanime por conta de comentarios maldosos, se voce esta feliz e com a consciencia tranquila eh isso que importa! Tive bebe uma 10 dias depois de voce, e tinha um casamento p ir de uma amiga super querida e estava triste porque iria perder pois minha bebe estaria apenas com 22 dias, mas dai li seu post de como voce fez pra deixa a filhota em casa e me animei, fiz igual voce, tirei leite, deixei com uma pessoa super de confianca e me diverti muito!! E quando cheguei em casa minha filhota estava tranquila e feliz!Se vc nao tivesse compartilhado tudo isso conosco eu teria perdido um momento super importante na vida de uma amiga...
em 07 de Outubro de 2013 - 22:21:35
Esqueci de comentar, só dei banho no meu filho quando ele estava com quase 2 meses! Esse povo chato nao tem + o que fazer!
em 07 de Outubro de 2013 - 22:19:30
É Mariah, nunca vamos conseguir agradar a todos... No comecinho meu filho acordava muito de madrugada e minha mãe me ajudava com ele. Ela pegava ele e colocava no peito e quando ele acabava de mamar ela o pegava e tinha todo o resto do trabalho, como trocar fralda, embalar pra dormir... Quando ela voltou pra casa dela senti muita falta, teve noite que eu chorava querendo alguem que ficasse com ele, e isso nao quer dizer q sou uma mãe ruim, mas sou um ser humano, e queria dormir oras! Amo meu filho desesperadamente, mas tem horas que realemente precisamos sair, espairecer, curtir o marido. As mulheres que te criticaram ou não tem filho ou estão mentindo!
lilian mendes em 07 de Outubro de 2013 - 22:17:27
Ola Mariah!!! Faz tempo que não comento aqui. Mas continuo seguindo o blog e inclusive o instagram. Duas coisas me chamaram a atenção e por isso vou comentar, não aguentei. Em relação a foto com as figuras homem + mulher = bebê. Eu acredito nessa família tbem. E ponto final. E esse post.... eu sou casada há 5 anos. Não tenho filhos. Não sei se quero. Deus sabe o meu futuro. E acho que deve ser muito difícil não ter alguém pra te ajudar e vc poder continuar com sua vida normal. Então quer dizer que depois que eu for mãe acabou tudo?????!!!!!! Casamento, aniversário, cinema, viagem. .meu trabalho. ....etc... acaba???? Feliz aquele que pode ter o serviço de um profissional no seu dia a dia. Eu adoraria ter um blog. Mas esse tipo de coisas eu não iria suportar.....respeitar o próximo. ...as pessoas esqueceram o que isso significa. Bom Mariah, acho que era isso que gostaria de dizer. Parabéns pela filha e pelo aniversário de casamento. Estou fazendo aniversário de seguidora tbem.....comecei a te seguir em outubro de 2010. Beijos e até a próxima.
Claudia em 07 de Outubro de 2013 - 22:11:59
Oiii ....
Adoro seu BLOG!!! É acho que vc está certíssima em aproveitar, se vc tem uma pessoa que confia para cuidar da sua filha vc é uma mulher de sorte pq hj em dia isso é muito difícil, é não mude pq vc é assim sincera e verdadeira é a gente gosta muito assim ... Boa sorte sempre e muita saúde para vc é sua filha linda!!! Sucesso sempre ...
Bjos
Gisele Beluci em 07 de Outubro de 2013 - 22:11:03
Sinceramente respeito o seu posicionamento e a sua forma de lidar com a maternidade....Não será a minha pratica, mas acho legal a forma como divide o seu tempo. A sua dinâmica familiar compete a você ao seu esposo e logico a Maria Antônia, por sinal lindo nome! Parabéns!!
Maria Eduarda Sales em 07 de Outubro de 2013 - 22:10:33
Oi Mariah.
Admiro o seu trabalho e apesar de não ti conhecer pessoalmente admiro você como pessoa.
Falando do post, realmente esse é um assunto MUITO polemico, somos serem diferentes e não somos obrigados a aceitar a forma do outro pensar mais somos ensinados a respeitar.
O seu blog, suas experiencias e dicas, ajudam muitas pessoas e quando você aceitou se tornar uma pessoa publica sabia que criticas viriam e que nem sempre seriam boas. O fato de você parar de contar detalhes pode prejudicar muitas mamães, eu aprendi muita coisa lendo o seu blog e principalmente os detalhes me ajudaram a ajudar a minha filha.
Eu saio muito com o meu marido e deixo minha pequena com a minha mãe, eu não morri porque tive uma filha, agora que eu comecei a viver, eu continuo me arrumando, vou a academia, saio com as minhas amigas, trabalho muito, sou dona de casa, cuida da minha filha e curto cada segundo com o meu marido. Também sou criticada e como, mais eu dou um sorriso e pergunto "você paga as minhas contas" kkk.
Bom é isso espero ter colaborado com alguma coisa, desejo muita saúde a sua filha, que Deus a abençoe muito e nossa Senhora a proteja.
E Mariah eu sei que falta muito pra você pensar em festa de um aninho mais será que você poderia dar umas dicas dia 01-01-2014 minha filha faz um ano e eu não tenho ideia de por onde começar. Desde já agradeço.

Att, Maria.

Alessandra Toyama em 07 de Outubro de 2013 - 22:07:36
Olá Mariah, você está certa em continuar vivendo sua vida. Não é porque tem um filho que vai ficar trancada em casa o dia inteiro. Tenho uma filhota de 8 meses,e sou mãe em tempo integral, não tenho babá só a ajuda do maridão mesmo. As vezes a sogra dá uma mãozinha e acho ótimo.Fui madrinha de um casamento quando minha filha tinha 45 dias, ela ficou em casa com a avó, dormiu o tempo todo e deu tudo certo. Curto muito cuidar da minha filha, mas também preciso de tempo para mim, tempo para curtir o marido e ela se beneficia por ter uma mãe mais feliz. Bjs

em 07 de Outubro de 2013 - 22:06:02
Oi Mah, sou sua leitora há anos, mas nunca comentei...te escrevo hoje para pedir que não desista de contar suas experiências para nós, suas leitoras fieis e que adoram você. Pessoas pequenas e ignorantes sempre existirão, não se abale por isso...
Mesmo sem ser mãe ainda, estou amando seus posts, já me servem de experiência, também quero ser assim quando tiver o meu filho...
Beijo!

Marina Rodrigues em 07 de Outubro de 2013 - 22:03:41
Não liga pra isso não Mariah. Tu é uma mãezona e está fazendo tudo certo. Quando crescer quero ser igual você. rs

Continue arrasando minha diva! Beijos!
Barbara Queiroz em 07 de Outubro de 2013 - 22:01:05
Querida Mariah, seu post foi excelente! tenho uma filhinha de 6 meses e, sendo uma mamãe de primeira viagem como você, tinha muitas dúvidas e receios sobre deixar minha filhinha sozinha para sair, trabalhar, etc. Como vc, tb pude contar com ajuda 24h/dia, graças a Deus! nessas horas a presença de pessoas experientes é muito válida e olha que eu sou médica. Mas uma das coisas mais legais que li recentemente foi que há mulheres que nasceram para ser mãe em tempo intergral, outras para serem profissionais em tempo integral e outras que nasceram para ser mães, mas tb nasceram para ter uma vida fora a maternidade. E quer sabe? é isso mesmo. Não damos menos amor por sairmso, trabalharmos, etc. Pelo contrário, damos mais amor quando estamos nos sentindo bem. Felizes em ser quem somos de verdade. Concordo que vc deve preservar sua linda família pois, infelizmente, nem todas as pessoas gostam da gente de verdade....um grande beijo das bloguete bárbara e "bloguetinha"Alice :)
Brenda em 07 de Outubro de 2013 - 21:55:43
Olá mariah.. Quero primeiro parabenizar pelo blog.. Sempre acompanhei e sou sua fã..
O fato de voce falar tudo sobre sua gestação, nascimento e dia dia foi um dos motivos pelo quero entrar toda hora no blog.. Parabens
Em relação a essas pessoas que só querem falar mal, criticar.. nao ligue.. Voce é linda, uma maezona e tem que continuar a vida simmm..
Gostaria que continuasse a postar sobre esse seu momento.. pois como tem gente falando mal, pode apostar que tem MUITO mais gente querendo saber um pouquinho da sua vida cotidiana agora com o bebe..
Parabens pela filha, que Deus abençoe voce e toda sua familia.
Jacqueline Aparecida Oliveira Gomes em 07 de Outubro de 2013 - 21:53:57
Mariah,

Você é 10.Quem sabe do filho é a mãe. Cada criança é única e com cada uma se age de um jeito.Para amar um filho não é preciso dedicação exclusiva. Você é uma mulher moderna, linda e antenada.
Curta seu bebê e sua vida. Mãe feliz, filho feliz.
Te adoro.

Amanda em 07 de Outubro de 2013 - 21:51:38
Para ser sincera acho muito estranho se desprender do ato de ser mae de uma recem nascido para ir a festas, mas respeito. Agora... vc esta sendo alvo realmente porque esta se expondo demais. Isso nao eh legal pra vc! Trabalho e vida pessoal nao andam tao juntos. Beijos!
Fernanda em 07 de Outubro de 2013 - 21:49:53
Crie sua princesa da maneira que achar que deve Mariah! Ela é maravilhosa, Bjos carinhosos
Gaby em 07 de Outubro de 2013 - 21:42:14
Nao ligue para o bafafa. Eh uma pena que pessoas do mal tenham o poder de nos anular...
Vc eh livre para fazer suas escolhas e super fofa de falar a sua realidade. O importante eh vc amar sua filha e isso percebe-se que vc faz... Se vc quer sair, tem esse direito! Acho que quem comenta negativamente eh movido a culpa ou inveja por vc poder delegar os cuidados da sua bebe a alguem de confianca.
luana em 07 de Outubro de 2013 - 21:36:42
Eu particularmente não vejo nada demais em vc sair. Se vc teve a sorte de nascer rica e poder pagar por uma babá, maravilha! Eu não terei essa sorte, mas nem por isso acho errado quem pode se dar a esse luxo. E vc está certa qto a manter as outras áreas da sua vida equilibradas. Ninguém pode ser só mãe! Agora, já que você expõe sua vida na internet, tem que estar preparada para as críticas! E acho que vc não sabe recebê-las, tanto que não há nenhuma aqui. Só comentários fofos de pessoas que concordam com vc. Acho que o problema não é a sua opinião sobre o assunto maternidade, porque acho que vc está certa. O problema é o modo como vc colocou sua opinião. Vc poderia ter expressado seu pensamento sem dizer que tem babá 24 horas, que não troca fralda, que não dá banho... isso pega mal, fica parecendo que vc é uma menina e fora da realidade. Pensa nisso!
Alessandra Militello Meirelles em 07 de Outubro de 2013 - 21:34:39
Oi...tdo bem? sempre acompanho o seu blog e nunca deixei nenhum comentário, mas dessa vez só pra compartilhar eu tenho uma filhinha de dois anos e meio, e um menino, bebê ainda de 1 mês e meio. Qdo minha primeira filha nasceu eu não dava banho nela, só passei a dar banho qdo ela estava com 03 meses. Já agora no segundo filho, eu já dei banho na segunda semana, assim que fiquei melhor da cirurgia, e é uma delícia dar banho, o contato com o bebê, mas tb deixo a babá e minha mãe dar banho sem neuras....eu sempre saí de casa, no ínicio deixava com a minha mãe e depois com 6 meses já deixava com uma babá q peguei confiança....é super normal...pra viajar demorei um pouco, o difícil é achar alguém de confiança se vc tem isso não deixe q outros semeiem qquer dúvida na cabeça....um casal feliz faz de seus filhos crianças saudáveis e felizes...

PS: Adoro o blog

bjs
em 07 de Outubro de 2013 - 21:33:39
Você tem que ser você mesma sempre! O sucesso atrai todo tipo de atenção, boa e ruim. Sendo assim, nunca esqueça porque você está onde está: por ser você mesma!

Bjus de uma leitora desde o início do blog!!rs
em 07 de Outubro de 2013 - 21:32:50
Oi Mariah! Que coisa né! Acompanho você e seu blog a uns três anos e te acho uma fofa! torci e torço muito por vc e sua família! querendo ou não vc é uma pessoa publica!!!kkkk, famosa, linda e rica! isso desperta mesmo inveja, bisbilhotice e afins! Vejo que vc tem uma forte base familiar e isso, é uma dádiva!Seja feliz!Seu público , são pessoas que admiram seu trabalho e carisma e são quem fazem de vc tao visada, infelizmente isso traz coisas chatas como essa. Deus abençoe vc e te fortaleça a cada dia na sua doce e maior missão de ser mãe! Bjos, com carinho! Sinara.
em 07 de Outubro de 2013 - 21:31:21
Acho que você está certíssima!!! Depois essas mães neuróticas tem filhos chatos e mimados e não sabem o porquê! rsrsrs
Jana em 07 de Outubro de 2013 - 21:31:19
Mariah, to sempre por aqui lendo tudo mas raramente comento. Hoje não pude deixar de comentar. Acho que você está mais do que certa!!! Sou a caçula de 3 filhas também e minha mãe teve condição de ter babá e enfermeira 24 horas por dia. E olha, eu sou completamente louca pela minha mãe. Não é porque ela não trocava minhas fraldas ou não acordava de madrugada que ela é menos mãe ou ama a gente menos. Pelo contrário. Não é porque é minha mãe, mas ela é uma mãe incrível, sempre fez de tudo pra dar o melhor pras filhas. Cada um sabe de si. Não caia nessa picuinha das pessoas, deixa falar. Só você e seu marido que sabem o que é melhor pra filha de vocês. Escute seu coração e seja feliz com a sua filhota linda que consequemente ela também será! Beijos
Ma em 07 de Outubro de 2013 - 21:29:16
Falou td Ma, super te apoio =) beijocas
em 07 de Outubro de 2013 - 21:27:51
Boa noite....olha só nunca escrevi mas esse assunto eu me sinto a vontade para opinar tenho dois filhos um de dezenove e uma maria Júlia de onze anos, minha mãe sempre teve medo de dar banho em bebê e eu herdei esse medo dela rsrsrsr e meus filhos são lindos saudáveis e muito amados e sem traumas rsrsrsrsr
Rafaela em 07 de Outubro de 2013 - 21:26:27
Tá certinha!!! eu não tive babá no primeiro filho, fiz tuuuudo ateh ficar stressada e esgotada, ai comecei a deixar na casa das avós para curtir um pouquinho com o marido e relaxar, e foi mtooo melhor!!! estou grávida e hj sou autonoma, qdo minha filha tiver 2 meses de vida terei q voltar a trabalhar... eh uma pena, mas preciso!!! e nao eh isso q vai me fazer mais ou menos mãe... uma vez ouvi de uma psicologa q nao importa o tempo que vc passa com seus filhos e, sim, no momento em que vc esta com eles, vc realmente esta com eles... e nao olhando a tv, ou celular... e vamos combinar que 24 hrs soh com a criança eh maravilhoso, mas esgota!!! seja feliz do seu jeito Mariah, vc merece!!! bjosss
Nathalia em 07 de Outubro de 2013 - 21:23:52
Oiii Mariah, nao sou mãe ainda, mas acho que você está desempenhando muito bem esse papel.
Pode ser que quando eu tenha meus filhos minha mente mude, mas acho que realmente nao devemos parar tudo na nossa vida em função dos bebês. O mundo evoluiu e rotina intensa sempre fez com que nós mulheres nos desdobrassemos para dar conta de tudo ao mesmo tempo. Acho super válido você reservar um tempo para cuidar de você, do seu bem estar, do seu marido... Enfim, muitas mães falam na tal da "dedicação em tempo integral" , sem a ajuda de ninguém. Posso está errada, mas creio que na vontade de passar 24 hs por dia com o bebê muitas vezes acaba sobrecarregando a mãe deixando-a cansada, as vezes até irritada e assim fazendo com que o resto da vida desande (falta de atençao ao marido, mau humor, olheiras), por isso muitas mulheres reclamam tanto que dps que se tornam mães nos primeiros meses se embaragam!
Tiro o chapéu pra você, tenho orgulho do trabalho que você desenvolve e pela forma que anda conduzindo sua vida pós baby (ps: você ficou muito mais bonita).
Que Deus permita que eu possa assim como você, ter condições para ter cuidado dos meus filhos uma pessoa de maravilhosa e de confiança (verdadeiros anjos).
Desejo muita saúde para a M.A (ela é linda, e lembra muitova M.V) e para você e seu esposo, que Deus edifique seu lar e traga cada dia mais alegria, felicidade e amor.
Carol em 07 de Outubro de 2013 - 21:21:04
Mariah, você está certíssima! Eu vivi exatamente o oposto, não tive ajuda de absolutamente ninguém, por opção, e apesar de ser uma experiência maravilhosa acompanhar cada segundo do crescimento do nosso bebê, a gente fica esgotada! Aproveite mesmo! De maneira nenhuma vc está sendo "menos mãe" por isso!

Mariah bortolini ragagnin Biondo em 07 de Outubro de 2013 - 21:15:19
Como ja disse no insta e repito assim como voce, mae feliz resulta em filho feliz! Mae acabada, cansada e irritada so deixa os bebes nervosos tambem, agora, clima tranquilo, feliz, sem loucuras...muito melhor!!
Quanto a história do banho acho bem engraçado pois quando eu nasci minha mae morria de medo de dar banho, ai minha tia dava, quando meus primos nasceram , minha mae dava...e assim vai, semprebom contar com pessoas mais experientes, mal algum nisso!!
Beijos e parabens pela postura e linda familia!
Patricia em 07 de Outubro de 2013 - 21:15:19
Olá Mariah! Nunca comentei no seu blog, mas hoje não teve como. Tenho 30 anos e sou mãe de um lindo casal (uma menina de 10 anos e um menino de 5 anos), fui mãe muito novo, nunca tive babá, empregada... mas sempre tive ajuda da minha mãe e posso falar "SANTA AJUDA"... lógico que nossa vida muda, temos que dedicar nosso tempo para os filhos e tal, mas, acima de tudo, precisamos do "nosso" tempo, seja para o que for: leituras, um filme, sair com o marido... pq se não tivermos esse tempo imagina o cansaço, não só físico, mas mental também.
Hoje em dia falo com todo mundo: ter outro filho? Se puder pagar uma baba 24 horas quem sabe... pq não trocar fralda uma hora ou outra, não dar banho um dia, uma semana um mês... não faz de nenhuma mãe uma pior mãe. Mãe é amor, é carinho e cumplicidade e isso vemos pelas fotos e pelos seus posts que você tem de sobra com sua filha. Seja feliz e se me permitir um conselho: Amo seu blog, adoro ver suas intimidades, mas se resguarda mais mesmo, é tanta gente desejando mal (sabemos que só nada acontece coma gente que não merecemos, mas nada melhor do que evitar essas energias ruins). Abraço e muita saúde pra vc, sua filha e toda sua família
Michele Ferrari em 07 de Outubro de 2013 - 21:12:13
CONCORDO!!! com vc Mariah...se tens uma pessoa de confiança aproveitaaaaaaaaaaaa mesmo, não vais ser menos mãe por isso,minha filhota têm 4 meses e curto cada momento com ela, mas tbm não me privo de sair hehehehe a vida continuaaaa, e PARABÉNS pela filhota q DEUS abençoe muito vcs :)
Angelica em 07 de Outubro de 2013 - 21:12:05
Oie. Então adorando os posts e adoro seu blog, desejo muita saúde p vcs 3 e muito trabalho e muitas festas! KKK! Deixa p lá este povo q só faz crítica negativa. Nao precisa se explicar nao. Cada um faz o q quer e só devemos satisfação a nos mesmos, a nossa consciência. E se estamos com ela limpa, é isso aí! E outra coisa: a boca só fala do que o ♥️Ta cheio: cheio de amor, amor! Cheio de rancor, rancor.... Viva feliz!
Janaina Florio em 07 de Outubro de 2013 - 21:10:49
Mas, querida das suas leitoras...
Não se preocupe com o que algumas pessoas dizem. Vc é e sempre será uma ótima mãe e sua Princesa te amará sempre.
Faça o que vc sentir q é o melhor para sua família, aliás o bebe vem para completar a família.
Fiquem com Deus e não deixe de contar suas histórias, pois são inspiradoras para muitas de suas leitoras.
Adoramos vc
Beijo grande
Jana e Luca
Luana em 07 de Outubro de 2013 - 21:10:42
Um conselho: Mariah, respeito sua opinião e gosto de vc ter dividido mais um pedacinho da sua vida com o publico, como sempre - tenho certeza q vc é uma mulher transparente e super gente boa. Bom, eu crio meu filho sem babá ou empregada, faço supermercado com meu bebê no canguru, limpo minha casa enquanto ele dorme, passo as camisas do meu marido qdo o sol nasce, etc. É uma realidade muito diferente da sua - e obviamente nao sou uma mae melhor ou pior que vc, mesmo porque nao tenho escolhas aqui onde moro (australia). Mas queria que vc soubesse que é inevitavel que pessoas como eu achem seu dia-a-dia muuito facil...(digo de novo que facil nao compromete vc como mae!! Sei q vc é uma otima mae) com toda essa ajuda q vc tem. E é ai que muita gente confunde as coisas e acha que "ser facil" tem a ver com ser boa mae ou nao. Nao pare de postar por isso. Paulo Coelho disse uma vez que qdo agradamos a todos significa que nao estamos sendo transparentes. Vc recebe criticas realmente por estar sendo transparente. Nao deixe de postar.
Tainah em 07 de Outubro de 2013 - 21:07:40
Oi Mariah!!
Eu concordo com você, e acho que não tem problema nenhum em você sair!
Ainda mais bebezinha nessa idade dorme praticamente o tempo todo!
Acho que vai ter gente que vai me criticar, mas sinceramente acho que quem te critica é por pura inveja, e ainda mais que eu aposto que quem te critica, não aceita opinião de ninguém...
Eu sou dessas que acha que uma mãe feliz é uma família feliz!
Um beijo pra você e sua filhota!!!!
Tainah.
Stella em 07 de Outubro de 2013 - 21:06:57
Poxa, Mariah... Muito chato isso. Nao cheguei a ver o bafafá mas sei como a internet mostra a verdadeira face das pessoas. Infelizmente, pois eu estava adorando seus posts sobre gravidez e recém-nascido. Quero ter uma filhinha de 'produçao independente' dentro de dois anos e estou me preparando (psicológica e financeiramente) para isso. Como dona de uma opiniao nada popular (ter filho sozinha) entendo muito e me irrito com vc por pessoas que querem meter o bedelho na vida alheia e ensinar nos a viver nossas vidas do jeito delas.
Se trocar fraldas e dar banho fossem sinônimo de ser boa mae, nao haveriam tantas crianças de rua ou marginalizadas, pois a maioria dessas maes teve que fazer tudo sem babá. As pessoas apenas perdem o foco das coisas, e atacam por nao terem a chance ou coragem de ter a escolha de fazer igual. Super entendo que você nao queira mais contar mais os fatos pessoais, mas eu ficaria super contente se ainda pudesse ouvir vc falar do parto e como foi, que é a parte que me dá mais medo, principalmente sem um pai ao lado. Também já decidi que vou querer cesária (sou medrosa) mas gostaria de saber mais sobre isso. Moro fora do Brasil, mas na hora de ter minha (ou meu) bebê com certeza voltarei por um tempo pois nao confio nos médicos da Europa pra quase nada. rs
Que Deus abençoe muito a vc e a sua princesinha linda e que as pessoas deixem de ser tao más, inflexíveis e imaturas. E que cuidem mais da própria vida.
Beijo grande!


Stella, obrigada pelo comentário!!! Mas agora fiquei curiosa, desculpa querer entrar na sua intimidade rs, mas pq quer uma produção independente? Sei que é um assunto super delicado, se não quiser responder, vou entender tá?! Mas fico curiosa pois deve ser uma decisão difícil de fazer e vc me parece tão certa disso... Enfim, espero que seja feliz com a sua escolha viu?! E que td dê certo! Sobre o parto, estou pensando se vou falar ou Não, mas de qualquer forma, não se preocupe com isso. Eu morria de medo e achei tudo mto tranquilo, o importante é vc CONFIAR MUITO no seu médico!
Bjs!!!
Carolina em 07 de Outubro de 2013 - 21:00:49
Mariah: acompanho seu blog e acho admirável como vc expõe a sua vida pessoal. Algumas coisas me interessam muito outras nem tanto, muito do q vc faz me serve de exemplo p o q quero fazer e tb p o q não quero fazer, mas respeito td em vc, pq fui educada p respeitar o meu px. Infelizmente, nossa felicidade incomoda e vc deve incomodar quem não pode ser como vc: doce, trabalhadora e cheia de alegria de viver! Faça o q achar melhor. Sigua seu coração, ele sempre lhe levou ao sucesso. Deus abençoe vc e sua família. Bjs
Tina em 07 de Outubro de 2013 - 20:59:50
Olha, sinceramente, eu não conseguia nem pensar em sair qd meu filho estava assim pequeno, eu ficava exausta, ele mamava de 2/2 hs de dia e de noite, então eu só dormia picado, pra mim uma festa assim seria fora de cogitação... Embora certas coisas eu não concorde com vc, não te critico, pois acho que cada um deve saber de si e fazer como achar melhor. Acho que vc deve continuar postando suas opiniões sim. Olha, o que aprendi nesse tempo, é que os comentarios mais cruéis que vc irá ouvir virão de outras mães. Infelizmente sempre tem uma julgando a outra e apontando o dedo. O negócio é você estar com sua consciência tranquila de que fez o que achou melhor, na sua acepção. E dane-se os outros.


Tina, eu tb sempre tenho sono, principalmente durante o dia rs... Mas a Maria Antonia é mto boazinha e na madrugada ela chega a dormir 5 horas direto. Isso é ótimo pois consigo dormir melhor, né? Mas sendo de 2 em 2 ou 5 em 5, estamos lá de pé prontinhas para dar mamá hehehe!!!!
Bjs
Fran em 07 de Outubro de 2013 - 20:56:24
Oi Mariah!
Sempre acompanho o seu blog, mas nunca deixei nada registrado. Mas não pude deixar de comentar hoje. Eu sou mãe de primeira viagem também. Minha bebê está com 4 meses. E eu fui uma das mães que ontem escreveu que só consegui sair para fazer unhas e cabelo após o segundo mês de vida da minha pequena. Mas saiba que eu respeito muito a sua conduta, o seu jeito e até gostaria de ser menos neurótica como sou.Você lembra muito o jeito da minha irmã. Tenho babá disponível, tenho mãe e sogra que também me auxiliam quando eu preciso sair (casamento, jantar, ou qualquer outra coisa), mas as primeiras vezes que eu saia, eu saia com o coração na mão. Depois do terceiro mês foi ficando melhor, e hoje já vou na academia todos os dias, e faço as minhas coisas. Também só dei banho na Isabela quando estava próximo dos dois meses. Agora já dou todos os dias. Mas o que eu quero deixar registrado é: siga a sua vida, faça da maneira que achar melhor, peça sempre orientação à Deus em tudo o que for fazer e escrever, pois minha querida, é muito difícil agradar às pessoas. Se você se reservar,vão ficar pedindo detalhes da sua vida, se você escancarar a sua vida, vão te julgar, e assim vai... Triste não? O ser humano é assim, um eterno insatisfeito. Peça sabedoria à Deus, e tenho certeza que você já é e continuará sendo uma excelente mãe! Beijos, com carinho, Fran
Mellina em 07 de Outubro de 2013 - 20:55:42
Mariahhhh!!!!!!!!
Não pare de nos participar dos detalhes do seu diário de mãe viu!!!
Pode ter certeza que quem está inomodada, dizendo porque você tem babá você é menos mãe, blá-blá-blá é dor de cotovelo!!
Esse incomodo pode ser também falta de condição financeira para pagar uma boa babá!!! Quem não ia querer uma babá em casa 24 horas por dia a disposição para ajudar no que der e vier? Quem falar que não quer é mentira!!!
Trocar fralda não torna nenhuma mulher mais ou menos mãe. Que colocação mais ridicula!! Afffff...
Só acho que você está muito mole em relação ao banho! Vai dar banho na M.A. que ela não quebra!!! hehehehe....
Parabéns pela sua princesa! Ela é muito linda!!!
Bjoss
celi em 07 de Outubro de 2013 - 20:49:58
bem, essa é a SUA opinião.. eu realmente não concordo mas respeito.. acredito que vc merece um tempo pra vc, se pode se dar ao luxo de contar com uma babá de confiança, mas acho que só iria pra casamento com a filhinha com menos de um mês se fosse tipo o do meu irmão... de resto, acho que essa fase inicial é muito delicada, e acho importante a mãe participar ativamente de todos os momentos. experimente dar banho, trocar fraudas.. acho q vc vai se sentir mais completa, pq logo essa fase passa.
e outra: sem querer ser "a chata", mas é a mesma babá q fica as 24h? pq se for, isso é muito errado, mariah.. :(
ela tbm precisa de um tempo pra ela. infelizmente por necessidade as pessoas se submetem a muitas coisas.
espero q vc aceite esse comentário, pq é apenas a minha opinião.. tb não sou rainha da verdade.
bjss
em 07 de Outubro de 2013 - 20:47:41
Ma, super concordo com você, o meu filho Antônio hj está com 3 ano e 5 meses, e quando ele nasceu eu tinha mt medo d td, d dar banho, trocar a fralda etc, e olha q eu sou pediatra então vejo e faço isso todos os dias da minha vida, mas quando é com o nosso filho td muda. Quando tive a minha segunda, Maria Valentina, já esteva bem mais tranquila. Eu deixei meu trabalho, e voltei apenas á cinco meses atrás, com minha MV já com um ano, e fiz isso para poder cuidar e criar os meus filhos, pelo menos no comeco, mas eu AMO oq faço, e n quis largar meu trabalho por mais tempo, mas nem por isso me senti menos mãe, e nem culpada, mas mesmo eu estendo em casa no começo n abri mão de uma babá, pois principalmente no meu primeiro filho me sentia insegura, e ter uma pessoa d confiança para lhe ajudar nesse momento é maravilhoso. Mas cada mãe cria seu filho como quiser, e como pd, só acho q devia haver um respeito maior.
Beijooos
Denise em 07 de Outubro de 2013 - 20:46:10
Mariah, acompanho seu blog a um tempinho e ADORO!!!!!!
Não ligue para essas pessoas hipócritas e invejosas. O importante é que vc está feliz e por conseguinte sua linda filha e seu marido. E vc está certíssima no que faz. E vc não deve explicações a ninguém.
Bjs

Alana em 07 de Outubro de 2013 - 20:43:38
Mariah, nao deixe de fazer os posts que você quer e que, principalmente, ajudam tanto a suas leitoras nao! Criticas virao de todos os lados, independente do assunto! Ter quem te apoie, torce e aplaude você sempre tera! Beijos
Tathi em 07 de Outubro de 2013 - 20:39:22
Mariaaahhhh, sua linda! Simplesmente ignore as pessoas que não fazem outra coisa a não ser criticar os outros... Será que elas são tão perfeitinhas assim??? Será que a vida delas é um mar de rosas??? Será que são verdadeiramente felizes??? Acho que não, Hein??!!! Acho que é totalmente ao contrário... São insatisfeitas, infelizes e invejosas. Cada um é cada um! Cada pessoa pensa e age de forma diferente - que bom, né?! Já pensou se esse mundo fosse feito de pessoas iguais??? Muito sem graça... Não?! Também vale lembrar: Só quem sabe de fato o que é certo e o que errado e pode nos julgar é DEUS! É com Ele que vamos acertar nossas contas no final de tudo... E se vc estiver de consciência tranquila de que está seguindo um caminho do bem, não tem que dar satisfações à ninguém. Continue sendo verdadeira no que vc faz... Acho que foi assim que chegou até aqui... E é assim que vc nos encanta! Delete o que não lhe fizer bem e faça uma oração por essas pessoas tão pequenas e pouco evoluídas. Eu, particularmente, adoro quando vc divide por aqui um pouquinho do seu dia a dia... Mas entenderei se vc optar por se reservar mais... Infelizmente esse mundo está lotado de gente carregada de energia negativa... E vc não merece isso! Não admita absorver nada disso - até pq passará para sua princesa! Olha só: Vc é uma pessoa de sorte e iluminada! Quantas gostariam de estar no seu lugar??? Quantas gostariam de ter uma babá 24h???? Quantas gostariam de fazer o sucesso que vc faz com o blog??? O problema é que pessoas invejosas não conseguem se alegrar com a felicidade dos outros... E por isso têm atitudes tão mesquinhas... Liga não! Saiba que tem gente que te adora, te respeita e só quer o seu bem! Sou apenas uma leitora do blog, mas desejo "TODO O AMOR QUE HOUVER NESSA VIDA" pra vc e sua família... De coração! Estou apaixonada pela M.A. (ela é tão linda e encantadora quanto vc!)... Fiquem com DEUS - que Ele afaste toda a negatividade de vcs e derrame muitas bênçãos por aí... Cada vez mais! Um grande beijo... =)
em 07 de Outubro de 2013 - 20:38:38
Mariah ,como pode ....ela é a cara da Vivi,sua afilhada....


Muuuuito rs!!!! Todo mundo fala isso! Acho que é de tanto que amo a Vivi, a minha filha nasceu parecida hahaha!
Bjs!
em 07 de Outubro de 2013 - 20:37:02
Oi Mariah.. Eu li o post e fiquei surpresa ao você dizer que nunca deu um banho na sua filha. Não sou mãe, mas tenho uma irmã 11 anos mais nova e tenho um sobrinho, e eu fui mãe dos dois praticamente. Como pra mim essa rotina de criança já foi tão comum, achei estranho. Mas, jamais, em hipótese alguma eu julgaria você, acho que cada um tem uma forma de conduzir as coisas. E a criação da sua filha é um problema seu. Se você tem uma babá de confiança que pode te ajudar dessa forma, que ótimo. Eu acho que muitas que criticam provavelmente são mães que desejam ou desejaram muito ter essa opção. Concordo muito que você tem que viver sua vida, meus pais eram super festeiros e nem por isso eu fui mal criada ou tenho qualquer trauma. Acho que criticas maldosas e invejosas sempre vão existir, e você precisa aprender a ler e ignorar. Essas pessoas não são felizes de verdade, e tem prazer em palpitar a vida alheia com o modelo de vida perfeita que só existe na teoria. Eu gosto muito do seu blog, e de você como pessoa, acho de uma simplicidade e sinceridade ímpar. Não sei se você vai se lembrar de mim de outros comentários. Mas sempre que comento estou elogiando você e sua maneira de ser. Não deixe de fazer seu blog como você gosta, é super gostosa essa troca que temos aqui no blog, essa proximidade faz muito diferença. Ignora essas pessoas. Você é linda, tem uma filha linda, um marido lindo... Uma família feliz. E isso traz inveja mesmo. Reza, benze... E aprenda a ignorar esse tipo de leitoras, assim como tem as que te criticam, tem as que te admiram, como eu. Um beijo com carinho
Izabela em 07 de Outubro de 2013 - 20:30:36
Acho que as pessoas estão um pouco enganadas. Ser mãe tem um significado tão amplo e ficar presa não é um deles. As pessoas são egocêntricas e muito egoístas, são essas que talvez podem não ser boas mães... Não sabe aceitar a opinião do próximo, não sabe ouvir o próximo. Ninguém é obrigado a concordar com ninguém, muito pelo contrário, acho lindo a diversidade de opiniões em relação a esse assunto, mas o respeito é algo fundamental e essencial quando se está em uma discussão. Uma mãe que não tem espaço para si mesma, que não pensa em si, jamais fará com que seu bebê se sinta bem também... A gente só dá aquilo que temos, se temos alegria, paz e tranquilidade com nós mesmas, passaremos isso ao bebê. Já aquelas mães que estão exaustas, pois não saem e não pensam em si, qualquer coisinha que o bebê faz já é motivo para a mesma ficar irritada. Sempre achei o máximo você contar detalhe por detalhe de tudo o que envolve a sua vida pessoal para as leitoras... Mas a partir do momento que as pessoas não respeitam a sua opinião e a sua vida, a melhor coisa que você faz é evitar de falar sobre. Talvez seja realmente por isso que o mundo está dessa forma, as pessoas tem a mente muito fechada! Do fundo do coração, eu estou super indignada com a arrogância de certas MULHERES. Cada um tem a sua vida, cada um cuida do filho da forma que acha certo, se não concorda com algo da vida de outra pessoa... Respeite. Beijos Mariah, você está de parabéns pela filha LINDA que você tem, e também por ser uma ótima mãe, deixar bem EVIDENTE de que você é uma ótima mãe. Sempre preocupada com o melhor para a linda M.A!!!!
silvia s silva em 07 de Outubro de 2013 - 20:21:43
Mariah, desencana e continue sendo feliz do jeito que vc quiser. Também sou mae e sei que muitas vezes temos necessidade de continuarmos sendo mulheres. Se vc tem condições de ter uma babá qual o mal disso. Continue linda, rica e feliz!!! Esquece esse povo que pensa pequeno.
Paula em 07 de Outubro de 2013 - 20:18:38
Mah! Nunca mais comentei aqui (depois do instagram, fica mais facil falar por lá rsrs) mas hj tive que escrever aqui. Não adianta, tudo o que vc falar, as pessoas vão cair em cima de vc!!!!!
O jeito (infelizmente) vai ser vc contar menos detalhes do seu dia a dia com a MA :(
Eu não sou mãe, mas acho q quando eu tiver um filho vou ter medo ate de segurar, imagina dar banho hahaha. Isso não faz de vc menos mãe de maneira alguma. Daqui a pouco a babá que vai ficar olhando vc dar banho e trocar a fralda da MA, vc vai virar expert haha.
E quanto a sair, tenho certeza q vc não sai todas as noites e deixa sua baby "sozinha". Vc foi mãe, mas tem que trabalhar, ser esposa, dona de casa e tudo mais. A verdade é que as pessoas gostam mesmo é de dar palpite na vida dos outros e as vezes nem podem servir de exemplo. Não fique chateada, deixa falar o que quiserem, não dê importância. O importante é vc estar com a consciência tranquila de que faz o que pode por sua filha. Cada mãe tem sua maneira de educar o filho. Eu quando for mãe, ACHO que não terei babá, mas isso vai de cada uma e de cada rotina familiar. Enfim, tenho certeza q vc é e continuará sendo uma super mãe. Ah! vc esta mais linda ainda depois que teve a Maria Antonia. Alegria estampa no rosto e no olhar. Sou mega fã sua!!!! Espero um dia te conhecer. Beijos.
Joana em 07 de Outubro de 2013 - 20:15:58
Tomara q qdo eu tiver meus filhotes tenha alguém pra trocar fralda!rs Mas falando sério, vc está mais do q certa, ser mãe não é doença e vc não tem que abdicar de tudo! Minha mãe é jornalista, qdo eu era pequena trabalhou por vezes de madrugada nos plantões q tinha(até no Ano Novo!), nunca deixou de fazer nada por mim e nunca deixou de estar comigo em todos os momentos! Isso só me mostrou como ela é uma mulher que busca ser feliz em todos os aspectos da vida, como mãe, profissional e mulher! Faça o que vc acha que é certo pq com certeza é o que é certo pra SUA família!Bjs
ester queiroz em 07 de Outubro de 2013 - 20:12:03
MARIAH lindinha, só digo uma coisa.
desde que o mundo é mundo existe a INVEJA.
beijos boa semana com a Maria Antonia e o maridão

ester
Gisely em 07 de Outubro de 2013 - 20:11:17
Mariah! Tudo bem? É um privilégio pra poucas ter uma babá de CONFIANÇA pra deixar seu baby. Você merece tudo o que tem, sua família está linda! Acho que você está certa em continuar sua vida pessoal normalmente. Não liga pra esses comentários maldosos que surgem. Quem te acompanha, conhece o teu blog sabe a pessoa boa que tu és!

:**
Fernanda em 07 de Outubro de 2013 - 20:07:35
Ah...só para completar, pq vi que vc vai fazer um post sobre seu parto..O meu foi cesárea também, foi tudo muito bem, e PARA mim, PARA minha saúde mesmo que seja psicologicamente falando, foi muito bom ter marcado meu parto, com a minha médica, minha ansiedade foi muito menor, programei tudo, e minha filha nasceu super saudável, eu passei muito bem, e não vejo nada na minha filha de diferente por ter tido cesárea. Cada um escolhe o que quer, para esse momento mágico ser realmente mágico! Não amo menos minha filha por ter feito cesárea. Ser mãe não é apenas ficar horas em trabalho de parto, existe uma vida inteira para vc mostrar para o seu filho o quanto vc o ama!

Antes de me criticarem tbm...acho o parto normal lindo, acho que deve ser incentivado sim, mas não foi para mim, NÃO era o que EU queria.E foi tudo lindo mesmo assim!
Aline Brazolotto em 07 de Outubro de 2013 - 20:01:43
Mariah.
Queria te falar uma coisa de mãe pra mãe!!! Tenho dois garotinhos, um de 2 anos e outro de 9 meses, e não tenho babá!!! Moro em SP e minha vida é super corrida, conto com a minha mãe e a escolinha que escolhi a dedo para eles. No meu primeiro filho eu saia bastante de final de semana, sempre gostamos muito de ir em shows, e sempre que tinha algum bem legal, pode ter certeza que estávamos lá!!! Minha mãe ficava com meu pequeno para que eu e meu marido nos divertíssemos. Quando tivemos o segundo filho nosso ritmo mudou muito, mesmo pq seria uma falta de noção deixar minha mãe com dois bebes. Portanto nossos passeios ficaram bem escassos.

Não me arrependo UM ÚNICO MINUTO de ter saído, ter me divertido. Isso fez bem pro meu casamento e pra minha rotina familiar. Precisamos estar bem, felizes, sair de casa é arejar a cabeça.
Quando vc fica 100% do tempo dentro de casa, principalmente nos 3 primeiros meses do bebê por conta das vacinas, acabamos virando pessoas desinteressantes, tanto para os amigos quanto para o marido. Os assuntos sempre serão fraldas, dia a dia dentro de casa, coisas de bebê, o que está passando na tv, e tem uma hora que isso se torna tão normal que esquecemos que precisamos falar sobre outros assuntos, amenidades, sabe??? Se manter antenada, saudável mentalmente e sair de vez em quando não faz mal a ninguém!!! Isso não significa que vc ama menos ou que seu filho vai te amar menos!! O que vai balizar o quão boa mãe vc é com certeza será o carinho, a paciência (pq jaja vc vai precisar de muita), o cuidado, o amor que vc tem por ela, e não as poucas horas semanais que vc passa longe a pequena.

Espero do fundo do coração que o comentário dessas mães não atrapalhem sua vida e de forma alguma faça com que vc mude suas atitudes com relação a MA. Vc está corretíssima.

Infelizmente, ainda hoje vemos como as pessoas são desinformadas e medíocres. Não fique triste, viva sua vida como tem feito!!!
Com certeza vc tem o segredo da felicidade, e vc passa isso sempre!!! Grande bjo pra vc e sua família linda.
Fernanda em 07 de Outubro de 2013 - 20:01:08
Olá Mariah,
Eu concordo plenamente com vc.
As pessoas tem mania de criticar o que elas nem sabem, muitas meninas e mulheres que nem são mães vem criticar algo que elas nem vivenciaram. Ser mãe é muito mais que trocar uma fralda, ser mãe é ser presente, educar os filhos, se divertir com eles. De nada adianta uma mãe que faz tudo, troca, nunca sai de perto, mas que vive stressada, e que está sempre ocupada para dar atenção para seu filho. Quantas mães estão sempre presentes em casa, mas não é presente para o seu filho. Quantas mães que ficam doentes por não ter um mínimo de tempo para ela, para o marido, deixam de ser mulheres, de se cuidar, de ter amigos. Eu tive minha filha aos 22 anos. Era nova, mas era madura o suficiente para cuidar dela. Ela nasceu, eu cuidava dela, amamentei até 5 meses, pois emagreci muito e o pediatra e a minha médica pediram para eu parar. Acho importante a mãe amamentar pelo menos até seis meses, mas tem mãe que não consegue, a minha mãe, nunca conseguiu, e eu não vejo diferença nenhuma na minha saúde se ela tivesse amamentado, e eu a amo absurdamente. Minha filha, tem 5 anos, até hoje NUNCA tomou um antibiótico. A única coisa que ela tomou, foi Tylenol infantil, por uma febrinha ou outra que teve. Tenho minha mãe que me ajuda sempre que preciso, e que sempre me incentivou a sair com meu marido e minhas amigas, pq é preciso que a mãe tenha seu espaço e se divirta, o lar fica mais em harmonia. Sempre sai, sempre saio, viajo com ela, tbm viajo sem ela. E minha filha é super minha amiga, ama ficar comigo, participo de tudo que tem na escolinha dela, eventos,reuniões,ajudo nas tarefas escolares. Mariah, aposto que vc, como eu, saimos com o coração apertado, e tbm acredito Ma, que vc tbm fique com seu celular ligado para qualquer problema que ocorra e tbm sei que vc vai estar la correndo caso precise de vc. Saia,se divirta, e ter uma filha,é ter uma amiga e companheira para sempre! Dê sua opinião sim...os hipócritas vão discordar, pois não tem nd mais o que fazer...e enquanto esses hipócritas e egoístas estão ai perdendo tempo só para criticar...cadê seus filhos? É esse o ensinamento que vcs passam para eles? Ficar criticando tudo na vida dos outros? É com eles que vcs devem se preocupar de passar algo bom. Faça criticas...construtivas!
Bjo Mariah...beijo na Maria Antônia!!


Querida Fernanda, obrigada pelas palavras de carinho!!! Realmente, quando saio, meu pensamento não sai da minha filha rssss. A gente sai para distrair, mas acaba sendo ao contrário né? Mesmo assim, acho super certo sair de casa e curtir com o marido, não há nada que me faça mudar de idéia. E sobre a babá... Tem gente que acha que, pq tenho babá, eu não me preocupo. Engano delas! Mesmo com a babá durante a noite, eu durmo com a babá eletrônica ligada, a M.A faz um barulhinho, eu já vou lá correndo rs... Tenho uma babá que de fato entende muito mais do assunto que eu, pois sou mãe há 45 dias e ela cuida de bebês há 20 anos. Uma babá dentro de casa me tranquiliza, mas cada mãe é de uma forma.
Bjs!!!!
Thamy em 07 de Outubro de 2013 - 20:00:54
Mariah, ainda sou nova e não penso em ter filhos logo. Mas quando vem o assunto na minha cabeça, vejo que quero conseguir se mulher e ainda trabalhar depois de ser mãe. Vejo tantas pessoas que esquecem de viver as suas vidas e depois ficam um pouco frustradas e não acho legal!
É uma pena que por essas pessoas grosseiras que só sabem apontar o dedo para os outros não vamos mais poder acompanhar esses momentos lindos da sua vida.
As vezes quando eu vejo alguns posts, fico emocionada como se você fosse alguém da minha família!
Seja feliz, isso que importa. Dá pra ver de longe o quanto seu coração é bom e o quanto você se esforça pra dar o seu melhor.
Fica com Deus.
Lilian em 07 de Outubro de 2013 - 19:55:36
Mariah, a partir do momento que nos expomos damos certo direito para que as pessoas opinem sobre a nossa vida. Eu não concordo com a maneira que você faz, mas isso não me dá o direito de te agredir ou se meter na sua vida. Cada mãe sabe o que é melhor para a sua família e o que funciona. Mas se você aceitar um conselho, faça mais coisas práticas pela sua filha, arrisque-se no banho, troque mais fraldas, esse tempo passa rápido e também no dia que a babá faltar você sabe exatamente como lidar e sua filha não vai estranhar, porque ela se acostuma do modo que a babá faz. E inclua seu marido nesses afazeres, o banho cria um elo grande entre o bebê e o pai, assim como trocar fraldas. Muitos livros dizem que assim como amamentar é importante para criar um elo entre a mãe e o bebê, o pai dar banho é parecido. Bom, foi apenas um conselho, você acata se quiser. Acho que você tem sorte de poder ter uma babá, de poder se cuidar, sair com seu marido e ter um tempo para si, eu não tive e muitas vezes senti muita falta, mas isso me deu oportunidade de aproveitar essa fase que passa muito rápido. No mais, boa sorte!
Renata Barreto em 07 de Outubro de 2013 - 19:55:03
Mariah,

Eu também tive uma babá de confiança (e 24 horas, como você diz..).
Sempre saí de casa tranquila e só arrisquei dar banho com 6 meses!!!

Minha filha é super desenvolvida, saudável e apaixonada por mim!!!

Seja a melhor mãe que você pode ser para o SUA filha e não para o resto do mundo!!!

Beijos
Mari em 07 de Outubro de 2013 - 19:51:10
Nããão!!! Nunca comentei no blog, mas dessa vez não pude me conter: não deixe de contar suas experiencias, são muuuito valiosas! O principal motivo de acompanhar o blog é justamente o fato de você ser tão próxima e verdadeira com suas bloguetes. Você é uma fofa e sua família, linda! Parabéns e muitas felicidades, Mariah! Beijos ;*


Fofa!!!!! :-) Tenho este defeito, sou verdadeira DEMAIS neste blog. Tudo o que escrevo vem lá do fundo e talvez isto seja um pouco imaturo, pois esqueço que existe pessoas que não respeitam em alguns momentos...
Obrigada!!!! Bjs!!!
Dalila em 07 de Outubro de 2013 - 19:50:02
Mariah, vc e a MA são lindas! Adoro ler os seus posts e acompanhar tudo o que te acontece há muito tempo! Nao de bola para quem não te respeita, tem bloguetes que te adoram! Mas se eu puder te dariam conselho... Se inspira na Marina para falar da filha! A Maria posta tudo e linhas gerais sobre a MV, não tem muitas fotos dela no blog e tudo o que sabemos é bem por cima, sem muitos detalhes! Sei que vc nao é assim pq adora contar tudo pra gente, né? E nos amamos! Mas acho que quando se trata de um filho vc deveria guardar mais esses momentos pra vc! Compartilhe sim conosco o batizado, o cha da vovó, cha de bebe, etc... Eh bom pra gente ter ideias de decor, Lola e organização, mas preserve a MA e os seus sentimentos ao máximo! Guarde pra vc e só nos conte o necessário, ta? Beijos e felicidades pra família!
Gabriela em 07 de Outubro de 2013 - 19:47:58
Mariah, sou sua leitora antiga e sempre admirei muito o seu trabalho. Também respeito suas opiniões, afinal, cada um cuida da sua vida, e toda mãe age pensando no melhor dos filhos, ainda que cometa erros.

Porém, tenho que confessar que fiquei pasma quando li que você nunca deu banho na sua filha, porque tem medo. Que fique bem claro: acho muito válido você ter uma ajuda, acho que toda mãe precisa de uma forcinha as vezes; e também acho que você tem que tentar aos poucos ir retomando à rotina, dando uma saidinha aqui ou ali, faz bem pra nossa cabeça...Acontece que, como eu falei, é "retomar aos poucos"; não 100%. Você tem que entender que agora as coisas vão sim ser diferentes, talvez você deixe de fazer coisas que fazia antes, mas por outro lado vai ganhar momentos inesquecíveis, e querida, não dar banho na sua filha eu acho que é uma atitude muito egoísta. O bebê precisa ter o contato com a mãe, não tem jeito, é da nossa natureza... a impressão que dá, é que você não estava de fato preparada pra ser mãe...desculpe falar assim, mas poxa, nós somos mulheres!! guerreiras, e caramba, temos mesmo nessas horas que "meter a cara" na função, acho que esses momentos são muito preciosos pra terceirizar...agora é o momento da MA!! você fala que quer que a MA seja independente, mas você não tem confiança em si própria! O mundo lá fora já é bastante hostil, temos que ter medo do que podem fazer com eles lá fora, não dentro de casa.
Não adianta fazer mil chazinhos, comprar mil roupinhas, é muita pompa, pra pouca mão na massa!! Tenha certeza que sua filhinha deseja muito sentir que a mãe dela sente prazer em dar banho, deixar ela cheirosinha, trocar a fralda...crianças são muito sensitivas.

Enfim, desculpa se te ofendi com algum comentário, desejo o melhor pra vc e sua família.



Cris Medeiros em 07 de Outubro de 2013 - 19:47:30
Mariah, você está certíssima em continuar sua vida após a maternidade!
Tive depressão pós-parto quando tive meu primeiro filho e um dos motivos acredito ser porque parei de trabalhar. Ficar 24h me dedicando apenas ao meu filho me fez sentir-me improdutiva, sabe?
Dei o primeiro banho no meu filho quando ele tinha 5 meses e mesmo assim não me sentia menos mãe por causa disso.
O que importa é você estar feliz e sua filha bem cuidada. Ninguém vai oferecer-se pra te ajudar, mas para criticar aparecerá pessoas de todos os lados. Lembre-se disso!
Deus abençoe vocês! Beijo
Mariana Gomes em 07 de Outubro de 2013 - 19:45:08
Olá, Mariah!!! Lamento isso tudo que está acontecendo, pois adoroooo qndo vc conta sobre sua filhinha!! Um Sra., minha amiga, comentou comigo (qndo contei que estava pensando em engravidar, mas que tinha medo do trabalho que dava) que trocar fralda e passar a noite em claro é fácil...o difícil é educar e transformar seu filho em uma pessoa do bem...DIGNA....que o difícil é qndo seu filho chegar em casa, dizendo que está se separando da esposa...Ou seja...
Ser MÃE é mto mto além de trocar fralda e não importa a quantidade de horas que vc passa na sua casa, mas sim a qualidade dessas horas. Minha mãe sempre trabalhou mto, desde que eu era pequena, mas ela é a melhor mãe do mundo para mim...sempre soube td da minha vida, pela minha voz no telefone, já sabe se tem algo de errado acontecendo!!
Infelizmente, as pessoas acham que podem falar o que bem entendem pela internet. Não pensam que cada uma faz o que quer e da forma que quer. Então, continue sendo a mesma blogueira, mãe e esposa de sempre. Pois foi por isso que vc se tornou quem é hj (entro faz tempo no seu blog).
Sua família é tão linda que algumas pessoas não sabem lidar com isso...se não gostam é simples...é só não entrar no blog não é?!! rs
E por sinal...vc estava simplesmente linda no casamento!!!
bjs
em 07 de Outubro de 2013 - 19:43:39
Olá!
Mariah, a muito tempo acompanho o teu blog...sempre gostei de ti, das coisas que tu escreves. Como tu dissestes cada um tem sua opinião e sua forma de criar seus filhos... Não fica chateada com o que falam ou deixam de falar sobre ti e sobre a tua rica filha, as pessoas tem inveja!
Pena que as pessoas não sabem respeitar a opinião dos outros..
carolina em 07 de Outubro de 2013 - 19:41:43
parabéns, mariah! filha linda, família linda e muito amor! dá pra ver e até sentir a felicidade que transborda desse sentimento belo e único q une vocês!
Patty em 07 de Outubro de 2013 - 19:33:20
Eu não acredito que isso gerou polêmica. Em primeiro lugar, cada um cria o filho do jeito que bem entender. Segundo, acho um erro muito grande das mães, depois do nascimento dos filhos, se dedicar EXCLUSIVAMENTE a eles. Não é porque teve filho que deixou de ser esposa, filha e SOBRETUDO mulher. Tem que se cuidar mesmo, passear com o marido, cuidar da vida profissional. Desculpa a sinceridade, mas experimenta não se cuidar depois do nascimento do filho e não dar atenção pro marido: em pouco tempo vc se torna mãe solteira. Infelizmente, a sociedade exige que a mulher seja polivalente.
Manuela em 07 de Outubro de 2013 - 19:26:05
Mariah, te sigo ha tempos. Hoje me senti na obrigação de falar. É admiravel a mulher que consegue conciliar a vida, se divindo entre filhos, marido, profissão e a sua própria vida (porque nos tb temos vida, ne).
E por pior que seja, penso que deverias fazer isso mesmo, se reservando mais. As pessoas so querem falar mal, independente do que for.
É isso.
Beijos, Manu.
Tassi em 07 de Outubro de 2013 - 19:18:09
Fiquei um pouco assustada quando você disse que dá de mamar sempre que a babá fala, pensei que não estava dando seu leite, que bom que vc explicou depois =). Sempre acompanhe tudo da sua filha com um bom pediatra, tá? (Estudante de medicina falando aqui xD).Talvez vc já saiba, mas só pra te lembrar: dê SÓ leite materno até os 6 meses, depois disso vc começa a dar comidas diferentes, papinha amassadinha com a colher, suco. Não dê nada com soja e nem leite de vaca no primeiro ano. Desculpa se isso parecer intromissão, mas eu vejo tanta mãe dando comida errada pras crianças... dá agonia, sério.
E talvez seja melhor você não se expor tanto mesmo. Cria sua filha do jeito que vc achar melhor, desde que ela aprenda a respeitar as pessoas (e os animais também, estão esquecendo de ensinar isso pra muita criança por aí). De resto, se vc tem a sorte de ter a babá... aproveita xD.


Tassi!!! Não falei isso não rs, falei que dou mamá sempre que ela pede, ou seja, a MARIA ANTONIA! Livre demanda, sabe?
Ainda estou dando SÓ leite materno, espero conseguir o máximo de tempo possível!!!!
Bjs!
em 07 de Outubro de 2013 - 19:16:43
Oi, Mariah!
Tudo bem?
Assim como a Nubia, também nunca comentei no blog, mas sempre acompanho e realmente gosto muito de tudo que você posta. Acho que justamente porque acredito de verdade no que você escreve, e acho que é justamente essa sua sinceridade que faz com que você tenha tantas fãs. Te sigo no insta, e vejo o tanto de gente que faz umas críticas que, JURO, é difícil de acreditar. Fico triste em saber que, por conta de alguns comentários realmente infelizes, talvez as pessoas que realmente gostam do blog e de você (mesmo sem te conhecer) passem a conhecer menos o seu dia a dia. Mas, entendo e acho que agiria da mesma forma. Só gostaria de dizer que, para algumas pessoas, realmente é difícil respeitar a opinião do outro. Não concordar, porque em nenhum momento você tenta "catequisar" ninguém (eu, inclusive, não concordo com algumas opiniões), é saúdvável, afinal, cada um tem a sua opinião. Mas, acredito que o que falta seja apenas o respeito à opinião do outro. Enfim, mesmo que você passe a se "preservar" um pouco mais, saiba que tem muita gente que gosta muito do seu jeito simples e leve de mostrar seu dia a dia, e respeita muito seu trabalho. Eu, como uma "fã" mais tímida, agradeço por você dividir tudo isso com a gente! E, honestamente, espero que você não pare! Um beijo e boa sorte! :)
Hellen em 07 de Outubro de 2013 - 19:12:39
Aiiii que gente chata e mau amada !!!! Sou mãe e eu preciso de tempo sozinha também! Ser mãe tem relação com qualidade e não quantidade!!! Continue assim!!! E dê banho nela logo!!! Rsrs é uma delicia!!!! Bjosdsss
Camila em 07 de Outubro de 2013 - 19:08:46
Olha, COMO ASSIM VC NÃO DA BANHO NA SUA PRÓPRIA FILHA???? A maioria das mulheres no Brasil e no mundo tbm são TRABALHADORAS, MULHERES E ESPOSAS, com menos flexibilidades no trabalho que uma blogueira tem... e nem por isso não tem tempo pros maridos, pra si e para os filhos... E olha, vc me desculpa... mas a sua filha realmente não vai te amar menos, mas com ctz vai ter sentido falta da mãe dar banho nela
Larissa em 07 de Outubro de 2013 - 19:06:25
Olá, Mariah! Tenho certeza que você ama sua filha incondicionalmente, acho ótimo que você tenha momentos de lazer, curta muito o seu marido, trabalhe e tudo o mais. Sou psicóloga e sei que existem mil regrinhas, mas tem algumas que são realmente muito importantes no primeiro ano de vida e que precisam sim ser seguidas, tanto pra saúde física quanto emocional dos bebês. Fico feliz que você esteja amamentando, além de alimentar e proteger o bebê fortalece o vínculo mãe-bebê, assim como a troca de fraldas, o banho (tem um vídeo muito legal na internet de um banho terapêutico, assista!) e tudo mais que você citou fazer com a sua filha. Confie em você mesma, tenho certeza que você vai super dar conta! Muitas mães sentem-se inseguras e acabam se virando muito bem, assim como você tem sido uma ótima mãe! Por melhor que seu filho seja cuidado pela babá, vó ou quem quer que seja, nada substitui o cuidado da mãe! Você fazer tudo isso pela sua filha não significa que você precisará ficar feia, com olheiras e exausta.
Entre todas as regrinhas que os médicos e psicólogos orientam a serem seguidas, destaco que lugar de bebê dormir é no berço, não é na cama do papai e da mamãe!!! na cama é perigoso demais (morte súbita)e além disso, as crianças crescem com muitas dificuldades emocionais e de comportamento.
Boa sorte!
PAULA BARRETO em 07 de Outubro de 2013 - 19:05:59
Meu nome é Paula tenho 28 a sou enfermeira oncologista de formação. Atualmente,sou mestranda pela CAPES e primeira dama de Franco da Rocha-SP. Adooorooo seu blog,suas dicas e seu bom gosto. Quanto a esse post sair ou não sair confesso q te entendo,tb tenho millll compromissos. Mas,por outro lado fiquei chocada com um comentário. ... q vc assiste quase td troca de fraldas. Como assim???? Não te julgo,mas no país em que vivemos a minoria da minoria das mães não assiste astrocas de fraldas por vários motivos..... quem te julga faz isso Por falta de babás,por escolha e até por machismo mesmo de achar que essa ação é uma obrigação. Mas Parabéns por levantar sua bandeira. Estou com 36 sem e confesso q ao ler me choquei. Quando a minha pequena nascer te falo se não sai de perto dela pq não consegui ou pq decidi fazer isso.
Mariana em 07 de Outubro de 2013 - 19:04:24
Mariah eu adoro vc e seus posts com detalhes de sua nova fase. Não liga para os comentários desse povo, quem critica com certeza tem inveja. Sua família é linda! Vc é uma fofa! Bjos
Monica em 07 de Outubro de 2013 - 19:01:29
Mariah, sou uma leitora eventual de seu blog. Hoje resolvi comentar porque concordei com tudo que você disse. Tenho um bebe de 04 meses e não tenho babá ( não consegui ninguém de confiança) e tenho que me virar sozinha. Amamento exclusivamente e posso te dizer que você está certíssima, a vida continua! Pelo menos uma vez por semana dou um jeito de sair a noite com o marido ( entre uma mamada e outra pq não consegui me adaptar a "ordenha"). Existe uma verdadeira patrulha em relação as mães e seus bebês. Se não amamenta no peito você não presta, se amamenta tempo "demais" é feio. Se opta por cesarea é uma péssima mãe... enfim cada um sabe o que é o melhor para si e para seus babies.

beijos e eu também não tinha coragem de dar banho no baby quando ele era pequenininho, meu marido é que dava haha
Aline Teixeira em 07 de Outubro de 2013 - 19:01:09
Povo besta! Se eu tivesse dinheiro e uma pessoa de confiança para contratar, faria o mesmo!
Ju em 07 de Outubro de 2013 - 18:59:31
Não sou contra você sair pra se divertir eventualmente, acho que é normal e importante. Mas sou contra SIM você nunca ter dado um banho na sua filha e não trocar as fraldas dela. A primeira infância é fundamental e é nela que se forma um vínculo entre mãe e filha. Vai ser doloroso pra você quando sua filha se machucar ou ficar triste e pedir apoio a babá, porque quem sempre colocou a mão na massa foi ela enquanto você assistia. Não perca esse tempo tão maravilhoso da vida da sua pequena, troque as fraldas dela e dê banho. Esse tempo não volta nunca mais.
Ana Paula em 07 de Outubro de 2013 - 18:57:54
Mais do que certa! A bem da verdade é que qdo falam de filhos nunca ninguem fala pra gente o quanto é dificil o momento pos parto, o quanto muda nossa vida, o quanto da trabalho, nossa cabeça a mil, um turbilhão hormonal, a cobrança da sociedade e a nossa mais pura vontade de voltar a viver a nossa vida e deixar de viver apenas em função do bebe, nem que seja um pouquinho...Sim, precisamos de um refresh no dia dia, porque viver apenas em função do bebe estressa, abala a intimidade do casal, acaba com a auto estima....somos mães, Mulheres, Profissionais, esposas e temos que aprender a lidar com tudo isso como vc mesmo disse, sem neura! Mas acustume-se críticas SEMPRE virão! Parabens pelo seu presente e que Deus abençoe cada vez mais essa boneca, bjos pra vc e pro seu marido, linda familia formaram!
Simone G. em 07 de Outubro de 2013 - 18:53:29
Oi, Ma!
É isso aí! Concordo plenamente com vc! Cada um sabe o que é melhor para si e para sua família. As pessoas precisam parar de julgar e respeitar o que o outro faz. Não é porque teve um filho que tem que se anular, a vida continua,o marido ainda existe e é lindo, então, trate de ficar linda mesmo e namorar muuuuuito!
Tô amando acompanhar o crescimento da nossa bonequinha, não deixe de nos mostrar fotinhos dela, hein, Ma!
Ah, a maternidade fez muito bem para vc, está com um rosto iluminado!
Bjinhos estalados na Maria Antonia e outro pra vc!

Simone

Eliana em 07 de Outubro de 2013 - 18:52:13
Mariah, sigo você no Instagram e vi os comentários. É triste com o IG perdeu sua essência, virou um ring onde as pessoas de forma anônima acham que podem agredir verbalmente, criticar, dar opinião no que não lhe diz respeito. Não é pq vc posta uma foto em uma festa, que as pessoas tem o direito de falar o que quiserem. Ótimo post, mas você nem precisava! Você é uma mãe dedicada, percebemos de longe! Cada um sabe o melhor pra si é para seu filho e ponto final! Parabéns pela sua postura e pelo blog que acompanho diariamente. Não esqueça de postar o look do batizado! Rs Beijos Eliana
Marta Junqueira em 07 de Outubro de 2013 - 18:45:41
Ola Mariah....
tenho dois filhos uma garota de 18 anos e um adolescente de 14 anos. Sempre trabalhei fora,sou fonoaudióloga, mas com a comodidade de horarios tendo em vista que tinha consultório e podia montar minha própria agenda.
Assim que a Bruna nasceu. fiquei alguns dias, quase meses rsrsrs na casa de minha mãe ...tive a oportunidade e o prazer de uma babá/avó 24 horas por dia sendo que foi a primeira neta da família. Também tive uma mãe que trabalhou fora e nem por isso tivemos menos amor e carinho, pelo contrário, nos deu todo o seu amor e nos deu também a autonomia e nos ensinou a caminhar com as próprias pernas, como minha avó dizia !filhos devemos criar para o mundo!com muito amor e atenção.
Concordo plenamente com você nos aspectos de que devemos dar um novo sentido em nossa vida porém devemos continuar com nossa rotina...somos mãe mas somos profissionais, esposa e dona de casa...e posso garantir que os filhos são mais felizes assim...hj minha filha está na faculdade totalmente independente e bem resolvida. Ama a família e sabe bem o que quer e tenho certeza que foi toda a trajetória que percorremos juntas, porém respeitando a individualidade de cada um.
Temos sim que nos divertir e fazermos o que nos dá prazer para que assim nossos filhos também sejam mais felizes.
Bom é isso ...te admiro e acredito que vc está muito certa.
Bjs com carinho

Marta Junqueira

Josefinne Pacheco em 07 de Outubro de 2013 - 18:44:33
Mariah, tem gente no insta que é muito chato isso sim!! Todas devem ser super mães deviam até escrever um livro! Acho que você está super certa em sair e criar a sua filha do jeito que você acha certo e também do jeito que se sente feliz e confortável.... Tirando como exemplo a minha própria mãe que infelizmente não tenho mais comigo hoje, só me deu banho com quase 2 meses de vida! Tinha medo de me machucar! Ai algumas pessoa podem pensar nossa que absurdo! Ela mesmo que não me dava nem banho me levava para ver jogos de futebol na minha cidade junto com meu pai! Imagina.... Aquela gritaria, perigo de confusão.... E eu lá amarradona no meu bebê conforto! Rs
Me criaram super bem! Embora na época muita gente falasse mal e julgasse aqueles atos....
Cresci super bem! Amo eles! E to aqui pra comprovar isso!!
Crie sua MA do jeito que seu coração manda! Você nunca estará errada!!

Um beijo!
Nubia em 07 de Outubro de 2013 - 18:17:04
Nunca comentei no blog, mas estou vendo que já estão de chicoteando em praça pública por você ter medo de dar banho na Maria Antonia. Só queria dizer que NÃO AGUENTO esse povo que acha que pra você ser boa mãe tem que ficar insone, com olheira, ter parto normal numa banheira na sla de casa, amamentar até os 5 anos, nunca das chupeta, nunca dar mamadeira, etc. Gente, a criança é pequena, é normal ter medo! E se tem alguém que possa fazer isso por você, por que não? Meu marido é quem vai dar os primeiros banhos na minha Luísa, quando ela nascer, porque eu tenho medo também! Como ele já tem prática, melhor que ele dê! Odeio gente que fica cagando regra e achando que se você faz A ou B você é mais mãe ou menos mãe.
Beijos e parabéns pela Maria Antônia.
Luciene em 07 de Outubro de 2013 - 18:13:41
Mariah, só tenho uma coisa para te dizer...Vc esta certíssima...

Algumas pessoas são hipócritas, dizendo que isto é um absurdo e bla, bla, bla, mas na verdade é tudo o que elas gostariam de fazer. Eu deixei de fazer muitas coisas com o nascimento da minha filha que hoje esta com dois aninhos...E me arrependo...Não por ela, que é o que tenho de melhor na minha vida...Ela é meu amor, por ela mato e morro..

Mas acho que poderia ter sido mais light..Fui madrinha de casamento 25 dias após o nascimento dela e não fiquei 1 hora na festa por neuras..Hoje me arrependo...

Então curta cada momento como sua mae disse, sabias palavras...

Se eu tivesse condições de ter uma baba 24 horas aproveitaria o máximo tudo tb...

Aproveite...

Camila Listoni em 07 de Outubro de 2013 - 18:07:49
Mandei no seu face pessoal.. O único que achei! Tenho a marcela e a marina no face menos vc hahaha me manda email pra eu conseguir seus contatos e te passar os meus! Quero te mandar as fotos e um cd que tenho em casa! E ai conversamos! Meu email fica marcado ai ne?! Vou esperar! E quero conhecer essa fofaaaa! Fiquei apaixonada ja pelas fotos! Beijossss e o meu instagram é @calistoni ! Te sigo lá (obvio ne!!) sdds!!
Luana Siqueira em 07 de Outubro de 2013 - 17:58:13
Oi Mariah,
Boa Tarde!

Tudo bem com você? Espero que sim!

É interessante ver como as pessoas reagem ao nosso comportamento. Meu bebê tem 1 ano e 8 meses, nunca tivemos babá, é completamente impossível me imaginar com uma pessoa 24h na minha casa, cuidando do meu filho sob minha supervisão, porque eu fiz e faço questão de cuidar de tudo, banho, roupinhas, alimentação, etc, é um prazer que eu tenho viver essa experiência de maneira integral. Também nunca saímos de casa sem ele e por opção, ele só ficou com a minha mãe quando eu precisei ir ao médico e seria complicado levá-lo.

Então, onde entra o "interessante" nisso? As pessoas me criticam por fazer tudo sozinha, por nunca ter saído sem ele e todos os outros comentários/críticas que você deve estar acompanhando pelo motivo contrário desde que a MA nasceu.

Acho importante respeitar a maneira e as prioridades que cada família tem de criar seus bebês, porque justo como você disse, cada um é feliz a sua maneira.

Ouvi dia desses de uma amiga que voltou ao trabalho quando seu primeiro filho tinha apenas 4 meses e hoje, 7 anos depois, está cuidando em tempo integral dele e do irmãozinho com 9 meses, que ela foi mãe do primeiro aos fins de semana e hoje percebe que a expressão "tempo de qualidade" foi criada por pais que passam tempo demais fora de casa ou ausentes de alguma forma, para se conformarem diante da situação, quando na verdade nem se compara o tempo que ela dedica hoje aos meninos. Então, para todas as família, essa é a mensagem que eu deixo. Existe tempo de qualidade sim, mas 1h de um dia de 24h é igual a zero para uma criança.

Beijos, toda saúde e felicidade para você e sua família,
Lu




javi em 07 de Outubro de 2013 - 17:48:26
Mariah, admiro tu trabajo, tu dedicación y me alegro mucho de esta nueva etapa que estas viviendo, pero por primera vez quiero comentar algo que me parece importante, SIN ANIMOS DE CRITICA DESTRUCTIVA, SOLO CONSTRUCTIVA, leí en tu artículo que no has cambiado muchas "fraldas" como uds dicen, y aún no has bañado a tu bebe... entonces me animo a decirte y pedirte que por favor lo hagas ya!! cambiar fraldas te conecta con tu bebe, bañarlo es algo único, es una etapa que pasa muy rápido y se va.... y no vuelve, anímate TU ERES LA MADRE única en el mundo nada de lo que hagas va a estar mal, y por supuesto no dejes de salir en eso estoy de acuerdo contigo, contactate con tu bebe a pleno, si tu estas presente hazlo siempre tú o su papi claro!! besotes.
Laura em 07 de Outubro de 2013 - 17:44:46
Desculpe se parecer um pouco grosseira, mas me parece que é a babá quem cuida de sua filha e que você só faz a parte que é "excepcionalmente de mãe": amamentar! Isso porque a babá tem que pedir? Você não sabe a hora de dar mamá?
A babá serve para ajudar, não para fazer todo o trabalho. Eu tenho um filho de 2 meses e sinto o maior prazer em trocar todas as fraldas dele e dar todos os banhos, embora o papai também goste e faz muito isso.
Tente participar mais da vida e rotina de sua filha, assim vocês terão uma ligação muito maior!
Lara maia em 07 de Outubro de 2013 - 17:42:43
Mariah, uma das coisas mais chatas no periodo pos parto sao os
Conselhos, de familiares, amigas.. Todo mundo quer dar opiniao e acha que fazia melhor do que vc esta fazendo... Eu vi cada coisa! Mas eu simplesmente tapava os ouvidos e deixava para la. Imagino que para vc, uma pessoa publica como deve ser dificiil... Pois eu vou ser chata e da a minha opiniao! Vc nao precisa se justificar!!!! Vc que eh a mae da MA. E VOCE eh quem sabe o que eh melhor para ela, e vc quem decide. Sinceramente acho que essas pessoas que te criticaram, nao tem mais o que fazer. Eu particularmente fiz exatamente igual a vc. Nao deixei de sair, de levar minha vida, com 15 dias tive que voltar ao consultorio, voltar a trabalhar, e levar minha vida. Tirava o leite e deixava para ela tomar na mamadeira. Consegui fazer isso ateh os 4 meses, quando o leite foi acabando porque comecei a me
Cobrar muito, ficar estressada em TER QUE ir trabalhar e ai.. Comecei com o complemento. Mas sofia hoje esta com 7 meses e suuper saudavel e gordinha gostosa e esperta. Por isso te digo, como amiga! Kkkkkk aproveiterr e vivaa sua vida-!! Nao se apegue a esses julgametos alheios!!! Parabenss e bjosss
JU em 07 de Outubro de 2013 - 17:41:24
Disse tudo: mãe feliz, filho feliz.

Ly em 07 de Outubro de 2013 - 17:39:04
Maes tem que sair de casa sem seus filhos sim. Coisa mais sem graca ficar enfurnada em casa depois que o bebe nasce, fazendo o que? Se tem ajuda, baba, empregada, nao precisa desta neura toda. Eu penso eh nas mulheres pobres que tem que trabalhar e deixar seus filhos sabe-se la onde e com quem, dependendo da ajuda de parentes, ou creches mal equipadas. Sobre estas mulheres ninguem comenta.
em 07 de Outubro de 2013 - 17:35:48
Oi Mariah.
Eu quando tive minhas filhas não me privei de jeito nenhum de sair, toquei minha vida normalmente, a nossa vida não deve parar quando temos um filho, devemos só incluí-los na rotina. E uma rotina de festas, casamento, claro que não cabe a um baby de 2 meses, então é o mais sensato deixá-lo em casa, com quem quer que seja: babá, avó, tia....etc

Agora na questão da execução de tarefas, acho delicado demais uma babá fazer tudo para o baby. Imagina que a criança ficou dentro de você por 9 meses, quando ela nasce quer continuar com esse contato com a mãe e isso não acontece só durante as mamadas, acontece também na hora de trocar fraldas e CARAMBA, ainda mais na hora do banho, que é tão especial e tão íntima, pq um babá fazer isso??? Claro que nenhuma criança vai ficar traumatizada por não ter sido banhada por sua mãe, mas é carinho, é afeto, é intimidade, que só deveria ser repartida com a mãe, com o pai. Eu penso que babá é pra auxiliar a mãe e não ao contrario... a mãe auxiliar a babá. Pensa nisso com carinho, é tão importante ter todos os contatos íntimos com sua filha, troque as fraldas todas as vezes que puder, dê todos os banhos. Crie todos os laços possíveis com sua filha, ela vai crescer rápido e já já não vai precisar de você pra nada e aí sim, talvez, você olhe pra trás e se arrependa de tudo o que não fez.

E isso não é uma crítica, é apenas a opinião de uma mãe.

Beijos.
Lillian em 07 de Outubro de 2013 - 17:33:52
Mariah, você tá completamente certa! Filho não é sinônimo de prisão. A minha mãe teve um casal de gêmeos e quando eles estavam com 8 meses, eu ela e o meu pai passamos 15 dias viajando. Eles ficaram na casa da minha avó com a babá e mais a minha tia, e graças a Deus não aconteceu nadinha com eles. Teve gente que criticou muito, mas o pior seria levar os pequenos numa viagem cansativa.
Viva a sua vida, não é porque você deixou a sua filha em casa por algumas horas que você não será uma boa mãe!! Não dê importância pras criticas, tenho certeza que ninguém quer o melhor para um filho do que mãe e pai.
beijos


Lu em 07 de Outubro de 2013 - 17:31:27
Você está muito certa. Os filhos fazem parte de nossas vidas e precisam se integrar a ela, sem que precisemos abrir mão dela. Normalmente chegam em uma fase não baladeira dos pais, o que não significa que os pais não possam mais jantar fora, ou mesmo ir a um casamento. Sorte a sua de ter alguém de confiança para cuidar da MA! Com certeza o seu amor, seu cuidado, seu carinho e dedicação não são maiores ou menores, melhores ou piores do que aquelas que não tem babá.
Continue assim, linda, carinhosa e cuidando da sua filha da forma que você acha que ela merece, ela terá muito orgulho de vc. Bjs Lou
Bibiana em 07 de Outubro de 2013 - 17:30:21
Mariah, tô achando super legal tu dividir com as leitoras esse teu momento mãe e tal, mas acho que tu tá deixando de aproveitar um pouco com a tua filha. Trocar fralda de vez enquando? Não dar banho? COMO ASSIM? Bebês pequenos não quebram, pode tocar, viu? Tava te admirando tanto como mãe, mas cara, não gostei disso não, fiquei bem chocada quando li isso que tu escreveu aqui... e não só eu, muitas leitoras estão achando um absurdo, mas é como tu disse né, cada um cria seu filho da maneira que achar melhor, e se é melhor a babá fazer essas coisas SIMPLES que uma mãe pode fazer, então tá, boa sorte pra babá!

Beijos!
Ana Maria Trindade em 07 de Outubro de 2013 - 17:28:21
Gata, você ta assistindo a babá ser mãe da sua filhota!! Não faça isso!! Você vai se arrepender de não ter trocado fraldas, e de não ter sentindo o corpinho da sua filha "firmar" conforme os banhos que você for dando. Pense nisso! Deixe ela fazer isso quando você realmente não puder, por exemplo quando não estiver em casa.
Beijinho,
Ana Maria (mãe, trabalhadora, e que teve babá).
Ana Paula em 07 de Outubro de 2013 - 17:22:52
Você não troca fraldas nem dá banhos na sua filha?
Desculpa, mas na minha concepção, babá é uma auxiliar, não uma substituta da mãe. Não tenho nada a ver com a sua vida e cada um faz e pensa como lhe convém, mas muito me admira a forma de pensar de algumas pessoas.
Geovana em 07 de Outubro de 2013 - 17:22:45
Mariah isso mesmo.. estou me formando esse ano em Psicologia e vc está corretíssima, mãe tem que ter sua vida, seus compromissos pq a criança necessita dessa pequena falta da mãe para se desenvolver melhor psicologicamente.. enfim vale ressaltar que é uma PEQUENA falta, e não uma mãe ausente..
Vc está de parabéns sua filha é uma fofaaa... mil beijos
em 07 de Outubro de 2013 - 17:21:59
Oi Mariah, eu sou mãe de uma menininha linda, a Antonella, de 4 anos. Fui mãe com 23 anos. Acredito que não há problema nenhum em sair vez ou outra e deixá-la com a babá. Mas uma coisa te digo, aproveite ao máximo a sua filha, não deixe as coisas mais gostosas da maternidade para a babá, pois são através delas que os laços de amor surgem. Dei o primeiro banho na minha filha e até hoje faço questão de dar banho, escovar os dentes, lavar as roupinhas, fazer a tarefa ao lado dela, preparar a mochila, etc... A gente fica exausta quando a noite chega, mas com uma sensação deliciosa de dever cumprido. Beijos!
Leslie em 07 de Outubro de 2013 - 17:01:01
Perae, deixa eu ver se entendi bem... vc não troca fraldas e não dá banho na sua filha? Hum, modernidade é outra coisa, né? Que bom! :)
Manuela em 07 de Outubro de 2013 - 16:58:57
Oi Mariah, sempre acompanhei seu blog, mas nunca comentei. É um assunto super polêmico, né? Eu estou na outra ponta desta questão. Eu optei por não ter babá enquanto estava de licença maternidade e foi a melhor coisa que fiz. Aprendi sozinha e trocar fralda, dar banho (com muito medo!)e foram momentos únicos. Lógico, que era muito difícil sair para me arrumar e tal, mas não me arrependo. Eu me virava, fazia as unhas em casa, estava sempre arrumada, cabelo em ordem, etc. Eu saia de casa nos momentos em que deixava meu filho com meu marido e por algumas horas. Vou te dar uma sugestão: pare de ficar olhando o que a babá faz e põe a mão na massa! São momentos únicos na vida e passam muito rápido. Você já é linda naturalmente!Crie coragem e libere a babá por um dia para ver como se sai bem! Aproveite e curta cada momento.
Renata em 07 de Outubro de 2013 - 16:46:22
Mariah, você está certíssima ! Parabéns por sua postura. Agi de forma similar a você com meus dois filhos, que hoje tem 4 anos e 1 ano e 04 meses, e nunca tive problemas. Óbvio que algumas pessoas reprovam, não aceitam, enfim, mas cada uma que sabe o que lhe faz mais feliz e, por conseguinte, traz felicidade para casa, para o marido e para o bebê. Tudo de melhor nessa vida para sua princesa !!
Luiza em 07 de Outubro de 2013 - 16:39:47
Fantástico eu post de hj. Realmente as mamães tem que saber que seu emocional influencia sim os bebês, desde a gravidez!! Essa dica que vc deu de a mulher não esquecer de si também nesse momento é essencial pro equilíbrio que muitas de nos buscam ne: mãe, esposa, e mulher!! Sucesso pra vc Mariah, pensamos muito igual sobre essas coisas. Bjs
Raquel em 07 de Outubro de 2013 - 16:38:34
Meu pensamento depois que virei mãe é que sempre devemos fazer o que funciona pra vc ou para sua familia.

Otimo que voce tem uma pessoa para te ajudar 24h. Isso não te fará menos mãe de forma alguma. Assim como aquela que não fez parto normal ou aquela que por algum motivo não amamentou. As pessoas pensam que só porque estão atrás de uma identidade virtual tem o direito de julgar. Aprendi que ser mãe ê ter teto de vidro.
Bjs e parabéns pela MA

Cristiana Cabral em 07 de Outubro de 2013 - 16:36:31
Oi Mariah!
Tenho 2 filhos, um de 6 anos e um de 1 ano, e posso te dizer que te entendo completamente!!!
Meu pós parto do 1º filho foi complicado e eu muito noiada quase não saí de casa... Foi péssimo! Para mim, para o casal e para o bebê!
O bom é que a gente aprende com os erros e no segundo filho, eu tive uma babá de extrema confiança que me ajudou a agir de forma diferente, sem neuras, curtindo meu momento mãe sem deixar de ser mulher e esposa! Olhe, eu fui uma mãe muito melhor!!! Meu segundo filho mamou até os 10 meses e é uma criança muito feliz! Sei que esse assunto é bem controverso, mas tenho q confessar q fui uma mãe muito mais feliz depois de reconhecer q tb tinha necessidades além da maternidade!
Beijo!
Cristiana
RENATA em 07 de Outubro de 2013 - 16:24:27
Mariah sua filha é linda...gosto muito do seus post sobre gravidez, pois estou gravida de 6 meses..

Sou sincera em te falar, as vezes acho um pouco exagerado as coisas dos post, pois quem tem uma vida mais simples q a sua tem que se virar e fazer tudo sozinha (trabalhar, cuidar do filho, ser dona de casa, cozinhar, ir a supermercado e ainda ser uma grande esposa pro marido).. por mais que você tenha uma Babá 24 horas, amamentar, dar banho, remédio..são coisas da mãe fazer, ficar esperando a babar chamar...deixou nós blogueiras um pouco chocada..

mais mesmo assim gosto muito do blog..

bjs

Renata


Abigail em 07 de Outubro de 2013 - 16:21:24
Super concordo com vc Mariah,é isso ai, Mãe feliz filha feliz..

Bjão amoooo muiito o seu blog todos os dias estou por aqui...
Geraldine em 07 de Outubro de 2013 - 16:18:42
Vc está certíssima! Cada caso é um caso. O que não vale é ficar metendo o bedelho na vida dos outros. Essa é batida, mas é verdadeira: se Deus deu apenas uma vida para cada um de nós, está claro que devemos cuidar da NOSSA vida e não da dos outros.
Vanessa Antunes em 07 de Outubro de 2013 - 16:17:32
Mariah, querida... não se preocupe com o que as pessoas dizem. Vc ama o seu bebê, vive a sua maternidade e mostra sua vida tão linda e sua família aqui... Sempre vão existir pessoas a criticar. Deixe isso pra lá!!! Viva esse AMOR de ser mãe, esse momento maravilhoso, que só vc sabe o que é. Não se justifique! Não vale a pena! Conheço vc, assim da internet e te acho uma linda, torço muito por vocês!!! Sejam muito felizes!!! Deus abençoe e cuide sempre de vc e da sua família!!! Que Nossa Senhora esteja sempre protejendo vc e a Maria Anttônia com seu manto de mãe!!! Beijinhos no coração!!!
Roberta Morais Battaglia em 07 de Outubro de 2013 - 16:16:12
Oi Mariah, postei um comentario no seu insta e vc respondendo me dando forcas.
Eu nao tenho baba e nem ning de confianca em casa, o que torna minha rotina muito mais pesada. Meu bebe esta agora com 3 meses e meio, e sofri sozinha todas as dificuldades de uma mae insegura e de primeira viagem. Chorava embaixo do chuveiro para ninguem ver. Entao qdo vejo seus posts linda e glamurosa, ainda me acho a mais incompetente de todas as mulheres rs, mas estou apredendo a relaxar. Em 3 meses consegui fazer a unha 1 vez e me senti linda rsrs. Nao acho que nenhuma mae ame menos ou mais, so possuem vidas diferentes. Em janeiro volto ao trabalho e acho que irei ser eu novamente, sem deixar de ser mae amorosa. Bjo
Danielle em 07 de Outubro de 2013 - 16:15:34
Mariah, vivi duas situações como mãe, namorei meu esposo por 6 anos, casamos, viajamos aproveitamos muito e depois de 5 anos de casados, aos 28 anos tive a Catarina, amamentei EXCLUSIVAMENTE no peito! era neuróticas em deixá-la com alguém, ou dar mamadeira e ela não querer mais o peito, aonde íamos levava nossa pequena, aos 4 meses de vida dela seriamos padrinhos de um casamento, levamos a pequena e entrei na igreja ouvindo os berros dela de cólica... Fiquei 1 hora na festa e fui pra casa!!! Quando ela fez 1 ano pela primeira vez sai sem ela, para ser madrinha de outro casamento, ficou com a minha mãe, única pessoa no mundo que até hoje fica com minhas filhas!!! Quando a catarina dez 1 ano e 1 mês fiquei grávida da Rafaela, essa com um mês ficava com minha mãe, e a mamadeira com meu leite!! Mamou normalmente no peito, e super apegada a mim... Não me arrependo de nada pq mãe de primeira viajem tem inúmeros erros, mas se pudesse voltar ao tempo teria feito o mesmo com a catarina!!! O casamento agradecem a cabeça agradece...e ontem eu e meu marido decidimos que vamos ter uma baba 24hs, pq nem sempre podemos contar com minha mãe...
Fe Cardoso em 07 de Outubro de 2013 - 16:12:23
Oi Mariah, concordo com vc, estou na segunda gestação a primeira foi bem difícil pra eu voltar ao trabalho, voltei com peso na consciência de deixar em escolinha tempo integral, mas com o tempo vi que o que valia realmente era a qualidade do meu tempo com a minha princesa, hoje ela é uma menina linda, extrovertida e super adaptada e que bom que eu continuo investindo no que gosto na minha carreira, da pra ter os dois e ser feliz, filhos só acrescentam na vida da gente, não ha necessidade de parar tudo pra apenas cuidar deles a menos que se queira e possa.
E que as pessoas que te acompanham saibam respeitar isso!
bjs
Fe Cardoso
www.milideiasporfecardoso.blogspot.com
bianca porfirio oliveira em 07 de Outubro de 2013 - 16:02:52
ola Mariah, acho que você esta certa!! não deixamos de ser menos Mãe, porque saimos e trabalhamos. Também acostumei meu filho assim, desde de meses de vida ja ficava com os avós, ia pro rancho ficar fim de semana com eles, também sai e viajei.. Graças a DEUS tenho minha consciencia tranquila, fora que os laços familiares se estreitam quando avós e tios participam de perto desse crescimento! Pelo menos na minha familia sempre foi assim. ate rolava um
ciumes...rsrs.. E você tem toda razão, Mãe feliz e realizada, sinomino de familia feliz!!! PARABÉNS!!!
Mabilia Souza em 07 de Outubro de 2013 - 16:01:24
Mariah, adorei o post! Ainda não tenho filhos(quero gemêos rsrsrs)! Mais já penso igual a você! Num é pq a mãe fica 24hs com o filho no colo que ama mais ou menos! Acho até que muitas mulheres acabam com depressão pós-parto por se anularem muito nesse período! Adoro seu blog, passo aqui todos os dias hehehe! Desejo muita saúde pra vc e pra MA! Bjus
Mirella G sousa em 07 de Outubro de 2013 - 15:50:40
Tá de brincadeira q tu não troca fralda ne dá banho?Mãe é vc,e não a babá.E a criança não vai ficar traumatizada por vc não fazer,mas vc é q vai perder momentos e experiencias q não voltarão atrás.E isso não é estressante.Ser mãe não é só parir.Vc pode e deve sair...tá certa,mas experiemente cuidar dela mais,sem ajuda toda hora,troque uma fraldinha,dê banho,vc vai amar!
bjooo
Fernanda Chaves Dias em 07 de Outubro de 2013 - 15:45:07
Olha Mariah,
O blog é SEU espaço, assim como o seu instagram e tudo mais...ali e aqui as pessoas falam o que elas bem entendem e eu sei como isso é chato, mas faz parte.
Ainda bem que, dá pra notar, vc é bem resolvida e está levando isso tudo na boa. Cuide da MA da maneira como vc acha certo, com ou sem ajuda 24hs de babá. Ninguem tem mesmo nada com isso. Todas percebemos o qto sua filha é amada, olhada e cuidada. Nao é pq sua vida tem q continuar, que vc vai estar neglicenciando ou qq coisa do tipo. Se vc pode ter a estrutura q tem, tem mais é que usufruir mesmo.

Aguardando ansiosamente o post sobre o parto!! Daqui uns meses sou eu!!! Louca pra saber seu relato.
Bjinhos pra vc
Nanda
Camila Listoni em 07 de Outubro de 2013 - 15:24:38
Ma!!! Lembra de mim né? Filhota linda! família linda que você e o Antônio formaram! Parabéns!! E vc mais linda ainda como mãe! Esses dias arrumando álbuns achei nossas fotos de ata, no rancho, na escola, formatura... saudades! Bom te ver feliz!! Deixei recado pra vc no face, mas acredito q não tenha conseguido ver pelos inúmeros recados que devem deixar! Logo irei pra ata, quem sabe não nos encontramos? Beijo grande! E ainda mais saúde e alegria nessa nova etapa tão linda que está vivendo!


Ca!!!! ÓBVIO que lembro né??? Qtoooo tempo!!!!! Como vc está? Não vi recado seu no face, foi no meu face pessoal? Me avisa quando vier pra cá, faço questão de vc vir conhecer a Maria Antonia! Nem dá pra acreditar que eu já tenho filha hahaah!!!!! Me avisa tá??? Bjsss!!!
Paty em 07 de Outubro de 2013 - 15:23:22
Concordo com vc nesse ponto de cada mãe faz o que é melhor para sua família!!!! E isso deve ser respeitado....vc faz parte de uma realidade muito diferente da maioria dos brasileiros, e acho que por isso as pessoas se espantam tanto quando leem um post com detalhes como esse, mas essa é sua vida, sua realidade, é uma pessoa abençoada, que pode manter sua bebe segura em casa e retomar sua rotina pessoal...se vc é feliz assim, maravilha!!! Eu pessoalmente escolhi criar minha filha com apego, que tb é um tipo de criação bem criticado e hj em dia muito amado tb...rsrs...Eu me descobri como uma mãe que ama cuidar....e desde o começo quis fazer de tudo, e essa necessidade foi crescendo...crescendo...e hj o que mais me alegra na vida é estar com minha filha....aproveitar cada segundo dessa fase tão incrível e maravilhosa de bebê.... Pra mim, cada dia, cada descoberta, cada momento é único, e tenho curtido demais. Hoje sou muito mais feliz e realizada, porque me permito viver o hoje, porque sei que essa fase maravilhosa vai passar, e logo novas fases vão surgir....seja com a familia, ou na minha vida pessoal e profissional!!!Hj me permito ser eu mesma!!rs
Grande beijo Mariah!!! Continue sendo feliz, sendo vc!!!
Eli Martins em 07 de Outubro de 2013 - 15:21:41
Mah,
Existem muitas formas da maternidade, e quem esta de fora sempre tende a não compreender cada estilo.
Concordo que a mãe deve fazer suas atividades, penso que tudo deve ser conciliado.
Mas olha, não perca a oportunidade de estar sempre com a MA, dar um banho, curtir este momento tão próximo de vocês, tenho certeza que ela amará um banho dado pela mamãe.
Eles crescem tão rápido, logo logo você não terá mais um recém nascido, aproveite a chance.
Bj

Ah, o vestido vermelho é lind, vc ficou muito linda.

em 07 de Outubro de 2013 - 15:14:47
Eu também concordo com você, de que a vida não para e que nos realizar como mãe, não significa estar 24hs por dia focada. Cada um tem sua opinião e devemos é claro respeitar... Agora, as pessoas que criticam sua maneira de agir, será que viveram integralmente seu papel de mãe???
O curioso é que vivemos numa geração de mulheres independentes, que tem seu trabalho, sua vida social e sua vida familiar diferente do que nossas avós por exemplo e que esse tipo de cobrança se torna inquestionável.
Portanto Mariah, viva intensamente seu momento.... Sendo e se sentindo feliz sempre!!
Diane Lorde em 07 de Outubro de 2013 - 15:14:20
Você esta seguindo seu instinto, fazendo as coisas do seu jeito e ninguém poderá dizer se é certo ou errado, basta que se sinta tranquila com suas decisões.
Super apoio!
Também sou mãe e passei por isto, se você tem alguém de confiança com quem deixar, não tem porque não ir.
Iara em 07 de Outubro de 2013 - 15:08:13
Olá Mariah, é a primeira vez que entro no seu blog e já gostei de ler o post de hj. Tenho uma neném de 10 meses e penso como vc. Não tenho babá e cuido dela e da casa sozinha. Sou professora de pré-escola e estou sem trabalhar por estar morando em outra cidade. Volto para minha cidade de origem no final do ano e voltarei a trabalhar. Minha filha estudara na mesma escola que estarei. Entrará com 1 ano. Leio tantos blogs de mães que criticam quem tem babá, mães que colocam as crianças na escola com menos de 3 anos, como se essas mães fossem menos mães do que aquelas que escolheram ficar tempo integral com seus filhos. Adorei seu depoimento sincero e justo. E concordo com sua mãe tb... Sempre convivi com mães de alunos que se dedicavam cada uma a sua forma. Acertos e erros acontecem em todos os casos. Gostaria de ler mais na net depoimentos como o seu: sem julgamentos. 😉 Bjs em vc e na sua princesa! Ser mãe de menina é bom demais... Hihi
Carol em 07 de Outubro de 2013 - 15:07:54
Mariah, eu concordo que mae feliz consigo msm eh mae mais amorosa p seu bebê, eh claro. Mas, a felicidade e este sentimento pleno tb estão nas pequenas coisas. Ser mae, infelizmente, nao eh ao brincar, cantar etc vai MUITO além. Mae eh a que esta presente, principalmente, nos momentos difíceis. .
Nos primeiros meses, mais precisamente até os sete, eu tive a ajuda de uma pessoa especializada. E posso falar? Eh MUITO bom, dá um descanso tremendo. Depois me mudei e fiquei apenas com uma pessoa que me ajuda durante a semana. Conclusão: mae vai mto além, SIM, de cantar, brincar e estar presente nos momentos bons. Mae faz td isso e mais o principal: se doa. Acho que eh essa a expressão. Meu filho eh meu alicerce e eu sou o dele. Qnd meu filho adoeceu pela primeira vez, eu vi oq eh ser mae. Passava a noite medindo a temperatura dele, esaa tarefa era MINHA. Se eu deleguei esta tarefa a alguém? De maneira alguma. Ngm o ama mais do que eu. Por isso, seja plena para a sua filha. Participe de td, abrace, beije (crianca dessa idade nao tem manha), durma abraçadinha com ela kkkkkkk o amor de mae tb precisa ser exercitado e o vínculo mãe-filho eh único, nao o delegue a outra pessoa.
Daniela F C em 07 de Outubro de 2013 - 14:59:05
Você ainda não deu banho nela? trocou fralda "algumas vezes"? estou cho-ca-da. De verdade. Sorry, mas não caiu sua ficha. Tenho um filho de 2 anos e meio e estou gravida de 22 semanas. Outra pessoa, que foi minha mãe, só foi dar banho nele quando ele tinha 3 meses....eu fazia questão desse momento, eu e meu marido...e não é por falta de babá, ou de ajuda...é por satisfação mesmo, por ser um momento da família, e não de terceiros.....

Você esta perdendo coisas únicas, coisas da real maternidade..esta brincando de boneca...

você sair eu acho ok. Se esta tudo bem com ela, tem alguém de confiança e se sente confortável...nada de errado.

Mas a duvida quanto ao mama, não é nem como ela faz para mamar, mas é como VOCÊ faz com o leite quando "ele vem", quando chega a hora da mamada...isso realmente me intriga..pq se vc só dá mama no peito, ele vaza se não mamar na hora que vem...83993566 como vc faz?
Katia em 07 de Outubro de 2013 - 14:54:40
Boa tarde!

Estou grávida de 12 semanas, e nesse pouco período de gestação, já ouvi várias coisas, eu sou da opinião, que mãe nenhuma deve se anular por conta do bebê, acredito que tudo tem que ter seu tempo, minha vida, meus cuidados, minha casa, meu marido, meu bebê, meu lazer.
Não acho justo, termos que nos privar de viver, pois é como você disse, "Mãe presente não é só aquela mãe que troca fraldas, dá banho, coloca pra arrotar e se cobra o dia todo! Mãe presente também é aquela mãe que não troca tantas fraldas, mas brinca com o seu filho, ensina, o faz sorrir, dá risadas, canta, conta histórias..."
Eu sempre tive para mim, que quando meu beber nascer, tudo vai ter seu tempo, afinal, não acho justo me anular, quero ter meu tempo para academia, receber amigos...enfim, uma vida normal.
E o que vejo muito são muitas mães que se escondem atrás do bebê, e utilizam o bebê como desculpa, para tudo.


pamella ribeiro em 07 de Outubro de 2013 - 14:30:11
SABIAS PALAVRAS!
Jujuba Joias
Recco
Vida Bela
Paula Torres
Amaro
Eva-Nyc
MARIAH TV:
MY INSTAGRAMS
FACEBOOK
TWITTER
AMIGOS DA MARIAH
VIAGEM
LOOK DO DIA
DIY
BELEZA
CASAMENTO
BABY
MODA
ETC
ANUNCIE
SOBRE A MARIAH
RECEBA NOSSA NEWSLETTER
FALE COM MARIAH
FACEBOOK
TWITTER
INSTAGRAM
MARIAH TV
CATEGORIAS AMIGOS DA MARIAH